Como Seus Pensamentos Podem Reger o Seu Estômago

Imagem relacionadaA grelina tem sido apelidada de “hormônio da fome”, porque em estudos anteriores as pessoas que receberam esse hormônio tornaram-se muito famintas, comendo notoriamente mais do que o habitual.A grelina pode agir nos “centros de prazer” do seu cérebro, levando-o a comer outra fatia de bolo simplesmente porque você se lembra de quão boa foi a primeira fatia que provou e como ela fez você se sentir (pelo menos naquele momento). Em suma, uma das forças que levam você a comer (e a comer em excesso uma segunda porção ou uma sobremesa extra, mesmo que você já esteja satisfeito) é, sem dúvida, a grelina.

O que influencia os níveis deste hormônio em seu corpo é inteiramente outra questão – uma questão um tanto complexa. Uma das descobertas mais intrigantes feitas até hoje, no entanto, é o poder de sua mente de enganar o seu estômago, em um sentido, resultando em declínios dramáticos na grelina, mesmo na ausência de uma refeição indulgente.

Resultado de imagem para imagens de grelinaO Experimento “Mente Sobre o Milk-shake”:

Para o estudo, os participantes receberam um milk-shake de 380 calorias, que foram rotulados de duas maneiras muito diferentes. Um rótulo dizia que o milk-shake era um shake “indulgente” de 620 calorias, e o outro, um shake “adequado” de 140 calorias. Acontece que tanto as mudanças físicas quanto os níveis de saciedade nos participantes corresponderam ao que estava escrito no rótulo, ao invés do que estava realmente dentro do copo.

Aqueles que pensavam que estavam consumindo o milk-shake indulgente tiveram um declínio dramáticamente mais acentuado na grelina após consumir a bebida, enquanto aqueles que pensaram que beberam um milk-shake adequado tiveram uma resposta “plana” à grelina.Enquanto isso, aqueles que beberam o milk-shake indulgente se sentiram mais satisfeitos, mostrando que “a saciedade dos participantes era consistente com o que eles acreditavam estar consumindo ao invés do valor nutricional real do que eles consumiram.”

Então podemos ver que a sua mentalidade pode ter um impacto maior em seus níveis de grelina, maior até mesmo do que os nutrientes que você consome, e isso tem implicações importantes; Ao acreditar que a refeição que você acabou de comer é satisfatória, isso pode, de fato, levar a uma diminuição do seu hormônio da fome, que tem o efeito secundário de acelerar o seu metabolismo para começar a queimar as calorias que você acabou de comer.

Os pesquisadores explicaram que: “O efeito do consumo de alimentos na grelina pode ser mediado psicologicamente, e a mentalidade afeta significativamente as respostas fisiológicas aos alimentos.”

Resultado de imagem para imagens de alimentos diet fazem malPor que os Alimentos Diet/Light Não Ajudam Você a Perder Peso

O estudo lança luz ainda sobre outra razão pela qual os alimentos diet muitas vezes falham em ajudar as pessoas a realmente perder peso. Lembre-se, quando as pessoas bebiam o shake adequado (que foi anunciado como sem gordura, sem adição de açúcar e de baixa caloria), os níveis de grelina deles ficaram relativamente inalterados. Isso significa que seus corpos não estavam recebendo o sinal de que eles estavam satisfeitos e que deviam parar de comer, nem estavam recebendo um aumento adequado no metabolismo.

Se os fabricantes de alimentos realmente quisessem ajudar as pessoas a perder peso, talvez rotular os alimentos como repletos de gordura e calorias funcionaria melhor do que anunciar um produto diet, mas é improvável que isso fosse evocar uma imagem positiva para a maioria das pessoas.

Outros estudos também mostraram que seu cérebro não é enganado por alimentos que oferecem um sabor doce sem as calorias que as acompanham, como aqueles que foram artificialmente adoçados. Experiências concluíram que o sabor doce, independentemente do seu teor calórico, aumenta o apetite e induz um efeito de liberação de insulina.Verificou-se que o aspartame tem o efeito mais pronunciado, mas o mesmo se aplica a outros adoçantes artificiais, tais como o acessulfame de potássio, sucralose (Splenda) e sacarina.

Em poucas palavras, quando você come algo doce, seu cérebro libera dopamina, que lhe fornece um pique de prazer. O centro de recompensa do seu cérebro é ativado. O hormônio regulador do apetite leptina  também é liberado, o qual eventualmente informa seu cérebro de que você está “satisfeito” uma vez que certa quantidade de calorias tenha sido ingerida.   

Em contrapartida, quando você consome algo doce, mas não calórico (ou seja, um adoçante artificial), o caminho de prazer do seu cérebro ainda é ativado pelo sabor doce, mas não há nada para desativá-lo, já que seu corpo ainda está esperando pelas calorias. Como resultado, você pode acabar comendo em excesso e por fim ganhando peso.

Resultado de imagem para imagens de alimentos diet fazem malO Que Mais Influencia o Seu Hormônio da Fome?

Está ficando cada vez mais claro que o que leva as pessoas a comer determinados alimentos, e o que os estimula a começar ou parar de comer é influenciado por muitos fatores. Suas opiniões sobre um alimento podem ser um deles, mas há outras, também. Por exemplo, a falta crônica de sono aumenta a grelina, fazendo você se sentir com fome quando não precisa realmente comer.

Esta é provavelmente uma razão pela qual a falta de sono pode fazer você ganhar peso. A insulina também pode desempenhar um papel na regulação dos níveis de grelina. Em um estudo, os níveis de grelina foram monitorados em oito adultos não diabéticos conforme eles recebiam uma infusão de insulina por duas horas.

Pouco depois de iniciada a infusão, os níveis de grelina começaram a cair. Quando a infusão de insulina foi interrompida, os níveis de hormônio da fome começaram a aumentar e rapidamente voltaram ao normal.Uma vez que a insulina já é conhecida por aumentar os níveis de leptina – o “hormônio da obesidade”, isso diz ao seu cérebro para conter o apetite depois de comer – os resultados sugerem que a insulina desempenha um papel importante no controle do que você come.

Em outras palavras, digamos que você coma uma sobremesa açucarada. Sua produção de insulina aumenta para que o açúcar no sangue possa ser levado para as células e usado como energia. Comer este açúcar também aumenta a produção de leptina, que regula o apetite e o armazenamento de gordura, e diminui a produção de grelina, que ajuda a regular a sua ingestão de alimentos.

A ideia é que quando você come, seu corpo sabe que deve sentir menos fome. No entanto, quando a insulina é limitada (como nos casos de resistência à insulina), os níveis de grelina permanecem elevados, mesmo após o consumo de alimentos – uma condição que leva à fome crônica (principalmente por carboidratos), ao excesso de ingestão de alimentos e ao ganho de peso indesejável.

Resultado de imagem para imagens de frutoseA Frutose Também Pode Interferir Nos Níveis Adequados de Grelina

A frutose,  uma forma barata de açúcar usada em milhares de produtos alimentícios e refrigerantes, pode prejudicar o metabolismo humano e provavelmente está incitando a crise de obesidade. Isso ocorre porque seu corpo metaboliza a frutose de uma maneira muito diferente  da glicose, e a frutose está sendo consumida em quantidades enormes, o que tornou os efeitos negativos muito mais profundos.

Se alguém tentar lhe dizer que “açúcar é açúcar”, está muito desatualizado. Está se tornando cada vez mais claro que, simplesmente ao comer frutose, incluindo xarope de milho de alta frutose, você pode estar aumentando drasticamente a sua tendência a comer demais. Compreenda que, a glicose suprime a grelina, o hormônio da fome, e estimula a leptina, que suprime o apetite.

A frutose, no entanto, não tem efeito sobre a grelina e interfere na comunicação do seu cérebro com a leptina, resultando em comer em excesso. É por isso que a frutose pode contribuir para o ganho de peso, aumento na gordura abdominal, resistência à insulina e síndrome metabólica – para não mencionar a longa lista de doenças crônicas que estão relacionadas a estas doenças. É também mais um exemplo da relação complexa que seus hormônios da fome têm na sua capacidade de regular sua ingestão de alimentos. Ainda assim, a noção de que sua mente e suas opiniões sobre o que está comendo também influenciam seus níveis de grelina é fascinante e merece atenção. Como a NPR relatou:

“’Nossas crenças são importantes em praticamente todos os aspectos, em tudo o que fazemos’, diz Crum. ‘O quanto é um mistério, mas eu não acho que temos dado crédito suficiente para o papel de nossas crenças em determinar a nossa fisiologia, a nossa realidade. Nós temos esta ciência metabólica muito simples: calorias para dentro, calorias para fora.As pessoas não querem pensar que nossas crenças também têm influência’, diz ela. Mas elas têm! ‘”

Imagem relacionadaUm Método Corpo-Mente Para a Perda de Peso é o Melhor

Em um estudo de estratégias comprovadas que funcionaram em ajudar as pessoas a perder peso e mantê-lo por pelo menos um ano, muitas das estratégias eram de natureza emocional, incluindo:

  • Evitar comer em resposta a emoções negativas e estresse
  • Ser responsável por suas decisões
  • Promover uma sensação de autonomia, motivação interna e autoeficácia para a manutenção da perda de peso
  • Estabelecer uma rede de apoio social

Muitas vezes há fatores emocionais subjacentes ao ganho de peso, por isso é importante fazer algumas tarefas domésticas emocionais regulares. Meditação, oração, ioga e ferramentas de psicologia energética, como as Técnicas de Libertação Emocional (Emotional Freedom Technique – EFT) são opções viáveis que podem ajudá-lo a aliviar o estresse e eliminar blocos emocionais escondidos que podem estar te impedindo de alcançar seus objetivos de perda de peso (ou aderir a uma dieta mais saudável).

O outro elemento é que muitas pessoas ainda estão evitando os mesmos alimentos que levarão a esses sentimentos de saciedade que suas mentes estão desejando – alimentos como manteiga rica em gordura, óleo de côco, nozes, abacates, e outras gorduras que melhoram a saúde.Embora existam claramente diferenças individuais, a maioria das pessoas faria bem em se empenhar em ter uma dieta alta em gorduras saudáveis (tão alta quanto 50-70 por cento das calorias consumidas), quantidades moderadas de proteína de alta qualidade e legumes abundantes.

Este tipo de dieta vai otimizar seus níveis hormonais (grelina , leptina e insulina), em última análise, fazendo você se sentir satisfeito na mente e no corpo, para que você não entre em conflito com sentimentos de privação que podem causar estragos nos seus níveis de seu hormônio da fome e metabolismo.

Na verdade, a pesquisa mostra que as calorias obtidas a partir do pão, açúcares refinados e alimentos processados estimulam a se comer em excesso, enquanto as calorias obtidas de vegetais integrais, proteínas e fibras diminuem a fome. As calorias simplesmente não são criadas igualmente, razão pela qual tentar perder peso contando calorias não funciona, mas comer os alimentos certos sim.

Imagem relacionadaVisão pessoal…

Na nossa sociedade, sempre nos apoiamos a padrões que são passados por meio de hereditariedade, como comer carne, comer de 3 em 3 horas, para produzir um real hábito dito como saudável pelas organizações alimentícias e dos órgãos de saúde, para obter assim, mais lucro financeiro. Nos conectando á essas realidades, os hábitos dito como saudáveis, na verdade não são, além dos casos conservadores de nossos avós, em que ter a barriga sempre cheia era sinônimo de saúde. Produzindo a engorda nos seus progenitores…..Esses hábitos proporcionam a visão destorcida em cima do que é a alimentação nescessária. Novas pesquisas mostram que carne pode ser uma grande enfluenciadora na produção de câncer, outra influência está direcionada para o fator Consciência,onde se encontra a maestria da nossa existência…… hábitos bulímicos e anoréxicos, de alta repressão do corpo fisico, são exemplos dessa questão inconsciente. Os bulímicos, por exemplo, acabam criando uma forma de rejeição alimentícia após comer, causando um grande fluxo gastrointestinal em locais indevidos. E a anorexia causa uma visão obssessiva pelo peso e pelo que se come.Oposto a isso, são os casos de obesidade, causados por uma possível mistura de ansiedade e depressão, tentando achar a saída dos seus problemas psicológicos em uma forma de se agradar pelo paladar, buscando principalmente alimentos de teor calóricos elevados, para saciar suas sedes pelo prazer momentâneo….. Normalmente essas classes de acordo com seus níveis psicológicos, ocasionam numa disfunção extremista, que leva os seres a continuar a prática pelo ódio do próprio corpo, com a mente e o corpo em desequilíbrio, facilita a suscetividade de doenças pela falta de fluidez energética positiva,criando uma realidade negativa extrema…..Corpo, mente e alma em desequilibrio.A questão padronizada das 3 horas diárias, diz ser uma forma boa para ajudar no metabolismo, criando assim uma relação alimentar de 6 a 8 vezes por dia… essa forma de alimentação na verdade dificulta, pelo simple e óbvio motivo, de que o organismo não terá tempo nescessário para o tanto de alimentação em um dia. …..Além disso, a questão do açúcar no sangue, aumentaria, pelo motivo de tanta ingestão alimentar. Por criar esse hábito, o padrão formado por essa realidade, faz com que pessoas acabem lanchando coisas de pouco teor nutritivo nos momentos em que não se tem tempo para uma real nutrição, se alimentando de coisas pouco saudáveis, para mascarar aquela questão imposta pela sua forma de alimentação.O fator equilíbrio alimentar, não reside na projeção de uma regra alimentar falha, pois, quem equilibra a sua forma de se alimentar, não vai ser uma criação forçada de alimentação,mas sim, a questão consciente dela. O que se come ou deixa de comer é produção de sua própria consciência. A energia emanada dos alimentos, também é um fator que influencia na sua energia vibratória. Pessoas que comem a morte por exemplo; Se alimentam de todo o sofrimento e medo dos animais, que são passados para suas proteínas até chegar a nós. Já a alimentação de troca com o meio, de forma saudável é um fator de crescimento da energia.As plantas são nosso extremo oposto, nós produzimos CO2 e elas O, então se criarmos um padrão de respeito com as plantas, a nossa capacidade energética, mental e espiritual intensifica. As plantas tem uma grande sensibilidade, testes feitos por cientistas com o crescimento de plantas ao lado de certas vibrações musicais e sentimentais, produziam plantas mais saudáveis e maiores ou causavam a morte das mesmas. A busca de uma alimentação mais positiva,  nos aproxima de nossa própria essência divina, pois com trocas positivas, o crescimento positivo energiza nosso interior, sendo assim, uma forma de conexão  universal. O jejum aparece em muitas religiões como uma forma de ligação com o divino. A neurociência agora, consegue explicar o porquê, e como ocorre o processo de desintoxicação do corpo, sendo sim uma forma saudável de experiencia…….

Inspiração….

Monicavox

Recomendo…

Resultado de imagem para imagens de livros sobre digestão

Resultado de imagem para imagens de alimentos diet fazem mal

Nossa interação com o Campo Unificado

Estamos na iminência de uma revolução, de uma revolução tão ousada quanto a descoberta da relatividade por Einstein. Estão emergindo na fronteira da ciência novas idéias que desafiam tudo o que acreditamos a respeito da maneira como o nosso mundo funciona e de como definimos a nós mesmos. Estão sendo feitas descobertas que comprovam o que a religião sempre sustentou, ou seja, que os seres humanos são bem mais extraordinários do que um agrupamento de carne e ossos. Em sua base essencial, essa nova ciência responde a perguntas que deixaram os cientistas perplexos durante centenas de anos. Em sua parte mais profunda, trata-se de uma ciência do miraculoso.

Há várias décadas, cientistas respeitados de diversas disciplinas ao redor do mundo vêm conduzindo experiências bem planejadas cujos resultados contrariam a biologia e a física atuais. Em conjunto, essas pesquisas nos oferecem informações copiosas acerca da força organizadora central que governa o nosso corpo e o resto do cosmo. O que eles descobriram é nada menos do que impressionante.

Em nossa essência mais elementar, somos uma carga de energia. Os seres humanos e todas as coisas vivas são uma coalescência em um campo de energia conectado a todas as outras coisas que existem no mundo. Esse campo de energia pulsante é o mecanismo central do nosso ser e da nossa consciência, o alfa e o ômega de nossa existência. Não existe uma dualidade “eu” e “não-eu” do nosso corpo em relação ao Universo, mas apenas um único campo fundamental de energia. Esse campo é responsável pelas funções superiores de nossa mente, a fonte de informações que orienta o crescimento do nosso corpo. Ele é o nosso cérebro, o nosso coração, a nossa memória – na verdade, ele é um projeto do mundo para toda a eternidade. O campo é a força, e não micróbios ou genes, que determina se estamos saudáveis ou doentes, a força que precisa ser utilizada para que possamos ficar curados. Estamos conectados e envolvidos com o nosso mundo, somos inseparáveis dele, e a nossa única verdade fundamental é o nosso relacionamento com ele. “O campo”, como Einstein certa vez o chamou sucintamente, “é a única realidade.”

Até o momento, a biologia e a física têm sido serviçais dos conceitos defendidos por Isaac Newton, o pai da física clássica. Tudo que acreditamos a respeito do nosso mundo e do lugar que ocupamos nele deriva de idéias formuladas do século XVII, mas que ainda compõem a espinha dorsal da ciência moderna — teorias que apresentam todos os elementos do Universo como sendo isolados uns dos outros, divisíveis e de todo independentes. Essas concepções, em sua essência, criaram uma visão de mundo de separação. Newton descreveu um mundo material em que as partículas individuais da matéria seguem certas leis de movimento através do espaço e do tempo, ou seja, o Universo como uma máquina. Antes de Newton formular suas leis do movimento, o filósofo francês René Descartes apresentara uma idéia que na época era revolucionária: que nós, representados por nossa mente, éramos separados dessa matéria inerte e sem vida de nosso corpo, que era apenas outro tipo de máquina bem lubrificada.

O mundo era composto por uma carga de pequenos objetos distintos, que se comportavam de maneira previsível. O mais separado deles era o ser humano. Nós nos sentávamos fora desse Universo e olhávamos para dentro. Até mesmo o nosso corpo era de alguma maneira separado e diferente do nosso verdadeiro eu, a mente consciente que fazia a observação.

O mundo newtoniano talvez fosse obediente à lei, mas em última análise era um lugar solitário e desolado. O mundo seguia adiante, uma vasta caixa de câmbio, quer estivéssemos presentes, quer não. Por meio de algumas hábeis medidas, Newton e Descartes haviam arrancado Deus e a vida do mundo da matéria, e retirado nós mesmos e nossa consciência do centro do nosso mundo. Eles arrancaram o coração e a alma do Universo, deixando em sua esteira uma coleção inanimada de partes entrelaçadas. O mais importante de tudo é que, como observou Danah Zohar em The Quantum Self, “a visão de Newton nos retirou da estrutura do Universo”.

A TEORIA DA EVOLUÇÃO E O CAMPO UNIFICADO

Nossa auto-imagem se tornou ainda mais sombria com a obra de Charles Darwin. A teoria da evolução, agora um pouco refinada pelos neodarwinistas, é a teoria de uma vida aleatória, predatória, sem sentido e solitária. Para sobreviver, você simplesmente tem que ser o melhor. Você nada mais é do que um acidente evolucionário. A vasta e complexa herança biológica de nossos ancestrais é desnudada até ser reduzida a um aspecto central: a sobrevivência. Coma ou seja comido. A essência da condição humana é um terrorista genético, que se liberta com eficácia de quaisquer elos mais fracos. A vida não consiste no compartilhamento ou na interdependência. A vida diz respeito a vencer, a chegar primeiro. E se consegue sobreviver, você fica por sua própria conta no topo da árvore evolucionária. Esses paradigmas, o mundo encarado como uma máquina, e o homem como uma máquina de sobrevivência, conduziram a um domínio tecnológico do Universo e a um conhecimento verdadeiro muito pequeno que encerre qualquer importância fundamental para nós. Em um nível espiritual e metafórico, eles provocaram um sentimento desesperado e brutal de isolamento. Tampouco nos deixaram mais próximos dos mistérios mais essenciais de nossa existência: como pensamos, como começa a vida, por que ficamos doentes, como uma única célula se transforma em uma pessoa plenamente formada e até mesmo o que acontece com nossa consciência quando morremos. Permanecemos apóstolos relutantes dessas visões do mundo como que mecanizado e separado, mesmo que isso não faça parte de nossa experiência habitual. Muitos de nós buscam se proteger do que encaramos como o fato adverso e niilista de nossa existência na religião, que pode nos oferecer alguma ajuda com seus ideais de unidade, comunhão e propósito, mas por intermédio de uma visão de mundo que contraria a opinião defendida pela ciência. Qualquer pessoa que esteja buscando uma vida espiritual precisa lutar com essas concepções de mundo opostas e tentar, infrutíferamente, conciliá-las. Esse mundo de separações deveria ter sido destruído de uma vez por todas pela descoberta da física quântica na primeira parte do século XX. Quando os pioneiros da física quântica esquadrinharam a essência da matéria, ficaram impressionados com o que viram. Os fragmentos mais minúsculos da matéria não eram nem mesmo matéria, como a conhecemos, não eram nem mesmo algo fixo, mas às vezes uma coisa e às vezes outra bem diferente. E mais estranho ainda é que eles eram com frequência muitas coisas possíveis ao mesmo tempo. No entanto, o mais importante é que essas partículas subatômicas, isoladamente, não possuíam sentido nenhum; só significavam alguma coisa se estivessem relacionadas com todo o resto. Em sua essência mais básica, a matéria não podia ser desmembrada em pequenas unidades independentes, sendo completamente indivisível. Só era possível compreender o Universo como uma rede dinâmica de interligações.

As coisas que em algum dia estiveram em contato permaneciam sempre em contato através de todo o espaço e de todo o tempo. Na verdade, o tempo e o espaço pareciam ser conceitos arbitrários, não mais aplicáveis a este nível do mundo. Na realidade, o tempo e o espaço como os conhecemos não existiam. Tudo que aparecia, até onde os olhos conseguiam enxergar, era um longo cenário do aqui e agora. Os pioneiros da física quântica – Erwin Schrödinger, Werner Heisenberg, Niels Bohr e Wolfgang Pauli – tinham uma pista do território metafísico que haviam violado. Se os elétrons estavam conectados simultâneamente em toda parte, isso indicava algo profundo a respeito da natureza do mundo como um todo.

Os cientistas se voltaram para textos de filosofia clássica na tentativa de compreender a verdade mais profunda sobre o estranho mundo subatômico que estavam observando. Pauli examinou a psicanálise, os arquétipos e a cabala; Bohr, o Tao e a filosofia chinesa; Schrödinger, a filosofia hindu; e Heisenberg, a teoria platônica da Grécia antiga. Não obstante, uma teoria coerente das implicações espirituais da física quântica permaneceu além do alcance desses estudiosos. Niels Bohr pendurou uma placa em sua porta com os dizeres “Proibida a entrada de filósofos. Gente trabalhando”. A física quântica continha outra questão bastante prática e inacabada. Bohr e seus colegas só avançaram até certo ponto em suas experiências e entendimentos. As experiências que haviam realizado para demonstrar esses efeitos quânticos ocorreram em laboratório, com partículas subatômicas sem vida.

A partir dali, os cientistas que os sucederam partiram do princípio de que esse estranho mundo quântico só existia no mundo da matéria sem vida. Qualquer coisa viva ainda funcionaria de acordo com as leis de Newton e Descartes, concepção essa que inspirou toda a medicina e biologia modernas. Até mesmo a bioquímica depende da força newtoniana e da colisão para funcionar.

E o que dizer de nós? De repente, havíamos nos tornado fundamentais para todos os processos físicos, mas ninguém reconhecera esse fato plenamente. Os pioneiros quânticos haviam descoberto que o nosso envolvimento com a matéria era crucial. As partículas subatômicas existiam em todos os estados possíveis até que as perturbássemos, observando-as ou medindo-as, e nesse ponto, elas afinal se estabilizavam em algo real. A nossa observação – a nossa consciência humana – era absolutamente fundamental para que esse processo de fluxo subatômico de fato se tornasse algo definido, mas não fazíamos parte dos cálculos matemáticos de Heisenberg ou Schrödinger. Eles compreenderam que éramos de algum modo muito importantes, mas não sabiam como nos incluir. No que dizia respeito à ciência, ainda estávamos do lado de fora olhando para dentro. Os fios soltos da física quântica nunca foram amarrados em uma teoria coerente, e a física quântica foi reduzida a uma ferramenta extremamente bem-sucedida da tecnologia, vital para a fabricação de bombas e para a eletrônica moderna.

As implicações filosóficas foram esquecidas, e tudo o que restou foram as vantagens práticas. A maioria dos físicos de hoje se mostraram dispostos a aceitar, sem uma análise mais profunda, a natureza bizarra do mundo quântico, pois os processos matemáticos, como a equação de Schrödinger, funcionam bastante bem. Mas balançaram a cabeça diante da qualidade contra-intuitiva de tudo aquilo.  

Como poderiam os elétrons estar em contato com tudo ao mesmo tempo? Como poderia um elétron não ser uma coisa definida enquanto não fosse examinado ou medido? Como poderia, na verdade, qualquer coisa ser concreta no mundo, se era ilusória assim que começávamos a examiná-la mais de perto? A resposta deles foi dizer que havia uma única verdade para tudo o que era pequeno e outra para tudo o que era muito maior, uma verdade para as coisas vivas, outra para as coisas inanimadas, e aceitar essas aparentes contradições da mesma forma como poderíamos aceitar um axioma básico de Newton.

Essas eram as regras do mundo e deveriam simplesmente ser aceitas sem discussão. A matemática funciona, e isso é tudo que importa. Um pequeno grupo de cientistas espalhado pelo planeta não estava nada satisfeito em continuar lidando automáticamente com a física quântica. Eles exigiam uma resposta mais adequada para muitas das grandes perguntas que haviam sido deixadas sem resposta. Eles prosseguiram com suas investigações e experiências a partir do ponto em que os pioneiros da física quântica haviam parado e começaram a fazer um exame mais profundo. Vários deles repensaram algumas equações que sempre haviam sido descartadas na física quântica. Essas equações correspondiam ao “campo de ponto zero”, um oceano de vibrações microscópicas no espaço entre as coisas.

Eles perceberam que se o campo de ponto zero fosse incluído em nossa concepção da natureza mais fundamental da matéria, o suporte do Universo seria um agitado mar de energia, um vasto campo quântico. Se isso fosse verdade, tudo estaria interligado por algo como uma teia invisível. Eles também descobriram que éramos formados pelo mesmo material básico. No nível mais fundamental, os seres vivos, inclusive os seres humanos, eram pacotes de energia quântica que trocavam constantemente informações com esse inexaurível mar de energia. Os seres vivos emitiam uma radiação fraca, e esse era o aspecto mais crucial dos processos biológicos. As informações a respeito de todos os aspectos da vida, desde a comunicação celular até o vasto conjunto de controles do DNA, eram retransmitidas por meio de uma troca de informações no nível quântico. Até mesmo nossa mente, esse outro supostamente tão extrínseco às leis da matéria, operava de acordo com processos quânticos. O pensamento, o sentimento – todas as funções cognitivas superiores – estavam relacionadas com as informações quânticas que pulsavam simultaneamente por nosso cérebro e nosso corpo. A percepção humana ocorreu devido às interações entre as partículas subatômicas de nossos cérebros e o mar de energia quântica. Ressoávamos literalmente com o nosso mundo……

As descobertas desses cientistas foram extraordinárias e heréticas. De uma vez só, desafiaram várias das leis mais básicas da biologia e da física. Talvez tenham descoberto nada menos do que a chave para todo o processamento e troca de informações em nosso mundo, da comunicação entre as células à maneira de ver o mundo como um todo. Eles sugeriram respostas para algumas das questões mais profundas da biologia da morfologia humana e da consciência viva.

Aqui, no suposto espaço “morto”, possívelmente residia a chave da própria vida. Eles forneceram evidências de que todos estamos ligados uns aos outros na base do nosso ser. Demonstraram por meio de experiências científicas que talvez haja uma força vital circulando pelo Universo, algo que tem sido alternadamente chamado de consciência coletiva ou, como os teólogos o denominaram, de Espírito Santo. Esses cientistas apresentaram uma explicação plausível para todas as áreas em que a humanidade tem tido fé ao longo dos séculos.

De certo modo, eles nos ofereceram uma ciência da religião. Ao contrário da visão de mundo de Newton ou Darwin, a perspectiva desses cientistas estimulava a vida. Eram idéias que poderiam nos fortalecer com suas implicações de ordem e controle. Não éramos simples acidentes da natureza. Havia um propósito e uma unidade em nosso mundo e no lugar que ocupávamos nele, e tínhamos uma influência considerável em tudo isso. O que fazíamos e pensávamos era importante; na verdade, era fundamental para a criação do nosso mundo. Os seres humanos não estavam mais separados uns dos outros. Não havia mais nós e eles. Já não estávamos na periferia do Universo, do lado de fora olhando para dentro. Poderíamos ocupar o nosso lugar legítimo, regressar ao centro do mundo. Essas ideias eram a substância da traição. Em muitos casos, esses cientistas tiveram que travar uma batalha defensiva contra um grupo dominante, obstinado e hostil…..

Visão pessoal…

O alvo da ciência moderna é ganhar um completo conhecimento da Lei Natural e unir esta compreensão dentro de uma única perspectiva. Nos últimos anos, rápidos e significantes conhecimentos têm surgido de forma a unificar a nossa compreensão a respeito das Leis da natureza e nos levam a uma compreensão da forma como o Campo Unificado de todas essas leis se expressam no nível manifesto, as estruturas diversas da Lei Natural observadas na criação e descritas pelas vastas ramificações da ciência.Na área da física durante as décadas de 40 e 50, a teoria do Campo Quântico foi desenvolvida e nela as interações de partículas elementares tais como o elétron ou o próton puderam ser compreendidas. A Teoria do Campo Quântico revela a existência de um estado de mínima excitação no Campo, o estado de vácuo, um ilimitado, imanifestado estado de perfeita ordenação e correlação infinita, que é a estado básico das Leis da Natureza governando o Campo Quântico. O estado de vácuo do Campo Quântico é um campo de todas as possibilidades, apesar de imutável ele é a fonte de todos os fenômenos mutáveis no Campo.Por volta dos anos 60, o inteiro espectro do fenômeno natural foi compreendido a partir da derivação de 4 forças fundamentais da natureza: Eletromagnetismo, Gravidade, interação forte e interação fraca. Desde esta época, houve grande sucesso em uma unificação mais avançada do conhecimento destas forças fundamentais. Primeiro a interação fraca e o eletromagnetismo foram unificados e depois esta teoria unificada do eletromagnetismo e da interação fraca foram combinadas com a teoria da interação forte em uma estrutura teórica chamada de “Teorias da grande Unificação”.No mundo quântico, os campos quânticos não são mediados por forças, mas pela troca de energia, que é constantemente redistribuída em um padrão dinâmico. Essa troca constante é uma propriedade intrínseca das partículas, de modo que até mesmo as partículas “reais” nada mais são do que um pequeno aglomerado de energia que emerge por um curto período de tempo e volta a desaparecer no campo subjacente. De acordo com a teoria do campo quântico, a entidade individual é transitória e insubstancial. As partículas não podem ser separadas do espaço vazio que as cerca. O próprio Einstein reconheceu que a matéria era “extremamente intensa” – de certo modo, um distúrbio da perfeita aleatoriedade – e que a única realidade fundamental era a entidade subjacente: o próprio Campo.  As flutuações no mundo atômico correspondem a um incessante passar da energia de um lado para o outro, como uma bola em um jogo de pingue-pongue. Essa troca de energia é análoga a emprestar um centavo para alguém: ficamos um centavo mais pobres, e a outra pessoa um centavo mais rica, até que ela paga o centavo de volta e os papéis se invertem. Esse tipo de emissão e a reabsorção das partículas virtuais ocorrem não só entre fótons e elétrons, mas em todas as partículas quânticas do Universo. O campo de ponto zero é um repositório de todos os campos, de todos os estados fundamentais de energia e de todas as partículas virtuais – um Campo de Campos. Toda troca de cada partícula virtual irradia energia. A energia do ponto zero em qualquer transação particular em um campo eletromagnético é inimaginavelmente minúscula – a metade de um fóton. Mas ,se somarmos todas as partículas de todas as variedades no Universo que estão constantemente adquirindo vida e deixando de existir, nos vemos diante de uma vasta e inexaurível fonte de energia – igual ou maior do que a densidade de energia em um núcleo atômico — discretamente posicionada em segundo plano no espaço vazio à nossa volta, como um pano de fundo difuso e sobrecarregado. Foi calculado que a energia total do campo de ponto zero excede toda a energia da matéria por um fator de 1040 , ou 1 seguido de 40 zeros.  Como descreveu certa vez o grande físico Richard Feynman ao tentar explicar uma idéia dessa magnitude, a energia em um único metro cúbico é suficiente para ferver todos os oceanos do mundo….

Inspiração….

O Campo – Lynne McTaggart.pdf

Um Sonho de Einstein – USP

A Teoria de Cordas e a Unificação das Forças da Natureza

A Matriz Divina – Gregg Braden.pdf

Monicavox

Recomendo….

Resultado de imagem para imagens do livro de lynne o campo

Resultado de imagem para imagens do livro de lynne o campo

Resultado de imagem para imagens do livro de lynne o campo

 

A Cozinha de Monicavox-Cogumelos -Os ativos mágicos da saúde-…..com receitas…

Resultado de imagem para imagens sobre cogumelosO cogumelo tem uma longa história. Alguns estudiosos registram vestígios desse fungo num período que vai de 3.000 a 7.000 anos atrás. Na América anterior à descoberta, “cogumelos mágicos” eram empregados em cerimônias religiosas, por suas propriedades alucinógenas.Por sua capacidade de brotar rápidamente da madeira apodrecida ou do esterco dos animais, os antigos viam no cogumelo um sinal religioso. Chineses e egípcios antigos já conheciam os benefícios terapêuticos do cogumelo. Dizia-se que essa planta, sem raiz nem clorofila, “afinava o sangue”, reduzia infecções e até agia como afrodisíaco. Nas últimas décadas, várias pesquisas estão confirmando essas crenças e já se sabe que há pelo menos 30 variedades de cogumelos que teriam benefícios medicinais.

Utilizados como alimentos em todas as eras e culturas, os cogumelos apresentam elevado teor protéico (19 – 35%) e baixo teor de gorduras; contém ainda grandes quantidades de carboidratos e fibras, variando de 51 – 88% e de 4 – 20% (peso seco), respectivamente, para as principais espécies cultivadas. Além disso, o alimento contém quantidades significativas de vitaminas, principalmente tiamina, riboflavina, ácido ascórbico, vitamina D2 , bem como de minerais.

Os egípcios acreditavam que os cogumelos eram oferenda do Deus Osíris. Os romanos pensavam que os cogumelos eram resultados dos raios lançados sobre a terra por Júpiter, durante as tempestades, o que explicaria sua “aparição mágica”.Entre os chineses, os cogumelos eram procurados nas matas para serem empregados com fins medicinais há 3.000 anos. Até 40 anos atrás, o consumo de cogumelo ainda se limitava à colheita das espécies silvestres. No mercado, custavam caro e só eram encontrados em casas especializadas.

Hoje é bem diferente. O número de plantadores cresceu muito, o preço ficou acessível e os cogumelos podem ser encontrados nas feiras e supermercados. Quem quiser aprender a cultivá-los, basta procurar sites na internet.O aumento da produção e do consumo veio na esteira das pesquisas. Não por acaso, foram os japoneses que mais pesquisaram os cogumelos, e são eles os maiores consumidores e defensores dos seus benefícios. Estima-se que já existam mais de 30 tipos de cogumelos catalogados como tendo propriedades terapêuticas. As espécies mais consumidas e pesquisadas, e mais conhecidas entre nós são o shiitake, o Agaricus Blazei e o reishi.

 Imagem relacionadaDizia-se que essa planta, sem raiz nem clorofila, “afinava o sangue”, reduzia infecções e até agia como afrodisíaco. Nas últimas décadas, várias pesquisas estão confirmando essas crenças e já se sabe que há pelo menos 30 variedades de cogumelos que teriam benefícios medicinais.Utilizados como alimentos em todas as eras e culturas, os cogumelos apresentam elevado teor proteico (19 – 35%) e baixo teor de gorduras; contém ainda grandes quantidades de carboidratos e fibras, variando de 51 – 88% e de 4 – 20% (peso seco), respectivamente, para as principais espécies cultivadas. Além disso, o alimento contém quantidades significativas de vitaminas, principalmente tiamina, riboflavina, ácido ascórbico, vitamina D2 , bem como de minerais.

O cogumelo já mereceria estar na lista dos alimentos essenciais, apenas pelo seu sabor e seu valor nutricional, o que já não é pouco. Mas já há muitas pesquisas revelando que o alimento contém substâncias capazes de prevenir e reduzir o risco de certas doenças. Estudos tem demonstrado que certos cogumelos podem agir sobre o sistema imunológico de indivíduos saudáveis e enfermos, trazendo benefícios potenciais para doenças como o câncer, cardiovasculares, infecções e doenças autoimunes como a artrite reumatóide e o lúpus.Por tudo isso, recentemente os cogumelos têm se tornado atrativos como alimentos funcionais e como uma fonte para o desenvolvimento de medicamentos. O cogumelo Agaricus Blazei Murill, por exemplo, tem sido tradicionalmente usado como uma fonte de alimento funcional no Brasil para a prevenção de câncer, diabetes, hiperlipidemias, arteriosclerose e hepatite crônica. Falaremos dele mais adiante.

O cogumelo é um vegetal que não tem raiz, nem talo, nem folhas, nem clorofila, e que se alimenta de matéria orgânica já existente. É mais frequentemente encontrado aderido à madeira, ao esterco, ao humus.Hoje em dia é quando vamos aos supermercados/feiras/mercados orgânicos, nos deparamos com uma grande variedade de cogumelos. Mas qual a importância deles na nossa mesa e quais benefícios esses alimentos diferentes nos trazem?

Resultado de imagem para imagens sobre cogumelosOs cogumelos pertencem à classe dos fungos na natureza, aqueles mesmo que detestamos ouvir falar, e eram considerados presentes dos deuses. Porém, por apresentar variadas formas e cores, é fácil confundir os comestíveis com os tóxicos.Portanto, vamos conhecer algumas maneiras de indentificá-los e separá-los dos comestíveis, aproveitando todas as incríveis propriedades.De acordo com um estudo publicado nos Estados Unidos, os cogumelos (comestíveis) ajudam no emagrecimento, porém, precisam estar presentes no cardápio diário, na quantidade de 100g. Ricos em fibras, proporcionam maior sensação de saciedade, auxiliam na digestão, no trânsito intestinal, reduzindo os riscos de câncer de cólonAlém disso, apresentam baixo de teor de gordura (em 100g não é possível encontrar nem 1g de gordura) e baixo valor calórico; têm grande concentração de proteína (a mesma medida possui 35% desse nutriente, semelhante a um bife), vitaminas do complexo B, C, assim como os minerais potássio, iodo, cálcio e fósforo.

AS VARIEDADES MAIS ENCONTRADAS

Paris – é o cogumelo mais cultivado e consumido também, ou seja, o popular champignon. Tem o chapéu bem arredondado e “carnudo”, e sua textura macia possibilita diversas aplicações na cozinha, como conservas, molhos, pizzas, lanches, saladas, etc.

Shitake – é o segundo mais consumido no mundo, e ideal para quem precisa controlar a pressão e reduzir os níveis de colesterol. Além disso, fortalece o sistema imunológico, inibindo o desenvolvimento de tumores, vírus e bactérias e é um poderoso afrodisíaco. Também tem o chapéu carnudo, de cor marrom, e acompanha muito bem molhos, risotos, massas, bruschettas.

Shimeji – apesar da sua aparência esquisita, é o mais gostoso dentre os cogumelos, e estudos recentes o apontam como aliado no combate ao câncer e colesterol. Pode ser encontrado nos tipos claro e escuro e geralmente são consumidos em molhos, risotos, massas ou simplesmente refogados.

Portobello – é a versão madura do cogumelo Paris, tem aroma mais intenso, textura mais rígida, e por isso pode ser recheado e servido como entrada, além de ser usado também em sopas e saladas.

Porcini – é um cogumelo com a base mais grossa, semelhante a um tronco, e no Brasil, costuma ser encontrado desidratado e seco, conhecido como Funghi Secchi. Durante esse processo, seu aroma e sabor se tornam mais acentuados, porém, há perda de açúcares e minerais. Combina muito bem com molhos, risotos e sopas.

Trufas – as trufas preta e branca são as mais apreciadas; mas além das propriedades nutricionais, são conhecidas pelo sabor inigualável e também pelo seu custo extremamente elevado, e por isso são usadas em raras ocasiões e pequenas quantidades.

Hambúrguer de shimeji ingredientes.E na Cozinha de Monicavox…

Kibe de Abóbora com Shimeji
 Ingredientes:
500g de abóbora pescoço sem casca e sem sementes em cubos (este peso já é sem a casca e sem as sementes)
1 e 1/2 xícara de trigo para kibe
2 batatas doces médias sem casca e em pedaços grandes
1 cubo de caldo de legumes natural
2 xícaras de chá de água
1/2 xícara de farinha de grão de bico ou outra farinha funcional
1 colher de chá de curry
1 pitada de cominho em pó
1 pitada de pimenta síria em pó
2 colheres de sopa de óleo de côco
sal rosa à gosto
salsinha picada à gosto
Para o shimeji:
200g de cogumelo shimeji preto lavado
1 colher de sopa de óleo de côco
1 colher de sopa de água
1 colher de chá de farinha de arroz
Modo de Preparo: Cozinhe a abóbora picada e as batatas em 2 xícaras de água com o caldo de legumes e o dente de alho até que estejam bem cozidas e amolecidas. Pré-aqueça o forno em 280º. Escorra bem a água do cozimento, reservando uma xícara para hidratar o trigo. Amasse as abóboras e as batatas com um passador de legumes ou com um garfo, hidrate o kibe e em uma tigela misture os outros ingredientes. Misture bem até que se forme uma massa consistente e passe para uma assadeira untada. Acomode bem o kibe na assadeira e leve ao forno por 30 minutos. Enquanto isso,  em uma frigideira coloque o óleo, acrescente a água e a farinha de arroz, mexendo vigorosamente para não formar grumos. Quando o molhinho estiver em ponto de calda, acrescente o shimeji e tampe a frigideira por apenas 2 minutos. Desligue e reserve. Retire o kibe do forno, cubra com o shimeji e o respectivo molho. Sirva acompanhado de bastante salsinha.

Ingredientes para a receita de refogado de shitake, shimeji e brócolis

  • 1 bandejinha de shitake fresco
  • 1 bandejinha de shimeji branco fresco
  • 1 xícara de hastes de brócolis cozidos no microondas
  • 1 colher de sopa cheia de óleo de gergelim torrado
  • 1 colher de sopa de óleo de côco
  • 1 punhado de castanhas de caju trituradas
  • gergelim preto a gosto
  • 1 fio de azeite
  • 2 dentes de alho picadinhos

Preparo

Numa frigideira funda refogue o alho no óleo de côco e coloque os cogumelos. O shitake você pode picar em tiras e o shimeji você pode desfazer os bolos. Lembre-se de que não precisa lavar os cogumelos, a não ser que você use alguma espécie que venham com um pouco de terra, neste caso do shimeji e do shitake, vão direto para panela. Refogue um pouco e acrescente o óleo de gergelim. Mexa e misture as suas hastes de brócolis cozidas. Misture tudo, desligue o fogo e salpique a castanha de caju triturada e o gergelim preto. Agora é só servir. Ah, sal rosa á gosto…

Resultado de imagem para imagens de sopa de abobora com shitakeReceita de sopa cremosa de abóbora e shitake temperada com gengibre e com um toque de óleo de gergelim tostado.

Ingredientes

20 g de cogumelos shitake secos
2 colheres de sopa de óleo de côco
1 cebola média em fatias
1 fatia fina (ou a gosto) de gengibre fresco
600 ml de caldo de legumes (ou água)
2 folhas de louro
1 kg de abóbora japonesa sem casca em cubos
1 colher de chá de óleo de gergelim tostado
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

Coloque os cogumelos de molho em 1/3 de xícara de água fervente por aproximadmanete 20 minutos. Escorra, pique os cogumelos e reserve-os junto com a água.Refogue a cebola no óleo ate ficar transparente.Junte a abóbora, as folhas de louro e a fatia de gengibre. Cubra com o caldo ou água e deixe cozinhar até a abóbora estar cozida.Retire as folhas de louro e a fatia de gengibre. Bata no liquidificador o restante do conteúdo da panela: abóbora com caldo e cebolas.Retorne a sopa para a panela, junte os cogumelos e sua água e deixe ferver por alguns minutos até os cogumelos estarem bem macios.
Tempere a sopa com o molho shoyu, o óleo de gergelim e sal e pimenta a gosto. Deixe o sal por último,sempre com moderação…

Visão pessoal….

Especialistas em Biomedicina do Paraná publicaram um estudo, há cerca de três anos, em que se defende o consumo do cogumelo Agaricus Blazei para ajudar a prevenir o câncer.O motivo do cogumelo Agaricus Blazei ser utilizado como substância preventiva e até redutora de tumores está associado ao polissacarídeo Beta-glucan presente em sua parede celular que pode estimular a formação de anticorpos. Os anticorpos não atuam como agentes que podem matar diretamente as células cancerígenas, no entanto, atuam como poderosos agentes secundários onde, associados à outras substâncias de procedência inorgânicas, ou seja, em combinação com quimioterápicos, podem reverter o estágio tumoral. OBeta-glucan, polissacarídeo que é altamente encontrado no cogumelo Agaricus Blazei, exerce importantes funções na prevenção e no tratamento do diabetes. Além disso, estudos indicam que o Agaricus Blazei tem um teor considerável de zinco em sua composição. Esse micromineral tem ação hipoglicemiante por ser capaz de se ligar à insulina,melhorando a solubilidade e estocagem desse hormônio nas células β-pancreáticas. Resumidamente o zinco aumenta a atividade da insulina. Existem ainda, estudos que indicam que o zinco estimula a secreção e o receptor desse hormônio.O cogumelo Agaricus Blazei também promove uma secreção de NO (Oxido Nítrico), um potente vasodilatador e neurotransmissor, que age diretamente sobre os vasos sanguíneos. Além disso, estudos realizados para determinação química do Agaricus Blazei indicam que este cogumelo apresenta um significativo teor de potássio e cálcio, onde o cálcio pode ativar canais de potássio da musculatura lisa dos vasos, provocando hiperpolarização e relaxamento, diminuindo assim a pressão arterial.Que tal incrementar sua dieta com esses cogumelos “mágicos”….?

Inspiração….

KHOURY, D.E. et al. Beta Glucan: Health Benefits in Obesity and Metabolic Syndrome, Journal of Nutrition and Metabolism, 2012.

Fonte pesquisadora;

Professora Titular de Nutrição do Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição da ESALQ/USP/Piracicaba onde orienta trabalhos de pesquisa a nível de Pós-Doutorado, Doutorado, Mestrado e Iniciação Científica para alunos do Brasil e do Exterior.  Site: www.jocelemsalgado.com.br

Determination of b-glucan concentration in Agaricus Blazei Murill mushroom by enzymatic method-(O objetivo deste trabalho foi avaliar a concentração de b-glucano em cogumelos Agaricus Blazei Murill cultivados no Brasil e no Japão em duas condições distintas (estufa e campo) através de método descrito por PROSKY et al. e pela “Foundation of Japanese Food Analysis Center” , pela quantificação de glicose liberada após sucessivas hidrólises enzimática e .)

Antitumor effect of peptide-glucan preparation extracted from Agaricus Blazei in a double-grafted tumor system in mice. Biotherapy (Dordrecht) 1998

Monicavox

Recomendo…..

Resultado de imagem para imagens de livros sobre cogumelos

Resultado de imagem para imagens de livros sobre receitas com cogumelos

 

 

Pensando com Jiddu Krishnamurti…..

Resultado de imagem para imagens de jiddu

A Vida é um Movimento sem Fim

Eu acho que é sempre importante fazer perguntas fundamentais, mas quando fazemos uma pergunta fundamental, a maioria de nós está a procurar uma resposta, e desta forma a resposta será invariavelmente superficial, porque não existe resposta “sim ou não” para a vida. A vida é um movimento, um movimento sem fim, e para investigar esta coisa extraordinária chamada vida, com todos os seus aspectos inumeráveis, devemos colocar perguntas fundamentais e nunca ficar satisfeito com as respostas, por mais satisfatórias que estas possam parecer, porque no momento em que obtiver uma resposta, a mente chega a uma conclusão, e uma conclusão não é vida – é meramente um estado estático. Assim o que é importante é fazer as perguntas fundamentais mas nunca ficar satisfeito com as respostas, por mais inteligentes e por mais lógicas que sejam, porque a verdade da questão reside para além da conclusão, para além da resposta, para além da expressão verbal. A mente que coloca uma questão e fica satisfeita com uma mera explicação, uma expressão verbal, permanece superficial. Apenas a mente que coloca uma questão fundamental e que é capaz de perseguir essa questão até ao fim – apenas uma mente desse tipo é que pode descobrir o que é a verdade.

Jiddu Krishnamurti, in ‘Talks and Dialogues’

Resultado de imagem para imagens de jiddu

O Caminho da Verdade

Afirmo que a verdade é uma terra sem caminhos definidos, e que não a podemos abordar por qualquer caminho que seja, por nenhuma religião, por nenhum credo. Este é o meu ponto de vista, e adiro a este de forma absoluta e incondicional. A verdade, sendo ilimitada, incondicionada, inacessível por qualquer caminho que seja, não pode ser organizada; nem deve nenhuma organização ser formada para liderar ou coagir as pessoas para seguir um caminho em particular. Se entender isto, então compreenderá quanto impossível é organizar uma crença. Uma crença é uma questão puramente individual, e não é possível organizá-la. Se fizer isso, esta crença torna-se morta, cristaliza-se, tonar-se um credo, uma seita, uma religião, a ser imposta a outros.

Jiddu Krishnamurti, in ‘Krishnamurti: 100 Years’

Resultado de imagem para imagens de jiddu

Entrevista com Jiddu-

O senhor nunca menciona Deus. Ele não tem lugar nos seus ensinamentos?

Krishnamurti: Você fala muito a respeito de Deus, não fala? Seus livros estão cheios Dele. Você constrói igrejas, templos, faz sacrifícios, pratica rituais, celebra cerimônias e tem uma porção de idéias a respeito de Deus, não tem? Você repete a palavra, mas seus atos não são divinos, são? Embora você venere aquilo que chama de Deus, seu comportamento, suas idéias, sua existência não são divinos, são? Embora você repita a palavra Deus, você explora os outros, não explora? Você tem seus deuses — hindus, maometanos, cristãos e todos os demais. Você constrói templos e quanto mais rico fica, mais templos constrói (risos). Não riam, vocês fariam o mesmo — só que ainda estão tentando ficar ricos — essa é a verdade.

De forma que você está familiarizado com Deus, pelo menos com a palavra Deus ou uma outra palavra qualquer, mas Deus não é a palavra que você usa. O fato de você usá-la não significa que você conheça Deus; você apenas conhece a palavra. Eu não uso essa palavra pela simples razão de que você a conhece. O que você conhece não é o real. E, além disso, para encontrar a realidade, todas as murmurações verbais da mente devem cessar, não devem? Você constrói imagens de Deus, mas essas imagens não são Deus, claro. Como você pode conhecer Deus???

Obviamente, não através de uma imagem, não através de um templo. Para hospedar Deus, o não-conhecido, a mente precisa ser o não-conhecido. Se você parte no encalço de Deus, então você já conhece Deus, você conhece o objetivo. Você sabe o que está perseguindo, não é mesmo? Se você busca a Deus, você deve saber o que é deus, do contrário não o estaria buscando, não é mesmo? Você o busca ou de acordo com seus livros, ou de acordo com seus sentimentos e seus sentimentos não passam de resposta da memória. Portanto, aquilo que você busca já está criado ou por intermédio da memória ou da tradição e aquilo que é criado não é eterno — é produto da mente.

Se não existissem livros, se não existissem gurus, se não existissem fórmulas para serem repetidas, você só conheceria a tristeza e a alegria, não é? — tristeza constante e raros momentos de alegria. E então você gostaria de saber por que sofre. Você não poderia se amparar em Deus — mas, provavelmente, enfrentaria outras formas de proteção, e logo inventaria deuses como uma saída. Mas se você quer realmente entender todo o processo do sofrimento, como um novo homem, como um outro homem, indagando e não fugindo, então você se libertará da tristeza, e então descobrirá o que é a realidade, o que é Deus. Porém, um homem infeliz não pode encontrar Deus ou a realidade; a realidade só pode ser encontrada quando cessa o sofrimento, quando reina a alegria, não como um contraste, não como um oposto, mas como um estado de existir no qual não existem opostos.

De forma que o não-conhecido, aquilo que não é criado pela mente, não pode ser formulado pela mente. O não-conhecido não pode ser pensado. A partir do momento que você pensa a respeito do não-conhecido, o não-conhecido já se transformou em conhecido. Claro que você não pode pensar a respeito do não-conhecido, pode? Você só pode pensar a respeito do conhecido. O pensamento se move do conhecido para o conhecido; e o conhecido não é a realidade, é?  Portanto, quando você pensa e medita, quando você se concentra e pensa em Deus, você somente pensa a respeito do que é conhecido e o que é conhecido faz parte do tempo; está emaranhado na rede do tempo e, por conseguinte, não é o real. A realidade só se concretiza quando a mente se liberta das malhas do tempo.

Quando a mente deixa de criar, nasce a criação. Isto é, a mente precisa estar absolutamente quieta, mas não devido a uma quietude induzida, hipnotizada, que representa apenas um resultado. Tentar chegar à quietude para experienciar a realidade é uma outra forma de fuga. Só existe silêncio quando cessam todos os problemas. Como é calmo o lago quando cessa a brisa, assim a mente se torna naturalmente quieta quando o agitador, o pensador para. Para acabar com o pensador, todos os pensamentos que ele arquiteta devem acabar. De nada adianta construir uma barreira, uma resistência contra o pensamento, porque os pensamentos é que devem acabar.

Quando a mente está quieta, a realidade, o indescritível, se concretiza. Você não pode convidá-la. Para convidá-la, você precisa conhecê-la e o conhecido não é o real. De forma que a mente precisa ser simples, livre de crenças, de ideações. E, quando há quietude, quando não existe nem desejo, nem ansiedade, quando a mente está absolutamente tranquila, dentro de uma tranquilidade que não é induzida, então, a realidade chega.  E essa verdade, essa realidade, é o único agente transformador; é o único fator que acarreta uma revolução radical, fundamental na existência, em nossa vida diária. E encontrar essa realidade não é procurá-la, mas entender os fatores que agitam a mente, que perturbam a própria mente. Então a mente se torna simples, quieta, tranquila. Nessa tranquilidade o não-conhecido, o incognoscível se concretiza. E, quando isso acontece, é uma benção.
Krishnamurti — Bombaim, 8/02/1948 — Collected Works of J. Krishnamurti

Resultado de imagem para imagens de jidduInterrogante: Fale-nos de Deus. 

Krishnamurti: Em vez de eu lhes dizer o que é Deus, vamos ver se vocês podem conceber esse estado maravilhoso, não no amanhã ou num futuro distante, mas agora, neste momento que estamos aqui tranquilamente reunidos. Claro que isso é muito mais importante. Mas, para descobrir deus, todas as crenças devem ser abolidas. A mente que poderia descobrir o que é a verdade, não pode acreditar na verdade, não pode formular teorias ou hipóteses a respeito de Deus. Por favor, prestem atenção. Vocês formulam hipóteses, vocês têm crenças, vocês têm dogmas, estão cheios de conjecturas. Pelo fato de terem lido este ou aquele livro a respeito do que é a verdade ou do que é Deus, suas mentes estão espantosamente inquietas. Uma mente cheia de conhecimentos é inquieta; é intranquila, está apenas sobrecarregada e carga pura e simples não é sinal de uma mente tranquila. Quando a mente está cheia de crenças, acreditando ou não se Deus existe, ela está sobrecarregada e uma mente sobrecarregada não pode jamais descobrir o que é a verdade. Para descobrir a verdade, a mente precisa estar livre, livre de rituais, de crenças, de dogmas, de conhecimento e de experiência. Somente então ela poderá compreender o que é a verdade. Pelo fato de tal mente estar quieta, ela não mais realiza o movimento de entrar ou o movimento de sair, que é o movimento do desejo. Ela não possui desejos reprimidos, o que é energia. pelo contrário, para que a mente esteja quieta é preciso haver uma grande quantidade de energia; mas não pode haver pleno desenvolvimento ou abundância de energia se existir qualquer forma de movimento para fora e, por conseguinte, de movimento para dentro. Quando tudo isso tiver serenado, a mente se aquietará.

Eu não estou tentando hipnotizá-los para que vocês fiquem quietos, para que vocês se calem. Vocês mesmo precisam reconhecer a importância de abandonar, de afastar sem esforço, sem resistência, todo o acúmulo de séculos, de supertições, de conhecimentos, de crenças; precisam reconhecer que qualquer forma de carga torna a mente inquieta, dissipa energia. Para a mente estar quieta é preciso haver energia em abundância, e essa energia precisa estar tranquila. E se vocês chegarem realmente a esse estado no qual não existe esforço, então constatarão que a energia, estando imóvel, possui seu próprio movimento, o qual não resulta das pressões ou compulsões sociais. Pelo fato de a mente possuir uma energia abundante, imóvel e silenciosa, a própria mente se transforma naquilo que é sublime. Não existe experimentador do sublime: não existe alguém que diga “eu experimentei a realidade”. Enquanto houver um experimentador, a realidade não pode existir, porque o experimentador equivale ao movimento de angariar experiência e de acabar com a experiência. De forma que é preciso que o experimentador deixe totalmente de existir.

Atentem simplesmente a isto. Não façam nenhum esforço, apenas compreendam que o experimentador tem de chegar ao fim. É preciso que ocorra a cessação total de todo esse movimento e isso demanda, não a supressão da energia, mas uma energia espantosa. Quando a mente estiver completamente quieta, calada, isto é, quando a energia não estiver sendo nem dissipada nem distorcida por obra da disciplina, essa energia se transformará em amor e o real não estará apartado da própria energia.

Krishnamurti — Bombaim, 27/02/1955 — Collected Works of J. Krishnamurti

Visão pessoal…

Através das idades veio o homem buscando uma certa coisa além de si próprio, além do bem-estar material — uma coisa que se pode chamar verdade, Deus ou realidade, um estado atemporal — algo que não possa ser perturbado pelas circunstâncias, pelo pensamento ou pela corrupção humana.O homem sempre indagou: Qual a finalidade de tudo isto? Tem a vida alguma significação? Vendo a enorme confusão reinante na vida, as brutalidades, as revoltas, as guerras, as intermináveis divisões dá religião, da ideologia, da nacionalidade, pergunta o homem, com um profundo sentimento de frustração, o que se deve fazer, o que é isso que se chama viver e se alguma coisa existe além de seus limites.E, não podendo encontrar essa coisa sem nome e de mil nomes que sempre buscou, o homem cultivou a fé — fé num salvador ou num ideal, a fé que invariavelmente gera a violência.Nesta batalha constante que chamamos “viver”, procuramos estabelecer um código de conduta, conforme a sociedade em que somos criados, quer seja uma sociedade comunista, quer uma pretensa sociedade livre; aceitamos um padrão de comportamento como parte de nossa tradição hinduísta, muçulmana, cristã ou outra. Esperamos que alguém nos diga o que é conduta justa ou injusta, pensamento correto ou incorreto e, pela observância desse padrão, nossa conduta e nosso pensar se tornam mecânicos, nossas reações, automáticas. Pode-se observar isso muito facilmente em nós mesmos.Durante séculos fomos amparados por nossos instrutores, nossas autoridades, nossos livros, nossos santos.e satisfazemo-nos com suas descrições, quer dizer, vivemos de palavras, e nossas vidas são superficiais e vazias. Não somos originais. Temos vivido das coisas que nos tem dito, ou guiados por nossas inclinações, nossas tendências, ou impelidos a aceitar pelas circunstâncias e o ambiente. Somos o resultado de toda espécie de influências e em nós nada existe de novo, nada descoberto por nós mesmos, nada original, inédito, claro;garantem-nos os guias religiosos que, se observarmos determinados rituais, recitarmos certas preces e versos sagrados, obedecermos a alguns padrões, refrearmos nossos desejos, controlarmos nossos pensamentos, sublimarmos nossas paixões, se nos abstivermos dos prazeres sexuais, então, após torturar suficientemente o corpo e o espírito, encontraremos uma certa coisa além desta vida desprezível. É isso o que tem feito, no decurso das idades, milhões de indivíduos ditos religiosos, quer pelo isolamento, nos desertos, nas montanhas, numa caverna, quer peregrinando de aldeia em aldeia a esmolar, quer em grupos, ingressando em mosteiros e forçando a mente a ajustar-se a padrões estabelecidos. Mas, a mente que foi torturada, subjugada, a mente que deseja fugir a toda agitação, que renunciou ao mundo exterior e se tornou embotada pela disciplina e o ajustamento — essa mente, por mais longamente que busque, o que achar será em conformidade com sua própria deformação.Assim, para descobrir se de fato existe ou não alguma coisa além desta existência ansiosa, culpada, temerosa, competidora, parece-me necessário tomarmos um caminho completamente diferente. O caminho tradicional parte da periferia para dentro, para, através do tempo, da prática e da renúncia, atingir gradualmente aquela flor interior, aquela íntima beleza e amor — enfim, tudo fazer para nos tornarmos estreitos, vulgares e falsos; retirar as camadas uma a uma; precisar do tempo: amanhã ou na próxima vida chegaremos — e quando, afinal, atingimos o centro, não encontramos nada, porque nossa mente se tornou incapaz, embotada, insensível.Após observar esse processo, perguntamos a nós mesmos se não haverá outro caminho totalmente diferente, isto é, se não teremos possibilidade de “explodir” do centro.O mundo aceita e segue o caminho tradicional. A causa primária da desordem em nós existente é estarmos buscando a realidade prometida por outrem; mecanicamente seguimos todo aquele que nos garante uma vida espiritual confortável. É um fato verdadeiramente singular esse, que, embora em maioria sejamos contrários à tirania política e à ditadura, interiormente aceitamos a autoridade, a tirania de outros, permitindo deformar a nossa mente e a nossa vida. Assim, se de todo rejeitarmos, não intelectual, porém realmente, a autoridade dita espiritual, as cerimônias, rituais e dogmas, isso significará que estamos sozinhos, em conflito com a sociedade; deixaremos de ser entes humanos respeitáveis. Ora, um ente humano respeitável nenhuma possibilidade tem de aproximar-se daquela infinita, imensurável realidade.A pergunta sobre se há Deus, verdade, ou realidade — ou como se queira chamá-lo — jamais será respondida pelos livros, pelos sacerdotes,  filósofos  ou salvadores. Ninguém e nada pode responder a essa pergunta, porém, somente nós mesmos, e essa é a razão por que devemos conhecer-nos. Só há falta de maturidade na total ignorância de si mesmo. A compreensão de si próprio é o começo da sabedoria….

Inspiração….

ICK Instituição Cultural Krishnamurti

Krishnamurti – A Arte de Viver.pdf

Liberte-se do Passado, J. Krishnamurti

Krishnamurti – O Despertar da Sensibilidade.pdf

Krishnamurti – O Homem e Seus Desejos Em Conflito.pdf

Monicavox

Recomendo….

Resultado de imagem para imagens de jiddu

Resultado de imagem para imagens de jiddu

Resultado de imagem para imagens de jiddu

 

Luz no corpo humano…..?

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoOs canais energéticos que as culturas orientais conhecem há milênios e que descobriram de forma empírica, por revelações, sabe-se lá como (de forma surpreendente para os racionais ocidentais) existem na realidade científica racional a qual estamos acostumados; O que não passa por essa racionalidade e essa ciência não existe oficialmente. Pois bem, os chakras, os canais energéticos, os meridianos, a pura energia e o reiki, inclusive a conexão entre humanos, já existem para a ciência.

Em resumo: foi descoberto que a água dentro do organismo cristaliza em forma de cristal líquido (como as telas dos computadores), uma forma de cristalização que permite conservar as propriedades dos cristais óticos (sua capacidade de armazenar informação e vibrar a determinadas frequências) e dos líquidos (sua capacidade de fluir) ao mesmo tempo. Isto significa: ela é capaz de guardar memória.

Resultado de imagem para imagens de masaru emotoLembram-se das fotos dos cristais de água do Dr. Masaru Emoto?

Dito isto, não podemos esquecer que 75% de nosso corpo é água (para um bebê este percentual é de 95%), daí a importância desta descoberta.

A água conduziria os biofótons (informação eletromagnética) – o CHI, o Ki, o prana -, a velocidades inimagináveis através de nosso corpo. Céus! Por nossas veias (eletromagnéticas) circula luz

Além disso foi descoberta uma rede ferroso-férrica de moléculas (de ferro) que graças às diferenças de potencial (geradas porque se oxidam e reduzem constantemente estas partículas) produzem energias eletromagnéticas que circulam por todo o nosso corpo, nutrindo-o e protegendo as reações bioquímicas (amplamente conhecidas por nossos cientistas) que sustentam nossa saúde. Casualmente estas redes são mais densas justamente em um local que coincide com um canal central diante da coluna, e possuem sete bolas de macromoléculas coincidindo com os lugares descritos como chakras, protegendo as glândulas mais importantes do organismo, onde se desenvolvem as reações bioquímicas essenciais para a vida.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoO cristal líquido ficaria dentro das células e seria influenciado pelo campo magnético descrito, emitiria energia de determinados e diferentes comprimentos de onda para seu exterior, o que constituiria a aura, e captaria, como uma grande antena parabólica, informação externa.

Nossas moléculas de cristal líquido estariam fixadas dentro da rede ferroso-férrica, e serviriam como lugar de armazenagem de informação. A cientista que fez tão estupenda descoberta diz admitir que o ser humano seja formado por um corpo magnético, outro bioquímico e outro mental. Se o corpo magnético se desorienta ou danifica, deixa de proteger a estrutura bioquímica e a enfermidade surge. Se trabalhamos energéticamente sobre nosso organismo, reparamos a estrutura magnética e, conseqüentemente, a estrutura bioquímica também se recupera e, por extensão, a saúde.. Constantemente, através dos chakras, nosso corpo se nutre da energia que nos rodeia para poder funcionar bioquimicamente de forma correta.

A reflexão seguinte é lógica ; Se nosso corpo é luz e por ele circula luz, o mais lógico é que a luz do sol tenha um efeito de bateria de recarga sobre o mesmo. Nosso corpo, por deficiências de alimentação e por costumes nocivos, perderia em alguns casos essa capacidade de distribuir luz harmoniosamente através de suas células, ocasionando problemas de saúde e estados de estresse.

Imagem relacionadaA ação da luz solar teria o objetivo de regenerar e, posteriormente, recarregar todo esse circuito, para então recompô-lo, elevando sua vibração e desenvolvendo as partes ainda não acessadas de nosso cérebro (deixamos de utilizar cerca de 80%). Aí então poderemos estabelecer a reconexão com nosso mundo espiritual.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoOs olhos físicos e mentais emitem luz

O próprio olho, que é continuamente exposto aos fótons poderosos que passam por vários tecidos oculares, emitem emissões espontâneas e visíveis de fótons induzidas pela luz. Existe ainda a hipótese de que a luz visível induza a bioluminescência adiada dentro do tecido ocular, fornecendo uma explicação para a origem da pós-imagem negativa.

Estas emissões de luz também têm sido associadas com o metabolismo energético cerebral e estresse oxidativo no cérebro de mamíferos. A hipótese de Bókkon sugere que os fótons liberados a partir de processos químicos dentro do cérebro produzem imagens biofísicas durante a imaginação, e um estudo recente descobriu que quando os indivíduos imaginaram luz ativamente em um ambiente muito escuro sua intenção produziu aumentos significativos nas emissões de fótons ultrafracos. Trata-se de uma visão emergente de que biofótons não são únicamente subprodutos do metabolismo celular, mas sim, dependendo da intensidade o biofóton pode ser consideravelmente mais elevado no interior das células do que fora, é possível para a mente acessar este gradiente de energia para criar imagens biofísicas intrínsecas durante a percepção visual e imagens mentais.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoNossas células e DNA Utilizam biofótons para armazenar e comunicar informações

Aparentemente os biofótons são utilizados pelas células de muitos organismos vivos para se comunicar, o que facilita a energia e transferência de informação que é mais rápida do que a difusão química. De acordo com um estudo de 2010, “a comunicação entre células através de biofótons foi observada em plantas, bactérias, granulócitos neutrófilos e células renais.” Os pesquisadores foram capazes de demonstrar que “… diferente estimulação luminosa espectral (infravermelho, vermelho, amarelo, azul, verde e branco) numa das extremidades das raízes nervosas sensoriais ou motoras espinhais resultou num aumento significativo na atividade biofotônica na outra extremidade “. Os pesquisadores interpretaram sua busca para sugerir que “… a estimulação luminosa pode gerar biofótons que conduzem ao longo das fibras neurais, provavelmente como sinais de comunicação neural.”

Mesmo quando descemos ao nível molecular do nosso genoma, o DNA pode ser identificado como uma fonte de emissões de biofótons. Um autor propõe que o DNA depende tanto de biofótons que tem propriedades tipo laser ultravioleta, que lhe permite existir em um estado estável mesmo além do limite de seu equilíbrio térmico.

Tecnicamente falando, um biofóton é uma partícula elementar ou quantum de luz de origem não-térmico no espectro visível e ultravioleta emitida a partir de um sistema biológico. Eles são geralmente produzidos a partir do metabolismo da energia dentro das nossas células.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoA pele humana pode captar a energia e Informação da Luz do Sol

Talvez o mais extraordinário de tudo é a possibilidade da superfície corporal conter células capazes de capturar de forma eficiente a energia e informação de radiação ultravioleta. Em um artigo anterior, exploramos o papel da melanina na conversão de luz ultravioleta em energia metabólica:

A melanina é capaz de transformar a energia da luz ultravioleta em calor, num processo conhecido como “conversão interna ultrarrápida”; mais do que 99,9% da radiação UV absorvida é transformada de luz ultravioleta potencialmente tóxica (causando danos no DNA) em calor inofensivo.

Se a melanina pode converter luz em calor, não poderia também transformar a radiação UV em outras formas biologicamente / metabolicamente úteis de energia? Isso pode não parecer tão absurdo quando se considera que, mesmo a radiação gama, que é altamente tóxica para a maioria das formas de vida, é uma fonte de sustento para certos tipos de fungos e bactérias.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoEmissões de biofótons do corpo são regidas pelas forças solares e lunares

Parece que a ciência moderna só agora está começando a reconhecer a capacidade do corpo humano para receber e emitir energia e informações diretamente da luz emitida a partir do Sol.Há também uma crescente percepção de que o Sol e a Lua afetam as emissões de biofótons por meio de influências gravitacionais.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoA Intenção enquanto força transformadora

Mesmo a própria intenção humana, pode ter uma influência sobre os biofótons.Um comentário recente publicado na revista Investigación Clinica intitulado “A evidência sobre o poder da intenção” abordou esta conexão:

A intenção é definida como um pensamento dirigido para realizar uma determinada ação. Pensamentos direcionados com um objetivo podem afetar objetos inanimados e praticamente todos os seres vivos desde organismos unicelulares até seres humanos. A emissão de partículas de luz (biofótons) parece ser o mecanismo através do qual a intenção produz seus efeitos. Todos os organismos vivos emitem uma corrente constante de fótons como meio para dirigir os sinais instantâneos de uma parte do corpo para outra e para o mundo exterior. Os biofótons são armazenados no DNA intracelular.

Quando o organismo está doente surgem alterações nas emissões de biofótons. A intenção direta manifesta-se como uma energia elétrica e magnética produzindo um fluxo ordenado de fótons. Nossas intenções parecem operar frequências altamente coerentes, capazes de alterar a estrutura molecular da matéria. Para a intenção ser eficaz, é necessário escolher o momento oportuno. De fato, os seres vivos são mutuamente sincronizados e com a terra e as suas constantes mudanças de energia magnética. Demonstrou-se que a energia do pensamento também pode alterar o ambiente. A hipnose e o efeito placebo também podem ser considerados como tipos de intenção, como instruções para o cérebro durante um determinado estado de consciência.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoOs casos de curas espontâneas ou de cura remota de pacientes extremamente doentes representam instâncias de uma imensa intenção de controlar as doenças que ameaçam nossas vidas. A intenção de curar, bem como as crenças da pessoa doente sobre a eficácia das influências de cura promovem sua cura. Em conclusão, os estudos sobre o pensamento e a consciência estão emergindo como aspectos fundamentais que estão levando rapidamente a uma profunda mudança nos paradigmas da Biologia e da Medicina.A ciência concorda cada vez mais: nós somos mais do que os átomos e as moléculas, mas seres que emitem, se comunicam e são formados de luz.

Imagem relacionadaVisão pessoal…

Cada vez mais a ciência concorda com a poesia da experiência humana: nós somos mais do que os átomos e moléculas que compõem os nossos corpos, mas seres de luz também. Biofótons são emitidos pelo corpo humano, podem ser liberados por meio da intenção mental, e podem modular processos fundamentais na comunicação celular e DNA.Dado a grande complexidade da nossa condição existencial e considerando que a nossa existência terrena é parcialmente formada a partir de luz solar e exige o consumo contínuo de luz solar condensada na forma de alimentos, talvez não seja tão absurda a ideia que o nosso corpo emita luz.Uma investigação descobriu uma diferença de estresse oxidativo mediado na emissão de biofótons entre pessoas que meditam versus não-meditadores. Aqueles que meditam regularmente tendem a ter menor emissão de fótons ultra-fracos, o qual se acredita resultar a partir do nível mais baixo de reações de radicais livres que ocorrem no corpo.Talvez o mais extraordinário de tudo é a possibilidade de que a superfície do corpo contém células capazes de prender de forma eficiente a energia e a informação da radiação ultravioleta.Pesquisas já haviam demonstrado que o organismo emite luz visível, mil vezes menos intensa do que podemos perceber a olho nu. Na realidade, praticamente todos os seres vivos emitem uma luz muito fraca, o que se acredita ser um subproduto de reações bioquímicas envolvendo os radicais livres. Esta luz visível difere da radiação infravermelha – uma forma de luz invisível – que vem o calor do corpo.Para saber mais sobre essa fraca emissão de luz visível, os cientistas japoneses trabalharam com câmeras extraordinariamente sensíveis, capazes de detectar um único fóton. Cinco voluntários sadios do sexo masculino foram colocados em frente das câmeras em quartos em completa escuridão com seus peitos nus. A exposição foi realizada de três em três horas durante 20 minutos – das 10 às 22 horas – por três dias.Os cientistas descobriram que a luz emitida pelos corpos aumentou e diminuiu ao longo do dia, com a intensidade mais fraca às 10 horas e mais alta às 16 horas, caindo progressivamente depois desse horário. Estas descobertas sugerem que as emissões de luz estão ligadas ao nosso relógio biológico, provavelmente devido à forma como os nossos ritmos metabólicos flutuam ao longo do dia.Outro fato descoberto no estudo é que o nosso rosto brilha mais do que o resto do corpo. Segundo os pesquisadores, isto pode acontecer porque o rosto normalmente é mais bronzeado que o restante do corpo – pois é mais exposto à luz solar. A melanina, pigmento da pele, tem componentes fluorescentes que poderiam reforçar essa produção de luz.O pesquisador Hitoshi Okamura, biólogo da Universidade de Kyoto, afirma que uma vez que a produção desta fraca luz está ligada ao metabolismo do organismo, este estudo indica que câmeras que detectam essas emissões poderiam ajudar a detectar condições médicas…….

Inspiração….

http://www.greenmedinfo.com/blog/biophotons-human-body-emits-communicates-and-made-light

http://www.dsalud.com/numero85_1.htm.

GreenMedInfo

biofótons e a comunicação quântica das células – Uninter

Biophotons- The Light in Our Cells. (PDF Download Available)

Emission Of Mitochondrial Biophotons.pdf – PDF Archive

Monicavox

Recomendo….

Resultado de imagem para imagens de livros sobre biofotons

Resultado de imagem para imagens de livros sobre biofotons

Resultado de imagem para imagens de livros sobre luz no corpo humano

Nosso centro interior….

A nossa “bússola interna” é o nosso centro interno. É aquela parte que nos mantêm ancorados. Ao mesmo tempo, permite que  possamos nos mover através das multidimensões. É aquela parte que nos transforma nos momentos de silêncio. Que nos mantêm no rumo desejado e ajuda-nos a continuar em nosso foco. Que nos ajuda a permanecer fiéis a nós mesmos. Que é eternamente duradoura.

Sintonizar-se com a nossa bússola interna é especialmente importante neste momento de energia expandida. A energia de dimensão superior, que nós estamos atualmente vivenciando, oferece muitas oportunidades;Somos presenteados com muitas opções atraentes para o próximo passo em nosso caminho. Pode parecer que nós chegamos a uma bifurcação…. Cada direção apresenta uma oportunidade diferente.

Mais do que uma direção ou experiência possível pode interessar-nos. Às vezes, é útil voltar-nos para a nossa bússola interna para ver o que cada direção ou caminho representa. Um caminho pode representar o que nós sentimos ;outro,o que os outros esperavam de nós. Outro caminho pode ser o que nós sempre fizemos, e representaria uma continuação disso. Outro caminho pode representar o que as outras pessoas estão fazendo. Ainda outro pode apresentar uma experiência completamente nova. Pode haver até mais de um caminho que represente uma experiência nova.

Pode não ser uma questão de um caminho ser certo e o outro errado. É considerar qual caminho ressoa conosco e faz o nosso coração cantar. Trata-se de qual deles nos levará ao próximo passo no caminho do nosso propósito e da nossa missão nesta encarnação.

É aí que se voltar para a nossa bússola interna pode dar-nos orientação quanto ao que ressoa conosco; A nossa bússola interna reside no centro do nosso coração. É onde  obtemos clareza acerca da nossa missão e de como permanecer no rumo.

Cada pessoa possui uma missão única em cada encarnação. A missão incorpora os seus talentos, habilidades e valores. Esses aspectos são combinados com a sua assinatura energética especial para criar a pessoa que nós somos; Quando as pessoas se sintonizam com o centro do seu coração,  estão em harmonia com quem  são, e isso nos conduz a nossa missão especial.

post-04-04-2FAÇAM A EXPERIÊNCIA

Se desejarem ter maior clareza quanto a sua missão, vocês podem fazer esse pedido ao Universo e aos seus guias espirituais. Em seguida, sintonizem-se com a sua bússola interna e a orientação para a resposta pode ocorrer de várias formas. Vocês podem ter uma ideia que parece flutuar em sua consciência ou podem ver um livro que atraia a sua atenção, ou podem ter uma conversa com alguém que estimule uma ideia em seu interior. Quando permanecem concentrados no momento e estão sintonizados com a sua bússola interna, vocês podem reconhecer os sinais de modo mais fácil.

Então, a sua bússola interna ajuda a mantê-los no rumo da sua missão.

Vocês podem desejar sintonizar-se com a sua bússola interna ao colocar a sua atenção no centro do seu coração e concentrar-se na respiração. Conforme se concentram na respiração, vocês se mantêm no momento presente e centram-se. Aí a sua atenção pode descansar no centro do seu coração.
À medida que inspiram e expiram, vocês se conscientizam de si mesmos como uma Centelha do Divino. Percebem que vocês são muito mais do que as circunstâncias externam que os envolvem. Vocês sabem, em seu mais profundo conhecimento, que fazem parte de uma grande rede de vida, que é universal.

Enquanto continuam a deleitar-se nesse conhecimento, vocês se conscientizam de que esse conhecimento faz parte da sua bússola interna. Ele está sempre lá para guiá-los, quando vocês permitem-no comunicar o conhecimento universal a vocês. Está aí para conduzi-los à sua missão e ao bem mais elevado. Para conduzi-los à paz em sua Alma.

Quanto mais se sintonizarem com a sua bússola interna, mais forte ela se tornará.

Quando sintonizarem a bússola interna ao longo do dia, lhes é transmitido o que vocês precisam saber naquele momento. Então, quando vocês chegam a uma bifurcação na estrada, as várias escolhas que lhes são apresentadas parecem muito mais maleáveis porque vocês estão cientes do seu papel no imenso jogo da vida. O caminho ou caminhos que ressoarem mais de perto com a sua missão parece puxar as cordas do seu coração, enquanto os outros desaparecem.

É como se a sua bússola interna estivesse guiando-os, e vocês começam a deslizar suavemente através da vida cotidiana com facilidade e graça, não importa que circunstâncias externas surjam, porque vocês estão conectados a um plano maior. Vocês fazem parte de um grande plano cósmico em que possuem um papel exclusivo, assim como as outras pessoas possuem os seus papéis também únicos. Cada pessoa representando o seu papel, a dança cósmica da vida se movimenta de maneira harmoniosa.

Visão pessoal….

O verdadeiro Mestre é Interno, é a NOSSA Intuição, a Voz do NOSSO Espírito. Muitas vezes essa voz coincidirá com aquilo que nós escutamos fora e pensaremos que alguém está nos guiando. Mas, assim que nós aceitarmos alguém como o nosso” ídolo/Guru”, começaremos a fabricar a nossa própria decepção. Todos aprendemos e ensinamos ao mesmo tempo. Por tal motivo, é conveniente manter uma atitude receptiva com os sinais que recebemos do nosso ambiente e ver que ressonância produz no nosso interior. Nós não somos o salvador nem o Mestre de ninguém. Compartilhar a vida e as nossas experiências pessoais com os outros é bom, auxilia muita gente, mas depende das pessoas estarem preparadas para aceitar os nossos conhecimentos e reconhecer que nos esforçamos para atingir tal patamar. Isto é certo também ao contrário. Ninguém nos resgatará nem nos salvará, exceto nós mesmos. O melhor Mestre com que contamos está dentro de nós. Fala-nos com voz suave e paciente, sem nos obrigar a nada; indica-nos sempre o caminho mais curto e mais feliz, dá-nos a ideia mais adequada e a resposta que racionalmente não podemos encontrar.Por isso, é conveniente praticar meditação e exercícios de relaxamento para poder escutar essa voz. Se  vivemos depressa, tensos, angustiados e com um ritmo acelerado, provavelmente não ouviremos a “voz da nossa intuição” e procuraremos guias externos. Há pessoas que são muito positivas e estimulantes, e poderão  nos ajudar no início. Evitemos idolatrá-las e evitemos também sermos idolatrados. Lembremos sempre que o “Mestre mais válido e acertado está sempre dentro de nós”.O Mestre Interior nos ajuda a acessar a dimensão da Eternidade quando nos coloca no PRESENTE.Ele não nos ensina nada, porque nós, e só nós, somos a Fonte de nosso próprio conhecimento.Ele não ensina a Verdade e sim, estimula a nossa tendência natural de atingir a Plenitude Interior.É muito importante largar os pensamentos, os desejos e as emoções (que fazem parte da dualidade desse mundo de ilusões e desilusões) e abandonar-nos completamente a essa “Luz” que adentra em nosso ser, levando á  consciência, nos momentos de prece e meditação, ao centro do peito, prestando atenção à nossa respiração e indo de encontro ao “Mestre Interior”, a Presença Crística do nosso “Eu Superior”.É muito importante também, na vida cotidiana, a postura sincera de humildade diante dos semelhantes e de simplicidade em todas as coisas da vida, em conjunto com a ética e integridade, sempre fixando a nossa consciência no “aqui-agora”, a grande realidade de nossa eternidade, rumo ao estado de “unidade” com a Fonte da Vida e de Luz.

Inspiração….

http://www.PersonalPathwaysOfLight.com

O Anjo como Mestre Interior PDF

A interioridade e o Mestre interior – Maxwell – PUC-Rio

Oraculo Do Mestre Interior PDF

Monicavox

Recomendo….

Resultado de imagem para imagens de livros sobre joshua david stone

Resultado de imagem para imagens de livros sobre joshua david stone

 

 

OPORTUNIDADES PODEROSAS PARA MAIO DE 2017….

Imagem relacionadaMensagem de Patrícia Cota-Robles

https://twitter.com/patticotarobles

Até agora, neste ano, experimentamos ondas de Luz incrivelmente poderosas que movimentaram a energia, vibração e consciência deste Planeta e de TODA a sua Vida para uma mudança quântica na Espiral da Evolução. Estes influxos de Luz começaram durante os primeiros onze dias de 2017, e se intensificaram exponencialmente durante os Eclipses de Fevereiro, o Equinócio de Março, as celebrações da Páscoa em Abril, o que iniciou um influxo das mais elevadas frequências da Chama da Ressurreição e da Chama da Transfiguração do Amor Divino que a Humanidade já foi capaz de receber a nível celular. Durante os primeiros quatro meses de 2017, a Terra também foi banhada pela Luz de vários alinhamentos planetários muito raros e poderosos. Agora, tudo está pronto para a próxima fase do desdobramento do Plano Divino.

A cada onda de Luz, nossa Presença EU SOU pôde recalibrar nosso sistema nervoso para suportar frequências mais elevadas da Luz Solar Cristalina de 5ª Dimensão. Esta é a frequência da Luz Cristalina a partir da qual os Corpos de Luz Solares Cristalinos da Humanidade e os padrões de perfeição para a Nova Terra serão formados. O que acontece em seguida será o resultado do influxo de Luz que inundará a Terra durante o Mês Místico de Maio.

A Companhia do Céu revelou que, por causa das mudanças que experimentamos a um nível celular desde o início de 2017, nossa Presença EU SOU agora pode acelerar muito a Alquimia Divina que está ocorrendo em nossos corpos físico, etérico, mental e emocional, e nos estratos: físico, etérico, mental e emocional da Mãe Terra, também. Esta Alquimia Divina está gradualmente transformando nossas células planetárias baseadas em carbono em Células de Luz Solar Cristalinas da 5ª Dimensão. Para compreender a magnitude do que essa aceleração significará para cada um de nós, nossos Corpos de Luz Solar são os corpos em que permaneceremos quando nossa Ascensão para a Nova Terra estiver comp leta. Quanto mais cedo esse processo for realizado, mais cedo transcenderemos o envelhecimento, a degeneração, a doença, a disfunção, a deformidade e até mesmo a morte como a conhecemos em nossos corpos terrestres.

Resultado de imagem para imagens de patricia cota roblesNossos Corpos de Luz Solar Cristalinos refletem a perfeição física de nossa Presença EU SOU. Eles são vibrantemente saudáveis, eternamente jovens e radiantemente belos. Estes são os corpos através dos quais nossa Presença EU SOU poderá rapidamente manifestar os padrões de perfeição para a Nova Terra e as coisas maravilhosas que queremos co-criar em nossas vidas. A Companhia do Céu disse que esta aceleração será um processo individual para cada um de nós, mas que com o influxo de Luz que receberemos em maio, TODA a Humanidade dará um salto quântico na Espiral da Evolução de onde quer que estejamos em nosso Processo de Ascensão . Isso significa que a Presença EU SOU de cada pessoa na Terra será capaz de receber e ancorar mais Luz na Terra do que eles puderam no passado.

Esta é uma parte crítica da preparação da Humanidade para ancorar a Matriz Divina e os arquétipos para a Paz Eterna e a Abundância Infinita de Deus na Terra, o que acontecerá entre os dias 12 a 17 de agosto de 2017, durante o 31º Congresso Mundial Anual da Iluminação. Este é um evento global e estaremos todos no nosso lugar certo e perfeito. Se você tem o chamado do coração para estar fisicamente presente ou não, clique no link abaixo e familiarize-se com a informação que nos foi dada pela Companhia do Céu em relação a nossa responsabilidade em trazer esta faceta do Plano Divino à realização. Recuperar a Paz Eterna e a Abundância Infinita de Deus é algo que estivemos desejando desde a nossa queda há eons. Finalmente, estamos em posição de fazer exatamente isso.

Imagem relacionadaO MÊS MÍSTICO DE MAIO

A Intenção Divina do influxo de Luz que iremos experimentar em Maio é mover a Humanidade, em nível celular, em um salto quântico Na Espiral da Evolução. O objetivo é que possamos receber e ancorar a matriz e os arquétipos para a Paz Eterna e a Abundância Infinita de Deus, do Corpo Causal de Deus, nos estratos mentais e emocionais da Terra quando chegar o momento em agosto. Isto beneficiará cada homem, mulher e criança que evoluem neste planeta precioso. Para que esta faceta do Plano Divino seja Realizada Vitoriosamente, Deus precisa de um corpo.

A intensa luz solar cristalina da 5ª Dimensão que é necessária para que a Paz Eterna e a Abundância Infinita de Deus sejam ancoradas na Terra, requer que os Corpos Terrenos da Humanidade vibrem nas mais altas frequências possíveis da Luz Solar Cristalina. Todos nós estamos vibrando em frequências diferentes, mas os Seres de Luz disseram que depois de termos assimilado o influxo de Luz que receberemos em maio, nossa frequência de vibração COLETIVA permitirá que a matriz e o arquétipo para a Paz Eterna e a Abundância Infinita de Deus sejam ancorados na Terra. Isso beneficiará cada pessoa na Terra de inúmeras maneiras.

Os Seres de Luz nos Reinos da Verdade Iluminada estão invocando nossa assistência nesta faceta vitalmente importante do Plano Divino. Por favor, interiorize-se e ouça a sua orientação interior. Então responda a este Chamado de acordo com as diretrizes de sua Presença EU SOU.

Maio é considerado um mês muito místico por causa de várias atividades da Luz que ocorrem durante esse período. O 1º de maio é conhecido como o Dia da Ascensão de Saint Germain. Neste dia, todos os anos, Saint Germain e as Legiões da Chama Violeta abençoam a Terra com um influxo da Chama Violeta da Infinita Perfeição de Deus. Desde que nos movemos para a Era de Aquário, e por causa da necessidade urgente da hora, Saint Germain abençoará a Humanidade com frequências sem precedentes da 5ª Dimensão da Chama Violeta Solar Cristalina durante todo o mês de maio.

A cada ano, também, durante o mês de Maio, o Templo do Imaculado Coração de Mãe Maria está aberto nos Reinos Internos. Neste Maio, enquanto dormimos à noite, nossa Presença E U SOU nos atrairá para o Templo de Luz de Mãe Maria em nossos corpos sutis. Uma vez que lá estejamos, receberemos uma bênção especial de Mãe Maria.

Durante este momento crítico na Terra, Mãe Maria está trabalhando tenazmente para ajudar cada um de nós a cumprir o Conceito Imaculado de nosso processo de Ascensão. Ascender ao Conceito Imaculado de nossos Corpos de Luz Solar Cristalinos da 5ª Dimensão é um dos passos mais importantes na revelação do nosso Plano Divino.

Resultado de imagem para imagens de patricia cota roblesAo entrarmos no Templo do Coração Imaculado durante o mês de maio, a Amada Mãe Maria abraçará cada um de nós em seus braços amorosos. Com seu abraço, ela despertará dentro de nós a lembrança de nossa permanência em seu Templo Sagrado antes dessa encarnação. Nós perceberemos que viemos à Terra durante este Momento Cósmico com um único desejo: fazer a Vontade de Deus. Nós nos lembraremos de que nos oferecemos como poderosos instrumentos de Deus durante este tempo crítico e que estivemos treinando por éons de tempo para esta missão. Também nos lembraremos de que prometemos ser a manifestação plena do Amor Divino ao servirmos à Luz nesta encarnação.

Com a assistência de Maria, recordaremos que escolhemos trazer através do véu do nascimento físico uma porção do Plano Divino que está codificado em nossas Chamas do Coração. E ela irá nos lembrar do voto que ela fez para vir e nos ajudar neste momento do cumprimento de nossas missões. Mãe Maria também nos ajudará a lembrar da capacidade que temos em nossos próprios Seres de cumprirmos o nosso Propósito Divino com dignidade, honra e vitória.

Durante o mês sagrado de maio de 2017, Mãe Maria ajudará a nossa Presença EU SOU com a Divina Alquimia, transformando os nossos corpos físicos, etérico, mental e emocional nas frequências mais elevadas da Luz Solar Cristalina de 5ª Dimensão que podemos suportar em um nível celular. Quando isso ocorrer, nós nos tornaremos conscientes da Presença de Deus em cada célula e átomo de nossos Seres. Isso abrirá o caminho para a integração da perfeição de nossos Corpos de Luz Solar Cristalinos em nossos corpos: físico, etérico, mental e emocional. Esta integração será construída dia a dia até os eventos que se destinam a ocorrer de 12 a 17 de agosto, durante o 31º Congresso Mundial Anual da Iluminação.

Funcionando dentro das frequências de nossos Corpos de Luz Solar Cristalinos, seremos capazes de ampliar conscientemente a Divindade em nós mesmos e em toda a Vida, até que nossa consciência alcance a Matriz Divina e os arquétipos para a Paz Eterna e a Infinita Abundância de Deus através de nossas Chamas do Coração, no mundo da forma. Tudo isto irá preparar ainda mais a Humanidade e a Amada Mãe Terra para o influxo de Luz que eventualmente se manifestará como os padrões de perfeição para a Nova Terra.

Sua Presença EU SOU atraiu esta informação em sua esfera de consciência por uma razão. Você esteve se preparando por éons de tempo, para ser um Instrumento de Deus durante esta faceta do Plano Divino. Quanto mais participarmos conscientemente, mais poderoso será o Cálice de Luz e mais Luz nós seremos capazes de transmitir ao plano físico da Terra para ajudar a cumprir esta faceta sem precedentes do Plano Divino. Ouça o seu coração, e peça a sua Presença EU SOU que lhe revele como a sua Presença Divina ajudará de forma mais eficaz nesta maravilhosa oportunidade de se juntar à Luz do Mundo.

Imagem relacionada

Visão pessoal….

No momento, o conhecimento da humanidade e da ciência ainda é muito primitivo para realmente entender o que foi posto em funcionamento no planeta sob a forma de energias e campos de energia de bilhões de anos atrás, que virá como uma mudança total do paradigma de pensamentos e crenças, antes que comecemos a entender o que é isto tudo.Estas energias em massa agora serão lançadas como um ts unami, terremotos, fogo cósmico, todas as movimentações energéticas vão nos acometer ao mesmo tempo, abalando os alicerces até o âmago… Na verdade, a maioria das fundações começarão a desmoronar e tudo o que foi construído em cima dela que é falso, vai se desintegrar.Uma grande parte destas sacudidas vão acontecer nos planos internos antes de se manifestarem sobre os planos externos, lembre-se, estamos trabalhando com energias e campos de energia. Estas são forças mais sutis do que a força bruta;o imenso poder destes vórtices de energia,estão dissolvendo o que não nos serve mais, é que a humanidade não tem ainda tocado em uma fração mínima do poder das energias e das forças  deste planeta.Este movimento em massa de energias estão agora desintegrando o velho mundo, aquelas estruturas velhas, a velha maneira de pensar, de agir, sendo que isto vai causar confusão em muitas almas que ainda não têm conhecimento nem despertaram. Pense em um início impensável de acontecer e você terá uma pálida ideia do que nos espera agora nesta imensa mudança, que levará cerca de 100 a 200 anos, antes de tudo estar totalmente no lugar.As almas agora vão se tornar como ímãs umas com as outras, começando a trabalhar em conjunto para fazer o trabalho que estão destinadas a fazer, um grupo central irá se formar, que constituirá o núcleo de quem vai segurar a luz constante para o resto da humanidade e, em seguida, a humanidade se MOVERÁ para uma nova forma de vida…..É hora de romper todas as barreiras, rumo a uma ciência totalmente nova;Uma ciência superior está emergindo, que está firmemente ancorada na compreensão cósmica e, portanto, sempre impregnada com as energias do coração e da mente.Como todas as almas que estiveram envolvidas na Atlântida retornaram, haverá um despertar em massa do seu próprio carma e ligações cármicas, oferecendo a oportunidade de retificar e, portanto, trazer para um alinhamento superior novamente com suas verdadeiras almas, a alma maior do planeta e a alma cósmica.Este momento traz imensas oportunidades para as almas se expandirem para além de todas as normas da sociedade e to das as normas do que é possível e impossível.Trazendo uma imensa iluminação superior no coração, o verdadeiro Sol cósmico reside no coração e é o Sol da iluminação.

Inspiração….

 www.eraofpeace.org.

Direitos Autorais:
Patrícia Diane Cota-Robles
New Age Study of Humanity’s Purpose, Inc.
a 501 (c) nonprofit educational organization
http://www.eraofpeace.org
FAX: 520-751-2981; Fone: 520-885-7909
PO Box 41883, Tucson, Arizona 85717

Traduzido por: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

http://www.curaeascesao.com.br

Monicavox

Recomendo….

Resultado de imagem para imagens de patricia cota robles

Resultado de imagem para imagens de patricia cota robles

Ashwagandha-Uma raíz contra o estresse….

 

Ashwagandha

Ashwagandha

A Ashwagandha é uma planta que vem ganhando destaque e está sendo adotada por diversas pessoas que estão dispostas a desfrutar dos benefícios da natureza. Você pode não saber, mas ela pode contribuir e muito para você se sentir melhor, por isso, conheça a partir de agora um pouco mais sobre essa planta.

O Que é?

A raiz e bagas da Ashwagandha são utilizadas para fins medicinais. Devemos reconhecer que as informações atuais não são suficientes para julgarmos se ela é eficaz ou não, mas o consumo equilibrado é reconhecido como seguro. Ela se enquadra no grupo de plantas adaptógenas e pode te beneficiar para uma melhor adaptação e ainda oferecer um melhor suporte diante de condições adversas de temperaturas e efeitos externos. Essa planta também pode reduzir os impactos do estresse no organismo.Você pode achar bastante estranho esse nome dado à planta, mas Ashwagandha Sanskrito consiste na combinação da palavra Ashva, que significa cavalo, e gandha, que remete ao cheiro. Já podemos deduzir que a raiz contém um aroma forte, certo?

 Resultado de imagem para imagem sobre Ashwagandha Sânscrito

A planta é muito comum na medicina ayurvedica, Unani e indiana, porém, nestas, ela é descrita como “Ginseng indiano”. A Ashwagandha também é muito utilizada na medicina Africana para uma diversidade de doenças. Esse reconhecimento também foi resultado dos estudos voltados para a comprovação do aumento da eficiência para memorização.É importante ressaltarmos que não devemos confundir Ashwagandha com Alkekengi, pois ambos são conhecidos como cereja do inverno. A Ashwagandha também é muito escolhida por contribuir com efeito energético, pois pode diminuir também a produção em excesso do hormônio Cortisol.

Para que serve?

Há evidências que são utilizadas para afirmar que Ashwagandha pode reduzir os sintomas de ansiedade. Afirma-se que a eficiência dessa planta para essa finalidade está em estudo, preferível que seja consumida com uma combinação com uma dieta específica e uma respiração adequada.Algumas investigações clínicas mostram que um produto feito utilizando as propriedades contidas na Ashwagandha pode melhorar a atenção e o controle de impulsos em crianças com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Pesquisas preliminares afirmam que se a Ashwagandha for combinada com a terapia ayurvedica, pode haver melhora no equilíbrio de pessoas com ataxia cerebral.

Resultado de imagem para imagem sobre Ashwagandha SânscritoDiversos estudos buscam confirmar que a planta pode reduzir os níveis de açúcar na corrente sanguínea, o que pode ser um benefício muito buscado por pessoas com diabetes. Afirma-se também que a planta pode melhorar a qualidade do esperma, mas não a contagem de espermatozoides em homens inférteis. Não se sabe se a planta pode oferecer esse benefício, mas a infertilidade masculina pode ser reduzida.

A combinação da planta com um suplemento chamado Articulin-F pode melhorar os sintomas de artrite. Estudos realizados sugerem que uma combinação de ervas junto à Ashwagandha pode melhorar os sintomas da doença de Parkinson. A planta também pode ser consumida para reduzir as fadigas resultantes de treinos e exercícios físicos de alta intensidade.Abaixo você poderá conhecer algumas outras evidências de melhorias através da adição da Ashwagandha em seu plano alimentar.

  • Tumores;
  • Tuberculose;
  • Problemas de fígado;
  • Inchaço (inflamação);
  • Ulcerações;
  • Estresse;
  • Alteração da função do sistema imunológico;
  • Prevenção dos sinais de envelhecimento;
  • Fibromialgia.

Atualmente, mais de 200 estudos a respeito da planta são largamente reconhecidos na comunidade médica internacional. Alguns dos efeitos comprovados da erva incluem:

  • Proteção do sistema imunológico;
  • Auxilia no combate aos efeitos do estresse;
  • Melhora o aprendizado, a memória e o tempo de reação;
  • Reduz a ansiedade e a depressão, sem causar a tontura típica de tratamentos;
  • Auxilia no combate à degeneração cerebral (como no caso do Alzheimer);
  • Estabiliza o açúcar no sangue;
  • Possui efeito anti-inflamatório;
  • Melhora o desempenho sexual para homens e mulheres;

A ashwagandha como uma erva adaptógena

Na medicina tradicional indiana, há ervas específicas com benefícios adaptógenos, e a ashwagandha é uma delas. Substâncias adaptógenas são aquelas que modulam a resposta do corpo ao estresse e à mudança ambiental.

Estas substâncias auxiliam o corpo a conviver melhor com mudanças, pressões externas e toxinas. Além disso, trabalham a ansiedade e a insônia no sentido de amenizar seus sintomas.

Como incluir a ashwagandha na dieta?

Na tradição indiana, os nutrientes da erva são metabolizados e convertidos em energia através da dieta diária. Ela é adicionada como uma espécie de suplemento efetivo para balancear as funcionalidades do corpo.Atualmente, a maioria das pessoas consome a erva na forma de cápsulas – até mesmo na Índia. Em geral, utiliza-se doses diárias entre 600 mg e 1.000 mg – em alguns casos, são tomadas duas doses. Para quem sofre de insônia ou ansiedade, a forma tradicional de consumir ashwagandha é uma xícara de leite quente com uma colher de chá da erva em pó antes de dormir.Quem busca por experiências mais autênticas, é possível encontrar a versão em pó da erva em lojas especializadas ou étnicas.

Resultado de imagem para imagem sobre Ashwagandha Sânscrito

Como Tomar?

Você pode consumir a Ashwagandha em chás, caso queira desfrutar do sabor amargo e também do poder termogênico que essas bebidas oferecem. Uma dica é combinar a planta junto a outras ervas, para que assim o sabor singular possa ficar menos evidente.Caso queria apenas desfrutar dos possíveis benefícios oferecidos pela Ashwagandha, você poderá encontrar a planta em versões de comprimidos. Se consumir o comprimido no período matinal, você poderá desfrutar do efeito energético durante todo o dia, mas se desejar consumir a noite, afirma-se que poderá dormir melhor.

Efeitos Colaterais

É dito que o consumo a curto prazo da Ashwagandha é possivelmente seguro. A segurança do uso a longo prazo não é conhecida. Dosagens excessivas da planta podem causar dores no estômago, vômitos e diarréia. Não há conhecimento se a aplicação de Ashwagandha diretamente sobre a pele é segura.

A ashwagandha pode aumentar o sistema imunológico, por isso, não consuma a planta junto a medicamentos que diminuem o funcionamento do sistema, pois ela poderá reduzir os efeitos oferecidos pelos remédios. A planta também pode causar efeito energético, por isso, caso consuma remédios para dormir, evite essa combinação, pois pode reduzir a eficiência do medicamento.É recomendado que gestantes e mulheres em fase de amamentação não consumam a planta. Há evidências que induzem à interpretação de que a planta pode causar abortos espontâneos e ainda comprometer a composição do leite materno.Em casos de diabéticos, se você consome medicamentos para manter os níveis de açúcar baixos, é fundamental que atente para um consumo controlado de Ashwagandha, para que assim seja evitada a ocorrência de hipoglicemia.

A planta pode diminuir também a pressão arterial. O consumo irregular pode causar queda da pressão em pessoas que já convivem com esta baixa. A Ashwagandha ainda pode interferir no efeito oferecido por medicamentos usados para a redução de pressão arterial, por isso, é recomendado que o consumo seja controlado.

Caso você possua irritações no sistema gastrointestinal e úlceras no estômago, evite o consumo da planta, pois essa pode contribuir negativamente.

 

Qual Comprar

É importante que você avalie e reconheça os seus reais objetivos desejados. Caso queira realmente desfrutar do paladar oferecido pela planta, é recomendado que você busque consumi-la em sua forma natural, ou em infusão.Há pessoas que buscam alternativas para contribuir para uma melhor ação do sistema imunológico diante das adversidades externas, por isso, é recomendada a versão em comprimidos. Essa forma também pode ser muito indicada para pessoas que desejam controlar a ingestão, assim evitando os possíveis efeitos secundários.

Onde comprar?

A compra de Ashwagandha pode ser feita em lojas de produtos naturais. Há lojas de suplementos alimentares que estão disponibilizando as versões em comprimidos, mas não é facilmente encontrada. Algumas lojas com serviços online também disponibilizam a venda, mas é importante que você busque recomendações sobre esses estabelecimentos.

Resultado de imagem para imagem sobre Ashwagandha Sânscrito

Visão pessoal….

A ashwagandha é uma das ervas mais poderosas da medicina tradicional indiana. Ela é utilizada há milênios como uma erva de cura para uma grande variedade de condições. Em especial, destaca-se sua capacidade de recuperação de danos.No sânscrito indiano, ashwagandha significa “o respiro do cavalo”, indicando seu potencial de vigor e força. Tradicionalmente, a erva é prescrita para fortalecimento do sistema imunológico após períodos de doenças.Em alguns locais do mundo, a ashwagandha é tratada como o Ginseng Indiano, por sua capacidade de rejuvenescimento. No entanto, na classificação botânica, as duas plantas não apresentam proximidades.Na verdade, a ashwagandha pertence à família do tomate, e é um arbusto baixo com folhas ovais e flores amarelas. Ela produz frutas vermelhas do tamanho de passas. A erva é originária das regiões secas da Índia, do norte africano e do Oriente Médio. Atualmente, é cultivado e – principalmente – revendido ao redor do mundo.Segundo a medicina tradicional indiana, não faltam motivos para recorrer à ashwagandha. Atribui-se à erva a capacidade de resolver o estresse, a fadiga, a falta de energia e a dificuldade de concentração. Seu uso auxilia a aliviar todos estes sintomas e é um estimulante natural.A ashwagandha possui efeitos na saúde que já foram comprovados pela medicina atual. Rica em diversos compostos químicos e nutrientes, a raiz da planta costuma ser a parte mais utilizada para o desenvolvimento medicinal.Vamos tentar usar menos remédios e pesquisar as ervas do nosso planeta azul que a natureza tão sábia e generosa nos dá….

Inspiração….

Ashwagandha – Ginseng Indiano

ashawaganda

Withania somnifera (Ginseng indiano)

Estresse físico e mental | Adaptógenos

Monicavox

Recomendo….Resultado de imagem para imagem sobre livros sobre ginseng indiano

Resultado de imagem para imagem sobre livros Ashwagandha Sânscrito

Imagem relacionada

 

 

Aprendendo a resolver conflitos…..

Aprenda a resolver os 7 tipos de conflitos mais comunsResolver os conflitos habituais do dia a dia é uma das habilidades que nos causam mais dores de cabeça. Onde existem dois seres humanos, há pelo menos um conflito. Isto não quer dizer que as pessoas sejam más ou tenham a intenção de criar problemas, simplesmente ocorre porque duas pessoas nunca pensam exatamente da mesma forma.

Os relacionamentos saudáveis não são aqueles onde não existe conflito. Não se trata de evitar contradições, mas de saber como resolvê-las. Este é o verdadeiro segredo da boa convivência. E não é algo tão difícil, basta ter boa vontade, paciência, capacidade de compreensão e estar disposto a entender as diferenças.

“Escute, dê ao seu adversário a chance de falar. Deixe-o terminar, não resista, não se defenda ou argumente. Isto só levanta barreiras. Tente construir pontes de entendimento”.
 -Dale Carnegie –

Alguns conflitos são mais comuns do que outros. Fizemos uma lista destes problemas mais comuns e vale a pena aprender a resolvê-los para ter uma vida mais calma e relacionamentos mais saudáveis e fluidos.

 Resolver conflitos por mal-entendidos ou equívocos

Eles são um dos tipos mais comuns de conflito. Ocorrem quando há uma falha na comunicação. As pessoas envolvidas não têm toda informação sobre algo, ou têm uma informação distorcida ou mal-interpretada. Isso resulta em prevenções, desconforto ou mágoas.

mulher-pintura-rosto

Para resolver este tipo de situação, o melhor é um diálogo franco e direto. Se você perceber que alguém se mostra hostil de repente, é melhor perguntar diretamente. E o mesmo vale para o caso oposto. Se você tiver um incômodo, é melhor expressá-lo aberta e respeitosamente. Grandes problemas podem ser evitados com uma comunicação assertiva.

Por motivos não reconhecidos

Às vezes, a hostilidade entre duas pessoas é constante e insidiosa: um critica o outro por tudo que faz ou diz. Ou talvez se mostrem sempre irritados ou constrangidos, de maneira que ambos têm a percepção de que há um desconforto constante.

O mais provável é que, nestes casos, exista um conflito de base que não foi reconhecido. E isso se traduz em pequenas discussões diárias e constantes. Se você quiser resolver essa situação, é preciso identificar o que está por trás de tudo. Em seguida, é necessário resolver esta dificuldade com o outro sem esquecer a honestidade e o respeito.

Resultado de imagem para imagens sobre conflitos entre pessoasPor interesses conflitantes

É o que se chama comumente de “conflito de interesses”: quando as necessidades de uma pessoa entram em conflito com as necessidades do outro. Por exemplo, quando precisamos fazer uma tarefa doméstica e os responsáveis por ela querem descansar em vez de fazê-la.Nesses casos, o problema só pode ser resolvido através de uma negociação justa. Isto significa que ambos devem ceder e obter algum benefício. Não é tão difícil chegar a um acordo se os envolvidos aceitarem que “é melhor um mau acordo, do que uma boa briga.”

Resultado de imagem para imagens sobre conflitos entre pessoasPor valores ou crenças diferentes

Este tipo de conflitos também estão no grupo dos mais comuns. Na verdade, eles não aparecem porque duas pessoas pensam de forma diferente, mas se transformam em um problema sério quando um ou ambos tentam impor suas crenças ao outro e/ou desqualificam as suas idéias.Geralmente isto acontece com as crenças religiosas ou políticas. Em ambos os casos, pode haver um desejo de fazer proselitismo, ou seja, um deseja “recrutar” o outro para o próprio lado ou grupo. Para resolver este tipo de conflito, basta admitir que o respeito pela consciência do outro é uma garantia de que os outros também respeitarão o que eu penso.

Resultado de imagem para imagens sobre conflitos entre pessoasResolver conflitos por poder

O poder é uma fonte de conflito permanente. Quem tem poder é o foco de todos os tipos de críticas, algumas bem-intencionados e outras não. Quem não detém o poder recebe os seus efeitos e, muitas vezes, se sente afetado negativamente pelo outro. No âmbito do poder sempre há tensão.Para resolver conflitos de poder é mais apropriado adotar mecanismos de nivelamento. Isto significa que a pessoa que detém o poder deve criar oportunidades para ouvir e atender aqueles que não o possuem. Isto não se aplica somente a aqueles que são muito poderosos, mas também a aqueles que exercem o poder na família, na escola, no trabalho, etc.

mulher-rosto-desertoPor dificuldades intrapessoais

As dificuldades intrapessoais estão relacionadas com os conflitos que ocorrem na mente de um indivíduo. Na realidade, não existe um problema externo: é a pessoa que interpreta dessa forma. Isso acontece, por exemplo, quando uma pessoa ansiosa não tolera que os outros façam algo lentamente.As pessoas que convivem com alguém afetado por um conflito intrapessoal devem fazer com que eles percebam a situação. Na maioria das vezes eles não estão conscientes disso, só é preciso lhes mostrar que não existem conflitos. Se isso for feito de modo tranquilo e respeitoso, provavelmente surtirá um grande efeito.

Resultado de imagem para imagens sobre conflitos entre pessoasPor incompatibilidade

É o tipo de conflito onde simplesmente não existe “nenhuma química”. Por uma razão ou outra, uma pessoa tem dificuldade de aceitar o outro. É uma espécie de antipatia gratuita, não é devido a algo em particular. Nestes casos, você pode ser tentado a expressar essa tensão através de gestos de rejeição continuados.Embora seja verdade que não precisamos gostar de todo mundo, não temos o direito de rejeitar alguém por ser como é. Talvez as características dessa pessoa sejam complementares às nossas e nós não percebamos. Talvez seja necessário simplesmente tomar uma distância segura e tratar o outro com a consideração que ele merece.Os conflitos em geral podem sempre ser resolvidos através de uma comunicação assertiva. Isso não significa uma comunicação dissimulada ou falsamente cortês; é preciso abordar o problema com calma e respeito pelo outro. Se você souber se comunicar corretamente, ao invés de resolver conflitos, conseguirá evitá-los.

Resultado de imagem para imagens sobre conflitos entre pessoas

Visão pessoal….

Desde que o mundo é mundo, e a humanidade se manifestou com a sua existência, foram com as relações estabelecidas em sociedade, como assim quis e necessitou o homem, e até mesmo, naturalmente, que percebemos a existência de conflitos.Uma situação conflituosa, originada dentro de uma relação, seja ela de curta duração, aquela de um contato estabelecido, entre desconhecidos, ou até mesmo, entre pessoas que já se conhecem há um bom tempo, podem ser permeados de possibilidades de existir discordâncias de idéias e de opiniões, que já seria o suficiente para a sua ratificação.Um conflito não necessariamente redunda em violência moral ou física, onde seus atores se hostilizam e se agridem. Porém, chegar às vias de fatos confirma um extremo absurdo, quando alguém não compreende que existe a possibilidade de um entendimento e que o ato de discordar, de ser contrário a uma opinião, pode ser visto, aliás, deve ser visto como algo absolutamente construtivo nas relações sociais.Somente assim o homem consegue construir suas opiniões, respeitar as dos demais, e a desenvolver em si a capacidade de aceitar as diversidades.Não podemos negar que homem, este animal social, também convive com seus conflitos internos, daqueles que em alguns casos não são solucionados facilmente, devido às dificuldades que tem de relacionar-se com seu “eu”. Acaba, infelizmente, mergulhando em crises existenciais, fechando-se muitas vezes para o mundo, e, quando se abri, torna-se incompreendido, e, também, incompreensível com as pessoas que convive, gerando conflitos maiores, mais complexos, porém, não insolúveis. Precisamos ser bastante otimistas na busca de soluções para os nossos problemas.O homem precisa principalmente no auge de um conflito interno, da ajuda de todos os envolvidos, sejam eles, parentes, amigos e sociedade como um todo, a fim de que se encontrem respostas para as tantas indagações contidas em sua mente, que na ausência de respostas, convincentes, leva à insanidade. Resulta em atitudes comportamentais que influenciam negativamente na sociedade, contribuindo para o estabelecimento de situações nada harmoniosas.Mas o homem pode lidar com o conflito sem enxergá-lo como um problema a ser solucionado. Muito pelo contrário, o homem pode vê-lo como um aliado, com o uso de sua capacidade perceptiva, mesmo que a sociedade tente defini-lo como um vilão. Não demora a entender que esse vilão pode ser o mocinho em sua vida.Quem dera o homem não mais conviver com seus conflitos, nem mesmo, percebê-los em sociedade, nas relações existentes. Como seria chato, não é, viver em um mundo onde ninguém discordasse de ninguém, numa concordância absoluta. Pois é, serviria, somente, para estagnarmo-nos ainda mais como humanidade………

Inspiração….

O conflito entre natureza humana e condição humana … – ppgich – Ufsc

A arte do conflito – BOCC – UBI

Krishnamurti – O Homem e Seus Desejos Em Conflito.pdf

Monicavox

Recomendo…

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre conflitos

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre conflitos

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre conflitos

 

 

Coenzima Q10 – Antioxidante, protetor cardíaco, hepático e imunológico.

Resultado de imagem para imagens da coen zima q 10A Coenzima Q10 (CoQ10) é uma substância natural, química, semelhante à vitamina e produzida pelo corpo, mas essa produção decresce à medida que a idade avança. Após os 30 anos a quantidade fabricada pelo organismo é tão pequena que o nutriente se tornará essencial, pois suas células não obtêm a quantidade suficiente de CoQ10. Ela tem sido apontada por cientistas como um poderoso antioxidante novo e seu uso é indicado para melhorar o funcionamento cardíaco. Sendo assim, ela pode evitar e tratar as cardiopatias. Uma pesquisa sobre Coenzima Q10, iniciada em 1957, descobriu que no sangue dos cardiopatas há 25% menos CoQ10 do que nos indivíduos sadios. A Coenzima Q10 tem sido usada em muitos países para tratar de doenças crônicas relativa ao envelhecimento, principalmente para os cardíacos.

Resultado de imagem para imagens da coen zima q 10Propriedades Terapêuticas e mecanismo de ação

A principal área de pesquisa e avaliação crítica foi a das cardiomiopatias, onde os efeitos benéficos da terapia com CoQ10 de melhora da função cardíaca são particularmente evidentes em casos de insuficiência cardíaca congestiva, isquemia do miocárdio, angina péctoris e hipertensão arterial.Outras áreas de uso potencial incluem doenças periodontais, disfunções do sistema imunológico, diabetes mellitus e distrofias musculares.

A CoQ10 representa a medicina ortomolecular na sua verdadeira acepção. Ela é biossintetizada no tecido humano, mas a necessidade orgânica desse cofator essencial também pode ser suprida por meios dietéticos (encontrada na carne de vaca, sardinha, espinafre e no amendoim).

A CoQ10 é um nutriente ou agente terapêutico quase perfeito, devido à sua baixa toxicidade e porque a suplementação com CoQ10 não provoca perturbações maiores no metabolismo da CoQ10 endógena.Por último, ela pode ter efeitos extraordinários sobre o resultado do tratamento de uma série de graves condições mórbidas.

Algumas das propriedades biológicas da CoQ10 podem explicar seu papel biológico: Cofator essencial da produção celular de energia. A CoQ10 é um componente essencial da cadeia respiratória mitocôndria na da célula e desempenha um importante papel na produção de ATP, principal fonte de energia celular. A CoQ10 pode ser de grande valia para pacientes com grave insuficiência, ajudando-os a dar uma guinada dinâmica em seu estado geral.

Necessária para o uso eficiente de oxigênio,a CoQ10 também parece controlar o fluxo de oxigênio intracelular. Podemos compreender sua ação como uma diminuição da hipóxia e do impacto da isquemia sobre o coração em condições de aporte insuficiente de oxigênio. Propriedades antioxidantes. Foi constatado que a CoQ10 desempenha um papel antioxidante inespecífico na célula e pode diminuir o dano potencial de radicais livres resultantes da peroxidação de ácidos graxos insaturados na célula.

Imagem relacionadaTais propriedades biológicas se refletem em ganhos nutricionais e benefícios para as condições gerais de saúde, particularmente nos seguintes aspectos:

– Melhora a produção de energia e a desempenho físico. Os atletas, particularmente os de faixa etária mais avançada, podem ser beneficiados com o uso da CoQ10.

– Melhora a função cardiovascular, regenerando tecidos lesados, e promove a melhora de distúrbios do sistema cardiovascular como a hipertensão arterial.

– Previne e cura doenças periodontais. Estudando o tratamento das doenças periodontais com CoQ10 descobriu-se que o tecido gengival afetado era deficiente em CoQ10, enquanto o tecido saudável dos mesmos pacientes não apresentava essa deficiência.

– Estimula o sistema imunológico. A CoQ10 estimula o sistema imunológico enfraquecido ou comprometido, melhorando não somente produção de anticorpos e de linfócitos T, mas também aumentando a atividade fagocitária. Incrementa o fluxo energético intracelular.

– Neutraliza os radicais livres. É parte importante do sistema de defesa antioxidante da célula. A CoQ10, além de servir como cofator da produção de energia, funciona como um antioxidante tão eficaz quanto a vitamina E no tecido cardíaco, mas menos eficiente em tecido hepático. Este estudo sugere que a suplementação de CoQ10 deve ser incluída em qualquer programa antioxidante abrangente.

– Retarda o processo de envelhecimento. A propriedade antienvelhecimento pode ser devida à capacidade da CoQ10 de melhorar o estado de energia das células e aumentar a eficiência da utilização do oxigênio. Estudos demonstraram que o conteúdo de CoQ10 diminui com o avançar da idade, especialmente nos tecidos cardíaco e hepático. Protegendo as células contra a peroxidação, a CoQ10 aumenta a tolerância de idosos e sedentários ao exercício físico e pode corrigir falhas do sistema imunológico.

– O declínio dos níveis de CoQ10 pode ser uma possível explicação para uma série de condições associadas ao envelhecimento, como uma maior vulnerabilidade às infecções bacterianas e virais ou uma maior prevalência de doenças periodontais. Estudos efetuados em ratos com CoQ10 demonstraram parciais de declínios na função imunológica relacionados com a idade. Além disso, constatou-se que a CoQ10 tem a capacidade de aliviar possíveis efeitos tóxicos das drogas comumente usadas para tratar doenças mais prevalentes em idosos, como neoplasias e hipertensão arterial.

– Estudos de longevidade em ratos demonstraram que a suplementação semanal de CoQ10 (em forma de emulsão) aumentou significativamente a duração da vida quando o tratamento foi iniciado no ponto médio da expectativa de vida. As doses usadas nos ratos foram mais ou menos equivalentes a dose de 30 miligramas por dia de CoQ10 utilizada em seres humanos.

Indicações

Fortalecer o sistema imunológico;

Ajudar as células do coração a funcionarem com mais eficiência;

Aumentar a capacidade de bombeamento do coração;

Aumentar a absorção de oxigênio pelas células do músculo do coração;

Ajudar a reciclar a Vitamina E no organismo, além de intensificar sua potência;

Tratar a falência renal;

Eliminar efeitos colaterais de drogas para insuficiência cardíaca;

Prevenir as lesões oxidativas dos radicais livres;

Combater o estresse; Ser o principal combustível da mitocôndria (responsável pela produção de energia na célula);

Proteger a mitocôndria, evitando doenças degenerativas do cérebro, como: perda gradual da memória, doença de Alzheimer e de Lou Gehrig;

Atuar como oxidante dentro da mitocôndria, destruindo os radicais peróxido, após sua formação.

Usos e Dosagens

As doses recomendadas variam de 10 mg a 200 mg ao dia, fracionadas ou não, de acordo com a gravidade da patologia.Recomendam-se doses mais altas em pacientes portadores de patologias cardiovasculares graves, distrofias musculares e pacientes imuno-comprometidos.

Visão pessoal….

A prática é cercada de polêmica. Profissionais da Medicina Ortomolecular a defendem, com o argumento de que somente a alimentação não é suficiente para eliminar os radicais livres…sabemos que hoje em dia não é suficiente,pois os alimentos estão adulterados,seja por transgenia ,agrotóxicos e cultivo em solo esgotado. Já alguns cientistas alegam que ainda faltam estudos que a comprovem. O fato é que a especialidade tem sido indicada como coadjuvante na prevenção de doenças como diabetes e câncer.A Medicina Ortomolecular tem a finalidade de repor de minerais, vitaminas e corrigir e eliminar os radicais livres (que causam envelhecimento das células) no organismo. É baseada no equilíbrio das funções vitais do corpo e trabalha com substâncias naturais e reeducação alimentar.A prevenção acontece à medida que são eliminados os radicais livres e metais pesados, responsáveis pelo aparecimento de artrite, câncer, doenças inflamatórias e degenerativas. No organismo há uma reposição de vitaminas e minerais que, em geral, não é absorvida na alimentação. Com a falta dos nutrientes necessários e a ingestão dos que fazem mal, há a formação de radicais livres, tão nocivos à saúde. As substâncias naturais entram em ação para eliminá-los.A Ortomolecular pode ser utilizada por qualquer pessoa e nas mais diversas patologias. Para algumas pessoas será utilizada de maneira preventiva, harmonizando o organismo e aumentando a imunidade e a vitalidade, promovendo a saúde e evitando doenças. Para outras, que já apresentam patologias, será utilizada conjuntamente a outros tratamentos com a mesma finalidade de equilíbrio, para estimular as defesas e respostas do organismo. O tratamento é individualizado para cada pessoa e para cada diferente fase e momento de sua vida.A Medicina Ortomolecular pode fazer parte de uma revolução na forma como cuidamos de nossa saúde, pois, ela segue o paradigma holístico que trata o ser humano como um todo, individualmente, com produtos em sua maioria naturais e vem antecipando, em muitos anos, as descobertas que atualmente fazem parte da medicina convencional como, por exemplo, o uso de antioxidantes e suplementação nutricional, a descoberta do papel dos radicais livres nas doenças crônico degenerativas e muito mais.Enquanto a medicina convencional atém-se aos sintomas e patologias, utilizando medicações muitas vezes paliativas e que vão se opor aos sintomas e, em geral, após as doenças já estarem em franca evolução, a Ortomolecular utiliza uma abordagem holística, sistêmica do paciente, utiliza produtos e suplementos naturais procurando reduzir a carência dos mesmos, carência essa,  responsável por grande porcentagem do processo de adoecimento, esses suplementos tem papel importante na prevenção das doenças e na promoção da saúde.Várias doenças hoje em dia são comprovadamente relacionadas à patologia pelos Radicais Livres, como por exemplo o Câncer, Aterosclerose, a Artrite,  a Catarata e a Enfisema Pulmonar.Outras doenças se auto-sustentam ou  se mantém na presença de excesso de Radicais Livres como: Infecções graves, Diabetes, Mal de Parkinson, Alzheimer, enfermidades neurológicas desmielinizantes (Esclerose lateral amiotrófica), entre outras; a lista cresce conforme os mecanismos das doenças vão sendo melhor esclarecidos.A Ortomolecular vem somar aos conhecimentos existentes e oferecer uma terapêutica utilíssima, uma nova abordagem para estas e outras doenças do homem contemporâneo…..
Inspiração….