A Cozinha de Monicavox-Porque viver sem glúten….com receitas

 Resultado de imagem para imagens de vida sem glutenManter a ordem, em vez de corrigir a desordem, é o princípio básico da sabedoria. Curar a doença depois que ela aparece é como cavar um poço quando se tem sede, ou, forjar armas com a guerra iniciada.

Nei Jing, século II a.C.

Alimentação é tão importante quanto o ar que respiramos. E, para ser saudável, este estado de condição, passa necessáriamente, pelo alimento que ingerimos e hábitos de vida.Acreditem, muitas doenças acontecem, porque somos displicentes, em não buscar conhecimento sobre o que estamos comendo.

Muito se ouve falar nesse tal de glúten. Mas, você sabe o que é, exatamente? O glúten é um composto de proteínas encontrado na farinha de trigo, na aveia, no centeio, na cevada e no malte.“Essas proteínas são chamadas prolamina e glutelina e elas aparecem combinadas com o amido no alimento. A gliadina e a glutenina (que são a prolamina e a glutelina do trigo) representam a grande maioria das proteínas do trigo. O glúten é responsável pela elasticidade das massas e é o que faz o pão crescer“, explica Bela Gil, chef e nutricionista formada pela Hunter College de Nova York.

A alimentação do passado longínquo

O que todos os especialistas apontam é que nunca se comeu tanto glúten como hoje e esses alimentos costumam ser bastante calóricos.No caso do trigo, por séculos, ele foi cultivado, sem nenhum problema que causasse danos à saúde.A base da alimentação dos nosso ancestrais, antes do surgimento da agricultura era, segundo o Dr. David Permute: 75% de gordura 20 % de proteína e 5% de carboidratos. Hoje: 20% de gordura 20% de proteínas e 60% carboidratos. Ele afirma que: nossas doenças crônicas contemporâneas, pela lente de um denominador comum é o processo inflamatório, alerta também que, umas das origens de problemas cerebrais, em muitos casos, é predominantemente alimentar.

Estamos tão condicionados nos alimentar com trigo, que só em pensar em tirá-los da nossa dieta, pode ser doloroso. Porém, a partir das informações e, da conta que pagamos, ficando doentes, é um incentivo buscar alternativas.

Os alimentos mais ricos em glúten são aqueles derivados e fabricados com trigo, aveia, cevada, centeio e malte, como bolos, pães, biscoitos, macarrão, tortas, cerveja, whisky, pizzas, molhos e temperos prontos.Ao diminuir o consumo desses alimentos, naturalmente se tira algumas muitas calorias a mais do cardápio.Enquanto isso, no grupo dos alimentos que não possuem glúten estão a tapioca, biscoito de polvilho, macarrão de arroz, pipoca, frutas, vegetais, legumes,arroz integral, feijão, amaranto, quinoa, fubá, mandioca, milho, linhaça, trigo sarraceno, cacau e creme de arroz.

Imagem relacionadaO PÃO NOSSO DE CADA DIA

O pão e outros alimentos, preparados com o trigo, sustentam os seres humanos a séculos. A partir da década de cinquenta, do século passado, começaram os experimentos em laboratório, ou seja, esse trigo de hoje, já não é nem sombra do original. É apaixonante e, ao mesmo tempo assustador, descobrir que, ao comermos um pãozinho, estamos envenenando nosso corpo.Questione-se sobre como você se alimenta, busque a informação, para seu bem-estar e da sua saúde.

Prestem atenção no que o Dr.Willian Daves, em seu livro Barriga de Trigo, diz: O trigo é um dos poucos alimentos que conseguem alterar o comportamento, provocar prazer e gerar a síndrome de abstinência ao ser eliminado da dieta. Foi preciso observar pacientes esquizofrênicos, para que aprendêssemos, alguma coisa sobre esses efeitos.

O trigo é o mais poderoso estimulador de apetite. Ele faz você querer cada vez mais biscoitos, cupcakes.balas, refrigerantes. Ele faz você querer, tanto alimentos que contenham trigo, quanto os que não contém. E, para algumas pessoas o trigo é uma droga, ou, pelo menos provoca efeitos neurológicos específicos, semelhantes aos produzidos por drogas. Porém, podem ser neutralizados com medicamentos usados para combater os efeitos narcóticos.

Ele continua: Efeitos peculiares do trigo nos seres humanos, já documentados, incluem a estimulação do apetite, a exposição do cérebro a exorfinas (equivalentes às endorfinas, produzidas internamente), picos exagerados de açúcar, no sangue, que acionam ciclos de saciedade alternados, com um aumento do apetite, a glicação, processo que está por trás de algumas doenças e do envelhecimento, inflamações e alterações de pH, que provocam o desgaste de cartilagens e prejudicam os ossos, e a ativação de distúrbios nas respostas imunológicas.

Imagem relacionadaDOENÇAS DO TRIGO

À medida que o apetite pela farinha tem aumentado, tem-se também vindo a comprovar a relação desta com as doenças relacionadas com a alimentação, como obesidade, doenças cardíacas e diabetes; Coincidência? Muitos especialistas em nutrição pensam que não. Quando analisam as evidências que relacionam as doenças com as escolhas alimentares, detectam por toda a parte as impressões digitais da farinha de trigo refinada.

“Agora que as gorduras trans estão em grande parte fora da cadeia alimentar” diz David Ludwig, diretor do New Balance Foundation Obesity Prevention Center no Children’s Hospital de Boston, “os hidratos de carbono refinados, incluindo os produtos de cereais refinados, são a influência mais nociva na atual dieta americana.

HISTÓRICAMENTE….

A farinha começou por ser uma descoberta genial para resolver um problema grave. As sementes eram abundantes, mas a casca era dura, tornando-as difíceis de mastigar e de digerir. No início, os humanos moíam-nas entre pedras, esmagando as camadas externas para conseguir obter o que estava por dentro. O resultado – um pó grosso – foi a primeira farinha de cereais integrais.

O inconveniente foi o desperdício. Ao esmagar os grãos, os seus óleos escorriam e, expostos ao ar, rapidamente ficavam rançosos. Com o aparecimento da moagem industrial, no século XIX, as máquinas começaram a filtrar o gérmen, transformando o restante endosperma num pó fino e branco que durava meses na despensa. E assim nasceu a farinha de trigo branca, juntamente com uma série de problemas para a saúde.

Sob a sua estrutura rígida, os grãos de cereal escondem uma matriz de vitaminas, minerais, fito-nutrientes e fibra. Mas quando as máquinas transformam os grãos em farinha, até mesmo farinha integral, o que resta é um pó de amido prejudicial para a saúde.A farinha, em oposição aos grãos de cereal, é fácil de consumir em excesso pois a maioria dos alimentos à base de farinha exigem pouca mastigação e engolem-se rápidamente. É muito mais fácil consumir qualquer alimento onde o trabalho de mastigação ou digestão já vem praticamente feito até nós.

AS PESQUISAS

“A diferença entre um grão de cereal inteiro e um processado resume-se ao índice glicémico, ou quão rapidamente o corpo transforma alimentos em combustível, ou glucose,” diz Gerard Mullin, diretor do Hospital Johns Hopkins, em Baltimore, Alimentos feitos com farinha de trigo são particularmente prejudiciais. Um hidrato de carbono chamado amilopectina é mais facilmente convertido em açúcar no sangue do que qualquer outro. Duas fatias de pão feito com farinha de trigo aumenta o açúcar no sangue em quantidade superior a seis colheres de chá de açúcar de mesa e superior a muitas barras de chocolate.

“Se fossemos cientistas maus e decidíssemos fazer o veneno perfeito, seria com trigo,” diz o cardiologista William Davis (Para mais informações sobre por que Davis desaconselha comer qualquer tipo de trigo — incluindo os grãos do trigo integral — leia no seu livro, Barriga de Trigo: Perca o trigo, perca peso e volte a encontrar o caminho para a saúde (Rodale, 2011).)

Resultado de imagem para imagens de vida sem glutenE NA COZINHA DE MONICAVOX….

BATATA DOCE COM TOFU E ERVAS

Ingredientes:

  • 4 batatas  doces grandes
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva para regar no final e óleo de côco para assar
  • 1 xícara de chá de tofu ralado
  • 2 colheres de sopa de salsinha crespa picada
  • 5 folhas de sálvia picadas
  • 2 colheres de sopa de endro fresco
  • 100g de azeitonas pretas bem pequenas
  • sal rosa a gosto

Modo de Preparo:

Lavar as batatas e escová-las, retirar os pontos escuros e furá-las com um garfo. Pincelar as batatas com o óleo de côco, embrulhar em papel-manteiga e colocar em uma assadeira. Levar ao forno médio por duas horas ou até as batatas ficarem macias. Retirar as batatas do forno, cortar ao meio, retirar parte da polpa com uma colher pequena e colocar em uma tigela. Amassar bem a polpa, juntar o tofu, as ervas e o sal e misturar até ficar homogêneo. Rechear as batatas com o creme de tofu e distribuir as azeitonas. Se preferir, salpicar um pouco mais de ervas e decorar com gomos de tomate-cereja. Regue com o azeite de oliva-Servir em seguida.

bacalhoada vegetariana sem gluten lactoseBACALHOADA VEGETARIANA

Ingredientes:

  • 6 Batatas médias
  • 200 ml de leite de coco
  • 2 cebolas em rodelas finas
  • ¼ de xícara de azeite de oliva
  • 1 folha de louro quebrada
  • 500 g de palmito pupunha fresco
  • 2 ovos cozidos em rodelas
  • ½ pimentão verde em rodelas
  • 1 pimentão vermelho em rodelas
  • Azeitonas pretas
  • 1 folha de alga nori picada
  • Coentro ou salsinha à gosto
  • Sal à gosto

Preparo:

Cozinhe as batatas com casca. Quando estiverem cozidas, descasque e corte em rodelas. Corte o palmito em julienne e refogue em um pouco de azeite e sal. Coloque em forma refratária camadas de batatas, palmito, cebola, pimentão, azeitonas, alga e ovo cozido. Misture o leite de côco com o molho de tomate e coloque sobre as camadas. Regue com azeite de oliva. Leve ao forno aquecido por cerca de 10 min. Salpique salsa ou coentro e sirva.

Resultado de imagem para imagens de bolo de maçaBOLO SIMPLES DE MAÇÃ

Ingredientes
  • 4 maçãs sem casca e picadas
  • 1/2 xícara óleo de côco
  • 1 xícara açúcar de côco
  • 4 ovos caipiras
  • 1/2 xícara leite vegetal (amêndoas,castanhas,caju ou pará)
  • 1 xícara de farinha de arroz
  • 1 xícara de fécula de batata
  • 1 colher de sopa fermento biológico
Instruções de preparação
  1. Bata todos os ingredientes no liquidificador, menos a farinha e o fermento e as maçãs picadas.
  2. Numa vasilha, adicione aos poucos a farinha e o fermento, misture delicadamente.
  3. Nesse momento acrescente as maçãs.
  4. Despejar em uma forma untada com óleo de côco e enfarinhada, leve ao forno médio, preaquecido, por 45 min ou até assar.
  5. Polvilhe açúcar de côco e canela, e sirva

BOLO DE TAPIOCA DELICIOSO

Ingredientes
  • 500 gr farinha de tapioca granulada
  • 500 ml leite de côco
  • 500 ml leite vegetal de arroz ou de amêndoas
  • 150 gr côco ralado sem açúcar
  • 1 e 1/2 xícara açúcar de côco
  • 1 pitada sal rosa
  • 2 colheres de sopa  de manteiga de côco(já tem em casas de produtos naturais)
  • 4 ovos caipiras
Instruções de preparação
  1. Numa tigela grande coloque os leites e a tapioca. Mexa e deixe de molho por cerca de 40 min.
  2. Depois acrescente todos os outros ingredientes e mexa com a mão (com a colher você não vai conseguir). Amasse e misture bem.
  3. Pré-aqueça o forno, coloque a massa num refratário de vidro untado e polvilhe canela em pó por cima. Leve para assar, por + – 55 min.

Imagem relacionadaVisão pessoal…

Todos nós deveríamos criar o hábito de não confiarmos 100% em nenhuma informação, deveríamos pesquisar o assunto em diversas fontes, para termos uma noção clara e imparcial sobre o assunto em questão, então, termos a nossa própria conclusão. O conhecimento no liberta do cárcere da ignorância, então, quando temos o conhecimento optamos de forma consciente e responsável. Assim, criamos mais possibilidades de vivermos prazerosamente, com o menor risco possível, de estarmos contribuindo para que fiquemos doentes.Uma complexa série de enfermidades resulta do consumo de trigo, desde a doença celíaca, devastadora enfermidade intestinal, desencadeada pela exposição ao glúten, até uma variedade de transtornos neurológicos, diabetes, doenças cardíacas, artrite, estranhas urticárias e os delírios incapacitantes da esquizofrenia.O livro “Barriga de Trigo”relata as experiências do Dr Davis com seus pacientes, com a retirada do trigo na alimentação dos mesmos. Inclusive, pessoas com sobrepeso emagrecem.Interessante, também, que ele traz toda a trajetória do trigo através dos séculos até hoje. Explica de forma didática, então, têm-se a percepção plena e contextual. Inclusive, analisa não só o glúten, mas tudo que envolve o trigo, desde a produção até o consumo humano.No livro, “A dieta da Mente”, o Dr David Perlmutter  foca os malefícios não só do trigo, mas de outros grãos, ao nosso cérebro. Ele afirma: uma dieta rica em gordura e pobre em carboidratos para atual, pobre em gordura e rica em carboidratos, basicamente constituída por grãos e outros carboidratos danosos — é a origem de boa parte das pragas modernas que assolam o cérebro, entre elas: dores de cabeça crônicas, insônia, ansiedade, depressão, epilepsia, transtornos motores, esquizofrenia, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e tantos outros episódios maiores que costumam ser o prenúncio de um sério declínio cognitivo e, de males cerebrais importantes, irreversíveis, intratáveis e incuráveis.O fato de que nosso cérebro é sensível àquilo que comemos, vem circulando silenciosamente em nossa literatura médica de mais prestígio. É uma informação precisa que precisa chegar ao conhecimento do público, cada vez mais enganado, por uma indústria, que vende alimentos considerados “nutritivos”, afirma Perlmutter.Ele afirma também que, não resta dúvida de que, um dos acontecimentos mais importantes e de maior impacto, no declínio generalizado da saúde cerebral, na sociedade moderna, foi a introdução do grão de trigo na dieta humana. Antes de chegar a conexão entre esses processos inflamatórios e o cérebro, proponho uma reflexão sobre aquilo que considero uma das mais monumentais descobertas de nosso tempo: a origem dos problemas cerebrais e, em muitos casos, predominantemente alimentar.A possibilidade de você estar em vias de ser diabético, já está comprometendo parte da funcionalidade do seu cérebro no futuro.O glúten ao chegar no intestino, segundo médicos, pesquisadores, transforma-se em uma espécie de cola, grudando nas paredes intestinais.Com o tempo transforma-se numa espécie de cola, que gruda nestas. Então, acontece a saturação do aparelho digestivo, aumento de gordura na região do abdome, dores articulares, alergias cutâneas e até depressão.Alguns cientistas confirmam que um intestino sem glúten, produz serotonina, gerando alegria.O celíaco tem intolerância ao glúten. Segundo, pesquisas, um em cada 300 brasileiros tem a doença.Como o assunto é muito amplo, é oportuno que o leitor pesquise.Enfim, conclua por você mesmo, não esqueça que, sua saúde depende muito do alimento que você põe na sua boca. Suas escolhas alimentares, em parte, definem o seu futuro. As decisões de hoje contribuirão ou, não, para termos uma vida, o mais agradável possível, sem doença…..

Anúncios

Alimentos Transgênicos;maçã e carne sintética,milho e até a cerveja…….veja a lista.

Resultado de imagem para imagens de transgênicasO plantio, em todo o planeta, de sementes geneticamente modificadas teve um crescimento, só em 2013, da ordem de 3%, obtendo um recorde de 175,2 milhões de hectares de área plantada – conforme dados do Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações de AgrobiotecnologiaISAAA. Isso quer dizer que o crescimento, desde seu lançamento em 1994 – com um tomate, plantado na Califórnia, EUA –, foi multiplicado por cem.

 Transgênicos no mundo

Atualmente, há alimentos transgênicos, sobretudo, em 27 naçõescom grande predominância dos EUA, Brasil, Argentina e Canadá, que, juntos, detêm 83% das áreas plantadas com sementes geneticamente modificadas de soja – com 79% – de algodão – 70% – e de milho – 32%.Todo consumidor consciente não compra produtos transgênicos, mesmo se forem vendidos dizendo que “trazem vantagens”. Lendo o título deste post, provavelmente, você deve ter pensado: “que bom encontrar no mercado,por exemplo, uma maçã que não escurece!”. Mas o escurecimento da maçã é um bom sinal para que a comamos, pois, significa que estamos ingerindo vitaminas.A maçã contém vitaminas A, C e E. A e C, por exemplo, são sensíveis à luz e ao calor; a vitamina A é sensível à oxidação (altera-se ao ar em temperaturas elevadas); a vitamina E é muito sensível à oxidação e à luz UV.

 A importância das vitaminas

Comer uma maçã fresca recém cortada é muito bom! Antes dela se oxidar e mantidas todas as suas vitaminas.As vitaminas são compostos orgânicos fundamentais para o crescimento, a manutenção da vida e a capacidade de reprodução do ser humano. Embora não nos forneçam energia, as vitaminas aproveitam os compostos energéticos que chegam até elas pela alimentação.A forma como podemos aproveitar as vitaminas dos alimentos é com uma alimentação equilibrada e rica em produtos naturais e frescos. Com uma boa dieta, não é preciso recorrer a formas artificiais como os suplementos. Também as vitaminas sintéticas não substituem as naturais.

Imagem relacionadaO que está por trás da maçã transgênica

A empresa canadense Okanagan Specialty Fruits teve a aprovação do governo norte-americano para colocar nos mercados de todo o país, entre fevereiro e março deste ano, a maçã que não escurece. Isso se deve a uma modificação na parte interna das maçãs que faz com que elas não oxidem quando expostas ao ar. Na prática, você pode comer apenas uma metade da maçã e guardar a outra na geladeira tendo a certeza de que ela não ficará com a tonalidade ferrugem.

Isso parece ótimo, não é mesmo? Mas não é. A causa do escurecimento da maçã é provocada pela enzima polifenol oxidase, encontrada, também, na batata, banana e em diversos outros vegetais.

Nos Estados Unidos, é comum as maçãs serem vendidas já embaladas sem casca e fatiadas. Acontece que elas recebem alguns aditivos químicos para ficarem frescas e não sofrerem o processo de oxidação, o que acaba alterando o seu sabor. A Okanagan retirou o gene que faz a fruta produzir a enzima polifenol oxidase, para evitar o uso de conservantes. Isso parece ótimo, não é mesmo? Mas não é.

maçãPor que não devemos comer a maçã transgênica

Em 2014, a associação de produtores de maçãs dos Estados Unidos, a U.S. Apple, mostrou-se contrária ao plantio do novo produto, porque eles teriam que pagar royalties, já que a nova maçã é patenteada. Além da questão financeira que afeta os agricultores, a fruta “revolucionária” é um produto genéticamente modificado que está tendo o consentimento de um governo para ser produzido e comercializado, o que pode afetar a opinião pública a naturalizar as “vantagens” dos transgênicos.

Os alimentos transgênicos acarretam problemas de saúde, tais como aparição de novas alergias e de genes mais resistentes a antibióticos, reduzem a capacidade de fertilidade e o maior perigo: ainda não se sabe exatamente, a longo prazo, quais podem ser os seus efeitos.

Para a o meio ambiente, o cultivo de transgênico está associado ao aumento do uso de produtos tóxicos na agricultura, provocando uma perda irreversível para a biodiversidade, já que as sementes tradicionais podem ser afetadas.

Economicamente, o impacto dos transgênicos é maléfico, porque os produtos estão nas mãos de empresas multinacionais que, em pouco tempo, podem se apoderar do mercado das sementes e da produção de alimentos, afetando milhares de famílias de agricultores em todo o mundo.

Pense bem antes de achar que os transgênicos são “revolucionários”. Certifique-se de que você adquire produtos frescos, que não causam danos para o meio ambiente e nem para a vida de milhares de pessoas.

TRANSGÊNICOS ATÉ NA CERVEJA

Resultado de imagem para imagens de cerveja transgênicas

As cervejas brasileiras são feitas de milhos transgênicos. Pesquisa feita pela USP e Unicamp, com marcas de cervejas nacionais e internacionais, apontam que as marcas nacionais possuem grandes quantidades de milho em sua composição.

Grandes produtores justificam o uso do milho a fim de adequar a cerveja ao paladar brasileiro, o qual prefere a bebida leve, refrescante e de corpo suave. Mas a verdade é que o milho é uma alternativa mais barata que a cevada.

A análise feita mostra que as grandes empresas de aceitação brasileira, como Antarctica, Brahma, Nova Schin, Skol, Kaiser, Itaipava, Bohemia e todas as marcas que apresentam no rótulo o ingrediente “cereais não maltados”, apresentam concentração de milho no limite do que é permitido na legislação brasileira, de 45% para o uso dos chamados adjuntos cervejeiros.

O Brasil é o segundo maior produtor de transgênicos no mundo e sua produção de milho transgênico equivale a mais de 89% do produzido em todo o país. A preocupação das indústrias cervejeiras é que a cerveja entre em pauta na discussão sobre os OGMs.

Ainda não se sabe o quanto os transgênicos fazem mal à saúde humana ou ao meio ambiente, segundo o estudo feito pela Universidade de Caen, ministrada pelo professor Gilles-Éric Serralini, com certeza, bem não faz. A pesquisa de Gilles-Éric descobriu que ratos alimentados com o milho transgênico NK603, desenvolveram tumores cancerígenos e morreram mais cedo do que os alimentados com uma dieta padrão. Os pesquisadores acreditam que o uso de transgênicos traz impactos negativos e semelhantes para o sistema endócrino humano. Após a publicação da pesquisa houve uma onda de críticas articuladas por cientistas e empresas defensoras da biotecnologia. Em novembro de 2013 a pesquisa foi desclassificada(com um certo dedinho de poder e sem uma boa justificativa) por ter sido considerada “não conclusiva”.

  • transgênicos

Transgênicos e o dia a dia

Como já sabemos, as nossas carnes – sejam brancas ou vermelhas – e até mesmo a alimentação de veganos e vegetarianos, podem conter OGM – organismos genéticamente modificados.

Estudos científicos e a indústria do transgênico

Alguns estudos apontam conclusões a respeito do grau de toxicidade de alimentos que são plantados, tendo em vista tal tecnologia, mas não houve pressão ou força suficiente para eliminar a utilização dessas sementes – que, como observamos, vem crescendo.

Resultado de imagem para imagens de transgênicasTransgênicos + Agrotóxicos = fórmula made in Brazil

Na área rural do país, há uma perigosa mistura entre transgenia e agrotóxicos, cuja demanda cresceu também, recentemente – cabe lembrar que, o país é líder mundial em comercialização de agrotóxicos.A própria FAO, organismo da ONU para a Alimentação e Agricultura, apontou 198 incidentes, considerados como de “baixo nível” para a utilização de OGM na agricultura, entre os binômio de 2010 a 2012.Entretanto, isso não afeta uma indústria tão poderosa, que é reconhecida por movimentar muitos bilhões de dólares.

Resultado de imagem para imagens de transgênicasA resistência aos transgênicos

Alguns países começam a resistir e criar barreiras para o avanço dos OGM, como determinadas nações da União Europeia e da própria China.No Brasil, também surgem algumas iniciativas nesse sentido, como a deliberação do CONSEA – Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – que encaminhou um documento ao governo(??) de modo a restringir o acesso a esse tipo de semente, por acreditarem envolver riscos à produção e à saúde e que só deveriam ser liberadas, mediante regulação específica, no que se refere à biossegurança. Palavras belas, mas que não devem provocar grande impacto.

A grande mudança virá quando os agricultores começarem a sentir no bolso, o que a natureza já acusa: alterar geneticamente sementes, animais e outras formas de vida não é exatamente um bom negócio. A longo prazo é seguramente um péssimo negócio. Mas enquanto isso, as OGM continuam dando MUITO lucro.

detectar os transgênicos na comidaVisão pessoal….

A questão dos alimentos transgênicos é muito forte quando se trata da saúde da humanidade. Seriam estes alimentos perigosos para a nossa saúde? Os organismos geneticamente modificados (OGMS) podem, sim, causar diversos danos à saúde nossa e à da natureza, como alergia e a poluição do meio ambiente. Pior, entre os alimentos transgênicos mais produzidos estão o milho, o trigo, a batata e o arroz que, ao lado da carne e do leite, integram o Top 5 do grupo de alimentos mais consumidos no mundo inteiro.Pensando em zelar pela saúde da população mundial, uma iniciativa coordenada pela Universidade do Porto, em Portugal, está pesquisando novos nanobiossensores e outros dispositivos baseados em nanomateriais para analisar a presença de organismos geneticamente modificados.Outras instituições de ensino e pesquisa colaboram com a universidade portuguesa. Entre elas o Instituto de Física de São Carlos (IFSC), da USP com o projeto batizadode “Monitoring Genetically Modified Organisms in Food and Feed by Innovative Biosensor Approaches”.Além do Brasil outros centros de pesquisa da Espanha, França, Argentina e também de Portugal, participam do projeto. Todos sobre a coordenação da pesquisadora Cristina Delerue-Matos da universidade matriz.O projeto oferece, além da troca de informações entre os profissionais da área, workshops para a disseminação do conhecimento obtido dentro da comunidade científica. Um exemplo disso ocorreu no mês de janeiro, o professor Valtencir Zucolotto, coordenador do Grupo de Nanomedicina e Nanotoxicologia, do IFSC, recebeu professora Beatriz Lópes-Ruiz, especialista na área farmacêutica e docente da Universidad Complutense de Madri, na Espanha.Beatriz Lópes-Ruiz ficou impressionada com a estrutura do IFSC e se revelou muito esperançosa em relação com o impacto que o projeto pode alcançar, devido a mobilidade massiva despertada em torno da comunidade científica sobre o tema. A jovem pesquisadora Maria Cristina Freitas já finalizou o seu mestrado em Portugal e pretende iniciar seu doutorado nos laboratórios do IFSC, o que reforça o crescente interesse da comunidade científica e o intercâmbio entre os grupos da iniciativa.Outro aspecto bastante positivo do projeto, se não o mais importante, é a sua contribuição à saúde pública. A melhoria nas técnicas que o IFSC e os outros grupos ligados a iniciativa, permitirão criar dispositivos que detectem a quantidade exata de transgênicos nos alimentos consumidos por você.Na União Européia existe uma legislação direcionada a alimentos biotecnológicos. Se um produto alimentício tem mais de 0,9% de transgênicos em sua composição, deve haver uma etiqueta alertando o consumidor;Nos Estados Unidos, esse processo é facultativo a partir de 0,5%, enquanto que no Brasil a quantidade é raramente identificada nas embalagens dos alimentos. Mesmo assim, Maria Cristina acredita que o alerta nas embalagens poderá vigorar em nosso país: No Brasil, já tenho encontrado muitos pacotes de alimentos com o alerta de transgênicos”,mas ainda falta muito para a legislação ser cumprida á risca.O melhor é nos informarmos e selecionarmos o que comemos,pois as consequências da desinformação e do comodismo pode cair em cima de nós…..na nossa saúde,o bem mais precioso que temos neste mundo material de meu deus…..

Inspiração….

A BIOTECNOLOGIA DOS TRANSGÊNICOS –

Transgênicos – Idec

a abordagem dos alimentos transgênicos

Transgênicos – CRQ

tecnologia do dna recombinante e transgênicos – IECJ

Transgênicos para quem? Agricultura, Ciência e Sociedade

Monicavox

Recomendo….

Imagem relacionada

Resultado de imagem para imagens de livros sobre transgênicos

 

Resultado de imagem para imagens de livros sobre transgênicos

 

 

 

 

A Cozinha de Monicavox-Sementes;o segredo da longevidade e saúde….com receitas….

Resultado de imagem para imagens de livros sobre leite vegetalNa alimentação crua e viva tudo tem início pela germinação das sementes e grãos, agentes biogênios-que geram vida-, por sua elevada concentração energética e nutricional. Ao colocarmos uma semente para germinar (água = umidade + escuro = à noite), ela entende que chegou a hora de brotar e expandir para se transformar em uma nova planta.Neste exato momento, antinutricionais como o glúten, ácido fítico, inibidores de tripsina, etc; são transformados em substâncias pró-ativas (enzimas, vitaminas, sais minerais) da germinação, para provocar um rápido brotar, enraizar e crescer. Quem já colocou uma semente germinada para brotar, não cansa de se extasiar diante das mudanças a olhos vistos, a cada hora que passa diante do canteiro.

As mais recomendadas podem ser consideradas alimentos especiais, porque predominam macronutrientes (proteínas e gorduras vegetais), e micronutrientes como os minerais (agentes mineralizadores), o selênio e o cobre, matérias-primas excelentes para o cérebro:

1. Sementes oleaginosas como o girassol, gergelim, linhaça, castanha do Pará, nozes pecã e macadâmia, etc.

2. Grãos de cereais tradicionais como o trigo, cevadinha, aveia, etc.

3. Grãos de cereais não convencionais para consumo humano como o alpiste e painço.

E, o interessante é que os leites preparados a partir de seus germinados, apresentam uma digestão leve e alcalinizante (ao contrário da digestão das proteínas de origem animal, que é lenta e acidificante), além da propriedade de facilitar a liberação da serotonina, um neurotransmissor benéfico para várias funções cerebrais, entre elas a de facilitar o bom-humor e a qualidade do sono.

Portanto, estes leites e vitaminas são ideais para serem tomados pela manhã (incluso em jejum), nos lanches e à noite, antes de deitar. Lógicamente, sem exagero. Mas, para preparar estes leites e vitaminas, precisamos antes germinar a semente escolhida, ou seja, é preciso planejar.

GERMINANDO SEMENTES E GRÃOS – preparo em geral

  1. Coloque de uma a três colheres (sopa) da semente ou grão escolhido num vidro e cubra com água filtrada.
  2. Deixe de molho por 8 a 12 horas – varia para cada semente. Amêndoa, por exemplo, germina na água por 24-48 horas.
  3. Cubra a boca do vidro com um pedaço de filó(pano fininho e furadinho,destes que cobrem pães na padaria) e prenda com um elástico.
  4. Despeje a água em que ficaram de molho e enxágue bem as sementes sob a torneira.
  5. Depois da fase de molho, vem a fase da aeração. Então, coloque o vidro inclinado (45 graus) e emborcado num escorredor, num lugar sombreado e fresco. Outra opção, mais prática, é colocar as sementes “acordadas” sobre uma peneira.
  6. Enxágue pela manhã e à noite. Em dias quentes é preciso lavar 3 ou mais vezes.
  7. O tempo de germinação varia de acordo com a semente, temperatura local, etc. Em geral, estão com sua potência máxima logo que sinalizam, ou seja, quando põem a “cabecinha branca” para fora, o chamado “narizinho”. Então, estão prontos para serem consumidos. O ponto limite para consumo é até que o gérmen atinja o tamanho da semente. Depois disso ela deverá ser brotada, plantada ou jogada fora.

Lembrando que a partir de cereais não obtemos um leite verdadeiro,porque  são pobres em proteínas e gorduras.Na verdade são branquinhos, porém tem extratos ricos em amidos e féculas…

Alpiste e painço: coloque as sementes de molho em água filtrada por 8-12 horas. Na sequência elas deverão ficar aerando como na operação 6. Em 12 a 24 horas horas estarão prontas para o preparo do leite. Lembrando que a partir de cereais não obtemos um leite verdadeiro porque pobres em proteínas e gorduras

Girassol: pode ser com casca ou sem casca. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 8 horas. O girassol sem casca ficará pronto com somente estas 8 horas de hidratação. Já o girassol com casca deverá ficar aerando como na operação 6. Em 1-2 dias estarão germinadas e prontas para consumo.

Linhaça: germina na água. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 8 horas (ideal durante a noite). Use 1 parte de semente para 5 partes de água. Estas sementes não precisam aerar. É opcional dar uma lavada rapidíssima numa peneira sob a torneira antes do seu consumo. A mucilagem (uma gosminha) formada pela semente da linhaça deverá ser preservada, pois ela é terapêutica. Estará pronta para fazer leite, pasta ou usar em receitas de sucos desintoxicantes.

Gergelim: é uma fonte maravilhosa de cálcio e fósforo. Coloque as sementes de molho em água por 8 horas. Coe numa peneira e deixe as sementes por máximo 1 hora aerando. Mais que isso irá ficar amargo. Prepare então o leite batendo no liquidificador com o dobro de água filtrada ou de coco. Tome imediatamente para evitar o sabor amargo.

Nozes brasileiras (pecã e macadâmia): germina na água. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 48 horas, trocando a água 2 vezes/dia. Assim, estarão prontas para consumo, pois as castanhas não necessitam aeração. Prepare então o leite, pasta ou use em receitas de sucos verdes e desintoxicantes.

Noz portuguesa: germina na água. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 8 horas. Assim, estarão prontas para consumo, pois elas não necessitam aeração. Prepare então o leite ou pastas doces ou salgadas.

Amêndoa e Avelã: germina na água. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 48 horas. Troque a água 2 vezes/dia. Estas sementes não necessitam aeração. Estará pronta para fazer leite, pasta ou usar em receitas de sucos verdes e desintoxicantes.

Castanhas do pará e de caju: acordam na água. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 4 horas. Por terem passado por cozimento ao serem descascadas, estas sementes não germinam, somente acordam. Assim, estarão prontas para consumo, porém mais digestas e menos calóricas. Prepare então o leite ou pastas doces ou salgadas.


Resultado de imagem para imagens de livros sobre leite vegetalE na Cozinha de Monicavox….Leites de sementes germinadas

Leite de trigo fermentado ;- batido no liquidificador com água na proporção de 1 parte de SEMENTES FERMENTADAS para 1 de água. Coe e está pronto para o consumo puro ou no preparo de vitaminas com frutas frescas ou secas.

Leite de alpiste (ou painço) com banana e gengibre: prepare o germinado conforme acima. Para cada ½ xícara (chá) de semente germinada use + 1 xícara (chá) de água filtrada ou de coco verde. Bata tudo no liquidificador e coe . Volte para o liquidificador, acrescente 1-2 bananas nanicas bem maduras, suco fresco de 1/2 limão e sumo de gengibre a gosto. Bata e sirva imediatamente. Opção: no lugar do gengibre use ramos de salsa crespa.

Leite de amêndoas: prepare o germinado de amêndoa conforme indicado acima. Bata no liquidificador colocando água aos poucos até que fique um leite cremoso. Em geral a proporção é para cada mão de semente (ideal sem a pele), uma xícara (chá) de água. Coe  e reserve a pasta que fica sobre o coador para o preparo de pastas e patês. Retorne o leite para o liquidificador, adicione maçã picada a gosto e acerte a doçura com uma fruta seca de sua preferência. A medida é 1 colher (sopa) de fruta seca/xícara (chá) de leite.

Leite de gergelim com mamão: ½ xícara (chá) de semente de gergelim germinada conforme indicado acima + 1 xícara (chá) de água mineral. Bata tudo no liquidificador e coe . Volte para o liquidificador, acrescente 1 xícara (chá) de mamão picado e sirva imediatamente, pois esta semente tende a desenvolver um fundo de sabor amargo.

Leite de gergelim com morango: 1 xícara (chá) de leite de gergelim + 1/2 xícara de morangos doces + água e polpa de 1 coco-verde. Prepare o leite de gergelim + água de coco conforme indicado acima. Volte para o liquidificador, acrescente os morangos e a polpa do coco. sirva imediatamente, pois esta semente tende a desenvolver um fundo de sabor amargo.

Leite de coco: nada mais simples do que bater no liquidificador a água do coco com sua própria polpa. Não acrescente mais nada e delicie-se; Você pode ainda acrescentar fermento BioRich e preparar um delicioso iogurte natural de coco.

Vitamina cremosa: 1 xícara (chá) da sua fruta favorita + 1 xícara (chá) de leite de trigo + 1 beterraba (crua) pequena + 2 colheres (sopa) de girassol germinado. Bata tudo no liquidificador e coe ;Sirva imediatamente.

Um pouco mais sobre cada tipo de leite:

– Leite de soja:

Há algumas ressalvas quanto a ele: o excesso no consumo pode ser prejudicial para quem sofre com problemas na tireoide e uma pesquisa de 2008 da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, indicou que comer alimentos feitos à base de soja pode causar problemas de fertilidade e diminuir a contagem de espermas.Mas não é só isso. Acredita-se também que suas proteínas possam ser reduzidas durante o preparo do leite e que ele seja feito com substâncias à base de petróleo, que são cancerígenas. A soja ainda pode aumentar a probabilidade de coagulação sanguínea e prejudicar a absorção de nutrientes.Entretanto, além de ser fonte de proteínas, ele é pobre em gorduras saturadas e colesterol e é fonte de cálcio potássio e magnésio.

– Leite de arroz:

Como já vimos, ele é rico em carboidratos, pobre em proteínas e é o que apresenta menores propensões de desenvolvimento de alergias, além de ser fonte de vitaminas do complexo B. 

– Leite de amêndoas:

É fonte de fibras e pode ser fortificado com cálcio, vitamina D e vitamina E e não possui colesterol ou lactose. Suas propriedades são benéficas para quem sofre com problemas hepáticos, anemia, fraqueza, desnutrição ou excesso de colesterol ruim.

– Leite de aveia:

Rico em carboidratos, fibras e proteínas, o leite de aveia é bom para saciar e fornecer energia. Apesar de conter glúten, ele é fonte de ácidos graxos essenciais e vitamina E e oferece benefícios como diminuição do colesterol e melhoria do sistema digestivo.

– Leite de nozes:

É bom para quem sofre com diarreia, possui antioxidantes, vitamina E, ômega 3, ômega 6, zinco, cobre, selênio e magnésio e previne doenças cardiovasculares e diabetes.

Nota do Monicavoxblog;-não basta dizer  que o leite de vaca  (e todos os de origem animal) e os laticínios fazem mal e são inadequados ao consumo humano. Para sermos construtivos, de bem-com-a-vida, é fundamental falarmos também das opções naturais e saudáveis que substituem este enraizado mito e mau hábito alimenta;Leite de vaca e outros de origem animal pela manhã devem ser substituídos por suco verde . Ou seja, aquela tradicional bebida branquinha que é o leite de origem animal, será nutricionalmente substituída por sucos verdinhos contendo cálcio e magnésio, frutas, folhas verdes, brotos e sementes germinadas .

Vantagens dos leites de sementes: ecológico – integral – fresco – cru – biodiverso e apresenta menor chance de causar alergias (aliás é uma opção para as pessoas alérgicas aos leites de origem animal) – ativa a capacidade de concentração, a memória e a disposição – excelente para problemas de constipação – preparado com sementes germinadas, portanto tem energia vital potencializada. Ideal ser consumido no inverno, época propícia ao consumo de sementes e raízes, como também à noite, pois contém agentes que estimulam a produção de serotonina, importante neurotransmissor do sono restaurador.

Tempo de preparo: após a germinação das sementes –> 2 a 5 minutos.

Equipamentos necessários: liquidificador, panela furada 1 (ideal para o leite sair com a textura ideal, sem granulações), bacia pirex ou cerâmica e xícara (não use itensílios de plástico ou metal).

Regras gerais para o preparo de um bom leite de semente:

Proporção dos ingredientes: a fração gordurosa das sementes deverá propiciar uma textura parecida com a do leite animal. Algumas vezes pode-se recorrer a adição de uma colher (chá) de azeite de oliva extra-virgem ou de coco (prensados a frio), ou, a opção mais interessante, adição de 1 xícara (chá) de polpa de coco verde.

Ingrediente principal: as sementes oleaginosas e neutralizadas pela hidratação e germinação prévias, são as ideais para o preparo destes leites, pois combinam perfeitamente com as frutas no caso de se desejar preparar uma vitamina. A segunda opção seriam os cereais germinados, sem restrições se consumidos somente com saborizantes tipo ervas frescas ou brotos como nas fotos abaixo.

Errado: no caso de batidos com frutas, podem causar fermentações ou gases, porque a digestão do amido entra em conflito com a digestão da frutose. Também não combina colocar batata doce em sucos com frutas pelo mesmo motivo.

Mas a regra é;- estude bastante e depois experimente suas receitas e observe a resposta do seu organismo. Existem crianças e pessoas que não formam gases facilmente e outras que são mais propensas. Mas se há um excesso de gases: desconfie da sua receita…

Brotos de trigo grama


Brotos de semente de Alpiste (esquerda e centro) e de Painço (direita)

Brotos de Girassol


Dicas de como melhorar o sabor (saborizantes):

Ervas e PANC (Plantas Alimentícias Não Convencionais) – Menta, hortelã, erva-doce, salsão, manjericão, malva… Quando usamos as PANC, o suco passa a ser um Suco Verde Selvagem…

Brotos de gramíneas – não são exatamente saborizantes, mas facilitam a assimilação do cálcio, plenificam os leites de magnésio, vitaminas (incluso do complexo B) e vitalidade.

Limão ou Laranja – Raspas da casca e um pouco do líquido.

Uma cesta plena de exemplos de PANC

Especiarias – Canela, cardamomo, cravo, vanila (baunilha) em xarope ou varinhas.

Chocolate – Use cacau 100% sem açúcar ou algaroba , uma planta que tem a propriedade de tornar os alimentos com sabor parecido ao do cacau. No caso, ambos não são ecológicos, pois, em geral não são crus, integrais nem frescos. Porém, tanto a algaroba quanto o cacau podem ser encontrados “in natura” e crus, embora, caros e raros.

Nota do Monicavoxblog;-A alfaroba é uma árvore de porte pequeno, que tem um fruto parecido com uma vagem de feijão, porém grande, duro e, por dentro, tem uma goma de sabor doce. Quando processado, o grão é seco, torrado e transformado em pó, bastante parecido com o chocolate. Por sua  constituição extremamente dura, as indústrias de beneficiamento não  efetuam a moagem do grão cru, pois pode danificar as máquinas. Você pode encontrá-la também em forma de flocos. No caso dos leites, deve ser batida com as sementes e depois coada, pois tem muita fibra. Use 4 colheres (sopa rasa) para um litro de leite.

Adoçantes – Evite usar açúcar. As frutas poderão transformar o leite numa deliciosa vitamina. Mas, caso você não queira bater com frutas pode-se usar o mel, melado de cana ou de caju.

Frutas – Banana, maçã, mamão, manga, abacate, fruta de conde, uva vermelha, preta ou Thompson, frutas secas, etc.

Os segredos que fazem toda diferença

» Lave bem os grãos antes de começar o processo de “tirar o leite”.

» Todo resíduo poderá ser reaproveitado em sopas, mingaus, assados ou na confecção de pães e tortas.

» Para obter uma consistência homogênea, os leites vegetais necessitam ser coados de três a quatro vezes em peneira fina ou pano macio. Coe, separe o bagaço e volte a coar sucessivamente. No caso de optar pelo pano, faça um saquinho largo e reserve-o só para esse fim. A vantagem do saquinho é que com ele pode-se “ordenhar” os grãos – o que dá uma sensação especial e gratificante.

» Os leites vegetais não toleram temperaturas elevadas. Conserve-os sempre em geladeira e se precisar aquecer, não deixe ferver, pois podem talhar. O uso da canela é indicado quando o leite for aquecido.

Visão pessoal…

Beber leite de vaca é outro hábito humano enraizado desde que o homem passou a viver em comunidades e criar animais;. É um leite extremamente gorduroso e existe para que o bezerro, um ser pequenino, se transforme em uma vaca enorme em pouco tempo. Se pensarmos bem, não pode ser algo que traz benefícios à saúde. Além disso, a vaca, que viveria naturalmente cerca de 25 anos, vive 7 ou 8 anos, sendo inseminada artificialmente, parindo, sendo separada de seus bezerros e tendo infecções nas tetas. Essas infecções produzem pus, que vai direto para o leite que você ingere, pois, segundo o ativista Gary Yourofsky, apesar da pasteurização (que mata as bactérias), a substância ainda está lá. Para se ter uma idéia, é permitido que a indústria deixe cerca de um conta gotas de pus por copo de leite(!!)
Já os leites vegetais, ricos em cálcio, ferro, minerais e vitaminas, são fontes de energia e fazem bem ao organismo.Os leites vegetais podem ser uma ótima opção alimentar para quem anda querendo diminuir o consumo de leite animal ou mesmo retirá-lo do cardápio diário, muitas vezes seguido por simples hábito. E o melhor da história: ao adotar novos leites em sua vida, você não vai sofrer por falta de nutrientes. Pelo contrário, poderá ganhar em fibras, minerais e saúde.Sua principal função no organismo é proteger os vasos sanguíneos permitindo que toda a circulação do sangue flua melhor. Fornece proteínas e também diminui o colesterol.Mas atenção:Caso você sofra de alguma condição específica de saúde, não deixe de conversar com o seu médico antes de escolher qual tipo de leite vegetal é mais apropriado para você.

Inspiração……

Sementes germinadas: saiba os benefícios e como preparar …

Sociedade Vegetariana Brasileira

do ‘leite de alpiste’ – Unicamp

11 Benefícios do Leite de Gergelim – Como Fazer e Receita

As Plantas – Ciência Viva

Conceição Trucom ;- química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida;-http://www.docelimao.com.br

Monicavox

Recomendo….

Resultado de imagem para imagens de livros sobre leite vegetal

 

Resultado de imagem para imagens de livros sobre leite vegetal

Resultado de imagem para imagens de livros sobre leite vegetal

 

O efeito ilusório;Como uma mentira pode se tornar verdade….

Imagem relacionadaVocê só usa 10% do seu cérebro. Comer cenouras melhora a sua visão. Vitamina C cura resfriado.Nenhuma dessas coisas é verdadeira.Mas fatos pouco importam nestes casos: as pessoas repetem esses bordões tantas vezes que você acredita neles.Bem-vindo ao “efeito ilusório da verdade”, uma falha na psique humana que iguala repetição com verdade. Os comerciantes e os políticos são mestres em manipular este viés cognitivo.

O mestre Donald Trump

Recentemente, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou três ordens executivas destinadas a parar o que ele descreve – repetidamente – como altos níveis de violência contra a aplicação da lei na América.Parece importante, certo? Mas esses crimes estão em suas taxas mais baixas em décadas, assim como a maioria dos crimes violentos nos EUA.

 “O Presidente Trump pretende construir forças-tarefa para investigar e parar tendências nacionais que não existem”, disse Jeffery Robinson, vice-diretor jurídico da American Civil Liberties Union.

Ele está certo de que as tendências não são reais, é claro. Mas algumas pessoas ainda acreditam nelas. Cada vez que o presidente escreve no Twitter ou diz algo falso, algumas boas almas correm verificar os fatos para apontar os erros – o que tem pouquíssimo efeito.Uma pesquisa da Pew Research no outono passado descobriu que 57% dos eleitores americanos acreditavam que o crime nos Estados Unidos havia piorado desde 2008, apesar dos dados do FBI mostrarem que ele havia caído em cerca de 20%.

Repetição = verdade

Então o que está acontecendo aqui?

“A repetição torna as coisas mais plausíveis”, explica Lynn Hasher, psicóloga da Universidade de Toronto, no Canadá, cuja equipe de pesquisa reconheceu o viés pela primeira vez na década de 1970. “E o efeito é provávelmente mais poderoso quando as pessoas estão cansadas ou distraídas por outras informações”.

A repetição é também o que faz notícias falsas serem acreditadas e compartilhadas, e é a arma secreta da propaganda política. Não é nada novo: Adolf Hitler usava essa técnica. “Os slogans devem ser persistentemente repetidos até que o último indivíduo tenha absorvido a ideia”, escreveu ele em “Mein Kampf”.

O efeito funciona porque as pessoas avaliam a verdade de uma afirmação se apoiando em duas coisas: se a informação se encaixa com a sua compreensão, e se parece familiar.

Resultado de imagem para imagens sobre neurociênciaCérebro folgado

A primeira condição é lógica: as pessoas comparam novas informações com o que já sabem que é verdadeiro, considerando a credibilidade de ambas as fontes.No entanto, os pesquisadores descobriram que a familiaridade pode superar a racionalidade – tanto que a repetição de um certo fato pode ter um efeito enorme.

“Quando você escuta a informação pela segunda vez é muito mais fácil de processá-la – você a entende mais fluentemente”, argumenta Lisa Fazio, psicóloga da Universidade de Vanderbilt, EUA. “Nosso cérebro interpreta essa fluência como um sinal de que algo é verdadeiro”.

Em outras palavras, a racionalidade exige trabalho de processamento. Seu cérebro ocupado se sente muitas vezes mais confortável em seguir uma simples intuição.

Como combater esse viés

Como com qualquer viés cognitivo, a melhor maneira de não cair nele é saber que ele existe.Logo, se você ler algo que parecer a coisa mais correta do mundo, mas você não sabe exatamente por quê, tome conhecimento desse sentimento. Analise o “fato”. Verifique os dados.Muito trabalhoso para você? Bem, lembre-se de que não é legal ser enganado.

As mentiras desvendadas pela Neurociência

De acordo com um estudo da Universidade College London, no Reino Unido, contar pequenas mentiras dessensibiliza nossos cérebros para as emoções negativas associadas ao ato, podendo encorajar-nos a mentir ainda mais no futuro.Um artigo sobre o estudo foi publicado na revista científica Nature Neuroscience.

Essa é a primeira evidência empírica de que mentiras contadas para benefício próprio podem, gradualmente, aumentar. Também é a primeira vez que é revelado como isso acontece no nosso cérebro.A equipe do estudo mapeou os cérebros dos voluntários enquanto eles realizavam tarefas onde podiam mentir para ganho pessoal.

Os cientistas descobriram que a amígdala, uma parte do cérebro associada com a emoção, foi mais ativa quando as pessoas mentiram para benefício próprio. A resposta da amígdala à mentira diminuiu com cada uma que foi contada, enquanto a magnitude das mentiras escalava.Fundamentalmente, os pesquisadores descobriram que quedas maiores na atividade da amígdala previam maiores mentiras no futuro.Quando mentimos para ganho pessoal, a nossa amígdala produz um sentimento negativo que limita a extensão em que estamos preparados para mentir”, explica um dos autores do estudo, Dr. Tali Sharot, ao portal Science Daily. No entanto, esta resposta diminui à medida que continuamos a mentir, e quanto mais cai, maior nossas mentiras tornam-se. Isso pode levar a uma ‘ladeira escorregadia’, onde pequenos atos de desonestidade transformam-se em mentiras mais significativas.

Isto está de acordo com as sugestões de que a amígdala sinaliza aversão aos atos que consideramos errados ou imorais. Nós só testamos desonestidade neste experimento, mas o mesmo princípio pode também se aplicar a escalonamentos em outras ações, tais como tomada de riscos ou comportamento violento”, argumenta o Dr. Garrett.

Porém, este é somente um primeiro olhar na resposta do cérebro aos atos repetidos e crescentes de desonestidade, e pesquisas futuras são necessárias para entendermos essa ligação de forma mais precisa, e para descobrirmos se outros tipos de comportamento teriam o mesmo efeito.

Resultado de imagem para imagens sobre neurociênciaVisão pessoal…

Desde os anos 1960, quando ainda predominava entre neurocientistas a idéia de que o cérebro seria um órgão estático, pré-moldado sob estrita ordenação genética,cientistas defendem hoje que é possível, ao longo de toda a vida, criar novos circuitos e conexões neuronais em resposta a estímulos e experiências, o que resultaria em mudanças funcionais.A esse processo contínuo chamamos de neuroplasticidade.Quando trabalhamos para aprimorar uma habilidade, ocorre uma mudança na “fiação cerebral” (nas sinapses ou conexões neuronais), ou seja, são selecionadas as conexões que dão suporte ao comportamento ou à habilidade que estamos desenvolvendo.Assim como quando exercito meu corpo obtenho uma série de benefícios e altero a regulação de uma série de processos bioquímicos, quando exercito meu cérebro altero todo o seu funcionamento, seu suprimento de sangue e de energia, bem como a força de suas operações.Portanto, não apenas melhoro uma habilidade em si, mas todo o maquinário cerebral. Quando jogo pingue-pongue pela primeira vez, sou muito desajeitada.Após um ano de prática intensa, fico muito habilidosa, consigo ver e acertar a bola com alta precisão.Por meio de mudanças físicas e químicas incrivelmente complexas, criou-se um cérebro com esse recurso.Nosso cérebro será diferente daqui a uma semana e muito mais diferente ainda daqui a uma década. Pode ser uma mudança para frente ou para trás, ganhando ou perdendo habilidades. Depende do uso.O limite da performance de qualquer operação mental complexa, como, por exemplo, a memória, será determinado pela claridade com que o cérebro representa a informação.Se estou tentando gravar uma informação, quanto mais fielmente ela for representada no cérebro, mais fácilmente eu consigo lembrar.O cérebro é uma máquina de fazer previsões. Ele acumula informações ao longo do tempo e, contínuamente, faz previsões do futuro e associações com o passado. Posso melhorar essa capacidade simplesmente aumentando a clareza das operações.Para isso, treinamos o cérebro a manipular informações. Para elevar o nível de suas operações, posso dar uma tarefa em que o cérebro precisa não apenas vir com uma resposta certa, mas com várias possibilidades de resposta em uma alta velocidade e de maneira fluente.Posso treinar o cérebro a rapidamente classificar informações, a rápidamente mudar as regras de suas operações quando as condições do meio exigirem isso…..Todas essas coisas são válidas de serem praticadas. O que comumente fazemos quando estamos avaliando indivíduos nesta área, é avaliar em cada indivíduo onde estão as falhas: no controle de atenção, na habilidade de gravar informação, na forma como ele representa informação em sequência ou como manipula e organiza cadeias complexas de informação. Todas essas coisas são passíveis de treinamento…..simples assim.

Inspiração….

viagem pelo cérebro – Sociedade Portuguesa de Neurociências

A neurociência abraça o mundo – USP

Neurologia e Neurociências – USCS

USP apresenta cérebro ao público

O inconsciente e a consciência: Da psicanálise à neurociência

ScienceDaily

Wired

Monicavox

Recomendo…

 

 

Resultado de imagem para imagens sobre neurociência

 

A Cozinha de Monicavox-A gordura verde que faz maravilhas…com receitas

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacateDe polpa com sabor suave e consistência cremosa, o abacate é uma fruta muito apreciada em todo o mundo. Fruta que proporciona diversos benefícios, podemos destacar que o abacate e sua importância à saúde são caracterizados, por exemplo, pela presença de gorduras saudáveis, enquanto a maioria das demais frutas contém maiores quantidades de hidrato de carbono.

É rico em vitamina E, que é um antioxidante capaz de prevenir contra doenças cardiovasculares e degenerativas. Segundo informações da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), essa vitamina pode ajudar a diminuir as chances de Alzheimer em idosos.Além das vitaminas, de acordo com um estudo apresentado no 53º Congresso Brasileiro de Química (CBQ) em 2014, a fruta contém minerais como magnésio, cálcio, ferro e fósforo.O abacate é uma fruta rica em gordura monoinsaturada. A informação é do Manual de Nutrição da Sociedade Brasileira de Diabates (SBD). Essa gordura, segundo o Conselho Federal dos Nutricionistas (CFN), é a mais saudável para o organismo.Consumir abacate com alguma frequência é importante para regular o colesterol. Isso foi comprovado por um estudo do Centro de Nutrição Humana da Califórnia (Ucla), Estados Unidos, no qual os pesquisadores constataram que a gordura monoinsaturada – presente no abacate – é essencial para o bom funcionamento do organismo.Incluir o abacate na sua dieta pode aumentar sua qualidade de vida ao trazer saúde para o seu dia a dia. De acordo com um estudo publicado em 2013 no Nutrition Journal, o consumo dessa fruta está relacionado a uma maior ingestão de fibras e vitaminas, consequentemente, um organismo mais saudável.

O abacate possui mais de 20 vitaminas e minerais, sendo, portanto, um alimento altamente nutritivo. Os nutrientes mais abundantes do abacate contidos em 100 gramas da polpa da fruta e sua porcentagens da recomendação diária são:

Vitamina K: 26% da recomendação diária

Folato: 20% da recomendação diária

Vitamina C: 17% da recomendação diária

Potássio: 14% da recomendação diária

Vitamina B5: 14% da recomendação diária

Vitamina B6: 13% da recomendação diária

Vitamina E: 10% da recomendação diária

O Consumo do Abacate Reduz os Níveis de Colesterol e Triglicerídeos

O abacate ainda é fonte de menores quantidades de vitamina A, vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, manganês, magnésio, ferro, cobre, zinco e fósforo.Uma porção de 100 gramas de abacate contém aproximadamente 160 calorias, 2 gramas de proteína e 15 gramas de gorduras saudáveis. Além de ser um alimento pouco calórico, o abacate ainda é fonte de fibras, livre de sódio e colesterol e pobre em gorduras saturadas.

As doenças cardíacas são tidas como a causa mais comum de morte em todo o mundo, e é sabido que determinados marcadores no sangue, como o colesterol e os triglicerídeos, têm ligação com o aumento do risco. Deste modo, o consumo de abacate reduz os níveis de colesterol total de maneira significativa, reduz o colesterol “ruim” (LDL) em até 22%, reduz os triglicerídeos no sangue em até 20% e aumenta o colesterol “bom” (HDL) em até 11%.

O Abacate Previne o Câncer

Evidências apontam que, dentre os benefícios do abacate à saúde, encontra-se o poder que o alimento proporciona na prevenção ao câncer. Segundo os resultados de um estudo, o consumo do abacate é capaz de reduzir os efeitos colaterais da quimioterapia nos linfócitos humanos.Além disso, parece que o extrato de abacate é capaz de inibir o crescimento das células do câncer de próstata.

Extrato de Abacate Ajuda a Aliviar Sintomas da Artrite

Comum entre os países ocidentais, a artrite atinge milhares de pessoas e se apresenta em muitos tipos, muitas vezes sendo problemas crônicos que os indivíduos têm pelo resto da vida.Diversos estudos têm apontado, ao longo dos anos, que o extrato do abacate, bem como o óleo de soja, são capazes de reduzir os sintomas da artrite nos ossos, a osteoartrite.

O Abacate Contribui Para a Perda de Peso

Evidências apontam que o abacate e sua importância à saúde incluem o fato do alimento ser um aliado para a perda de peso. Um estudo dividiu pessoas em dois grupos, sendo que um grupo consumiu uma refeição contendo abacate, enquanto o outro grupo consumiu uma refeição igual, porém sem abacate. Depois, as pessoas responderam perguntas sobre fome e saciedade. Aquelas que haviam consumido a refeição com abacate se sentiram 23% mais satisfeitas e com 28% menos desejo de comer pelas próximas 5 horas. Assim, o abacate ajuda a pessoa a comer menos e, consequentemente, a consumir menos calorias.

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacateE NA COZINHA DE MONICAVOX….

Como fazer uma vitamina de abacate

Ingredientes:

1 abacate

1 ½ copo de leite de amêndoas

Limão e açúcar de côco á gosto

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacateModo de preparo:

Se o abacate for grande, use só a metade da fruta. Se for pequeno, pode usar a fruta inteira na receita de vitamina de abacate.Depois de lavar o abacate, corte ao meio e retire a polpa. Coloque-a no liquidificador com o leite, algumas gotinhas de limão e, se quiser, açúcar de côco.Bata bem, por 30 segundos, até formar uma vitamina de abacate muito cremosa.Em uma variação da receita, você pode dispensar o limão e o açúcar e misturar uma colher de sopa de cacau 100%puro em pó. Assim, sua vitamina se transforma em um milk-shake muito saudável.

GUACA MOLE FITNESS

Ingredientes:

2 abacates -1 tomate cortado em cubos, sem sementes
1 limão siciliano (suco)
1/2 cebola pequena picada
Molho de pimenta dedo de moça fresca á gosto
Sal rosa a gosto

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacateModo de preparo:

Amasse suavemente a polpa dos abacates, misture a cebola, o suco de limão, a pimenta e o sal. Por último, acrescente o tomate. Sirva com palitos de cenoura ou talos de aipo.

Receita de mousse de abacate  com banana 

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de abacate;
  • 1 banana congelada;
  • 2 colheres de sopa de mel;
  • 1 colher de chá rasa de cacau em pó orgânico.

Modo de preparo:

  1. Colocar a banana no congelador e deixar lá durante uma hora;
  2. Depois que retirar a fruta de lá, descascá-la;
  3. Em seguida, adicioná-la ao liquidificador, junto com o abacate, o mel e o cacau. Bater;
  4. Passar para uma tigela e levar para gelar.

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacateNOTA DO MONICAVOXBLOG;-O consumo desta fruta no período da noite pode ser ainda mais benéfico para bons resultados físicos. Realizar a ingestão do abacate um pouco antes de dormir intensifica a ação do GH, hormônio do crescimento, que tem o pico de produção à noite, tornando assim o corpo mais propício a formar músculos e utilizando a gordura estocada como fonte de energia, efeitos estes deste ‘milagroso’ hormônio;É recomendada que sejam ingeridas duas colheres de sopa (no máximo três) do abacate puro (sem açúcar ou adoçante) antes de ir para a cama. Esta é a medida ideal.

Visão pessoal…

Eu gosto de abacate desde que era bem pequena, quando pegava abacate no pé,na fazenda do meu avô e comia,puro mesmo,e nunca tive receio de comê-lo por causa de colesterol ou porque engordava;Rica fonte de potássio, o abacate fornece 14% da recomendação diária do tal nutriente em apenas 100 gramas da polpa, enquanto as bananas, que também são ricas em potássio, fornecem 10%.São diversos os estudos que apontam que a alta ingestão de potássio reduz a pressão sanguínea, o que faz do abacate um grande aliado na prevenção de doenças como derrames, ataques cardíacos e insuficiência renal.O alto teor de gordura alimentar do abacate é uma das principais características desta fruta. Cerca de 77% das calorias contidas no alimento são gordura, o que faz do abacate uma fruta gorda. Entretanto, não estamos falando de qualquer gordura, e sim do saudável ácido oleico, um ácido monoinsaturado e gordo, amplamente presenta no azeite e responsável por alguns benefícios à nossa saúde.É creditado ao ácido oleico a sua capacidade em reduzir a inflamação, além de proporcionar benefícios sobre os genes que têm ligação ao câncer. Além disso, a gordura do abacate é bastante resistente à oxidação proveniente do calor, o que faz com que o óleo do abacate seja seguro e saudável para se cozinhar.Outra característica bastante positiva do abacate é a alta presença de fibras na fruta. Por ser uma matéria vegetal que nosso organismo não é capaz de digerir, a fibra contribui para o combate ao excesso de peso, já que ele reduz picos de glicose no sangue e contribui para a sensação de saciedade, além de reduzir o risco de diversas doenças.As fibras são divididas entre fibras solúveis e fibras insolúveis. As solúveis alimentam as bactérias que beneficiam o nosso intestino, um fator importantíssimo para a otimização do nosso organismo. Cerca de 7 gramas de fibras são contidas em 100 gramas de abacate, o que corresponde a 27% da quantidade diária recomendada ao ser humano.A fibra solúvel corresponde a aproximadamente 25% do total de fibras, enquanto a fibra insolúvel corresponde a 75%.Um estudo analisou a saúde de pessoas que incluem o consumo do abacate em seus hábitos alimentares. Na pesquisa, as pessoas que consumiram abacate demonstraram mais saúde do que pessoas que não têm o hábito de consumir a fruta. Os consumidores apresentaram uma ingestão de nutrientes mais elevada, além da probabilidade do desenvolvimento da síndrome metabólica ter caído pela metade. Tais sintomas são fatores de risco para o surgimento do diabetes e doenças cardíacas. Além disso, o estudo possibilitou que os cientistas observassem que aqueles que consumiram o abacate regularmente apresentaram menores peso e IMC, além de menor quantidade de gordura na barriga e maior quantidade do HDL, o bom colesterol.Além de ser saudável, o abacate é uma fruta gostosa não somente para ser consumida pura, como também em pratos diversos, tais como saladas, temperos e acompanhamentos. A textura cremosa de sua polpa, bem como os nutrientes e gorduras saudáveis que ela contém fazem do abacate um grande aliado da saúde. Se você não tem o hábito de consumir abacate, experimente mudar o seu pensamento. A adição do abacate aos hábitos alimentares contribui para uma dieta saudável e equilibrada;vamos dar valor ás coisas naturais e fugir dos remédios alopáticos……

Inspiração….

caracterização física e química de frutos de abacate

AEMS OS BENEFÍCIOS DO CONSUMO DO ABACATE

O Milagroso Óleo de Abacate – Laszlo Aromaterapia

A influência dos compostos bioativos do abacate

Monicavox

Recomendo….

Imagem relacionada

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacate

 

A Cozinha de Monicavox-Culinária Evolutiva;entre para este time….com receitas…

 

Resultado de imagem para imagens sobre cultivo naturalO fundamento do paradigma holístico é: Nutrição é o que absorvemos em nosso corpo-mente-espírito dos diferentes níveis de densidade, que se precipitam da força cósmica.

Quando a energia cósmica é suficientemente condensada, ela chega ao prato como alimento. Para desenvolver um novo paradigma do processo de assimilação de alimentos no corpo humano, é necessário compreender a assimilação tanto no nível energético como físico. Podemos ver que a relação do alimento com o sistema humano é mais do que apenas adicionar calorias, vitaminas e minerais para que sejam materialmente acumulados como blocos de construção no organismo. Em geral, cada substância vegetal ou animal irradia do seu campo energético uma vibração sutil especial, específica da espécie. Quando essas substâncias são sólidas, integrais, orgânicas e vivas (alimento vivo), elas mantêm os seus campos energéticos organizados.

Alimentos vivos são preenchidos com o grau mais elevado de água estruturada, que mantém melhor a vibração de nossas bênçãos. Conforme comemos o alimento abençoado, comemos as nossas bênçãos num nível sutil. Interagimos com o alimento nos níveis sutis de energia, assim como no nível material da assimilação. O doutor Gerhard Schmidt destaca no livro The Dynamics of Nutrition [A dinâmica da nutrição] que a nutrição se relaciona com a assimilação de diferentes níveis de energia, que aumentam em quantidade conforme estejam mais próximos da energia luminosa ou do Sol.

O primeiro passo da Teoria da Assimilação começa com o Sol ativando a clorofila das células dos vegetais. A clorofila energizada, que contém a vibração holográfica de toda a planta, transfere a sua energia ressonante e informações para o campo eletromagnético do ferro, nas células dos glóbulos vermelhos. A clorofila e a hemoglobina se diferenciam apenas por um átomo: a clorofila tem magnésio em sua estrutura, a hemoglobina tem ferro.

A luz é a forma menos densa de prana no nosso universo. Ela transporta o estímulo do espectro completo do arco-íris para o nosso sistema à medida que é filtrada pelos corpos sutis e absorvida pelos receptores do sistema nervoso nos olhos e na pele. Os receptores nervosos nos olhos traduzem essa informação, de espectro total, em impulsos do nervo óptico, que a conduz aos vários centros cerebrais: pineal, pituitária e o resto do sistema endócrino. Através desses sistemas, elas indiretamente energiza e ativa todo o nosso organismo, e regula os ritmos e os ciclos do corpo.

Na união do poder criativo com a alimentação consciente descobrimos uma sintonia especial que faz tudo virar arte e reverberar muito além do que imaginamos….

A crise é clara;Uma ilusão que prejudica a saúde

E é muito mais do que econômica. Enquanto a vida escorre pelos dedos da Terra, “criamos um modelo que forma seguidores do sistema. Que prepara pessoas para serem seres humanos ordinários e medianos”.Valores morais, culturais e ecológicos duvidáveis desequilibram a massa e não trazem respostas nem sequer para quem vive a ilusão do consumo. Em contrapartida, um movimento acontece em favor da tomada de consciência e da mudança. Desde revoluções internas a pequenos hábitos cotidianos, todas as decisões exigem responsabilidade, amor e atitude. Também podem representar, mais do que uma saída, uma solução.

“A produção de alimentos é a base da nossa sociedade. A indústria alimentícia é uma das principais do mundo. Se a consciência muda, se nossa alimentação muda, a forma de consumo muda, e as grandes corporações precisam acompanhar essas mudanças.” 

Nesse cenário de positividade e despertar coletivo, cada um faz o que pode e oferece o que tem, respeitando sempre o tempo e limitações pessoais.O importante é ir além e dar o melhor de si, agindo a favor da desconstrução dos próprios privilégios e de uma distribuição mais igualitária e equilibrada dos meios de produção e consumo, sempre com compaixão e humanidade.

SUSTENTABILIDADE

A excessiva criação de gado com destino para indústria alimentícia resulta em impactos graves e irreversíveis para o planeta. Sem ter que apelar pra cenas tristes, o documentário Cowspiracy se baseia em pesquisas, gráficos e números impressionantes, para comprovar a relação direta que há entre o consumo de carnes e o desmatamento, perdas de habitats naturais, extinção de espécies de plantas e animais, desperdício de água, poluição, zonas oceânicas mortas, erosão e agravamento do efeito estufa.

Na produção de 1 litro de leite são usados 1000 litros de água;

Na produção de 1 hambúrguer é utilizada a água correspondente a 2 meses de banho de uma pessoa (114 gramas = 2500 litros);

82% das crianças afetadas pela fome no mundo vivem em países nos quais os alimentos são dados aos animais na pecuária (que, por sua vez, são mortos e servidos de alimento a pessoas com dinheiro em outros países).

É a coisa mais poderosa que alguém pode fazer para o mundo. Nenhuma outra opção tem maior alcance e impacto mais profundamente positivo em toda a vida na Terra do que parar de consumir animais. Repõe-se valores como compaixão, integridade e bondade. Quando isso começa a progredir, ajuda as pessoas a refletirem que a vida não é apenas sobre sustentabilidade, é sobre a capacidade de prosperar.

Resultado de imagem para imagens sobre pão de queijo vegetarianoE na Cozinha de Monicavox…


Quem não inclui lacticínios na dieta certamente sente falta de um pãozinho de queijo; Mas essa receita resolve o problema… Sem lactose, sem nenhum derivado animal, sem nenhum aditivo químico.

Você vai precisar de:recipiente;fôrma;forno.

 Ingredientes:1 1/2 xícara de batata baroa cozida e amassada;3/4 xícara de polvilho azedo;3/4 xícara de polvilho doce;1/4 xícara de azeite;1/4 xícara de água;sal e temperos a gosto.
Modo de preparo:misture os ingredientes até formar uma massa com consistência elástica que não grude nos dedos;modele a massa em bolinhas do tamanho que preferir;distribua na fôrma untada e leve ao forno 180º;espere em média 45 minutos, conferindo o ponto;servir.

Resultado de imagem para imagens sobre leite da terraVoce conhece o Leite da Terra?

O leite da terra tem a aparência de um suco, mas nele adiciona-se outros ingredientes além de frutas, como tubérculos, sementes germinadas e/ou brotos. Não há adição de água mineral – o líquido extraído é 100% orgânico, vindo direta e exclusivamente dos alimentos, sendo altamente nutritivo.

Você vai precisar de:liquidificador,voal,recipiente.

 Ingredientes:
2 maçãs;1 pepino pequeno;1/2 copo de sementes germinadas (utilizamos a de girassol sem casca – 8 horas de molho na água e está pronta para consumo);1 inhame pequeno cru e descascado;3 folhas verdes (couve, rúcula, agrião, alface, repolho, acelga).
Modo de preparo:
Bata com cuidado primeiro os ingredientes com maior teor de água (maçãs, pepino, beterraba, folhas e sementes nessa ordem). Utilize uma cenoura ou o próprio pepino como biosocador para ajudar a prensar e liquidificar;despeje em um voal dentro de um recipiente;esprema bem até sair todo o líquido;beba assim que servir para preservar as propriedades e absorver o máximo dos benefícios para a saúde.
Imagem relacionadaA grande mudança na alimentação dos seres humanos-A Consciência Alimentar~ pelos Pleiadianos
 “Haverá uma grande mudança na consciência alimentar. O que está acontecendo agora é que os alimentos oferecidos são extremamente tóxicos. É por isso que muitos de vocês voltarão a viver da terra, ou pelo menos, plantarão o que necessitam para crescer em conjunto com a Terra. Vocês passarão longe de fungicidas, pesticidas, fertilizantes e todas essas coisas porque vão perceber que isso tem sido simplesmente uma farsa.”

“Foi dito a vós que esta era a melhor forma de produção. Você não precisa dessas coisas. Você fala com a terra, e você diz à Terra o que você quer. Fale com os insetos e as criaturas, e plante um pouco para os animais para que eles tenham seu próprio jardim e deixem a Terra fornecer para vocês. Quando você está em sintonia com a Terra, a Terra lhe dá exatamente o que você precisa.”

“Vocês, como espécie, deixaram de comer a comida que alimenta vocês. Estão comendo alimentos mortos. Você não só está comendo alimentos mortos, mas você está comendo alimentos que, como dissemos, estão cheio de toxinas. Você pode transmutar com seu pensamento qualquer coisa dentro de seu corpo. Seu corpo é perfeitamente capaz de transmutar o mais áspero dos venenos, porém é preciso uma grande quantidade de energia para fazê-lo, e se você for gastar toda a sua energia para transmutar uma dieta desleixada você vai deixar de usar sua energia para muitas outras coisas.”

“Chegarão novos alimentos a seu planeta. Haverá também substâncias que sairão do Himalaia e da Ucrânia que têm sido utilizadas pelas pessoas para manter a longevidade e a saúde há milhares e milhares de anos. “

“Você acredita que deve ingerir certa quantidade de comida para se sentir alimentado e cheio, quando na realidade, você vai notar que seus hábitos alimentares irão mudar drasticamente. A dieta do ‘alto espectro ‘ é o que você vai comer, a fim de elevar-se a um espectro maior de luz. Muitos de vocês não podem ingerir mais produtos de carne. Além disso, há mais venenos no peixe que talvez haja nos frangos que estão nos armazéns. Tem sido escondido isso de você.”

“Então, se você for comer essas coisas, coma em pequenas quantidades, abençoe os alimentos, abençoe o caminho que a criatura fez para chegar ao seu paladar, e tenha a clara intenção que seu corpo é capaz de assimilar. Pode chegar um tempo, e isso ocorrerá a cada um de vocês em um momento diferente, que certos alimentos o farão ficar muito doentes. Sentirão como se tivessem ingerido veneno. Se isso ocorrer, abençoe e olhe para isso como um sinal de que você está pronto, nesse momento, para alterar suas práticas alimentares.”

“É muito ruim, mas toda a sua cadeia alimentar está bastante poluída. Mesmo os produtos da horta são irradiados e preenchidos com todos os tipos de coisas, por isso é difícil encontrar algo que seja nutritivo. Então, parte da dieta de que vocês serão levados a adotar voltará para a terra, onde vocês plantarão seu próprio alimento e comerão de forma muito simples.”

“Você vai descobrir que quando você começa a preparar seus próprios alimentos e quando você prepara-os com amor e compartilha com amor o alimento que você plantou, você vai perceber uma vibração diferente que preenche o seu ser. Você não terá que passar fome, porque você não vai precisar de muito alimento. Quanto mais perto estiver da Luz, menos a comida será necessária. Não que você irá parar de comer, apesar disso poder vir a ser eventualmente, mas não morrerá de fome. Você descobrirá que pode se sustentar com pouco, porque ao obter o tipo adequado de alimentos o Corpo de Luz pode sustentar-se por longos períodos de tempo. Chegará um momento em que a comida não será mais necessária.”

Resultado de imagem para imagens sobre vegetarianismoVisão pessoal…


Sabemos como é difícil o acesso a uma alimentação de qualidade vivendo na cidade grande. Não só por conta de impostos caríssimos, poluição, agrotóxicos e rotulagem manipulada, mas também por falta de informações de como minimizar todos esses aspectos.Mudanças de hábito na prática demandam tempo e energia. A idéia é viabilizar e fortalecer esse processo através da arte, do conhecimento e da ação. Dar voz ao sentimento de insatisfação de maneira produtiva, desintoxicando corpos e mentes do parasitismo mecânico e impensado que só consome o planeta e fortalece o sistema.Um plano eficiente de reeducação alimentar começa ao desligar o piloto automático e instalar a atenção plena. Devemos prestar atenção à potência da nossa fome, à quais alimentos nos caem melhor, qual é a quantidade de alimento que nos satisfaz e qual o sabor que mais nos agrada. Também convém sermos ser gratos por cada refeição que se apresenta, mesmo que ela não seja “tecnicamente ideal”.O estilo de vida atual “exige” que a nossa atenção seja dividida simultâneamente entre diversos assuntos, o telefone, o computador, etc. Comemos automáticamente os alimentos mais práticos (alimentos requentados, encaixados, enlatados, reprocessados, e por aí vai…) e freqüentemente pulamos refeições ou as trocamos por um shake ou uma barra de cereais. A nossa mente está em qualquer lugar, menos à mesa. Estamos assistindo TV, ou numa reunião de negócios ou acessando os e-mails. Ou seja, a conexão entre a língua – esse poderoso órgão dos sentidos – e o cérebro está “fora do ar”.Ao dedicar alguns segundos para praticar a atenção plena e manifestar gratidão pelo alimento, estaremos nos conectando com as sensações riquíssimas captadas pelo paladar, olfato, visão, tato e audição e também enviando vibrações positivas para toda a cadeia alimentar (o solo, o sol, a chuva, quem planta, quem colhe, transporta, vende, prepara…). Essa energia positiva influenciará a qualidade dessa refeição e nos permitirá fazer escolhas tecnicamente adequadas em relação à quantidade e combinação de grupos alimentares.Estou com fome? Por que estou comendo? O que estou comendo? Estou feliz? Triste e ansioso?A consciência alimentar é o caminho para quem quer perder ou ganhar uns poucos quilos, e também é o caminho para quem precisa perder 35 quilos. A caminhada começa com o primeiro passo e não importa quanto tempo será necessário para alcançar o objetivo final – o fundamental é que a direção esteja correta e que o caminho seja prazeroso e rico em experiências;Quando perdemos a concentração ou comemos demais, apenas começamos novamente. Cada garfada, cada refeição, é uma chance para recomeçar……


Inspiração…

Manual de Alimentação Saudável

PRÁTICAS E REFLEXÕES SOBRE EDUCAÇÃO ALIMENTAR

Mudanças dos hábitos alimentares provocados pela industrialização …

Alimentos orgânicos – Iapar

Monicavox


Recomendo…

Resultado de imagem para imagens de livros de]/receitas com consciencia alimentar

Resultado de imagem para imagens de livros de]/receitas com consciencia alimentar

Resultado de imagem para receitas com consciencia alimentar

Resultado de imagem para receitas com consciencia alimentar

 

O poder da Fé na cura de doenças

Imagem relacionada
A ciência comprova que a espiritualidade pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares e diabetes. Atenua também os sintomas de enfermidades como AIDS e câncer, além de melhorar a qualidade de vida e diminuir a violência;A influência da fé na cura das mais diversas doenças é uma realidade entre médicos de todo mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, há mais de 10 anos exige-se que todos os programas de residência para psiquiatras incluam no currículo questões religiosas e espirituais. No Brasil, embora a questão ainda seja tratada com cautela, muitos médicos já admitem ter testemunhado casos impressionantes que a ciência não tinha como explicar.
E foi comprovado científicamente que pessoas espiritualizadas podem diminuir o risco de alguns tipos de doenças como as cardiovasculares, o diabetes, acidentes vasculares cerebrais (AVC), infartos e insuficiência renal. Além de amenizar os sintomas de doenças crônicas como AIDS e câncer;Ao adquirir o autoconhecimento e a aceitação proporcionados pela fé, o indivíduo consegue mudar seus hábitos, como melhorar a alimentação, praticar atividade física, ter um sono reparador e manter o equilíbrio nos pensamentos e atitudes. A espiritualidade também ajuda a combater a depressão, já que atenua os sentimentos de amargura, raiva, estresse e mesmo ressentimentos.
  “A fé atua em diversas áreas cerebrais, principalmente no sistema límbico, que é responsável pelas emoções. Ela ainda reforça o sistema imunológico, prevenindo diversas doenças”, afirma Ricardo Monezzi, pesquisador e psicobiólogo doInstituto de Medicina Comportamental da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).Ele explica que os indivíduos espiritualizados, independentemente da religião, demonstram ser menos violentos, pois pensam no próximo, são altruístas e muitas vezes demonstram ser mais solidários.Além disso, pessoas espiritualizadas cometem menos suicídio, ficam menos tempo internadas nos hospitais e geralmente têm mais qualidade de vida. “Elas acreditam que a vida tem um objetivo e aceitam as adversidades com mais clareza e não se sentem desamparadas nos momentos difíceis”, relata o pesquisador Monezi.

Pesquisas 

 Uma pesquisa realizada pela Universidade de Toronto (Canadá), liderada pelo professor de Psicologia Michael Inzlicht, constatou que a fé pode diminuir a ansiedade, a depressão e o estresse. 

Os participantes realizaram um teste, conhecido como Stroop, onde foram analisadas as atividades cerebrais dos indivíduos, e foi comprovado que a crença tem um efeito calmante cuja consequência é a diminuição da ansiedade, bem como o medo de enfrentar o que nos parece incerto e desconhecido.

“Existem pesquisas com Ressonância Nuclear Magnética Funcional, que demonstram áreas específicas do cérebro que se ‘acendem’ em orações ou meditações”, pontua Niura. Entretanto, Habermann destaca que, apesar de os recursos tecnológicos terem registrado inusitados mecanismos da fisiologia cerebral, principalmente na área das emoções, ainda há muito o que se descobrir nesse assunto.
 

O médico Herbert Benson, da Faculdade de Medicina de Harvard, afirma que o estresse é responsável por pelo menos 60% das doenças que atingem o homem moderno. Além disso, faz o organismo produzir o agente inflamatório interleucina-6, que está associado a infecções crônicas, diabetes, câncer e doenças cardiovasculares.

Segundo o médico, ao rezar ou meditar seguidas vezes, o paciente atinge um estado de relaxamento capaz de reduzir o impacto dos hormônios no organismo. A oração continuada desacelera os batimentos cardíacos, o ritmo de respiração, baixa a pressão sanguinea e reduz a velocidade das ondas cerebrais, melhorando a condição física. Ele comprovou que pessoas que raramente iam à igreja tinham altos níveis de interleucina-6 no sangue, enquanto nos frequentadores assíduos esses índices eram significativamente mais baixos.

Outra pesquisa, feita pela Faculdade de Medicina de Dartinouth, revelou que a probabilidade de pacientes cardíacos morrerem após a cirurgia era 14 vezes maior entre os que não participavam de atividades religiosas. Em seis meses, 21 morreram. Já todos os 37 que se declararam extremamente religiosos tiveram alta.

Segundo revela o Instituto de Pesquisas Psíquicas Imagick, estudos científicos em torno da cura pela fé começaram com o médico americano Harold Koenig . Ele e sua equipe concluíram que, ao rezar, pacientes religiosos controlam indiretamente suas doenças. ‘Acreditam que não estão sózinhos na batalha e que Deus está cuidando pessoalmente deles. Isso os protege do isolamento psicológico que domina a maioria dos doentes.

Em um estudo com 455 idosos internados, Koenig observou que a média de internação dos que frequentavam algum tipo de crença/fé mais de uma vez por semana era quatro dias. Já os que iam raramente ou nunca chegavam a passar até 12 dias hospitalizados.

 Resultado de imagem para imagens sobre autocuraNovo Paradigma;Como tem reagido a medicina convencional diante dessa nova realidade?
 De acordo com Paulo de Tarso Lima, coordenador do Setor de Medicina Integrativa e Complementar do Programa Integrado de Oncologia do Hospital Israelita Albert Einstein (SP) e autor do livro Medicina Integrativa – a cura pelo equilíbrio (MG editores), os profissionais da saúde entenderam que o ser humano precisa cuidar do corpo, mente e espírito. E atualmente, em algumas escolas de medicina, os alunos já possuem matérias sobre a importância da espiritualidade no processo de cura.
“Há um movimento global na área da saúde que identifica as necessidades dos pacientes e visa respeitar as decisões de cada um, independentemente das crenças ou valores”, afirma. Para que isso ocorra, a conversa entre paciente e médico é fundamental. Com o diálogo, o profissional saberá no que a pessoa acredita e poderá informar que há bases científicas que comprovem que a espiritualidade auxilia no processo de cura.
O médico deverá abordar o paciente de forma humana, entender e explicar o que há por trás das doenças e discutir como ele vê a doença e a cura. “Os médicos precisam respeitar seus pacientes. Escutá-los com atenção e indicar tratamentos que possam ajudar nesse processo”, explica Lima .

A prática médica tem mostrado aos profissionais da saúde — convencionais ou não — a importância da fé como coadjuvante da cura dos males orgânicos. Além de curar, cultivar a fé muda os hábitos, torna os indivíduos mais saudáveis, atenua sintomas de doenças, pode levar à cura e traz um sentido na vida de cada um. Crer é preciso.


Visão pessoal…

As reflexões aqui reunidas são como um caminho para os que buscam a saúde emocional, bem-estar e crescimento pessoal, e podem ser lidas aleatóriamente ou em sequência. São como uma direção/caminho/opção para nosso despertar.São ensinamentos para a renovação dos sentimentos, pensamentos e ações rumo à evolução espiritual e à realização plena do ser humano. Muitas vezes os ensinamentos de um mestre soam como uma nota harmoniosa em nosso interior, é como se aquilo já fizesse parte de nós, são como memórias adormecidas em nosso subconsciente que ressurgem à luz e devemos escutá-las.Existem muitas terapêuticas disponíveis no mercado prometendo nos curar de nossos males. Algumas, inclusive, usam o termo ‘cura’ no próprio nome (cura quântica, cura prânica, cura reconectiva, etc.), todas acreditam na eficácia de seus tratamentos.Vivemos um momento de grandes transformações, onde muitos conceitos estão sendo revistos à luz de novas perspectivas, especialmente pela influência dos avanços científicos, portanto, é preciso nos entendermos com as próprias palavras.Quando se quer promover algo ou algum tipo de  serviço, é muito comum usar legendas que seduzam os interessados, criar nomes que despertem o interesse daqueles a quem se quer atingir, mas falar em cura como algo centrípeto é, no mínimo, uma tremenda responsabilidade. A cura não é um processo de fora para dentro, pelo contrário, é um processo que se articula de dentro para fora.O mundo entrou em um sistema de mudanças progressivas e estamos vendo ruir muitas ‘verdades’ que foram estabelecidas pela devoção irrefletida nas narrativas oferecidas. A idéia de que algo exterior ao organismo, como remédios, poções, extratos, passes, descarregos, etc., podem curar é falsa, pois aquilo que consideramos doença já é a própria cura.A recuperação da saúde é um processo fisiológico, portanto natural, o corpo não é suicida. Não podemos negar a eficiência de certos tratamentos no alinhamento, no ajuste e no equilíbrio do indivíduo, mas acreditar que são milagrosos é exagero.Todos os conflitos e transtornos que envolvem o ser humano já sinalizam em si mesmos um movimento de catarse ou reivindicam ajustes na dinâmica emocional e psíquica do Ser, ou seja, a própria alma participa e atua no processo profilático enviando para o campo mental ou fisiológico aquilo que é inadequado, justamente para ser tratado, por isso, com ou sem a participação externa, os mecanismos internos buscam o equilíbrio. Essa é a razão de encontrarmos nos evangelhos, sempre no desfecho de algum ‘milagre’,  Jesus dizendo: “A tua fé te curou”…..


Inspiração…

Resilência- O poder da auto-transformação-Da Neurociência á Evolução Humana-Maria Henriqueta Camarotti

A CURA ATRAVÉS DAS EMOÇÕES.pdf – PDF(2)

Joyce Meyer – Curando Feridas Emocionais

“Cure o seu corpo”, de Louise Hay.

Monicavox


 

Recomendo…

Imagem relacionada

 

Resultado de imagem para imagens sobre livros de autocura

Resultado de imagem para imagens sobre livros de autocura

 

O Efeito Isaías-Venha conhecer e se atualizar na Biologia do Futuro….

 

Resultado de imagem para imagens d elivros de gregg bradenDesenhista de sistemas de computação aeroespaciais e geólogo chefe da Phillips Petroleum, Gregg Braden é um cientista conhecido hoje por unir o mundo da ciência e o mundo espiritual, vale a pena ler o que ele diz….

O Código Isaías

Apesar de pouco conhecido ainda, a descoberta do Grande Código Isaías nas cavernas do Mar Morto, em 1946, revelou as chaves sobre o nosso papel na criação. Entre estas chaves encontram-se as instruções de um modelo “perdido” de oração, que a ciência quântica moderna sugere que tenha o poder de curar nossos corpos, trazer paz duradoura a nosso mundo e, talvez, prevenir as grandes tragédias que poderia enfrentar a humanidade.  “Com as palavras de seu tempo, os Essênios nos lembram que toda a oração já foi atendida por Deus.” Qualquer resultado que possamos imaginar e cada possibilidade que sejamos capazes de conceber, é um aspecto da criação que já foi criado e existe no presente como um estado “adormecido” de possibilidade. A física quântica já foi apelidada de Física das Possibilidades, por nos dizer que tudo o que imaginamos encontra-se disponível como uma das possibilidades que vamos assimilar em nossas vidas, só devemos “atrair” a que desejamos através do pensamento.

CRIAR, ATRAIR OU ACESSAR?

A partir desta perspectiva, nossa oração baseada nos sentimentos deixa de ser “algo por obter” e se converte em “acessar” o resultado desejado, que já está criado no mundo vibracional (quântico, atômico) das infinitas possibilidades. Ou seja, nada é impossível, quando temos um desejo sincero, este desejo torna-se parte das nossas possibilidades futuras no nível quântico e só precisamos sintonizá-lo. Então já sabemos que a ciência atual consegue provar através da teoria quântica que pensamento é energia, que toda energia tem uma vibração e que a vibração cria o mundo material, nossos corpos e todo o restante ao nosso redor foi e continua sendo criado através das nossas mentes coletivas. Também sabemos que a luz é uma fonte de energia, então…

A que estão conectadas as partículas de luz? Gregg Braden diz que estamos sendo levados a aceitar a possibilidade de que existe um NOVO campo de energia e que o DNA está se comunicando com os fótons por meio deste campo.

EXPERIMENTO 1

Neste experimento foi recolhida uma amostra de leucócitos (glóbulos brancos) de vários doadores. Estas amostras foram colocadas em uma sala com um equipamento de medição das alterações elétricas. Neste experimento o doador era colocado em outra sala e submetido a “estímulos emocionais“ provocados por vídeos que lhe causavam emoções. O DNA era colocado em um lugar diferente do doador, mas no mesmo prédio. O doador e seu DNA eram monitorados e quando o doador mostrava alterações emocionais (medidas em ondas elétricas) o DNA visualizado através de microscópios MUITO potentes expressava RESPOSTAS IDÊNTICAS E SIMULTÂNEAS. Os altos e baixos do DNA COINCIDIRAM EXATAMENTE com os altos e baixos do doador.

O objetivo era saber a que distância poderiam estar separados o doador do seu DNA para que o efeito continuasse a ser observado. Pararam de fazer provas quando chegaram a uma distância de mais de 80 quilômetros entre o DNA e seu doador, e continuaram obtendo o MESMO resultado. Sem diferença e sem atraso de transmissão. O DNA e o doador tiveram as mesmas respostas ao mesmo tempo. Mas o que isto significa? Gregg Braden diz que isto significa que as células vivas se reconhecem através de uma forma de energia não reconhecida com antecipação. Esta energia não é afetada nem pela distância nem pelo tempo. Não é uma forma de energia localizada, mas uma energia que existe em todas as partes e todo o tempo.

EXPERIMENTO 2

Outro experimento foi realizado pelo Instituto Heart Math e nele se observou o DNA da placenta humana (a forma mais antiga do DNA) que foi colocado em um recipiente, onde podiam ser medidas as suas alterações. Foram distribuídas 28 amostras em tubos de ensaio para um mesmo número de investigadores previamente treinados. Cada investigador foi treinado para gerar e EMITIR sentimentos, e cada um podia ter fortes emoções. O que se descobriu foi que o DNA mudou de forma de acordo com os sentimentos dos investigadores.

Resultado de imagem para imagens de livros de gregg bradenCONCLUSÕES

1. Quando os investigadores sentiram gratidão, amor e estima, o DNA respondeu RELAXANDO e seus filamentos se estirando. O DNA ficou mais longo.

2. Quando os investigadores SENTIRAM raiva, medo ou stress, o DNA respondeu SE ENCOLHENDO.  Tornou-se mais curto e muitos códigos se APAGARAM. Alguma vez você já se sentiu “carregado” por emoções negativas? Agora sabemos porque nossos corpos também se afetam.

Os códigos do DNA se conectaram de novo quando os investigadores tiveram sentimentos de amor, alegria, gratidão, harmonia e estima e em muitos casos houve a cura física de doenças.

Estas alterações emocionais provaram que eram capazes de ir além dos efeitos eletromagnéticos. Os indivíduos treinados para sentir amor profundo, foram capazes de modificar a forma de seu DNA. Gregg Braden disse que isto ilustra uma nova forma de energia, que conecta toda a criação. Esta energia parece ser uma REDE TECIDA de forma AJUSTADA, e que conecta toda a matéria. Essencialmente podemos influenciar essa rede de criação por meio da nossa VIBRAÇÃO.

QUESTÃO DE VIBRAÇÃO

Há mais de cinqüenta anos, em 1947, o Dr. Hans Jenny desenvolveu uma nova ciência para investigar a relação entre a vibração e a forma.’ Mediante seus estudos, o Dr. Jenny demonstrou que a vibração produzia até geometria. O Dr. Jenny produziu uma surpreendente variedade de desenhos geométricos, desde alguns muito complexos até outros bastante simples, em materiais como água, azeite, grafite e enxofre em pó. Cada desenho era simplesmente a forma visível de uma força invisível.

A importância destas experiências é que, com elas, o Dr. Jenny provou, sem espaço para dúvidas, que a vibração cria uma forma previsível na substância onde é projetada. Pensamento, sentimento e emoção são vibrações que criam um transtorno sobre a matéria em que são projetados, por esta razão precisamos tomar cuidado com o que pensamos e sentimos.

O SENTIDO DA PRECE/ORAÇÃO

A chave para obter um resultado entre os muitos possíveis (assimilar uma das infinitas possibilidades que nos cercam) reside em nossa habilidade para escolher nossas emoções e sentir que nossa escolha já está acontecendo. Vendo a oração deste modo, como “sentimento”, nos leva a encontrar a qualidade do pensamento e da emoção que produz esse sentimento: viver como se o fruto de nossa prece já estivesse a caminho. Se Pensamento, Sentimento e Emoção não estão alinhados não há União. Portanto: Se cada padrão se move em uma direção diferente o resultado é uma dispersão da energia e o resultado da sua oração não é “recebido” por você.Se, por outro lado, os padrões de nossa oração se centram na união, como pode o «material» da criação não responder a nossa prece?


Imagem relacionada

Visão pessoal…

Vamos bater na mesma tecla;sabemos que hoje a ciência já provou através da física quântica que somos energia e que estamos todos conectados através de nossa vibração; Deus é puro amor, é energia e por ser energia, não morre, não desaparece, é imortal e está em todos os lugares. E como somos a imagem e semelhança de Deus, sabemos que somos energia e hoje podemos provar isso. Somos seres espirituais e não seres feitos de matéria. Durante muito tempo achava-se que a menor partícula de uma célula, o átomo era feito de matéria. Depois descobriram que na verdade a maior parte de um átomo é vácuo, então achava-se que o núcleo que é muito pequeno seria material. Esta idéia caiu por terra quando através do uso de microscópios eletrônicos muito potentes verificou-se que o núcleo de um átomo é apenas uma energia condensada, não é matéria. Mas se tudo o que existe no mundo “material” é feito de um conjunto de células, estas são feitas de átomos e se um átomo de qualquer coisa não é material, então… No nível microscópio, nada é material, tudo é vibração, tudo é feito de energia condensada. Vivemos num universo de vibração e nossos corpos são feitos a partir da vibração da energia que emanamos constantemente.Muitas pessoas se exercitam, vão à academia, bebem muita água, comem alimentos saudáveis, mas vivem com raiva ou pessimismo, assistem sempre aos noticiários negativos, adoram filmes de guerra, drama e violência, conversam sobre doenças, crise financeira, guerras, estas pessoas geralmente não entendem por que ficam doentes e deprimidas… O alimento que ingerimos é importante, mas as emoções são o alimento da alma e este alimento (as emoções) influenciam a nossa saúde e o nosso destino completamente.Gregg diz que quanto maior o magnetismo, maior é o tempo para a manifestação no nosso mundo o que pensamos e sentimos. Por conseguinte, quanto menor o magnetismo, menor será o tempo para nos encontrarmos com a manifestação de nossos desejos, então levará menos tempo para nossos desejo se manifestarem. Isto pode ser algo maravilhoso, não? Ou… Menos tempo para a manifestação de nossos medos, caso mantenhamos pensamentos negativos. Tudo depende de você.Vimos que geneticamente nosso DNA muda com as freqüências que produzem nossos sentimentos, e como é que as freqüências energéticas mais altas, que são as do Amor, impactam no ambiente, de uma forma material, produzindo transformações não só em nosso DNA, mas no ambiente que nos cerca. Ou seja, você possui muito mais poder do que imaginava…Quanto mais Amor deixarmos fluir por nossos corpos, mais adaptados estaremos para enfrentar o que possa acontecer em em nossas vidas. E podemos conduzir TODO o nosso planeta, mediante nossos pensamentos positivos em conjunto, para o melhor futuro possível. O que você mais pensa?Que tal ser amigo da sua alma? Veja coisas engraçadas, divertidas, alegres, bonitas, românticas, interessantes, instrutivas, espiritualistas, otimistas… Deixe o noticiário violento e dramático de lado sem ficar alienado, as conversas negativas, os livros e filmes violentos e tristes, pois o que isso agrega de qualidade positiva em sua vida? NADA…. Negativamente: TUDO…Seja mais feliz, ame-se e cuide com o alimento da sua alma.

VALE Á PENA ASSISTIR-UM BRASILEIRO ENSINA O QUE APRENDEU E CONTA AS EXPERIÊNCIAS EM UM ENCONTRO COM GREGG BRADEN

Da Célula a Alma: O Encontro com Gregg Braden e Outras Surpresas | Wallace Liimaa


Inspiração….

O Efeito Isaías-Gregg Braden

A Matriz Divina-Gregg Braden


Recomendo…

(Nota do Monicavoxblog-Todos os livros de Gregg Braden são obrigatórios para uma visão ampliada e atualizada do momento que estamos vivendo no planeta)

Imagem relacionada

Resultado de imagem para imagens de livros de gregg braden

Resultado de imagem para imagens de livros de gregg braden

 

Médicos e a Indústria Farmacêutica Vamos acordar…

Resultado de imagem para imagens sobre a industria farmaceuticaA parte da sabedoria milenar da medicina oriental, os médicos ocidentais  prescrevem grandes quantidades medicamentos que vão contra seus próprios objetivos de curar. Esses profissionais são regidos pelos princípios intelectuais de sua profissão e pelas corporações que os controlam. Funcionam como mediadores entre a indústria farmacêutica e os pacientes. Suas habilidades de cura têm como base uma educação arcaica newtoniana, que os ensina que o universo é constituído apenas de matéria física.

Felizmente essa teoria foi desbancada 75 anos atrás, quando os físicos adotaram oficialmente a mecânica quântica e reconheceram que o universo é constituído de energia. Mas, em seus cursos de graduação, pós-graduação e doutorado, os médicos continuam recebendo informações e instruções sobre os produtos farmacêuticos por intermédio dos representantes da indústria farmacêutica. A função desses profissionais é vender seus produtos e “atualizar” os médicos sobre a eficácia das novas drogas. Os “cursos” que recebem gratuitamente em suas empresas têm como objetivo persuadir os profissionais da área médica a “empurrar” os medicamentos.

E evidente que as quantidades desses produtos prescritos pelos médicos violam o juramento feito por eles mesmos de “jamais prejudicar um paciente”. Fomos programados pelas corporações farmacêuticas a nos tornarmos uma nação de viciados em drogas prescritas, e os resultados são muitas vezes trágicos. É preciso parar, repensar nossos conceitos e incor-porar as descobertas da física quântica à biomedicina para criar um sistema novo e mais saudável de cura que esteja de acordo com as leis da natureza.

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre medicina e industria farmaceuticaFÍSICA E MEDICINA: QUANTO ANTES MELHOR

Alguns ramos da ciência já incorporaram a física quântica, com excelentes resultados. Um dos primeiros sinais de que a humanidade estava despertando para a realidade do universo quântico ocorreu em 6 de agosto de 1945. A destruição causada pela bomba atómica em Hiroshima mostrou o poder da teoria quântica e abriu as portas da era atómica. Mas, pelo lado construtivo, a física quântica permitiu que se tornassem realidade alguns milagres eletrônicos que nos levaram à era da informação. As aplicações da mecânica quântica foram diretamente responsáveis pelo desenvolvimento dos televisores, dos computadores, da tomografia computadorizada, do laser, dos foguetes espaciais e do telefone celular. Mas o que a revolução quântica trouxe às ciências biomédicas em termos de avanços?

Vamos listá-las em ordem de importância. Devo lembrar que é uma lista bem pequena. Embora  enfatize a necessidade de aplicarmos os princípios da mecânica quântica à biociência, isso não quer dizer que a medicina deva simplesmente ignorar os princípios de Isaac Newton. As novas leis quânticas não contradizem ou refutam os princípios da física clássica. Os planetas ainda seguem as rotas descritas pela matemática de Newton. A diferença entre as duas concepções da física é que a mecânica quântica se aplica mais específicamente às esferas molecular e atômica enquanto as leis newtonianas exploram níveis mais altos de organização, como sistemas orgânicos, indivíduos e populações.

O surgimento de uma doença como o câncer, por exemplo, pode se manifestar em nível macro quando se pode ver e sentir um tumor. No entanto, o processo que deu início a esse câncer se iniciou em nível molecular dentro das células progenitoras. Na verdade, a maioria das disfunções biológicas (com exceção de ferimentos e trauma físico) começa em nível celular, nas moléculas e íons. Daí a necessidade de a biologia integrar os princípios newtonianos e os quânticos. Por sorte, alguns biólogos revolucionários já defendem essa união.

Há 40 anos, o renomado fisiologista Albert SzentGyörgyi, ganhador do Prémio Nobel, publicou um livro chamado Introduction to a submolecular biology (Szent-Gyõrgyi, 1960) -Introdução à biologia submolecular. O material demonstrava um esforço digno e nobre de educar a comunidade científica sobre a importância da física quântica nos sistemas biológicos. Mas, infelizmente, seus colegas consideraram o livro como um conjunto de fantasias de um homem senil e lamentaram a “perda” de um colega tão brilhante. A maioria dos biólogos ainda não reconheceu a importância do material de Gyõrgyi, mas as pesquisas sugerem que cedo ou tarde eles terão de aceitá-lo diante das evidências que surgem a todo momento, desbancando os antigos paradigmas materialistas. Lembra-se de que mencionei que os movimentos das proteínas são a base da vida?

Os cientistas tentaram prever esses movimentos usando os princípios da física newtoniana, mas não obtiveram sucesso. Você já deve imaginar o motivo: em 2000, um artigo de V. Pophristic e L. Goodman publicado no periódico Nature revelou que as leis da física quântica, e não as de Newton, controlam os movimentos moleculares que geram a vida (Pophristic e Goodman, 2001). Complementando esse estudo publicado no Nature, o biofísico F. Weinhold concluiu: “Quando os livros de química servirão para ajudar ao invés de se colocarem somente como barreiras para a perspectiva da mecânica quântica sobre o funcionamento das moléculas? Quais são as forças que fazem com que as moléculas se movimentem e adotem formatos tão complexos?

Não procure as respostas em um livro de química orgânica…. A química orgânica oferece base mecânica para a biomedicina; mas, como observa Weinhold, esse ramo da ciência está tão defasado que seus livros sequer mencionam a mecânica quântica.

Resultado de imagem para imagens sobre a industria farmaceuticaOs pesquisadores da medicina convencional não compreendem os mecanismos moleculares que são a base da vida. Centenas de estudos científicos realizados nos últimos 50 anos revelam que “forças invisíveis” do espectro eletromagnético têm grande impacto sobre o funcionamento da biologia. Essas energias englobam as microondas, as frequências de rádio, as cores visíveis, as baixas frequências, as frequências acústicas e até mesmo uma nova forma de força chamada energia escalar.

Frequências e padrões específicos de radiação eletromagnética regulam o DNA, o RNA, a síntese das proteínas, alteram a função e o formato das proteínas, controlam os genes, a divisão das células, sua diferenciação, a morfogênese (processo pelo qual as células se agrupam, formando órgãos e tecidos), a secreção hormonal, o crescimento e as funções nervosas. Cada uma dessas atividades celulares tem um comportamento específico que contribui para o desenvolvimento da vida. Embora esses estudos tenham sido publicados em alguns dos periódicos biomédicos mais respeitados, suas descobertas revolucionárias ainda não foram incorporadas ao currículo das escolas de medicina.

(Nota do Monicavoxblog-(Liboff, 2004; Goodman e Blank, 2002; Sivitz, 2000; Jin et al., 2000; Blackman et al., 1993; Rosen, 1992; Blank, 1992; Tsong, 1989; Yen-Patton et al., 1988).

Um importante estudo realizado há 40 anos pelo biofísico da Universidade de Oxford C. W. F. McClare ,calcula e compara a eficiência da transferência de informações entre sinais de energia e sinais químicos nos sistemas biológicos. Sua pesquisa, chamada “Repercussão na bioenergética”, publicada em Annals of the New York Academy of Science, revela que os mecanismos de sinalização energética como as frequências eletromagnéticas são centenas de vezes mais eficazes na transmissão de informações ambientais que os sinais físicos como hormônios, neurotransmissores, fatores de crescimento.

Mas não é de se surpreender que os sinais de energia sejam mais eficientes. Nas moléculas físicas, a informação a ser transportada é ligada diretamente à energia disponível de uma molécula. No entanto, a reação química empregada para transferir essa informação é acompanhada de uma grande perda de energia devido ao calor gerado pelo rompimento das ligações químicas. Como a ligação termoquímica desperdiça a maior parte da energia da molécula, a pequena quantidade que permanece limita o montante de informação que pode ser transferida como sinal. Sabemos que os organismos vivos precisam receber e interpretar os sinais do ambiente para se manter vivos.

Na verdade, a sobrevivência está diretamente vinculada à velocidade e à eficiência da transferência de sinais. A velocidade dos sinais de energia eletromagnética é de cerca de 300 quilómetros por segundo, enquanto a velocidade dos elementos químicos difusíveis é menor que 1 centímetro por segundo. Os sinais de energia são 100 vezes mais eficientes e infinitamente mais rápidos que os sinais químicos físicos. Que tipo de sinal você acha que seu corpo, uma comunidade de trilhões de células, prefere? Faça os cálculos…


Resultado de imagem para imagens sobre a industria farmaceuticaVisão pessoal…

Acredito que a principal razão para as pesquisas sobre a energia serem tão ignoradas é monetária. A indústria farmacêutica de trilhões de dólares só investe em pesquisas de fórmulas mágicas na forma de produtos químicos porque comprimidos significam dinheiro. Se a energia de cura pudesse ser vendida em drágeas, as indústrias se interessariam rápidamente. O que elas fazem é justamente o contrário. Pesquisam e identificam irregularidades na fisiologia e no comportamento baseadas em normas hipotéticas e informam ao público sobre o perigo que elas representam. Claro, a descrição simplificada dos sintomas utilizada pelas indústrias de medicamentos para a divulgação ao público acaba convencendo as pessoas de que elas sofrem de uma doença específica. “Você tem estado muito preocupado? A preocupação é um sintoma primário de uma “doença” chamada distúrbio de ansiedade. Deixe de se preocupar. Peça ao seu médico para lhe receitar Dependencina, a nova pílula mágica….. Além disso, a mídia evita o assunto e a divulgação do número de mortes por ingestão dos medicamentos receitados, chamando a atenção para os perigos das drogas ilícitas. Advertem a população que usar drogas para fugir dos problemas da vida não resolve. Engraçado… eu penso que a mesma frase se aplica quando se trata de uso excessivo de medicamentos “legais”. Eles são perigosos? Pergunte a quem morreu no ano passado. Usar medicamentos sob prescrição médica para silenciar os sintomas do corpo é a mesma coisa que evitar ter envolvimento pessoal com o problema. É como tirar férias da responsabilidade de cuidar do próprio corpo. E como mais da metade da população norte-americana se consulta com profissionais de medicina complementar, os médicos tradicionais não podem mais se esconder atrás de suas teorias ou simplesmente esperar que a medicina naturalista saia de moda. As empresas de planos de saúde já incorporaram algumas práticas de cura antes consideradas charlatanismo e alguns hospitais oferecem tratamentos alternativos. No entanto, mesmo nos dias de hoje, as instituições de medicina tradicional não aceitam totalmente a medicina complementar. Os hospitais que abrem exceções fazem isso somente por pressão do público e para acalmar os ativistas e os consumidores que gastam centenas de dólares com essas práticas ainda consideradas não-ortodoxas. Não há investimento real no estudo da medicina energética. O problema é que, sem fundos para pesquisas, ela ainda pode continuar a ser classificada como “não-científica” durante muito tempo…..vamos estudar nutrologia por conta própria, pois essa é a verdadeira cura.Aguardem postagem sobre isso….


Inspiração….

A Biologia da Crença-Dr Bruce Lipton PhD

Medicamentos mortais e crime organizado-Peter Gotszche

Biotecnologia Farmacêutica-Michele Vitolo

Monicavox


Recomendo…

 

Imagem relacionada

 

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre medicina e industria farmaceutica

Hormônios da Felicidade-veja a importância deles na saúde e na vida….

Resultado de imagem para imagens sobre o cérebro e a alimentaçãoO nosso corpo funciona como uma grande engrenagem. O grande problema é que nem sempre entendemos nossas dores e, consequentemente, como curá-las. O grande controlador do nosso corpo é o cérebro. Assim como ele entende os impulsos negativos, origem do estresse e da ansiedade, ele vai entender os impulsos positivos. A partir daí, nessa segunda situação, o cérebro é grande influenciador na produção de hormônios bem especiais, os chamados hormônios da felicidade.

Dopamina, serotonina, oxitocina e endorfina. Se você conhecer a importância desses hormônios para o seu corpo e para a sua vida, assim como descobrir maneiras eficazes de produzi-los com mais frequência a possibilidade de dias melhores será bem grande; As dicas abaixo  ajudarão bastante e você pode aplicá-las a partir de hoje. Tente e veja a mudança em seu humor e na sua vida.

Entendendo os hormônios da felicidade

Cada um dos hormônios é produzido de uma forma diferente em seu organismo e por razões específicas. Veja.

Dopamina

A dopamina é um neurotransmissor que eleva a sensação de prazer, amor e apego à uma coisa ou pessoa. Quando os níveis desse hormônio estão em alta, a resposta cerebral é mais rápida e você também tem a capacidade de se concentrar mais.Dá para identificar quando não há dopamina suficiente em seu organismo. Alguns sintomas se tornam aparente, como a falta de bem-estar, mesmo que nada de diferente tenha acontecido para causar essa sensação; incapacidade de resolver problemas simples, principalmente ligados a atividades cognitivas; sentir-se distraído com muita frequência.; sentir a necessidade de estar sempre junto de amigos e familiares.

Físicamente o seu corpo também dá alguns sinais: agitação constante, inquietude e impaciência para resolver qualquer problema; cansaço sem explicação e sono não relaxante durante a noite.

Serotonina

Pode-se dizer que entre esses quatro hormônios, a serotonina é o que mais influencia o seu humor, a sua energia e a sensação de bem-estar. É esse neurotransmissor que faz a comunicação direta entre os seus neurônios. Com essa comunicação eficaz, praticamente todas as suas atividades rotineiras são beneficiadas. A serotonina ainda está ligada à sensação de bom-humor, ao relaxamento, ao poder de concentrar-se para exercer as suas atividades comuns do dia a dia e muito mais.Quando há escassez de serotonina em seu organismo há também uma queda na qualidade do seu sono e diversos outros índices de qualidade de vida para uma pessoa. A depressão também é ocasionada pela falta de serotonina no organismo. Isso desencadeia enxaqueca, insônia, cansaço físico e mental, entre outras características.

Ocitocina

É a chamada “Droga do amor”. Esse nome foi dado porque essa droga é responsável por ajudar na construção de relacionamentos saudáveis, também na confiança em si e em outras pessoas e na sensação de intimidade que você tem ao encontrar alguém querido. A ocitocina é produzida pelo seu cérebro, geralmente na região do hipotálamo e liberada principalmente durante o orgasmo, tanto feminino quanto masculino.Esse é um dos hormônios de mais simples produção, já que um simples abraço verdadeiro que você dá em outra pessoa, já desencadeia a formação desse neurotransmissor. Quanto mais ações positivas e ligadas à relacionamentos entre pessoas, maior será a produção da ocitocina em seu organismo e mais benefícios ele terá como retorno.

Endorfina

A endorfina é produzida na glândula hipófise e atua como uma espécie de analgésico natural. É justamente por isso que traz a sensação de bem-estar e relaxamento do corpo. O seu humor e a sua alegria mudam considerávelmente quando há incidência normal ou grande de endorfina em seu sangue.

Resultado de imagem para imagens sobre hormonios cerebrias Porque os hormônios da felicidade são importantes para o seu dia a dia?

Você pode ver que cada um dos hormônios da felicidade eleva a sua sensação de bem-estar. Quando eles estão em ordem você mantém, consequentemente, todo o seu corpo e a sua saúde normalizada. Nosso corpo é uma grande engrenagem; Se tudo está normalizado e funcionando corretamente, você só tem a ganhar.Há diferentes maneiras de intensificar a produção desses hormônios em seu dia a dia. O primeiro passo é buscar a ajuda de um profissional e começar a mudar seu estilo de vida, incluindo alimentação, exercícios e, principalmente, a forma como você encara seus dias.


Resultado de imagem para imagens sobre pregnenolonaPregnenolona- Hormônio do Desempenho Cerebral

A perda gradual da capacidade cognitiva e velocidade de processamento cerebral acometem mais de 80% das pessoas que ultrapassaram os 30 anos de idade.  Um grande número de evidências científicas demonstra, de forma clara, que a queda de desempenho cerebral não é um fato irrevogável, podendo ter o seu curso modificado. Dentro deste contexto, insere-se a Pregnenolona, um dos mais importantes hormônios do corpo humano e essencial em qualquer faixa etária.

A Pregnenolona é produzida nas mitocôndrias, cérebro e supra-renais num total de 14 a 17mg/dia, sendo o mais abundante hormônio presente no cérebro. Ela sofre um rápido e cumulativo declínio a partir dos 30 anos de idade, sendo que, após 60 anos a maioria das pessoas não consegue produzir mais do que 25% da quantidade necessária às suas necessidades metabólicas.Pregnenolona é o primeiro hormônio a ser produzido que gera uma série de neuro-hormônios no cérebro que são conhecidos por afetar o crescimento das células nervosas e modular o humor. A pregnenolona tem um efeito importante em uma grande variedade de funções do sistema nervoso. Isso é confirmado em um estudo que confirmou a capacidade da pregnenolona em reduzir o risco de demência e melhorar a memória, ao mesmo tempo, que alivia a ansiedade e combate a depressão. Assim, assegurando esse hormônio níveis ótimos no organismo, pode representar um fator importante para um bem estar cognitivo em adultos.

Pregnenolona é produzida tanto nas glândulas supra-renais e gônadas (ovários e testículos), como também no sistema nervoso central (cérebro e medula espinhal) ; Logo, possui ação no sistema nervoso central, e concentrações reduzidas de neuroesteróides durante o desenvolvimento e em adultos pode estar associada com desenvolvimento neurológico, psiquiátrico e distúrbios comportamentais.Além disso, a normalização dos níveis de neuroesteróides no cérebro pode promover a neurogênese (produção de novas células nervosas), a sobrevivência neural, mielinização (proteção das fibras nervosas), com aumento de memória e redução de neurotoxidade.

O uso da Pregnenolona é baseado em critérios essencialmente clínicos: baixos níveis de energia, fadiga crônica, alterações do humor e diminuição da capacidade de memória.  Vale ressaltar que existem, além do próprio fato de estarmos envelhecendo, outros fatores que podem reduzir as concentrações de Pregnenolona no nosso cérebro, dentre elas: a redução dos níveis de colesterol pelo  uso de drogas redutoras do colesterol, principalmente as chamadas estatinas, depressão, uso de benzodiazepínicos, stress crônico e lesões medulares.

Indicações

  • Equilíbrio entre excitação e inibição do sistema nervoso central
  • Aumento da resistência ao stress
  • Aumento da capacidade física e mental
  • Aceleração da velocidade de transmissão do impulso nervoso
  • Aumento da interconectividade neuronal
  • Elevação da capacidade de memória
  • Redução da sensibilidade à dor e redução da resposta inflamatória
  • Aumento da neurogênese no hipocampo
  • Aumento da proliferação celular no giro dentado, região do cérebro onde as células precursoras se diferenciam em neurônios.
  • Prevenção de doenças neurodegenerativas 

A pregnenolona pode melhorar a função cognitiva (mesmo em pessoas de mais idade), aumenta os níveis de acetilcolina, estimula o crescimento de novas células nervosas em áreas ligadas a memória e aprendizado. Pode ser extremamente útil no tratamento de diversas doenças neurodegenerativas, e autoimunes relacionadas ao sistema nervoso (ex: esclerose múltipla).Todavia, como informa o médico Dr. David Brownstein em seu livroThe Miracle of Natural Hormones as doses devem ser fisiológicas, ou seja, deve respeitar a natural produção do corpo.

Resultado de imagem para imagens sobre o cérebro e a alimentaçãoALIMENTOS QUE PODEM ESTIMULAR ESSES HORMÔNIOS CEREBRAIS

Ômega-3 – favorece a comunicação entre os neurônios e, assim, melhora a concentração, a memória e o aprendizado em geral. Pode ser encontrado em peixes de água salgada como sardinha, arenque e cavala, além das sementes.

Vitaminas do complexo B – ajudam na energia, melhoram a memória e auxiliam na comunicação dos neurônios e no desenvolvimento deles. Está presente principalmente em proteínas animais (carne vermelha, aves e ovos) em leguminosas como feijão, lentilha e grão de bico, e nas sementes, como nozes, castanhas e amêndoas.

Sálvia (chá ou salada) – aumenta o poder de concentração em até três horas. Ingerir meia hora antes dos estudos e/ou atividades cerebrais

Açafrão – Inibe a morte de neurônios – no máximo 1 colher de chá por dia (Pode ser usado no arroz).

Nitratos – Alimentos ricos em nitratos aumentam a irrigação do sangue no cérebro e são recomendados para quem desenvolve trabalhos intelectuais. A indicação é consumir beterraba, repolho, espinafre, nabo e aipo.

Colina – aminoácido importante para as células nervosas que ajuda, portanto, a memória e a cognição. Presente na gema do ovo e na soja(fermentada).

Carboidratos – cereais integrais evitam a sonolência depois do almoço e deixam a pessoa mais alerta, isso porque as fibras presentes nos carboidratos integrais ajudam a liberar glicose no organismo aos poucos. A falta de carboidratos prejudica a memorização, a concentração e o aprendizado. A indicação é consumir arroz, pão e macarrão integral, além de aveia,mas com moderação.

Cafeína – combate a fadiga mental e ativa o sistema de alerta. Consumir café ,chá preto e verde em doses pequenas não faz mal; O chocolate também contém cafeína, além de melhorar o estresse, porque libera endorfina. A indicação é o mais amargo. O excesso de ambos, entretanto, é prejudicial.


Resultado de imagem para imagens sobre o cérebro e a alimentaçãoVisão pessoal…

Algumas mudanças em nosso cardápio podem ajudar nosso cérebro a se manter mais concentrado e até diminuir o envelhecimento cerebral, melhorando a nossa memória. Uma alimentação adequada, rica em antioxidantes também faz parte das ações para prevenir as chamadas doenças degenerativas, como Alzheimer e Parkinson, fatalmente relacionadas à produção de radicais livres pelo nosso organismo. Outro ponto muito importante é não pular refeições, principalmente o café da manhã. Isso pode comprometer o desempenho cerebral por falta de glicose e levar à fadiga mental. O ideal é fazermos cinco refeições por dia,moderadas e leves, com um intervalo de três horas para cada uma, sem pular nenhuma refeição;A glicose é o principal combustível para o funcionamento dos neurônios cerebrais;A hipoglicemia, que é a falta de glicose em nosso organismo, pode comprometer nosso raciocínio, atenção e concentração. Em casos extremos pode até levar ao coma. Ao escolher as melhores fontes de glicose fique com os cereais integrais, legumes e frutas;Já o Selênio, estudos mostram que este mineral tem um forte impacto sobre o cérebro. Pessoas com baixos níveis de selênio podem sofrer distúrbios na atividade dos neurotransmissores – substâncias produzidas pelo neurônio que tem como função levar informações de uma célula a outra -, podendo até sofrer alterações de humor. O selênio ajuda substâncias como a serotonina, a dopamina e a acetilcolina, que são fundamentais para a transmissão de mensagens entre os neurônios e o bom funcionamento cerebral. Boas fontes de selênios são grãos, alho, castanha-do-pará, nozes, avelãs e abacate.Outra importante vitamina é a E, que é um antioxidante e sua deficiência pode provocar danos nas fibras nervosas. A falta de vitamina E pode provocar alterações neurológicas como diminuição dos reflexos e diminuição da sensibilidade vibratória, podendo ocasionar a falta de concentração para exercer as atividades. São fontes de Vitamina E os azeites vegetais, cereais e verduras frescas;Portanto, temos na alimentação natural vegetariana uma grande aliada na saúde do organismo como um todo,incluindo nosso computador quântico,o cérebro, que tudo comanda e cujos danos são ainda,irreparáveis.Prestemos atenção e mudemos nossos hábitos para vivermos melhor físicamente,mentalmente e espiritualmente.Tudo é consequência em grande parte da nossa alimentação;somos o que comemos, e isso não é só um antigo ditado;a neurociência já prova que isso é um fato…….


Inspiração…

Mellon SH. Neurosteroid regulation of central nervous system development. Pharmacol Ther. 2007 Jun 16.

J Clin Psychiatry. 2006;67 Suppl 33-7.;

J Neurosci Res. 2004 Dec 1;78(5):691-701.;

Hippocampus. 2007;17(5):349-69.;

Pharmacol Biochem Behav. 2006 Aug;84(4):581-97.). 

Pregnenolona 

Monicavox


 Recomendo…

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre cerebro

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre cerebro

Resultado de imagem para imagens sobre o cérebro e a alimentação