Voce sabia que Inspirar pelo nariz estimula três regiões do cérebro?

Resultado de imagem para imagens sobre respiraçãoA respiração não serve apenas para encher nossos pulmões de ar e permitir a troca gasosa do nosso sangue, mas também afeta nosso pensamento e funcionamento cerebral, segundo um novo estudo da Northwestern University (EUA). O trabalho foi publicado na revista The Journal of Neuroscience.

Pesquisadores descobriram que o ritmo da respiração cria atividade elétrica no cérebro humano, e que os efeitos são diferentes dependendo se respiramos pela boca ou pelo nariz e se estamos inspirando ou expirando.No início do trabalho, os pesquisadores analisaram dados de eletroencefalografia de sete pacientes com epilepsia. Esses pacientes tiveram eletrodos implantados em seus cérebros antes de passar por cirurgia para tentar determinar a origem das convulsões. Os dados mostraram que a atividade cerebral parece entrar em sincronia com a respiração.

Estímulo cerebral

Essa atividade foi observada em três regiões do cérebro: o córtex piriforme, que processa cheiros; o hipocampo, que controla a memória; e a amígdala, que está ligada ao processamento de emoções.

“Uma das principais descobertas desse estudo é que há diferença dramática na atividade cerebral na amigdala e do hipocampo durante a inspiração quando comparado com a expiração”, diz a neurologista Christina Zelano.

“Quando você inspira, descobrimos que você está estimulando neurônios no complexo olfativo, amigdala e hipocampo”.

Os pesquisadores descobriram que a estimulação parece estar limitada à inspiração, e apenas quando a respiração acontece pelo nariz, e não pela boca.

Experimento de interpretação de expressões

No experimento conduzido no estudo, participantes sentados na frente de uma tela de computador e usando uma máscara respiratória tinham que classificar imagens entre expressões de medo ou de surpresa. Assim que as fotografias de rostos apareciam, eles tinham que selecionar uma das duas emoções o mais rápido possível.

O objetivo era analisar como a amigdala – que está envolvida na interpretação de expressões faciais – é afetada pela respiração. Participaram desse experimento 70 voluntários com idades entre 18 e 30 anos.

O resultado foi que os participantes selecionavam a opção correta com maior velocidade quanto inspiravam pelo nariz. Essa diferença foi de apenas uma fração de segundo, e aconteceu apenas na identificação das expressões de medo. Já o tempo de identificação de expressões de surpresa não se alterou com os diferentes tipos de respiração.

Teste de memória

Um experimento separado envolvendo 42 participantes testou a memória dos voluntários, medindo a atividade no hipocampo. Os voluntários viam imagens de objetos na tela do computador e depois tinham que se lembrar deles.No experimento, o grupo se lembrou melhor dos objetos quando inspirava pelo nariz, com 5% mais acertos do que quando estavam expirando.

Respiração ofegante

O estudo sugere que nossas habilidades cognitivas melhorem com a inspiração, e isso pode explicar por que ficamos ofegantes em situações perigosas. Assim, uma reação como a fuga acontece mais rapidamente.Observações mostram que um adulto respira em média entre 12 e 18 vezes por minuto, enquanto esse número aumenta para 20 quando a pessoa entra em pânico.

Voce sabia que ……..

Humanos podem respirar um líquido ao invés de ar?

Uau…parece coisa de ficção, não é?

Todo mundo que assistiu o filme “O Segredo do Abismo” (The Abyss – 1989) deve lembrar da cena em que o rato é colocado em um líquido hiperoxigenado, e sobrevive respirando o líquido (a cena pode ser vista aqui). O mergulhador em uma cena posterior também entra em um equipamento de mergulho onde o ar é substituído pelo mesmo líquido.No filme, a cena do ator faz parte dos efeitos especiais, mas será possível respirar líquidos? A resposta está no próprio filme: a cena em que o rato está respirando o líquido não é efeito especial.

Primeiro é preciso entender algumas coisas. A gente se afoga não por que entra água nos pulmões, mas por que a gente não consegue retirar oxigênio suficiente da água, usando os pulmões. E não consegue por vários motivos. Um deles é que na água há muito pouco oxigênio dissolvido (o ar tem vinte vezes mais oxigênio). Se você se perguntou como os peixes conseguem sobreviver com tão pouco oxigênio,vamos á uma pequena aula de biologia;- é por que eles têm “sangue frio” e metabolismo mais lento. Nossa exigência metabólica de oxigênio é maior.

 

Mas…. e um líquido com mais oxigênio que a água? Como no filme, uma scuba com líquido enriquecido com oxigênio usado para “respirar” já foi patenteada pelo inventor americano e cirurgião de pulmões e coração aposentado, Arnold Lande.A idéia do inventor é usar um perfluorocarbono, um tipo de líquido que é capaz de dissolver grandes quantidades de gases, em uma scuba com um mecanismo que retire do perfluorocarbono o CO2 e coloque mais O2, retirado da água. Outra alternativa para o CO2 seria uma guelra artifical presa na veia femural, que “perderia” este gás para a água.

Este invento permitiria que os mergulhadores humanos fossem a maiores profundidades e com menos problemas, como a formação de bolhas de nitrogênio quando começam a subir (que pode ser fatal).

Mas não são só os operários da Petrobrás que trabalham em extração de petróleo a grandes profundidades que se beneficiariam. Outros que parecem interessados nisto são os militares. Aparentemente, eles fizeram testes similares na década de 1980, tão intensos que alguns envolvidos, que forçaram líquido para dentro dos pulmões, acabaram rompendo as costelas por estresse. Este problema poderia ser resolvido com um equipamento auxiliar, similar ao “pulmão de ferro”.

Bebês prematuros…

Finalmente, há os bebês prematuros. Um dos problemas enfrentado pelos prematuros com menos de 28 semanas é a imaturidade dos pulmões, que faz com que os alvéolos, sem os surfactantes necessários, acabam “colando” quando o pulmão esvazia. Por conta deste problema, só 5% dos prematuros com esta condição sobrevivem. Desde a década de 1990, experimentos com respiração de fluidos são feitos, e nestes testes 60% dos pacientes sobrevivem.Outros possíveis beneficiados seriam os pacientes com danos pulmonares e cardíacos, e também astronautas, onde uma cápsula líquida poderia ser usada para substituir uniformes usados para lidar com forças G extremas.

Por enquanto, as pesquisas estão paradas,(!!!) já que é preciso um fluido menos denso e mais econômico. Os perfluorocarbonos são duas vezes mais densos que a água, o que faz com que não sirvam para longos períodos, por causa do estresse imposto aos pulmões. Além disso, os perfluorocarbonos são vendidos a preços que variam entre US$60 (R$120,00) a US$150 (R$300,00)…..


Imagem relacionadaKriya Yoga-A Yoga da Respiração

Sabedoria, criatividade, segurança, felicidade, amor incondicional… será realmente possível encontrar algo que dê felicidade verdadeira e duradoura?Experimentar a divindade na alma, reivindicar a bem-aventurança divina como nossa própria bem-aventurança – eis o que os ensinamentos de Kriya Yoga de Paramahansa Yogananda oferecem a cada um de nós.

História da Kriya Yoga 

A sagrada ciência da Kriya Yoga consiste em técnicas avançadas de meditação, cuja prática regular conduz à união com Deus e à libertação de todo tipo de maya.Os sábios iluminados da Índia descobriram a ciência espiritual da Kriya Yoga num passado remoto e ela ficou esquecida por muito tempo. O Senhor Krishna a elogia no Bhagavad Gita e o sábio Patânjali a menciona nos Yoga Sutras. Paramahansa Yogananda disse que Jesus Cristo e alguns de seus discípulos, como São João, São Paulo e outros, também conheciam este antigo método de meditação…. É a técnica régia ou suprema de yoga, a união divina.

A Kriya Yoga esteve perdida nas Idades das Trevas e foi reintroduzida nos tempos modernos por Mahavatar Babaji. Lahiri Mahasaya, um de seus discípulos, foi o primeiro da época atual a ensinar abertamente a Kriya Yoga.

Mais tarde Babaji pediu a Swami Sri Yukteswar Giri (1855-1936), discípulo de Lahiri Mahasaya, que treinasse Paramahansa Yogananda e o enviasse ao Ocidente para transmitir ao mundo esta técnica reveladora da alma.Paramahansa Yogananda foi escolhido por sua veneranda linhagem de Gurus para trazer ao Ocidente a antiga ciência da Kriya Yoga e foi com este propósito que ele fundou a Self-Realization Fellowship em 1920.

Antes acessível apenas aos poucos fiéis que renunciavam ao mundo e levavam vida reclusa como ascetas, os grandes mestres da Índia colocaram atualmente a antiga ciência da Kriya Yoga ao alcance dos buscadores sinceros de todo o mundo através de Paramahansa Yogananda e da organização espiritual que ele fundou (SRF-YSS).

Yogananda escreveu:

Imagem relacionada“Abençoando-me antes de eu partir para os Estados Unidos em 1920, Mahavatar Babaji me disse que eu havia sido escolhido para esta sagrada missão: ‘Foi você quem eu escolhi para difundir a mensagem da Kriya Yoga no Ocidente. Há muito tempo encontrei seu guru Yukteswar num Kumbha Mela e lhe disse então que o enviaria para treinamento. Kriya Yoga, a técnica científica de realização divina, terminará por difundir-se em todas as terras e ajudará a harmonizar as nações por meio da percepção pessoal e transcendente que o ser humano terá do Pai Infinito’.

 


Técnicas de meditação do caminho da Kriya Yoga 

Paramahansa Yogananda dá uma descrição da Kriya Yoga na Autobiografia de um Iogue. A técnica exata é dada aos estudantes das Lições da Self-Realization Fellowship após período preliminar de estudo e prática das três técnicas preparatórias que Paramahansa Yogananda ensinou.

Praticadas em conjunto como um sistema completo, as técnicas dão ao praticante a possibilidade de obter os benefícios mais elevados possíveis e alcançar o objetivo divino da antiga ciência da yoga.

1. Exercícios de Energização: exercícios psicofísicos que preparam o corpo para a meditação, desenvolvidos por Paramahansa Yogananda em 1916. A prática regular dos exercícios proporciona relaxamento físico e mental e desenvolve a força de vontade dinâmica. Utilizando respiração, força vital e atenção concentrada, a técnica possibilita atrair abundante energia conscientemente para o corpo, purificando e fortalecendo todas as suas partes, uma após a outra. Os Exercícios de Energização, que são feitos em cerca de 15 minutos, são meios muito eficazes para eliminar o estresse e a tensão nervosa. Quando praticados antes de meditar, são de grande ajuda para se entrar na quietude, no estado de consciência interiorizado.

Postura de meditação2. Técnica de Concentração de Hong-Só: ajuda a desenvolver os poderes latentes de concentração. Com a prática desta técnica aprende-se a retirar o pensamento e a energia das distrações externas para poder concentrá-los em qualquer objetivo ou problema que necessite solução. Também podemos empregar a atenção concentrada para perceber a Consciência Divina em nós.

3. Técnica de Meditação de Om: ensina a utilizar o poder de concentração da forma mais elevada, isto é, empregá-lo para descobrir e aperfeiçoar as qualidades divinas de nosso verdadeiro Eu. Este método antigo nos ensina a experimentar a onipresente Presença Divina como Om, o Verbo ou Espírito Santo que está em toda a criação e a sustenta. A técnica permite expandir a consciência além das limitações de corpo e mente, permitindo que alcancemos a bem-aventurada percepção de nosso potencial infinito.

4.Técnica de Kriya Yoga: a Kriya é uma avançada técnica Raja Yoga de pranayama (controle da energia vital) que reforça e revitaliza as correntes sutis de energia vital (prana) na espinha dorsal e no cérebro. Os antigos videntes da Índia (rishis) perceberam que o cérebro e a coluna vertebral constituem a árvore da vida. Pelos sutis centros cerebrospinais de vida e consciência (chakras) flui a energia que dá vida a todos os nervos, órgãos e tecidos do corpo. Os iogues descobriram que, movimentando continuamente para cima e para baixo a corrente vital (prana) ao longo da coluna vertebral com a técnica especial de Kriya Yoga, podemos acelerar enormemente nossa evolução espiritual.

A prática correta da Kriya Yoga faz com que a atividade normal do coração, dos pulmões e do sistema nervoso desacelere de modo natural, o que origina profunda tranquilidade interior de corpo e mente e liberta a atenção da turbulência normal de pensamentos, emoções e percepções sensoriais. Na clareza da serenidade interior sentimos uma paz cada vez mais profunda e nos harmonizamos com nossa alma e com Deus.

Visão pessoal…

Como aprender Kriya Yoga então?O primeiro passo é uma sugestão pessoal; pedir as lições da Self  Realization Fellowship. No primeiro ano de estudo em casa os estudantes aprendem três técnicas básicas de meditação (descritas acima) e os princípios da vida equilibrada, dados por Paramahansaji.Esta introdução gradual tem um propósito. Assim como o alpinista que pretende escalar o Himalaia tem de se aclimatar e se preparar físicamente antes de subir ao cume, o buscador também precisa de um período inicial para aclimatar seus hábitos e pensamentos, preparar a mente com devoção e concentração e se exercitar na prática de direcionar a energia vital do corpo. Então, o iogue está capacitado a ascender pela autopista da realização através da coluna vertebral. Depois de um ano de prática e preparação, o estudante cumpre os requisitos necessários para pedir iniciação na técnica de Kriya Yoga e estabelecer formalmente a consagrada relação guru-discípulo, (uma relação com característica positiva e não impositiva/dogmática) com Paramahansa Yogananda e sua linhagem de mestres iluminados.Um dos objetivos fundamentais da missão de Paramahansa Yogananda foi revelar a unidade básica e a completa harmonia entre o Cristianismo original ensinado por Jesus Cristo e a Yoga original ensinada por Bhagavan Krishna, e mostrar que esses princípios da verdade são o fundamento científico comum de todas as verdadeiras religiões.Para o público em geral, Jesus expôs uma filosofia simples de fé, amor e perdão. Frequentemente ele usava parábolas cheias de significado moral atemporal. Mas aos discípulos próximos, ele ensinou verdades mais profundas que tinham correspondência cabal com os profundíssimos conceitos metafísicos da filosofia iogue, muito mais antigos.Em seu extenso comentário sobre os Evangelhos, The Second Coming of Christ: The Resurrection of the Christ Within You, Paramahansa Yogananda oferece a interpretação completa dos ensinamentos originais de Jesus, inclusive o fato de que ele transmitiu a seus discípulos as técnicas esotéricas de meditação iogue……leia os livros e confira,estão entre meus favoritos…

Inspiração…

Autobiografia de um Yogue-Paramahansa Yogananda

Lições sobre Kriya Yoga da Self Realization Fellowship

O cérebro de Buda-Neurociência prática para a felicidade-Rick Hanson

Journal of Neuroscience

cropped-cropped-cropped-cropped-cropped-preto-e-branco11.jpgMonicavox

Recomendo…

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre neurociencia da respiração

Resultado de imagem para imagens sobre respiração kriya yoga

Imagem relacionada

 

 

Resultado de imagem para imagens sobre respiração kriya yoga

Resultado de imagem para imagens sobre respiração kriya yoga

 

 

 

 

Anúncios

Um comentário em “Voce sabia que Inspirar pelo nariz estimula três regiões do cérebro?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s