Trump deleta seções sobre clima, direitos civis e LGBT do site da Casa Branca…..

Fotos aéreas das posses de Donald Trump e Barack Obama

Nota do Monicavoxblog-A posse de Donald Trump (à esquerda) e a de Barack Obama em 2009. A imagem foi registrada no famoso obelisco que está no centro de Washington no momento em que ambos os presidentes faziam o juramento para assumir o cargo.(fonte Reuters)

Mal o novo presidente americano, Donald Trump, tomou posse, e a Casa Branca já atualizou o seu site com algumas novidades polêmicas. A seção dedicada às mudanças climáticas, bandeira defendida pelo ex-presidente Barack Obama, por exemplo, foi apagada da página oficial, assim como qualquer menção ao aquecimento global. Também não há mais seções no site sobre direitos civis e público LGBT. As informações são da Agência Ansa.

A nova política deve-se ao fato que o novo ocupante da Casa Branca e boa parte do Partido Republicano minimizam os efeitos causados pelas alterações no clima e a necessidade de se investir na chamada “economia verde”. Por outro lado, a página oficial traz algumas das medidas que o magnata promete adotar como novo presidente dos Estados Unidos.

Entre as iniciativas anunciadas, está a construção de um “escudo espacial” para proteger o país de possíveis “mísseis” lançados por nações como Irã e Coreia do Norte. O Irã inclusive assinou um acordo nuclear com as principais potências do planeta, incluindo os EUA, no qual limita suas atividades atômicas. Acordo esse que Trump prometeu rever.

Além disso, a Casa Branca listou mudanças importantes na política econômica, como a saída dos EUA do Acordo de Associação Transpacífico (TPP, na sigla em inglês), formado por 12 nações que reúnem 40% do Produto Interno Bruto (PIB) global.Trump também pretende renegociar o Nafta, tratado de livre comércio com Canadá e México. “Se os parceiros se negarem, o presidente insistirá em sua intenção de deixar o pacto”, diz a Casa Branca. O objetivo do republicano é criar 25 milhões de postos de trabalho na próxima década e alcançar um crescimento econômico de 4% ao ano.

Outra promessa apresentada pelo site oficial do governo é a de “derrotar o terrorismo islâmico”, classificada como uma “prioridade” da nova administração. “Trabalharemos com os parceiros internacionais para cortar fundos de grupos terroristas e nos empenharemos em uma guerra cibernética para desestabilizar a propaganda”, ressalta a Casa Branca.O site já conta com o nome e a foto de Trump, além do slogan de sua polêmica campanha: “Vamos fazer a América grande de novo”.

Super-nacionalista, primeiro discurso do novo presidente dos EUA, Donald Trump, quer unir(?) os norte-americanos….

América em primeiro lugar e sob o comando dos cidadãos norte-americanos. Esta foi a tônica do primeiro discurso de Donald Trump. Depois de fazer o juramento, no qual se comprometeu a proteger e defender a Constituição, o presidente garantiu que fará um grande esforço para reconstruir o país e pediu união dos cidadãos.

“Quando você abre seu coração para o patriotismo, não há espaço para o preconceito. (…) Nosso país vai prosperar de novo, vocês não serão mais ignorados. (…) Vamos fazer a América grande de novo.”

 Sem criticar diretamente o antecessor Barack Obama, Trump enfatizou que começa agora uma nova história do país, na qual os homens e mulheres esquecidos não serão mais deixados para trás, com o povo no governo “de novo”, com promessa de retomada dos empregos e qualidade de vida(?)

“A mudança começa aqui e agora, este momento pertence a vocês”, disse Trump. “O que realmente importa não é qual parte controla o governo, mas que o governo seja controlado pelas pessoas. (…) Esta data vai ser lembrada como o dia emque o povo se tornou os líderes desta nação”, emendou.

Para ele, inicia-se um movimento no qual a convicção crucial é que a nação existe para servir aos seus cidadãos. “A América que rendeu ao crime, drogas, gangues, que roubou tantas vidas, ficou para trás.” Segundo ele, outros países ficaram ricos e geraram empregos as custas dos Estados Unidos.

“A riqueza da classe média foi redistribuída pelo mundo. Mas isso é passado. Agora estamos olhando apenas para o futuro. De hoje em diante, uma nova visão irá governar o nosso país: América sempre em primeiro lugar”, pontuou.

Todas as decisões sobre impostos, imigrações, relações internacionais serão tomadas pelo bem dos norte-americanos, garantiu o presidente. Ele prometeu um governo com proteção às fronteiras, combate ao terrorismo – com erradicação do extremistas islâmicos -, bem estar social e criação de empregos.

No Twitter, Trump reforçou: “Vamos seguir duas regras simples: Compre (produtos) americanos, contrate americanos”.


Visão pessoal…

Até mesmo a revista britânica Spectator, conservadora, reclamou que Donald Trump costuma usar muito mais “eu” do que “nós”. O presidente empossado seguiu o protocolo, praticamente citando o famoso preâmbulo da Constituição americana.Trump fala em devolver o poder ao povo. Para o Financial Times, isso demonstraria o seu “populismo”, palavra que se tornou extremamente… populista no jornalismo.Trump começa a “dividir” o país, retórica já pré-programada (visto que é parte do discurso do Partido Democrata, incluindo Obama e Hillary) que foi seguida pelo jornalismo da Globo News. Trump preferiu começar seu mandato com um discurso claramente demagógico, que manteve a linha daqueles realizados durante sua campanha, sem referir-se específicamente a nenhuma de suas promessas nem como cumpri-las.Falando diretamente a sua base eleitoral, muitos deles os chamados “perdedores da globalização” que viram sua qualidade de vida se arruinar nas últimas décadas, Trump começou atacando o establishment político.Trata-se de um dos cavalos de batalha que utilizou durante sua campanha e que decidiu ter como ponto forte de seu discurso de posse;Apesar de não ter mencionado explícitamente China, México e OTAN, Trump pegou em seu discurso os eixos gerais de sua política protecionista e anti-imigrante;Com esses argumentos, Trump reforçou sua política isolacionista e disse que já é hora de olhar para dentro e que a partir de agora o lema que guiará seu governo será “Primeiro os Estados Unidos”.A única promessa concreta pareceu ser um plano de obras públicas incluindo estradas, pontes e aeroportos que serão construídos por “mãos estadunidenses”(?? e os americanos natos se sujeitarão á trabalhar em construções do governo por baixos salários??). No mais, destacou que com um maior protecionismo os Estados Unidos voltará ao caminho da “prosperidade”, ainda que sem especificar como fará para “trazer de volta o emprego, cuidar das fronteiras e recuperar a riqueza”.Desta maneira, começa o governo do magnata nova-iorquino, que vem acompanhado de um gabinete de milionários e conservadores que contradizem seu discurso anti-establishment. Ainda que mais dúvidas que certezas sobre as possibilidades que tem de levar adiante suas promessas de campanha, muitas das quais chocam com o establishment político e econômico do país, enquanto as promessas xenófobas e anti-imigrantes começam a encontrar resistência das ruas.Enquanto Trump discursava, rodeado por Obama, Hillary e o próprio Sanders, milhares de manifestantes se mobilizavam em diferentes pontos da Capital, como prelúdio da massiva marcha de mulheres,que teve a presença como discursante da Madonna,sempre ela,justo ela,ainda bem….só ela mesmo…


Inspiração…

Huffpost Brasil

Associated Press

Agência Ansa

Revista Britânica Spectator

Financial Times

BBC Brasil

cropped-cropped-cropped-cropped-preto-e-branco11.jpgMonicavox

Recomendo….

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre patriotismo americano

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre ultranacionalismo

 

Anúncios

Um comentário em “Trump deleta seções sobre clima, direitos civis e LGBT do site da Casa Branca…..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s