Nutrição Evolutiva;Voce tem fome de quê…..?

Resultado de imagem para imagens sobre DR GABRIEL COUSENS“O alimento é uma força dinâmica que interage com os seres humanos nos níveis corpóreo e físico, mental e emocional e ainda nos energéticos e espirituais”, explica o Dr. Gabriel Cousens

Você tem fome de quê? A pergunta se refere aos alimentos eleitos para aplacar a urgência do estômago, mas sobretudo aos ingredientes que guarnecem a mente e a alma. Sim, existe uma íntima relação entre alimentação e espiritualidade. Nas últimas três décadas, o assunto tem ocupado o médico americano Dr. Gabriel Cousens, especializado em homeopatia e medicina ayurvédica. “O que comemos afeta a qualidade do funcionamento da mente. Nesse sentido, nossas escolhas alimentares refletem o estado de harmonia de cada uma com o mundo e com o Divino”, ele afirma.

Se hoje o simples fato de atendermos a uma necessidade vital é capaz de gerar angústia para muita gente é porque há tempos tornamos esse gesto algo mecânico e superficial. “Com tantas novas descobertas na ciência da nutrição, perdemos a ligação instintiva com a qualidade da comida e com a Mãe Terra”, ele lamenta, e esclarece: “O alimento é uma força dinâmica que interage com os seres humanos nos níveis corpóreo e físico, mental e emocional e ainda nos energéticos e espirituais”.

Cousens defende a alimentação como uma alavanca para o despertar da consciência, primeiro passo da longa jornada de evolução empreendida por cada ser, para alento do planeta: “Quando nos alimentamos de forma harmônica e saudável, nossa habilidade para sintonizar e comungar com o sagrado é estimulada”.

Trânsito energético

Alimentos são fontes de energia e esse combustível que nos move está em circulação no universo e também no nosso organismo. Esse trânsito, contudo, pode fluir naturalmente ou virar um imenso congestionamento. Tudo vai depender das condições da estrada: se entupida de toxinas ou livre delas. Os detritos presentes nos agrotóxicos, nos produtos industrializados, encharcados de conservantes e corantes, bem como nos hormônios e antibióticos encontrados nas carnes, são capazes de interromper o fluxo natural de energia. Portanto, devemos reduzir sua ingestão, dando preferência aos alimentos crus e orgânicos para que ela volte a circular livremente.

Imagem relacionadaCardápio luminoso

Para Cousens, alimentar-se é muito mais do que ingerir porções equilibradas de proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais, o que também é muito importante, claro. “Cada substância vegetal ou animal irradia de seu campo energético uma vibração sutil especial, específica da espécie”, ele afirma. Logo, quando o alimento é integral, orgânico e vivo (raízes não cozidas, folhas, frutas, castanhas e sementes, os quais apresentam as mais elevadas concentrações de nutrientes), agrega as características necessárias que garantem o bom funcionamento de nossas engrenagens orgânicas e energéticas sutis. “Quando nos nutrimos com alimentos vivos, temos a alimentação mais potente disponível no planeta para a manutenção da saúde e do bem-estar, e para ativar o espírito”, declara.

Já os alimentos ricos em toxinas, como as carnes vermelhas, principalmente, e os industrializados diminuem a concentração de prana (força vital) no organismo, o que, consequentemente, leva à degeneração dos comandos emitidos pelo DNA. Daí por diante, o corpo se torna vulnerável ao aparecimento de toda sorte de doenças.

A água também tem papel fundamental no processo de limpeza do corpo, tanto do ponto de vista orgânico quanto energético. Esse solvente universal participa ativamente da eliminação das toxinas presentes nas células, como também varre as impurezas dos campos sutis. Por isso, além de beber água pura, é importante ingerir alimentos ricos em líquidos. “As frutas e os vegetais cheios de água, por causa da elevada condutividade, estimulam a atividade energética sutil”, esclarece.

Resultado de imagem para imagens sobre gabriel cousensCaminho ascendente

Conheça quatro fundamentos da vida espiritual preconizados por Cousens

1. Nutrição: deve ser vista como algo sagrado, vegana (sem carne, laticínios e ovos), orgânica, viva, com pouco açúcar, individualizada e com ingestão moderada de alimento. Recomenda-se também o jejum espiritual de tempos em tempos. Segundo o autor, abster-se do que é tóxico é outra força poderosa na nutrição espiritual. Nessas situações, ocorre uma limpeza dos nadis e, dessa maneira, a energia passa a circular com mais eficiência.

2. Construção do prana (força vital): ocorre por meio de asanas (posturas) de ioga, pranayamas (exercícios de respiração), tai chi, reiki e outras práticas energéticas, além das danças sagradas.

3. Serviço e caridade: por meio do serviço e da caridade, somos capazes de encarar nosso apego às coisas, assim como de sentir nossa ligação com toda a humanidade. Isso ajuda a expandir a consciência por meio da experiência direta.

4. Silêncio: acessado durante a meditação, as orações e a repetição de mantras e cânticos. A fonte de toda a sabedoria espiritual emana do silêncio divino.

Resultado de imagem para imagens sobre DR GABRIEL COUSENSQUEM É O DR GABRIEL COUSENS?

Gabriel Cousens (nascido Kenneth Gabriel Cousens, 1943) é um médico americano, médico homeopata e escritor espiritual que pratica a medicina holística . Cousens defende a terapia de alimentos vivos , um regime nutricional  que ele diz que pode curar diabetes , [1] a depressão [2] [3] e outras doenças degenerativas crônicas . Ele é o fundador da “Ordem dos Essênios da Luz”, uma ramificação de uma religião New Age com base em interpretações modernas dos essênios , uma seita judaica antiga, os ensinamentos da judaica Cabala e a Torá , e crenças hindus. Ordem dos Essênios da Luz é ensinado por Cousens em “Tree of Life Foundation”, uma organização dirigida por Cousens e com sede na sua “Tree of Life Rejuvenation Center” em Patagonia, Arizona . [4] [5] Cousens tem escrito livros e viajado internacionalmente para promover suas idéias sobre alimentos e suas crenças espirituais. [6]

Início da vida e da educação

Cousens cresceu em Highland Park, Illinois . [7] Quando ele tinha nove anos ele teve visões de “antigos mantos brancos”, a quem ele mais tarde identificou como membros da Fraternidade Branca, que foram os Elders essênios ou Ordem de Melquisedeque . [4] [8] Ele se formou em Amherst College , em 1965, com um bacharelado em biologia, onde ele era um atacante de futebol (guarda). O time estava invicto em 1964, e naquele ano ele recebeu um National Football Foundation Scholar Award-Atleta Nacional. [9] Ele ganhou seu grau médico da Faculdade de Medicina de Columbia em 1969, e completou sua residência em psiquiatria em 1973. [7] [10]
Descrevendo a sua dieta antes, ele disse que “devorava hambúrgueres e batatas fritas” na faculdade. [11] Ele nunca conheceu um vegetariano , até que quando tinha 27 anos,  ele mudou para a dieta vegana  três anos depois. [7] Depois de adotar a dieta, ele começou a ensinar meditação e estudar o Caminho dos Essênios, com foco na Cabala, yoga e kundalini . Em 1974, ele foi para a Índia estudar com Swami Muktananda , acabando por ficar por sete anos.
Depois de experimentar a Kundalini despertar em 1975, Cousens procurou a dieta ideal para apoiar a sua experiência espiritual e consolidar o crescimento espiritual, concluindo que uma dieta live-food iria fazê-lo. Ele voltou para os Estados Unidos em 1981 e voltou para o estudo do Caminho dos Essênios.;tornando-se ordenado em 1988, ele também se tornou um mestre em Reiki. [4] Entre os consumidores e simpatizantes de medicina alternativa , Cousens adquiriu uma reputação como um perito em espiritualidade , [12] em jejum, [13] e nutrição com alimentos crus, tanto nos Estados Unidos [14] [15] e no exterior. [16] [17]
Imagem relacionada
Cousens fundou a Ordem dos Essênios da Luz em 1992, [4] e no ano seguinte, ele estabeleceu a  Fundação Árvore da Vida ,como uma organização  isenta de impostos federais que operam a partir do Centro de Rejuvenescimento Tree of Life em Patagonia, Arizona . [5] [ 18] As modalidades de cura oferecidas no centro incluem jejum e desintoxicação, nutrição, educação com alimentos crus, uma abordagem natural para o tratamento de diabetes chamado programa de alimentação consciente [7][19] . Cousens é um  rabino ordenado[20] e oferece oficinas sobre Judaísmo espiritual. [21] Seu mais recente livro, a Torá como um guia para a iluminação, publicado pela North Atlantic Books, é um comentário sobre a Torá de uma perspectiva  cabalista. Cousens fundou uma organização sem fins lucrativos chamada Ordem dos Essênios da Luz que ensina o”moderno essênio estilo de vida “. [22] [23] Ele descreveu a sua filosofia em seu livro Criando paz por ser a paz. [24]

Resultado de imagem para imagens sobre DR GABRIEL COUSENSTree of Life Foundation e do Centro de Rejuvenescimento

Cousens defende uma dieta de alimentos crus com base nutricional para bebês e crianças. [25] Ele instituiu um estudo da história médica de bebês e crianças e  é um dos defensores da educação em alimentos crus.  [26] Robert Kemp, professor de pediatria na SUNY Downstate Medical Center , em Brooklyn, critica e chama de dieta de um “precursor de atraso de desenvolvimento e um déficit de aprendizagem ao longo da vida”, dizendo que as crianças ficam propensas a sofrer de deficiência de ferro e desnutrição protéica se alimentados com a dieta . Joel Fuhrman , especialista em nutrição e autor que defende o consumo de alimentos mais crus,mas diz que uma dieta totalmente crua pode levar a deficiências de vitaminas e calóricas em crianças. Um estudo de 2005 na revista Archives of Internal Medicine não encontrou grandes deficiências na saúde óssea de adultos em dietas cruas.Enquanto o grupo de alimentos crus apresentaram pesos inferiores e massa óssea, que tinham níveis normais de vitamina D. [26]

Um documentário de 2009, Simplesmente Raw ,mostra  seis pessoas com diabetes que passam por um programa de trinta dias no Centro de Rejuvenescimento Tree of Life na tentativa de curar sua doença com uma dieta de alimentos crus e sem drogas. [31
OBRAS
  • Tachyon energia: um novo paradigma na cura holística, com David Wagner. North Atlantic Books , 1999 OCLC 45162219
  • Alimentação consciente . Livros do Atlântico Norte, 2000 OCLC 40311543
  • Depressão-livre para a vida:. Um plano totalmente natural, de cinco etapas para recuperar o seu entusiasmo pela vida, com Mark Mayell William Morrow & Co. , 2000 OCLC 46801470
  • Verde cozinha ao vivo-food do arco-íris. Livros do Atlântico Norte, 2003 OCLC 52377528
  • Nutrição espiritual: seis bases para a vida espiritual eo despertar da kundalini. Livros do Atlântico Norte, 2005.
  • Existe uma cura para o diabetes: a Árvore da Vida de 21 dias programa +, com David Rainoshek. Livros do Atlântico Norte, 2008 OCLC 173480482
  • Criação de paz por ser a paz: o sétuplo caminho essênio. Livros do Atlântico Norte, 2008 OCLC 192109603
  • Torah como um guia para a iluminação. Livros do Atlântico Norte, 2011 OCLC 687655506

Resultado de imagem para imagens sobre gabriel cousensVisão pessoal…

Este livro,Nutrição Evolutiva,que foi escrito pelo Dr. Gabriel Cousens ,é notável, especialmente a parte científica do livro. A primeira parte do livro é sobre a jornada espiritual do autor ,pois é baseada em crenças pessoais e descrita nas edições antigas do livro (Nutrição Espiritual); é fenomenal e pode mudar uma vida inteira.Gabriel Cousens acredita que a comida é capaz de alimentar também a alma e que a dieta de uma pessoa exerce algum impacto em sua espiritualidade. Neste livro, ele ensina os leitores a desenvolver programas alimentares adequados a uma prática espiritual. A partir de seus estudos da filosofia oriental e de sua experiência na clínica médica, procura esclarecer questões como alimentos crus versus alimentos cozidos, ingestão proteica; jejum e assimilação de nutrientes; equilíbrio alcalino-ácido; comportamento alimentar; nutrientes, energia e composição molecular. Entre os instrumentos para o desenvolvimento físico e espiritual, o Dr Cousens estabelece uma relação entre as cores dos alimentos e o sistema de chacras, a partir da qual criou a ‘dieta do arco-íris’, descrita nas páginas deste livro. E também recomenda a prática da meditação, da camaradagem e do amor para que se complete a verdadeira nutrição espiritual……

Inspiração…….

Nutrição Evolutiva (pdf) | por Gabriel Cousens |

A Cura do Diabetes pela Alimentação Viva PDF

Nutrição Espiritual E A Dieta Do Arco-Íris PDF Dr. Gabriel Cousens

Monicavox

Recomendo….

Resultado de imagem para imagens sobre gabriel cousens

Resultado de imagem para imagens sobre o livro nutrição evolutiva

Anúncios

Luz no corpo humano…..?

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoOs canais energéticos que as culturas orientais conhecem há milênios e que descobriram de forma empírica, por revelações, sabe-se lá como (de forma surpreendente para os racionais ocidentais) existem na realidade científica racional a qual estamos acostumados; O que não passa por essa racionalidade e essa ciência não existe oficialmente. Pois bem, os chakras, os canais energéticos, os meridianos, a pura energia e o reiki, inclusive a conexão entre humanos, já existem para a ciência.

Em resumo: foi descoberto que a água dentro do organismo cristaliza em forma de cristal líquido (como as telas dos computadores), uma forma de cristalização que permite conservar as propriedades dos cristais óticos (sua capacidade de armazenar informação e vibrar a determinadas frequências) e dos líquidos (sua capacidade de fluir) ao mesmo tempo. Isto significa: ela é capaz de guardar memória.

Resultado de imagem para imagens de masaru emotoLembram-se das fotos dos cristais de água do Dr. Masaru Emoto?

Dito isto, não podemos esquecer que 75% de nosso corpo é água (para um bebê este percentual é de 95%), daí a importância desta descoberta.

A água conduziria os biofótons (informação eletromagnética) – o CHI, o Ki, o prana -, a velocidades inimagináveis através de nosso corpo. Céus! Por nossas veias (eletromagnéticas) circula luz

Além disso foi descoberta uma rede ferroso-férrica de moléculas (de ferro) que graças às diferenças de potencial (geradas porque se oxidam e reduzem constantemente estas partículas) produzem energias eletromagnéticas que circulam por todo o nosso corpo, nutrindo-o e protegendo as reações bioquímicas (amplamente conhecidas por nossos cientistas) que sustentam nossa saúde. Casualmente estas redes são mais densas justamente em um local que coincide com um canal central diante da coluna, e possuem sete bolas de macromoléculas coincidindo com os lugares descritos como chakras, protegendo as glândulas mais importantes do organismo, onde se desenvolvem as reações bioquímicas essenciais para a vida.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoO cristal líquido ficaria dentro das células e seria influenciado pelo campo magnético descrito, emitiria energia de determinados e diferentes comprimentos de onda para seu exterior, o que constituiria a aura, e captaria, como uma grande antena parabólica, informação externa.

Nossas moléculas de cristal líquido estariam fixadas dentro da rede ferroso-férrica, e serviriam como lugar de armazenagem de informação. A cientista que fez tão estupenda descoberta diz admitir que o ser humano seja formado por um corpo magnético, outro bioquímico e outro mental. Se o corpo magnético se desorienta ou danifica, deixa de proteger a estrutura bioquímica e a enfermidade surge. Se trabalhamos energéticamente sobre nosso organismo, reparamos a estrutura magnética e, conseqüentemente, a estrutura bioquímica também se recupera e, por extensão, a saúde.. Constantemente, através dos chakras, nosso corpo se nutre da energia que nos rodeia para poder funcionar bioquimicamente de forma correta.

A reflexão seguinte é lógica ; Se nosso corpo é luz e por ele circula luz, o mais lógico é que a luz do sol tenha um efeito de bateria de recarga sobre o mesmo. Nosso corpo, por deficiências de alimentação e por costumes nocivos, perderia em alguns casos essa capacidade de distribuir luz harmoniosamente através de suas células, ocasionando problemas de saúde e estados de estresse.

Imagem relacionadaA ação da luz solar teria o objetivo de regenerar e, posteriormente, recarregar todo esse circuito, para então recompô-lo, elevando sua vibração e desenvolvendo as partes ainda não acessadas de nosso cérebro (deixamos de utilizar cerca de 80%). Aí então poderemos estabelecer a reconexão com nosso mundo espiritual.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoOs olhos físicos e mentais emitem luz

O próprio olho, que é continuamente exposto aos fótons poderosos que passam por vários tecidos oculares, emitem emissões espontâneas e visíveis de fótons induzidas pela luz. Existe ainda a hipótese de que a luz visível induza a bioluminescência adiada dentro do tecido ocular, fornecendo uma explicação para a origem da pós-imagem negativa.

Estas emissões de luz também têm sido associadas com o metabolismo energético cerebral e estresse oxidativo no cérebro de mamíferos. A hipótese de Bókkon sugere que os fótons liberados a partir de processos químicos dentro do cérebro produzem imagens biofísicas durante a imaginação, e um estudo recente descobriu que quando os indivíduos imaginaram luz ativamente em um ambiente muito escuro sua intenção produziu aumentos significativos nas emissões de fótons ultrafracos. Trata-se de uma visão emergente de que biofótons não são únicamente subprodutos do metabolismo celular, mas sim, dependendo da intensidade o biofóton pode ser consideravelmente mais elevado no interior das células do que fora, é possível para a mente acessar este gradiente de energia para criar imagens biofísicas intrínsecas durante a percepção visual e imagens mentais.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoNossas células e DNA Utilizam biofótons para armazenar e comunicar informações

Aparentemente os biofótons são utilizados pelas células de muitos organismos vivos para se comunicar, o que facilita a energia e transferência de informação que é mais rápida do que a difusão química. De acordo com um estudo de 2010, “a comunicação entre células através de biofótons foi observada em plantas, bactérias, granulócitos neutrófilos e células renais.” Os pesquisadores foram capazes de demonstrar que “… diferente estimulação luminosa espectral (infravermelho, vermelho, amarelo, azul, verde e branco) numa das extremidades das raízes nervosas sensoriais ou motoras espinhais resultou num aumento significativo na atividade biofotônica na outra extremidade “. Os pesquisadores interpretaram sua busca para sugerir que “… a estimulação luminosa pode gerar biofótons que conduzem ao longo das fibras neurais, provavelmente como sinais de comunicação neural.”

Mesmo quando descemos ao nível molecular do nosso genoma, o DNA pode ser identificado como uma fonte de emissões de biofótons. Um autor propõe que o DNA depende tanto de biofótons que tem propriedades tipo laser ultravioleta, que lhe permite existir em um estado estável mesmo além do limite de seu equilíbrio térmico.

Tecnicamente falando, um biofóton é uma partícula elementar ou quantum de luz de origem não-térmico no espectro visível e ultravioleta emitida a partir de um sistema biológico. Eles são geralmente produzidos a partir do metabolismo da energia dentro das nossas células.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoA pele humana pode captar a energia e Informação da Luz do Sol

Talvez o mais extraordinário de tudo é a possibilidade da superfície corporal conter células capazes de capturar de forma eficiente a energia e informação de radiação ultravioleta. Em um artigo anterior, exploramos o papel da melanina na conversão de luz ultravioleta em energia metabólica:

A melanina é capaz de transformar a energia da luz ultravioleta em calor, num processo conhecido como “conversão interna ultrarrápida”; mais do que 99,9% da radiação UV absorvida é transformada de luz ultravioleta potencialmente tóxica (causando danos no DNA) em calor inofensivo.

Se a melanina pode converter luz em calor, não poderia também transformar a radiação UV em outras formas biologicamente / metabolicamente úteis de energia? Isso pode não parecer tão absurdo quando se considera que, mesmo a radiação gama, que é altamente tóxica para a maioria das formas de vida, é uma fonte de sustento para certos tipos de fungos e bactérias.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoEmissões de biofótons do corpo são regidas pelas forças solares e lunares

Parece que a ciência moderna só agora está começando a reconhecer a capacidade do corpo humano para receber e emitir energia e informações diretamente da luz emitida a partir do Sol.Há também uma crescente percepção de que o Sol e a Lua afetam as emissões de biofótons por meio de influências gravitacionais.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoA Intenção enquanto força transformadora

Mesmo a própria intenção humana, pode ter uma influência sobre os biofótons.Um comentário recente publicado na revista Investigación Clinica intitulado “A evidência sobre o poder da intenção” abordou esta conexão:

A intenção é definida como um pensamento dirigido para realizar uma determinada ação. Pensamentos direcionados com um objetivo podem afetar objetos inanimados e praticamente todos os seres vivos desde organismos unicelulares até seres humanos. A emissão de partículas de luz (biofótons) parece ser o mecanismo através do qual a intenção produz seus efeitos. Todos os organismos vivos emitem uma corrente constante de fótons como meio para dirigir os sinais instantâneos de uma parte do corpo para outra e para o mundo exterior. Os biofótons são armazenados no DNA intracelular.

Quando o organismo está doente surgem alterações nas emissões de biofótons. A intenção direta manifesta-se como uma energia elétrica e magnética produzindo um fluxo ordenado de fótons. Nossas intenções parecem operar frequências altamente coerentes, capazes de alterar a estrutura molecular da matéria. Para a intenção ser eficaz, é necessário escolher o momento oportuno. De fato, os seres vivos são mutuamente sincronizados e com a terra e as suas constantes mudanças de energia magnética. Demonstrou-se que a energia do pensamento também pode alterar o ambiente. A hipnose e o efeito placebo também podem ser considerados como tipos de intenção, como instruções para o cérebro durante um determinado estado de consciência.

Resultado de imagem para imagens de luz no corpo humanoOs casos de curas espontâneas ou de cura remota de pacientes extremamente doentes representam instâncias de uma imensa intenção de controlar as doenças que ameaçam nossas vidas. A intenção de curar, bem como as crenças da pessoa doente sobre a eficácia das influências de cura promovem sua cura. Em conclusão, os estudos sobre o pensamento e a consciência estão emergindo como aspectos fundamentais que estão levando rapidamente a uma profunda mudança nos paradigmas da Biologia e da Medicina.A ciência concorda cada vez mais: nós somos mais do que os átomos e as moléculas, mas seres que emitem, se comunicam e são formados de luz.

Imagem relacionadaVisão pessoal…

Cada vez mais a ciência concorda com a poesia da experiência humana: nós somos mais do que os átomos e moléculas que compõem os nossos corpos, mas seres de luz também. Biofótons são emitidos pelo corpo humano, podem ser liberados por meio da intenção mental, e podem modular processos fundamentais na comunicação celular e DNA.Dado a grande complexidade da nossa condição existencial e considerando que a nossa existência terrena é parcialmente formada a partir de luz solar e exige o consumo contínuo de luz solar condensada na forma de alimentos, talvez não seja tão absurda a ideia que o nosso corpo emita luz.Uma investigação descobriu uma diferença de estresse oxidativo mediado na emissão de biofótons entre pessoas que meditam versus não-meditadores. Aqueles que meditam regularmente tendem a ter menor emissão de fótons ultra-fracos, o qual se acredita resultar a partir do nível mais baixo de reações de radicais livres que ocorrem no corpo.Talvez o mais extraordinário de tudo é a possibilidade de que a superfície do corpo contém células capazes de prender de forma eficiente a energia e a informação da radiação ultravioleta.Pesquisas já haviam demonstrado que o organismo emite luz visível, mil vezes menos intensa do que podemos perceber a olho nu. Na realidade, praticamente todos os seres vivos emitem uma luz muito fraca, o que se acredita ser um subproduto de reações bioquímicas envolvendo os radicais livres. Esta luz visível difere da radiação infravermelha – uma forma de luz invisível – que vem o calor do corpo.Para saber mais sobre essa fraca emissão de luz visível, os cientistas japoneses trabalharam com câmeras extraordinariamente sensíveis, capazes de detectar um único fóton. Cinco voluntários sadios do sexo masculino foram colocados em frente das câmeras em quartos em completa escuridão com seus peitos nus. A exposição foi realizada de três em três horas durante 20 minutos – das 10 às 22 horas – por três dias.Os cientistas descobriram que a luz emitida pelos corpos aumentou e diminuiu ao longo do dia, com a intensidade mais fraca às 10 horas e mais alta às 16 horas, caindo progressivamente depois desse horário. Estas descobertas sugerem que as emissões de luz estão ligadas ao nosso relógio biológico, provavelmente devido à forma como os nossos ritmos metabólicos flutuam ao longo do dia.Outro fato descoberto no estudo é que o nosso rosto brilha mais do que o resto do corpo. Segundo os pesquisadores, isto pode acontecer porque o rosto normalmente é mais bronzeado que o restante do corpo – pois é mais exposto à luz solar. A melanina, pigmento da pele, tem componentes fluorescentes que poderiam reforçar essa produção de luz.O pesquisador Hitoshi Okamura, biólogo da Universidade de Kyoto, afirma que uma vez que a produção desta fraca luz está ligada ao metabolismo do organismo, este estudo indica que câmeras que detectam essas emissões poderiam ajudar a detectar condições médicas…….

Inspiração….

http://www.greenmedinfo.com/blog/biophotons-human-body-emits-communicates-and-made-light

http://www.dsalud.com/numero85_1.htm.

GreenMedInfo

biofótons e a comunicação quântica das células – Uninter

Biophotons- The Light in Our Cells. (PDF Download Available)

Emission Of Mitochondrial Biophotons.pdf – PDF Archive

Monicavox

Recomendo….

Resultado de imagem para imagens de livros sobre biofotons

Resultado de imagem para imagens de livros sobre biofotons

Resultado de imagem para imagens de livros sobre luz no corpo humano

Como os Dermatologistas Estimulam o Aumento Das Taxas de Doenças Crônicas com Suas Orientações Falsas Acerca da Exposição Ao Sol…..

Resultado de imagem para imagens sobre protetores solares]Em julho de 2014, o cirurgião geral interino Dr. Boris Lushniak, que também é dermatologista, emitiu um “Chamado À Ação Para Prevenir o Câncer de Pele”, no qual ele declarou que a radiação UV é prejudicial e disse que a exposição ao sol deve ser evitada completamente.A American Academy of Dermatology (Academia Americana de Dermatologia) e o The Skin Cancer Foundation (Fundação do Câncer de Pele) também defendem evitar toda a exposição ao sol – independentemente da cor da sua pele – dizendo que a suplementação de vitamina D pode resolver quaisquer deficiências.

Esta é uma posição irracional e míope que carece de qualquer credibilidade. As provas científicas, que atualmente contam com mais 34.000 estudos, detalham que a exposição à radiação UV é essencial tanto para a produção de vitamina D quanto para outros benefícios não relacionados à vitamina D.

A cor da pele é um fator significativo para determinar os tempos de exposição apropriados e qualquer orientação que não leve isso em consideração é ilógico. Nós não somos seres noturnos, evitar o sol inteiramente é um conselho horrível que não deve ser seguido.

Posição dos Dermatologistas em Relação À Exposição Solar

Lembremos que, por causa de sua preocupação irracional, eles conseguiram convencer as autoridades de saúde pública e os meios de comunicação a convencer as pessoas a usar protetores solares.O que aconteceu como resultado de o público adotar essa abordagem proativa “preventiva”? O câncer de pele aumentou.

Por quê? Porque os dermatologistas não fizeram seu dever de casa. A maioria dos protetores solares bloqueia os raios UVB, o que faz com que os níveis de vitamina D aumentem e as taxas de câncer diminuam, mas eles permitem que os raios UVA, que podem causar câncer de pele quando esta é excessivamente exposta a eles, brilhem diretamente como uma faca quente através da manteiga.

O que é pior, eles nunca admitiram o seu erro crasso. Irônicamente, o único local onde os dermatologistas aprovam o tratamento com luz UV é em seus consultórios sob uma custosa supervisão.

Evitar A Exposição Ao Sol Agrava Radicalmente As Taxas da Doença

Defender a abstinência da luz UV tem sem dúvida estimulado muitos problemas de saúde associados à deficiência de vitamina D, incluindo câncer, doenças cardiovasculares, doenças autoimunes e depressão.A exposição UVB é essencial para se ter uma saúde ideal, e quaisquer riscos de exposição estão relacionados à exposição excessiva e queima. As pesquisas mostram que a vitamina D está envolvida na regulação bioquímica de quase todas as células do seu corpo, incluindo o seu sistema imunológico.

A deficiência de vitamina D pode deteriorar sua saúde de uma série de maneiras diferentes, uma vez que suas células precisam da forma ativa de vitamina D para regular de forma ideal a expressão genética.Como observado por William Grant, Ph.D., chefe da Sunlight, Nutrition and Health Research Center (SUNARC), ficar em casa para evitar a exposição ao sol “não é particularmente um bom conselho”, acrescentando que:

“Existem vários artigos indicando que a exposição ocupacional à luz solar reduz o risco de melanoma. É o fato de ter pele clara, uma dieta rica em gordura, baixa em frutas e vegetais, queimaduras de sol, etc., que está mais ligado ao melanoma do que a   exposição total aos raios UV.”

Resultado de imagem para imagens sobre vitamina dA Vitamina D é Crucial Para As Mulheres Grávidas

A vitamina D é particularmente importante para as mulheres grávidas, uma vez que a deficiência afeta a mãe e seu filho no curto e longo prazo, incluindo um aumento do risco em longo prazo da criança ter diabetes, rinite alérgica, artrite, acidente vascular cerebral e doenças cardiovasculares.Pesquisas recentes mostram que aumentar os níveis da vitamina D materna ajuda as crianças nascidas nos meses de inverno a desenvolverem ossos mais fortes e saudáveis. O pesquisador-chefe Nicholas Harvey, Ph.D. da University of Southampton, também observou que a exposição ao sol é a fonte mais importante de vitamina D.

Dermatologistas Ignoram A Cor da Pele

O fato de a American Academy of Dermatology emitir as mesmas recomendações para todos, sem considerar o tipo de pele, é reveladora. Apesar de a evidência esmagadora dizer o contrário, eles vêem a exposição ao sol como nada além de um risco perigoso de câncer a ser evitado a todo custo.

Esta é uma postura realmente absurda, e definitivamente não científica. De acordo com seu conselho, mesmo se você tiver pele mais escura, você deve sempre procurar ficar na sombra e usar roupas protetoras e/ou o protetor solar quando estiver ao ar livre.

A noção de que os suplementos são bioequivalentes à luz do sol é falha. Embora os médicos  recomendem suplementos se a exposição aos raios UVB não for possível, sugerir que a vitamina D pode substituir todos os benefícios da exposição ao sol é ridículo.Na verdade, cada um de nós responde de forma bastante diferente à suplementação de vitamina D – pode haver uma diferença de 6 a 10 vezes na resposta de dosagem entre indivíduos.

Se você está se suplementando com vitamina D, você deve verificar seus níveis duas vezes por ano para garantir que seus níveis fiquem acima de 40ng / ml.

Simplificar Demais o Problema Não é Uma Boa Política de Saúde Pública

A Skin Cancer Foundation reproduz as recomendações da American Academy of Dermatology.Quando questionados sobre essa filosofia e perguntados sobre por que as recomendações não levam em conta o tipo e a cor da pele, o Dr. Henry Lim, que lidera o comitê de fotobiologia da The Skin Cancer Foundation, respondeu que essas informações são irrelevantes porque os suplementos de vitamina D podem resolver a deficiência.

De acordo com Lim:

“Queremos torná-la simples como uma mensagem de saúde pública – de modo que o público deva razoavelmente ser capaz de absorver e entendê-la. Sentimos que elaborar demais seria muito complicado.”

Mas, ao simplificar demais o assunto, os dermatologistas colocam um grande número de pessoas em grave risco de sofrer com deficiência de vitamina D, o que pode não ser identificado até que problemas de saúde já tenham se estabelecido.Além disso, o conselho de usar protetor solar também está em terreno científico instável.

De acordo com uma análise da epidemiologista Marianne Berwick, Ph.D., há muito pouca evidência para sugerir que o uso do protetor solar previna o câncer de pele.Depois de analisar uma dúzia de estudos sobre o carcinoma basocelular, que é tipicamente não letal, e o melanoma mais mortal, Berwick descobriu que as pessoas que usam protetor solar tendem a ter uma maior probabilidade de desenvolver ambas as condições.

Resultado de imagem para imagens sobre vitamina dSeu Corpo É Projetado Para Aperfeiçoar os Efeitos da Exposição Solar Para A Saúde

Enquanto você certamente precisa evitar os danos à pele associados com queimaduras solares, a exposição ao sol é necessária para se ter uma saúde ideal, e seu tipo de pele desempenha um papel importante na quantidade de exposição UVB que você precisa e pode tolerar com segurança.Pessoas de pele mais escura não só precisam de mais exposição ao sol para produzir quantidades suficientes de vitamina D, como elas também estão mais protegidas do câncer de pele devido à pigmentação da pele.

No entanto, essa importante realidade é simplesmente ignorada pelos dermatologistas, tendo como resultado o fato de a maioria dos afro-americanos estarem em um risco radicalmente maior de cânceres e doenças cardíacas por deficiência de vitamina D.

Evitar o Sol Aumenta o Risco de Cânceres Internos

A dermatologia é focada em um resultado primário – evitar danos à pele e câncer de pele. Mas concentrando-se apenas em um lado da questão da exposição UV, ela está na verdade promovendo um estilo de vida que pode aumentar o risco de outros cânceres letais e doenças crônicas.

Não só se demonstrou que ter níveis mais elevados de vitamina D oferece uma proteção significativa contra inúmeros tipos de cânceres internos, mas também que há evidências de que níveis mais elevados da vitamina oferecem proteção contra melanoma.

De fato, taxas mais elevadas de melanoma são encontradas entre aqueles que têm baixos níveis de vitamina D; entre as profissões que são exercidas em lugares fechados; e em áreas do corpo que raramente ou nunca veem a luz do dia. Em suma, a vitamina D que seu corpo produz em resposta à radiação UVB o protege do câncer de pele. Como observado em The Lancet:

“Paradoxalmente, trabalhadores que exercem a profissão ao ar livre têm um risco reduzido de melanoma em comparação com aqueles que trabalham em ambientes fechados, sugerindo que a exposição crônica à luz solar pode ter um efeito protetor”.

Ainda mais importante, a vitamina D tem demonstrado reduzir significativamente os cânceres internos, juntamente com doenças crônicas, como doenças cardíacas, que matam mais pessoas do que o melanoma.O câncer de mama e da próstata são apenas dois exemplos de que ter pouca vitamina D torna você mais vulnerável às formas mais agressivas da doença. Pesquisas recentes também descobriram que níveis baixos de vitamina D estão associados com neuropatia periférica mais grave em pacientes com câncer.

Reportando pesquisas recentes ligando baixos níveis de vitamina D a um risco aumentado de câncer de mama agressivo, o Medical Daily escreveu:

“Os pesquisadores ligaram os níveis de vitamina D ao gene ID1, que em altos níveis de expressão está associado ao crescimento do tumor do câncer de mama. Estudos anteriores mostraram que a vitamina D está ligada à inibição da expressão deste gene, e que baixos níveis de vitamina D têm sido associados a tumores mais agressivos”

Resultado de imagem para imagens sobre vitamina dAs Mensagens de Saúde Pública Devem Basear-se Na Redução de Todas As Causas de Mortalidade

De acordo com uma análise científica feita pelo Dr. Richard Weller, um dermatologista, a exposição ao sol também tem benefícios cardiovasculares independentes da vitamina D. Uma das principais mensagens apresentadas no seu artigo afirma que:

A mortalidade por todas as causas deve ser o principal determinante da saúde pública. A luz   solar é um fator de risco para o câncer de pele, mas evitar o sol pode ter um custo-benefício desfavorável para uma boa saúde geral.”

Outro estudo publicado na revista Public Health Nutrition em 2012 concluiu que:

 “O benefício geral para a saúde de um estado melhorado da vitamina D pode ser mais importante do que um risco possivelmente aumentado de CMM (cutaneous malignant melanoma- melanoma maligno cutâneo) resultante de um aumento cuidadoso da exposição aos raios UV. Importantes fatos científicos por trás dessa avaliação são dados.”

Em suma, se você está preocupado com a mortalidade, e não apenas a mortalidade de uma doença, as escalas são decididamente inclinadas para o lado da exposição ao sol ser de enorme benefício – apesar de um risco pequeno de melanoma, caso você acidentalmente acabe se queimando uma ou mais vezes na sua vida.Infelizmente, o campo da dermatologia se recusa a levar em conta o quadro completo quando faz as suas recomendações sobre a exposição UV.

Imagem relacionadaA Luz UV é Essencial Para a Saúde Humana

Nós não somos seres noturnos, e enquanto uma alta intermitente e/ou excessiva exposição à luz UV pode causar danos potencialmente graves, este é um risco administrável desde que você use de senso comum e preste muita atenção a alguns elementos básicos.O conselho para evitar completamente a luz UV é bastante perigoso, e se estende muito além da deficiência de vitamina D, já que a luz solar tem benefícios para a saúde que vão além da produção de vitamina D.
Para mitigar os riscos de exposição aos raios UV enquanto se maximiza os benefícios, aqui estão alguns fatores a se considerar:

  • Nossas pigmentações da pele estão ligadas a proximidades latitudinais ancestrais que aperfeiçoaram a pele de nossos antepassados para a exposição ao sol.Quanto mais longe do equador nossos antepassados viviam, mais clara era a sua pele, permitindo-lhes biologicamente maximizar a disponibilidade limitada do sol e da luz UV especificamente.Lembre-se: Seu corpo produz vitamina D através da exposição à luz UVB. Para aqueles que vivem em latitudes setentrionais, esta pode ser uma opção somente por alguns meses curtos a cada ano.
  • Se você aceitar a natureza essencial da luz UV, então você pode concluir que a exposição segura ao sol é possível ao entender o seu tipo de pele, a força UV no momento da exposição e seu tempo de exposição.Meu conselho foi claro: sempre evite queimaduras solares.
  • Preste muita atenção aos seus níveis de vitamina D. Idealmente, faça um exame da sua vitamina D durante o auge do verão e no final do inverno para ajudar a orientar a sua exposição UV e a suplementação de vitamina D.
  • A exposição de UVB na pele nua é essencial para que seu corpo produza a vitamina D. Quanto mais pele for exposta quando o UVB estiver disponível, menos tempo de exposição você irá precisar.Uma vez que poucos alimentos contêm qualquer quantidade significativa de vitamina D, e seu corpo certamente não foi projetado para obter a sua vitamina D de suplementos, que são uma invenção moderna, a única conclusão racional é que a exposição ao sol é a maneira ideal para aumentar o seu nível de vitamina D.
  •  A luz UV tem benefícios além da vitamina D. Para obter mais informações, consulte o TED Talk acima ou leia “Sunlight Has Cardiovascular Benefits Independently of Vitamin D,” (A Luz Solar Tem Benefícios Cardiovasculares Independentemente Da Vitamina D) produzido pelo Richard B. Weller Medical Research Council Centre for Inflammation Research, University of Edinburgh (Conselho de Investigação Médica Centro de Investigação de Inflamação Richard B. Weller , Universidade de Edimburgo).

Resultado de imagem para imagens sobre protetores solares]VISÃO PESSOAL…

Muito se fala em vitamina D, ou a vitamina do Sol. Essa tal vitamina ajuda a aumentar a força dos ossos prevenindo fraturas, é fundamental para redução dos níveis de estrogênio na menopausa evitando a osteoporose, colabora no desempenho de músculos, nervos, coagulação do sangue, crescimento celular e utilização de energia. Sua função em nosso corpo é colaborar na absorção do cálcio e do fósforo no intestino grosso.Novos estudos apontam ainda que a vitamina também é importante no combate ao stress, na síntese da melanina e na diferenciação das células da pele e sangue. Porém, cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo apresentam níveis baixos de vitamina D1. Em nosso país 99,3% da população ingerem a vitamina em níveis abaixo dos recomendados.Sempre relacionada ao sol, nem sempre se consegue níveis suficientes de vitamina D através da exposição aos seus raios. “As maiores quantidades de vitamina D são obtidas pela exposição da pele aos raios solares, mas há vários fatores que influenciam a capacidade de produção de vitamina D pela pele”, explica a Dra. Vera Szejnfeld, professora Adjunta da Disciplina de Reumatologia da UNIFESP e coordenadora do Setor de Osteometabolismo da Disciplina de Reumatologia.A conclusão surgiu frente a um estudo realizado pela USP, onde foi avaliada a prevalência de falta de vitamina D em voluntários saudáveis, com idade entre 18 e 90 anos. Ao final do inverno, o estudo constatou que o índice de deficiência de vitamina D foi de 77,4% e na segunda etapa do estudo, ao final do verão, caiu para 37%.Muitos dos produtos químicos comuns na maioria dos cremes protetores solares comerciais, na verdade, podem contribuir para o câncer, e para acumular a gordura abdominal teimosa (devido aos xenoestrógenos), e muitos outros problemas de saúde.Alguns filtros solares podem ser tão prejudiciais ou mais perigosos para sua saúde do que sair sem protetor solar.Embora ainda haja algum risco em passar o tempo no sol do verão, sem protetor solar e sem critério, seu próprio protetor solar pode, eventualmente, representar um risco maior para a sua saúde. Os produtos químicos no protetor solar são rapidamente absorvidos pela corrente sanguínea;que tipos de misturas químicas você está colocando em sua pele que estão sendo absorvidas pela sua corrente sanguínea? Numerosos estudos têm levantado a sérias preocupações sobre a segurança destes produtos químicos:veja só;-

  • Oxibenzona – Um dos principais ingredientes em muitos filtros solares, a oxibenzona é também um intensificador de penetração, um produto químico que ajuda outros produtos químicos a penetrarem na pele – o que significa que qualquer produto químico na pele será rapidamente absorvido pela corrente sanguínea. Este ingrediente comum em protetores solares é uma desregulação endócrina química que causa danos às células e é potencialmente perigosa para as mulheres grávidas, em especial. A Oxibenzona é usada para diminuir a contagem de espermatozóides e alongar o ciclo estral em ratos; e é potencialmente cancerígena em humanos.
  • Palmitato de retinol – são derivados da vitamina A e são frequentemente usados em loções e protetores solares. Eles estão associados com o crescimento acelerado das lesões de pele e tumores quando combinadas com a exposição solar. Estes Retinóides são muitas vezes utilizados para reduzir a aparência de rugas, mas os dados da FDA sugerem que os Retinóides têm propriedades foto-cancerígenas, o que significa que, quando aplicado à pele e exposta ao sol, pode acelerar a formação de câncer! Este ingrediente está em cerca da metade dos protetores solares vendidos atualmente.
  • Metoxicinamato de octilo: foi descoberto que danifica as células da pele, e muitas pessoas são altamente sensíveis ou alérgicas a este ingrediente. Ele pode causar uma erupção cutânea grave, vermelhidão e irritação para os indivíduos sensíveis.
  • Bensopenone-3 (BP3), Homosalato (HMS), cânfora 4-metil-benzilideno (4-MBC), Metoxicinamato de octilo (OMC) e octil-dimetil-PABA (PABA-OD)- foram todos analisados e identificados como causadores de efeitos estrogênicos (estes são xenoestrógenos) no corpo, o que pode levar ao ganho de peso (xenoestrógenos podem causar “gordura teimosa barriga”) e vários tipos de câncer, incluindo câncer de mama em ambos os sexos.

Uma das melhores formas de se prevenir dos danos causados pelo sol, e proteger a sua pele, é com sua dieta. Sim, você pode realmente comer a sua própria versão saudável de protetor solar natural, seguindo estas recomendações:Primeiro, certifique-se de comer em abundância 3 alimentos ricos em ômega diáriamente. Os estudos mostram que o ácido eicosapentaenóico (também chamado EPA) ômega 3 ajuda a prolongar o tempo que a pele leva para ser queimada durante a exposição ao sol, e reduz as chances de câncer de pele. Mas tenha isso em mente: um ótimo equilíbrio de ômega 3 e ômega 6 de (1:1 a 2:1) é fundamental para muitos, muitos fatores de saúde, incluindo a saúde da pele. Se você estiver comendo muito mais ácidos graxos ômega 6 em comparação com ômega 3, na verdade, você estará aumentando suas chances de ter câncer de pele causado pelo sol.É um fato bem conhecido que as pessoas que comem regularmente uma dieta rica em gorduras saturadas e gorduras ômega 3 tendem a ter uma pele muito mais suave e lisa. Por outro lado, uma dieta rica em gorduras trans e excessivamente alta em gorduras ômega 6 envelhece a pele, e quando as pessoas consomem esse tipo de dieta, elas tendem a ter uma pele com mais rugas e com uma aparência mais velha.Vamos ficar ligados nas pesquisas sérias e de olho na propaganda enganosa….

Inspiração…

Plano de Ação para o resto de sua vida….

Resultado de imagem para imagens de vida saudávelEm geral, estima-se que 92 % da população não consegue atingir os objetivos com os quais se comprometem no dia a dia. Por esta razão, a proposta aqui é fazer um compromisso de simplesmente fazer escolhas mais saudáveis e viver melhor.Mudar o estilo de vida é um processo contínuo, e não é algo que você consiga fazer de um dia para o outro ou mesmo depois de algumas semanas. Na verdade, é um plano para a vida toda que você mantém em longo prazo.

Estratégias Para Um Estilo De Vida Saudável A Ser Implementadas 

Você está pronto para um novo início ?  As 10 mudanças positivas que se seguem estão no topo do ranking das estratégias de estilo de vida que lhe permitirão viver mais e de maneira mais saudável, aumentando a sua felicidade e bem-estar durante todo o tempo em que realizá-las.

  • Resultado de imagem para imagens contra refrigerantesDeixe de tomar refrigerantes-Obesidade, diabetes, doença cardíaca, doença renal, lesão hepática, osteoporose e refluxo gastroesofágico são apenas alguns dos problemas de saúde ligados ao consumo de refrigerantes. Se você ainda está bebendo refrigerantes regularmente, comprometer-se a trocá-los por bebidas mais saudáveis como água, água com gás e a ocasional xícara de chá e / ou café preto orgânico pode ser uma das decisões mais saudáveis da sua vida.Quando você consome refrigerante seu corpo aumenta a produção de dopamina, que estimula os centros de prazer do seu cérebro – uma resposta físicamente idêntica à da heroína, por falar nisso. Isso explica por que tantos acham difícil deixar de tomar sua dose diária de refrigerante. Mais isso pode ser feito e você vai sentir-se melhor por ter conseguido.
    Se você luta contra os refrigerantes ou contra a dependência de açúcar, não cometa o erro de mudar para refrigerantes “diet” e outras bebidas artificialmente adoçadas. Pesquisas mostram que estas na verdade causam estragos iguais ou até maiores em seu metabolismo e saúde que os refrigerantes adoçados com açúcar.
  • Resultado de imagem para imagens de abacates
  • Coma um abacate todos os dias-Os abacates são uma fonte rica de gordura monoinsaturada que seu corpo pode facilmente queimar para obter energia. Por serem tão ricos em gorduras saudáveis, os abacates também ajudam o seu corpo a absorver os nutrientes lipossolúveis de outros alimentos.A pesquisa mostrou que a adição de abacate à salada permite que seu corpo absorva de três a cinco vezes mais carotenóides, antioxidantes que ajudam a proteger seu corpo contra os danos dos radicais livres.Os abacates também fornecem cerca de 20 nutrientes essenciais que melhoram a saúde, incluindo potássio e vitaminas E e B (incluindo folato). Os abacates têm uma longa lista de benefícios em potencial para a saúde.
    Além de suas propriedades anti-inflamatórias, a pesquisa sugere que ele pode ajudar a melhorar o seu perfil lipídico, proteger contra danos hepáticos e a inibir as células de câncer de boca.
  • Resultado de imagem para imagens de legumes fermentados
  • Faça legumes fermentados com a família ou amigos-Alimentos fermentados são quelantes potentes (desintoxicantes) e contêm níveis muito mais elevados de bactérias benéficas do que os suplementos probióticos, tornando-os ideais para aperfeiçoar seu microbioma intestinal.Além de ajudar a reduzir o açúcar e os antibióticos que ingerimos até nas comidas industrializadas, o consumo de alimentos fermentados dará à sua saúde intestinal uma revisão completa, ajudando a limpar os micróbios prejudiciais e a promover a recuperação, nutrindo os micro-organismos.Ao fazer isso, os alimentos fermentados podem ajudar a:
    • Prevenir a obesidade e a diabetes
    • Prevenir transtornos intestinais e doenças relacionadas
    • Reduzir o risco de câncer
    • Melhorar seu humor e saúde menta
    • Evitar a acne e reduzir a placa bacteriana que pode levar às cáries

    Consumir apenas de um quarto a meia xícara de legumes fermentados por dia pode ter um impacto dramaticamente benéfico sobre sua saúde.

  • Resultado de imagem para imagens de omega 3
  • Doe sangue e teste seus níveis de vitamina D e ômega-3-Esses três podem estar entre os exames de saúde mais importantes ao mesmo tempo em que são os mais frequentemente negligenciados, é recomendado fazer todos eles pelo menos uma vez por ano.
    • Doe sangue- embora a anemia seja uma preocupação para alguns, um risco de saúde muito maior, porém menos reconhecido é a sobrecarga de ferro.
      Na verdade, a maioria dos homens adultos e mulheres que não menstruam têm níveis prejudiciais de ferro que, se não tratados, podem danificar seus órgãos e contribuir para o câncer, doenças cardíacas, diabetes, doenças neurodegenerativas e muitos outros distúrbios. O exame de ferritina sérica mede o ferro armazenado;é recomendado que adultos façam um exame de ferritina sérica anualmente. Idealmente, a ferritina sérica deve estar entre 20 e 80 ng / mL, e definitivamente não pode ser superior a 80 ng / mL.Como regra geral, entre 40 e 60 ng / mL é o nível ideal para homens adultos e mulheres que não menstruam.Quando você receber seus resultados, certifique-se de verificar o nível real, pois a maioria dos laboratórios usa níveis “normais” que são MUITO altos para o que seria considerada uma boa saúde. Se seu nível de ferro estiver acima de 80 ng / mL, a solução é doar sangue.Uma vez que seus níveis estejam normais (e você não é uma mulher que menstrua), continue a doar sangue de duas a três vezes por ano.
    • Resultado de imagem para imagens de vitamina dA deficiência de Vitamina D aumenta o risco de uma grande variedade de enfermidades e doenças crônicas, de resfriados e gripe a diabetes, esclerose múltipla, depressão e demência.O exame de vitamina D que você deve buscar é chamado de 25 (OH) D ou 25-hidroxivitamina D. Este é o indicador oficialmente reconhecido do estado geral da vitamina D e é mais fortemente associado com a saúde em geral.Um nível ideal está entre de 40 a 60 nanogramas por mililitro (ng / mL).Para aumentar seus níveis, a exposição sensível ao sol é a maneira ideal de fazer isso.Entretanto, a falta sol no inverno e trabalhar em ambientes fechados impedem que a maioria das pessoas alcance níveis ideais somente através da luz solar. Nesse caso, certifique-se de suplementar vitamina D3 (D2 não sintético), e aumentar a sua vitamina K2 também, seja por alimentos ou suplementação.
    • Gorduras Ômega-3 são ácidos graxos poli-insaturados (polyunsaturated fatty acids -PUFAs) que seu corpo precisa para a digestão, atividade muscular, coagulação do sangue, acuidade visual, memória e muito mais.Eles são particularmente importantes para a divisão celular adequada e a função dos receptores celulares. Baixas concentrações de gorduras ômega-3 EPA e DHA provenientes de animais marinhos demonstraram acelerar o declínio cognitivo e aumentar o risco de morte por todas as causas.A deficiência de ômega 3 é considerada um fator subjacente para cerca de 100.000 mortes prematuras por ano.Embora não haja uma dose padrão recomendada de gorduras ômega-3, algumas organizações de saúde recomendam uma dose diária de 250 a 500 miligramas (mg) de EPA e DHA para adultos saudáveis.É neste ponto que os exames revelam-se úteis. Fazer um exame de seus níveis é a melhor maneira de personalizar sua dosagem para garantir suficiência, porque os requisitos para ômega-3 variam dependendo do seu estilo de vida, assim como da ingestão de peixes gordurosos e do nível de atividade física.Se os seus níveis estiverem baixos, aumente-os comendo mais peixes gordos de águas frias que possuem níveis baixos de mercúrio e outros poluentes, tais como o salmão selvagem do Alasca e peixes menores como sardinhas, anchovas e arenque.Se for optar por um suplemento, o óleo de krill tem muito mais benefícios do que o óleo de peixe.
  • Resultado de imagem para imagens de exercícios fisicosAdicione mais movimentos constantes e regulares a sua vida Mais de 10.000 estudos publicados confirmam que ficar sentado é um fator de risco independente para doenças e morte prematura. De fato, a inatividade comporta um risco de mortalidade semelhante à do fumo.É importante perceber que seu corpo é projetado para se movimentar de forma quase contínua durante o dia.Definir um objetivo de dar de 7.000 a 10.000 passos por dia (que é pouco mais de 3 a 5 milhas, ou 6 a 9 quilômetros) pode ser de grande ajuda em adicionar à sua vida mais movimento e menos tempo sentado.
    Isso deve ser uma prioridade acima de qualquer outro regime de exercícios que você possa estar fazendo. Além disso, considere ter uma mesa que o obriga a trabalhar de pé ao invés de uma mesa regular se você trabalhar em um escritório.
  • Resultado de imagem para imagens de jejuns
  • Comece a fazer Jejuns de Pico Um fator de estilo de vida que parece estar impulsionando não só a obesidade, mas também muitos processos de doenças crônicas é o fato de que comemos com muita frequência.Nossos ancestrais não tinham acesso a comida 24 horas por dia, e biologicamente seu corpo simplesmente não foi projetado para funcionar muito bem quando é continuamente alimentado.Se você come ao longo do dia e nunca pula uma refeição, seu corpo se adapta para queimar açúcar como se este fosse seu combustível primário, o que regula mal as enzimas que utilizam e queimam a gordura armazenada;Além disso, pesquisas confirmaram que muitos processos biológicos de reparação e rejuvenescimento ocorrem na ausência de alimento, e esta é outra razão pela qual comer durante todo o dia desencadeia doenças.Resumindo, seu corpo foi projetado para:
  • a) utilizar a gordura como seu combustível primário.
  • b) atuar de forma cíclica entre os períodos de alimentação e fome. Hoje, a maioria das pessoas faz completamente o oposto.O jejum intermitente é uma designação que abrange uma série de diferentes horários de refeições. Como regra geral, envolve o corte de calorias totalmente ou em parte, tanto em um par de dias por semana quanto em dias alternados, ou mesmo diáriamente.A chave é a alteração entre banquetear/alimentar-se e fome / jejum. Ao imitar os hábitos alimentares de nossos antepassados, que não tinham acesso a alimentos durante todo o dia, você faz seu corpo retornar a um estado mais natural que permite que uma série de benefícios bioquímicos ocorra.Quando você está dormindo, seu corpo precisa de uma menor quantidade de energia, e se você alimentá-lo em um momento em que a energia não é necessária, acaba criando uma situação na qual suas mitocôndrias criarão quantidades excessivas de radicais livres prejudiciais.Este é outro fator importante que pode ajudar a otimizar sua função mitocondrial e evitar que danos celulares ocorram.
  • Imagem relacionadaDurma oito horas de sono todas as noites A privação de sono tem o mesmo efeito em seu sistema imunológico do estresse físico ou de uma doença, o que ajuda a explicar por que a falta de sono está associada a um risco aumentado de diversas doenças crônicas.O sono também está intimamente ligado a níveis hormonais importantes, incluindo a melatonina – um potente antioxidante com poderosa atividade anticancerígena – que é diminuída pela falta de sono.Pequenos ajustes à sua rotina diária e local de sono podem ser de grande ajuda para garantir um repouso ininterrupto e revigorante e, assim, uma melhor saúde. Por exemplo, um fator importante é dormir na escuridão total.Pesquisas recentes revelam que estar exposto a uma luz fraca durante o sono pode ter efeitos adversos sobre a função cerebral e a cognição, mesmo após uma única noite. Se você não tem certeza de quanto sono você está conseguindo, um rastreador de exercícios pode ser benéfico ao ajudá-lo a acompanhar o tempo real que você está dormindo (em oposição ao tempo gasto na cama).
  • Imagem relacionadaComa mais fibrasA maioria das pessoas precisa comer mais fibras. Uma dieta rica em fibras  pode ajudar a reduzir o risco de morte prematura por qualquer causa, provavelmente porque ajuda a reduzir o risco de algumas das doenças crônicas mais comuns, incluindo diabetes, doenças cardíacas e câncer.Quando se trata de aumentar sua ingestão de fibra, não se esqueça de comer mais vegetais, nozes e sementes (não grãos). Pesquisas recentes confirmam que para funcionar, a fibra deve ser integral.Suplementos de fibra processada como a inulina em pó não fornecem às bactérias intestinais o que elas precisam.A casca do psyllium orgânico integral é uma excelente fonte de fibra, assim como os brotos de girassol e vegetais fermentados, sendo que estes últimos são essencialmente contentores de bactérias benéficas. Linho, cânhamo e sementes de chia são outras excelentes fontes de fibra.
  • Visão pessoal….

A maioria das promessas que as pessoas fazem no sentido de mudar de hábitos de vida, falha por uma razão ou outra. Por isso, tente fazer um simples compromisso de viver de forma saudável a partir de agora. Comece com pequenas coisas e continue lentamente, já que pequenas mudanças podem fazer uma grande diferença geral na sua saúde.E, quando você se compromete com um estilo de vida, não se trata mais do cumprimento de um determinado objetivo, como perder 10 quilos. Trata-se de viver um pouco diferente, um pouco melhor, para que, finalmente, você esteja mais feliz e saudável por ter escolhido fazer isso.Hábitos são ações que repetimos com frequência, conscientemente ou não, como lavar as mãos ou comer um doce depois do almoço. É um comportamento aprendido, bom ou ruim, que mantemos de forma automática, sem pensar nele. É impossível viver sem hábitos. Eles facilitam nosso dia a dia e liberam nossa mente para que possamos aprender coisas novas. Poupam nossos neurônios de trabalhar para atividades simples, como lavar as mãos. Imagine se você tivesse de pensar na coordenação dos pés nos pedais de freio, acelerador e embreagem o tempo todo. Aquela sensação (terrível) de motorista inexperiente toda vez que fosse dirigir;por exemplo,o simples ato de reconhecer os objetos familiares acontece porque estamos habituados a eles. Segundo ele, se recebermos à mesa um objeto de cor e consistência parecidas com um pão, comeremos sem parar para tentar analisar o que temos em mãos;vamos então, além do  cotidiano. Diz-se que a soma de hábitos de nossa vida define nossa identidade;pois bem;Somos constituídos por uma multiplicidade de hábitos que faz a trama de nosso viver; Antes, o grego Aristóteles pregava a importância do hábito. “Somos aquilo que fazemos repetidamente. Excelência, então, não é um modo de agir, mas um hábito”. Embora pareçam sinônimos, hábitos são diferentes de vícios e manias. Hábitos são atos conscientes ou não, que podem estar sujeitos a nossa vontade. Podemos deixar de fazê-los quando quisermos. No caso do vício, a situação é ainda pior. O indivíduo é dependente daquele ato ou substância, mesmo que cause prejuízos. Mais especificamente, uma região próxima à nuca, entre o córtex motor e os núcleos da base,é onde os hábitos estão arraigados. Ao substituir um hábito antigo por um novo, são criadas conexões dos neurônios. Pode demorar dias, meses e até anos para que o novo hábito fique automático.  Essa reprogramação cerebral não é simples, porque envolve esforço,mas compensa, se esse esforço lhe trouxer mais saúde e distância das doenças e da indústria farmacêutica….

Inspiração…

Recomendo…

Imagem relacionada

Resultado de imagem para imagens de livros sobre vida saudavel

Resultado de imagem para imagens de livros sobre vida saudavel

 

Alimentos Transgênicos;maçã e carne sintética,milho e até a cerveja…….veja a lista.

Resultado de imagem para imagens de transgênicasO plantio, em todo o planeta, de sementes geneticamente modificadas teve um crescimento, só em 2013, da ordem de 3%, obtendo um recorde de 175,2 milhões de hectares de área plantada – conforme dados do Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações de AgrobiotecnologiaISAAA. Isso quer dizer que o crescimento, desde seu lançamento em 1994 – com um tomate, plantado na Califórnia, EUA –, foi multiplicado por cem.

 Transgênicos no mundo

Atualmente, há alimentos transgênicos, sobretudo, em 27 naçõescom grande predominância dos EUA, Brasil, Argentina e Canadá, que, juntos, detêm 83% das áreas plantadas com sementes geneticamente modificadas de soja – com 79% – de algodão – 70% – e de milho – 32%.Todo consumidor consciente não compra produtos transgênicos, mesmo se forem vendidos dizendo que “trazem vantagens”. Lendo o título deste post, provavelmente, você deve ter pensado: “que bom encontrar no mercado,por exemplo, uma maçã que não escurece!”. Mas o escurecimento da maçã é um bom sinal para que a comamos, pois, significa que estamos ingerindo vitaminas.A maçã contém vitaminas A, C e E. A e C, por exemplo, são sensíveis à luz e ao calor; a vitamina A é sensível à oxidação (altera-se ao ar em temperaturas elevadas); a vitamina E é muito sensível à oxidação e à luz UV.

 A importância das vitaminas

Comer uma maçã fresca recém cortada é muito bom! Antes dela se oxidar e mantidas todas as suas vitaminas.As vitaminas são compostos orgânicos fundamentais para o crescimento, a manutenção da vida e a capacidade de reprodução do ser humano. Embora não nos forneçam energia, as vitaminas aproveitam os compostos energéticos que chegam até elas pela alimentação.A forma como podemos aproveitar as vitaminas dos alimentos é com uma alimentação equilibrada e rica em produtos naturais e frescos. Com uma boa dieta, não é preciso recorrer a formas artificiais como os suplementos. Também as vitaminas sintéticas não substituem as naturais.

Imagem relacionadaO que está por trás da maçã transgênica

A empresa canadense Okanagan Specialty Fruits teve a aprovação do governo norte-americano para colocar nos mercados de todo o país, entre fevereiro e março deste ano, a maçã que não escurece. Isso se deve a uma modificação na parte interna das maçãs que faz com que elas não oxidem quando expostas ao ar. Na prática, você pode comer apenas uma metade da maçã e guardar a outra na geladeira tendo a certeza de que ela não ficará com a tonalidade ferrugem.

Isso parece ótimo, não é mesmo? Mas não é. A causa do escurecimento da maçã é provocada pela enzima polifenol oxidase, encontrada, também, na batata, banana e em diversos outros vegetais.

Nos Estados Unidos, é comum as maçãs serem vendidas já embaladas sem casca e fatiadas. Acontece que elas recebem alguns aditivos químicos para ficarem frescas e não sofrerem o processo de oxidação, o que acaba alterando o seu sabor. A Okanagan retirou o gene que faz a fruta produzir a enzima polifenol oxidase, para evitar o uso de conservantes. Isso parece ótimo, não é mesmo? Mas não é.

maçãPor que não devemos comer a maçã transgênica

Em 2014, a associação de produtores de maçãs dos Estados Unidos, a U.S. Apple, mostrou-se contrária ao plantio do novo produto, porque eles teriam que pagar royalties, já que a nova maçã é patenteada. Além da questão financeira que afeta os agricultores, a fruta “revolucionária” é um produto genéticamente modificado que está tendo o consentimento de um governo para ser produzido e comercializado, o que pode afetar a opinião pública a naturalizar as “vantagens” dos transgênicos.

Os alimentos transgênicos acarretam problemas de saúde, tais como aparição de novas alergias e de genes mais resistentes a antibióticos, reduzem a capacidade de fertilidade e o maior perigo: ainda não se sabe exatamente, a longo prazo, quais podem ser os seus efeitos.

Para a o meio ambiente, o cultivo de transgênico está associado ao aumento do uso de produtos tóxicos na agricultura, provocando uma perda irreversível para a biodiversidade, já que as sementes tradicionais podem ser afetadas.

Economicamente, o impacto dos transgênicos é maléfico, porque os produtos estão nas mãos de empresas multinacionais que, em pouco tempo, podem se apoderar do mercado das sementes e da produção de alimentos, afetando milhares de famílias de agricultores em todo o mundo.

Pense bem antes de achar que os transgênicos são “revolucionários”. Certifique-se de que você adquire produtos frescos, que não causam danos para o meio ambiente e nem para a vida de milhares de pessoas.

TRANSGÊNICOS ATÉ NA CERVEJA

Resultado de imagem para imagens de cerveja transgênicas

As cervejas brasileiras são feitas de milhos transgênicos. Pesquisa feita pela USP e Unicamp, com marcas de cervejas nacionais e internacionais, apontam que as marcas nacionais possuem grandes quantidades de milho em sua composição.

Grandes produtores justificam o uso do milho a fim de adequar a cerveja ao paladar brasileiro, o qual prefere a bebida leve, refrescante e de corpo suave. Mas a verdade é que o milho é uma alternativa mais barata que a cevada.

A análise feita mostra que as grandes empresas de aceitação brasileira, como Antarctica, Brahma, Nova Schin, Skol, Kaiser, Itaipava, Bohemia e todas as marcas que apresentam no rótulo o ingrediente “cereais não maltados”, apresentam concentração de milho no limite do que é permitido na legislação brasileira, de 45% para o uso dos chamados adjuntos cervejeiros.

O Brasil é o segundo maior produtor de transgênicos no mundo e sua produção de milho transgênico equivale a mais de 89% do produzido em todo o país. A preocupação das indústrias cervejeiras é que a cerveja entre em pauta na discussão sobre os OGMs.

Ainda não se sabe o quanto os transgênicos fazem mal à saúde humana ou ao meio ambiente, segundo o estudo feito pela Universidade de Caen, ministrada pelo professor Gilles-Éric Serralini, com certeza, bem não faz. A pesquisa de Gilles-Éric descobriu que ratos alimentados com o milho transgênico NK603, desenvolveram tumores cancerígenos e morreram mais cedo do que os alimentados com uma dieta padrão. Os pesquisadores acreditam que o uso de transgênicos traz impactos negativos e semelhantes para o sistema endócrino humano. Após a publicação da pesquisa houve uma onda de críticas articuladas por cientistas e empresas defensoras da biotecnologia. Em novembro de 2013 a pesquisa foi desclassificada(com um certo dedinho de poder e sem uma boa justificativa) por ter sido considerada “não conclusiva”.

  • transgênicos

Transgênicos e o dia a dia

Como já sabemos, as nossas carnes – sejam brancas ou vermelhas – e até mesmo a alimentação de veganos e vegetarianos, podem conter OGM – organismos genéticamente modificados.

Estudos científicos e a indústria do transgênico

Alguns estudos apontam conclusões a respeito do grau de toxicidade de alimentos que são plantados, tendo em vista tal tecnologia, mas não houve pressão ou força suficiente para eliminar a utilização dessas sementes – que, como observamos, vem crescendo.

Resultado de imagem para imagens de transgênicasTransgênicos + Agrotóxicos = fórmula made in Brazil

Na área rural do país, há uma perigosa mistura entre transgenia e agrotóxicos, cuja demanda cresceu também, recentemente – cabe lembrar que, o país é líder mundial em comercialização de agrotóxicos.A própria FAO, organismo da ONU para a Alimentação e Agricultura, apontou 198 incidentes, considerados como de “baixo nível” para a utilização de OGM na agricultura, entre os binômio de 2010 a 2012.Entretanto, isso não afeta uma indústria tão poderosa, que é reconhecida por movimentar muitos bilhões de dólares.

Resultado de imagem para imagens de transgênicasA resistência aos transgênicos

Alguns países começam a resistir e criar barreiras para o avanço dos OGM, como determinadas nações da União Europeia e da própria China.No Brasil, também surgem algumas iniciativas nesse sentido, como a deliberação do CONSEA – Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – que encaminhou um documento ao governo(??) de modo a restringir o acesso a esse tipo de semente, por acreditarem envolver riscos à produção e à saúde e que só deveriam ser liberadas, mediante regulação específica, no que se refere à biossegurança. Palavras belas, mas que não devem provocar grande impacto.

A grande mudança virá quando os agricultores começarem a sentir no bolso, o que a natureza já acusa: alterar geneticamente sementes, animais e outras formas de vida não é exatamente um bom negócio. A longo prazo é seguramente um péssimo negócio. Mas enquanto isso, as OGM continuam dando MUITO lucro.

detectar os transgênicos na comidaVisão pessoal….

A questão dos alimentos transgênicos é muito forte quando se trata da saúde da humanidade. Seriam estes alimentos perigosos para a nossa saúde? Os organismos geneticamente modificados (OGMS) podem, sim, causar diversos danos à saúde nossa e à da natureza, como alergia e a poluição do meio ambiente. Pior, entre os alimentos transgênicos mais produzidos estão o milho, o trigo, a batata e o arroz que, ao lado da carne e do leite, integram o Top 5 do grupo de alimentos mais consumidos no mundo inteiro.Pensando em zelar pela saúde da população mundial, uma iniciativa coordenada pela Universidade do Porto, em Portugal, está pesquisando novos nanobiossensores e outros dispositivos baseados em nanomateriais para analisar a presença de organismos geneticamente modificados.Outras instituições de ensino e pesquisa colaboram com a universidade portuguesa. Entre elas o Instituto de Física de São Carlos (IFSC), da USP com o projeto batizadode “Monitoring Genetically Modified Organisms in Food and Feed by Innovative Biosensor Approaches”.Além do Brasil outros centros de pesquisa da Espanha, França, Argentina e também de Portugal, participam do projeto. Todos sobre a coordenação da pesquisadora Cristina Delerue-Matos da universidade matriz.O projeto oferece, além da troca de informações entre os profissionais da área, workshops para a disseminação do conhecimento obtido dentro da comunidade científica. Um exemplo disso ocorreu no mês de janeiro, o professor Valtencir Zucolotto, coordenador do Grupo de Nanomedicina e Nanotoxicologia, do IFSC, recebeu professora Beatriz Lópes-Ruiz, especialista na área farmacêutica e docente da Universidad Complutense de Madri, na Espanha.Beatriz Lópes-Ruiz ficou impressionada com a estrutura do IFSC e se revelou muito esperançosa em relação com o impacto que o projeto pode alcançar, devido a mobilidade massiva despertada em torno da comunidade científica sobre o tema. A jovem pesquisadora Maria Cristina Freitas já finalizou o seu mestrado em Portugal e pretende iniciar seu doutorado nos laboratórios do IFSC, o que reforça o crescente interesse da comunidade científica e o intercâmbio entre os grupos da iniciativa.Outro aspecto bastante positivo do projeto, se não o mais importante, é a sua contribuição à saúde pública. A melhoria nas técnicas que o IFSC e os outros grupos ligados a iniciativa, permitirão criar dispositivos que detectem a quantidade exata de transgênicos nos alimentos consumidos por você.Na União Européia existe uma legislação direcionada a alimentos biotecnológicos. Se um produto alimentício tem mais de 0,9% de transgênicos em sua composição, deve haver uma etiqueta alertando o consumidor;Nos Estados Unidos, esse processo é facultativo a partir de 0,5%, enquanto que no Brasil a quantidade é raramente identificada nas embalagens dos alimentos. Mesmo assim, Maria Cristina acredita que o alerta nas embalagens poderá vigorar em nosso país: No Brasil, já tenho encontrado muitos pacotes de alimentos com o alerta de transgênicos”,mas ainda falta muito para a legislação ser cumprida á risca.O melhor é nos informarmos e selecionarmos o que comemos,pois as consequências da desinformação e do comodismo pode cair em cima de nós…..na nossa saúde,o bem mais precioso que temos neste mundo material de meu deus…..

Inspiração….

A BIOTECNOLOGIA DOS TRANSGÊNICOS –

Transgênicos – Idec

a abordagem dos alimentos transgênicos

Transgênicos – CRQ

tecnologia do dna recombinante e transgênicos – IECJ

Transgênicos para quem? Agricultura, Ciência e Sociedade

Monicavox

Recomendo….

Imagem relacionada

Resultado de imagem para imagens de livros sobre transgênicos

 

Resultado de imagem para imagens de livros sobre transgênicos

 

 

 

 

A Cozinha de Monicavox-Sementes;o segredo da longevidade e saúde….com receitas….

Resultado de imagem para imagens de livros sobre leite vegetalNa alimentação crua e viva tudo tem início pela germinação das sementes e grãos, agentes biogênios-que geram vida-, por sua elevada concentração energética e nutricional. Ao colocarmos uma semente para germinar (água = umidade + escuro = à noite), ela entende que chegou a hora de brotar e expandir para se transformar em uma nova planta.Neste exato momento, antinutricionais como o glúten, ácido fítico, inibidores de tripsina, etc; são transformados em substâncias pró-ativas (enzimas, vitaminas, sais minerais) da germinação, para provocar um rápido brotar, enraizar e crescer. Quem já colocou uma semente germinada para brotar, não cansa de se extasiar diante das mudanças a olhos vistos, a cada hora que passa diante do canteiro.

As mais recomendadas podem ser consideradas alimentos especiais, porque predominam macronutrientes (proteínas e gorduras vegetais), e micronutrientes como os minerais (agentes mineralizadores), o selênio e o cobre, matérias-primas excelentes para o cérebro:

1. Sementes oleaginosas como o girassol, gergelim, linhaça, castanha do Pará, nozes pecã e macadâmia, etc.

2. Grãos de cereais tradicionais como o trigo, cevadinha, aveia, etc.

3. Grãos de cereais não convencionais para consumo humano como o alpiste e painço.

E, o interessante é que os leites preparados a partir de seus germinados, apresentam uma digestão leve e alcalinizante (ao contrário da digestão das proteínas de origem animal, que é lenta e acidificante), além da propriedade de facilitar a liberação da serotonina, um neurotransmissor benéfico para várias funções cerebrais, entre elas a de facilitar o bom-humor e a qualidade do sono.

Portanto, estes leites e vitaminas são ideais para serem tomados pela manhã (incluso em jejum), nos lanches e à noite, antes de deitar. Lógicamente, sem exagero. Mas, para preparar estes leites e vitaminas, precisamos antes germinar a semente escolhida, ou seja, é preciso planejar.

GERMINANDO SEMENTES E GRÃOS – preparo em geral

  1. Coloque de uma a três colheres (sopa) da semente ou grão escolhido num vidro e cubra com água filtrada.
  2. Deixe de molho por 8 a 12 horas – varia para cada semente. Amêndoa, por exemplo, germina na água por 24-48 horas.
  3. Cubra a boca do vidro com um pedaço de filó(pano fininho e furadinho,destes que cobrem pães na padaria) e prenda com um elástico.
  4. Despeje a água em que ficaram de molho e enxágue bem as sementes sob a torneira.
  5. Depois da fase de molho, vem a fase da aeração. Então, coloque o vidro inclinado (45 graus) e emborcado num escorredor, num lugar sombreado e fresco. Outra opção, mais prática, é colocar as sementes “acordadas” sobre uma peneira.
  6. Enxágue pela manhã e à noite. Em dias quentes é preciso lavar 3 ou mais vezes.
  7. O tempo de germinação varia de acordo com a semente, temperatura local, etc. Em geral, estão com sua potência máxima logo que sinalizam, ou seja, quando põem a “cabecinha branca” para fora, o chamado “narizinho”. Então, estão prontos para serem consumidos. O ponto limite para consumo é até que o gérmen atinja o tamanho da semente. Depois disso ela deverá ser brotada, plantada ou jogada fora.

Lembrando que a partir de cereais não obtemos um leite verdadeiro,porque  são pobres em proteínas e gorduras.Na verdade são branquinhos, porém tem extratos ricos em amidos e féculas…

Alpiste e painço: coloque as sementes de molho em água filtrada por 8-12 horas. Na sequência elas deverão ficar aerando como na operação 6. Em 12 a 24 horas horas estarão prontas para o preparo do leite. Lembrando que a partir de cereais não obtemos um leite verdadeiro porque pobres em proteínas e gorduras

Girassol: pode ser com casca ou sem casca. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 8 horas. O girassol sem casca ficará pronto com somente estas 8 horas de hidratação. Já o girassol com casca deverá ficar aerando como na operação 6. Em 1-2 dias estarão germinadas e prontas para consumo.

Linhaça: germina na água. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 8 horas (ideal durante a noite). Use 1 parte de semente para 5 partes de água. Estas sementes não precisam aerar. É opcional dar uma lavada rapidíssima numa peneira sob a torneira antes do seu consumo. A mucilagem (uma gosminha) formada pela semente da linhaça deverá ser preservada, pois ela é terapêutica. Estará pronta para fazer leite, pasta ou usar em receitas de sucos desintoxicantes.

Gergelim: é uma fonte maravilhosa de cálcio e fósforo. Coloque as sementes de molho em água por 8 horas. Coe numa peneira e deixe as sementes por máximo 1 hora aerando. Mais que isso irá ficar amargo. Prepare então o leite batendo no liquidificador com o dobro de água filtrada ou de coco. Tome imediatamente para evitar o sabor amargo.

Nozes brasileiras (pecã e macadâmia): germina na água. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 48 horas, trocando a água 2 vezes/dia. Assim, estarão prontas para consumo, pois as castanhas não necessitam aeração. Prepare então o leite, pasta ou use em receitas de sucos verdes e desintoxicantes.

Noz portuguesa: germina na água. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 8 horas. Assim, estarão prontas para consumo, pois elas não necessitam aeração. Prepare então o leite ou pastas doces ou salgadas.

Amêndoa e Avelã: germina na água. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 48 horas. Troque a água 2 vezes/dia. Estas sementes não necessitam aeração. Estará pronta para fazer leite, pasta ou usar em receitas de sucos verdes e desintoxicantes.

Castanhas do pará e de caju: acordam na água. Coloque as sementes de molho em água filtrada por 4 horas. Por terem passado por cozimento ao serem descascadas, estas sementes não germinam, somente acordam. Assim, estarão prontas para consumo, porém mais digestas e menos calóricas. Prepare então o leite ou pastas doces ou salgadas.


Resultado de imagem para imagens de livros sobre leite vegetalE na Cozinha de Monicavox….Leites de sementes germinadas

Leite de trigo fermentado ;- batido no liquidificador com água na proporção de 1 parte de SEMENTES FERMENTADAS para 1 de água. Coe e está pronto para o consumo puro ou no preparo de vitaminas com frutas frescas ou secas.

Leite de alpiste (ou painço) com banana e gengibre: prepare o germinado conforme acima. Para cada ½ xícara (chá) de semente germinada use + 1 xícara (chá) de água filtrada ou de coco verde. Bata tudo no liquidificador e coe . Volte para o liquidificador, acrescente 1-2 bananas nanicas bem maduras, suco fresco de 1/2 limão e sumo de gengibre a gosto. Bata e sirva imediatamente. Opção: no lugar do gengibre use ramos de salsa crespa.

Leite de amêndoas: prepare o germinado de amêndoa conforme indicado acima. Bata no liquidificador colocando água aos poucos até que fique um leite cremoso. Em geral a proporção é para cada mão de semente (ideal sem a pele), uma xícara (chá) de água. Coe  e reserve a pasta que fica sobre o coador para o preparo de pastas e patês. Retorne o leite para o liquidificador, adicione maçã picada a gosto e acerte a doçura com uma fruta seca de sua preferência. A medida é 1 colher (sopa) de fruta seca/xícara (chá) de leite.

Leite de gergelim com mamão: ½ xícara (chá) de semente de gergelim germinada conforme indicado acima + 1 xícara (chá) de água mineral. Bata tudo no liquidificador e coe . Volte para o liquidificador, acrescente 1 xícara (chá) de mamão picado e sirva imediatamente, pois esta semente tende a desenvolver um fundo de sabor amargo.

Leite de gergelim com morango: 1 xícara (chá) de leite de gergelim + 1/2 xícara de morangos doces + água e polpa de 1 coco-verde. Prepare o leite de gergelim + água de coco conforme indicado acima. Volte para o liquidificador, acrescente os morangos e a polpa do coco. sirva imediatamente, pois esta semente tende a desenvolver um fundo de sabor amargo.

Leite de coco: nada mais simples do que bater no liquidificador a água do coco com sua própria polpa. Não acrescente mais nada e delicie-se; Você pode ainda acrescentar fermento BioRich e preparar um delicioso iogurte natural de coco.

Vitamina cremosa: 1 xícara (chá) da sua fruta favorita + 1 xícara (chá) de leite de trigo + 1 beterraba (crua) pequena + 2 colheres (sopa) de girassol germinado. Bata tudo no liquidificador e coe ;Sirva imediatamente.

Um pouco mais sobre cada tipo de leite:

– Leite de soja:

Há algumas ressalvas quanto a ele: o excesso no consumo pode ser prejudicial para quem sofre com problemas na tireoide e uma pesquisa de 2008 da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, indicou que comer alimentos feitos à base de soja pode causar problemas de fertilidade e diminuir a contagem de espermas.Mas não é só isso. Acredita-se também que suas proteínas possam ser reduzidas durante o preparo do leite e que ele seja feito com substâncias à base de petróleo, que são cancerígenas. A soja ainda pode aumentar a probabilidade de coagulação sanguínea e prejudicar a absorção de nutrientes.Entretanto, além de ser fonte de proteínas, ele é pobre em gorduras saturadas e colesterol e é fonte de cálcio potássio e magnésio.

– Leite de arroz:

Como já vimos, ele é rico em carboidratos, pobre em proteínas e é o que apresenta menores propensões de desenvolvimento de alergias, além de ser fonte de vitaminas do complexo B. 

– Leite de amêndoas:

É fonte de fibras e pode ser fortificado com cálcio, vitamina D e vitamina E e não possui colesterol ou lactose. Suas propriedades são benéficas para quem sofre com problemas hepáticos, anemia, fraqueza, desnutrição ou excesso de colesterol ruim.

– Leite de aveia:

Rico em carboidratos, fibras e proteínas, o leite de aveia é bom para saciar e fornecer energia. Apesar de conter glúten, ele é fonte de ácidos graxos essenciais e vitamina E e oferece benefícios como diminuição do colesterol e melhoria do sistema digestivo.

– Leite de nozes:

É bom para quem sofre com diarreia, possui antioxidantes, vitamina E, ômega 3, ômega 6, zinco, cobre, selênio e magnésio e previne doenças cardiovasculares e diabetes.

Nota do Monicavoxblog;-não basta dizer  que o leite de vaca  (e todos os de origem animal) e os laticínios fazem mal e são inadequados ao consumo humano. Para sermos construtivos, de bem-com-a-vida, é fundamental falarmos também das opções naturais e saudáveis que substituem este enraizado mito e mau hábito alimenta;Leite de vaca e outros de origem animal pela manhã devem ser substituídos por suco verde . Ou seja, aquela tradicional bebida branquinha que é o leite de origem animal, será nutricionalmente substituída por sucos verdinhos contendo cálcio e magnésio, frutas, folhas verdes, brotos e sementes germinadas .

Vantagens dos leites de sementes: ecológico – integral – fresco – cru – biodiverso e apresenta menor chance de causar alergias (aliás é uma opção para as pessoas alérgicas aos leites de origem animal) – ativa a capacidade de concentração, a memória e a disposição – excelente para problemas de constipação – preparado com sementes germinadas, portanto tem energia vital potencializada. Ideal ser consumido no inverno, época propícia ao consumo de sementes e raízes, como também à noite, pois contém agentes que estimulam a produção de serotonina, importante neurotransmissor do sono restaurador.

Tempo de preparo: após a germinação das sementes –> 2 a 5 minutos.

Equipamentos necessários: liquidificador, panela furada 1 (ideal para o leite sair com a textura ideal, sem granulações), bacia pirex ou cerâmica e xícara (não use itensílios de plástico ou metal).

Regras gerais para o preparo de um bom leite de semente:

Proporção dos ingredientes: a fração gordurosa das sementes deverá propiciar uma textura parecida com a do leite animal. Algumas vezes pode-se recorrer a adição de uma colher (chá) de azeite de oliva extra-virgem ou de coco (prensados a frio), ou, a opção mais interessante, adição de 1 xícara (chá) de polpa de coco verde.

Ingrediente principal: as sementes oleaginosas e neutralizadas pela hidratação e germinação prévias, são as ideais para o preparo destes leites, pois combinam perfeitamente com as frutas no caso de se desejar preparar uma vitamina. A segunda opção seriam os cereais germinados, sem restrições se consumidos somente com saborizantes tipo ervas frescas ou brotos como nas fotos abaixo.

Errado: no caso de batidos com frutas, podem causar fermentações ou gases, porque a digestão do amido entra em conflito com a digestão da frutose. Também não combina colocar batata doce em sucos com frutas pelo mesmo motivo.

Mas a regra é;- estude bastante e depois experimente suas receitas e observe a resposta do seu organismo. Existem crianças e pessoas que não formam gases facilmente e outras que são mais propensas. Mas se há um excesso de gases: desconfie da sua receita…

Brotos de trigo grama


Brotos de semente de Alpiste (esquerda e centro) e de Painço (direita)

Brotos de Girassol


Dicas de como melhorar o sabor (saborizantes):

Ervas e PANC (Plantas Alimentícias Não Convencionais) – Menta, hortelã, erva-doce, salsão, manjericão, malva… Quando usamos as PANC, o suco passa a ser um Suco Verde Selvagem…

Brotos de gramíneas – não são exatamente saborizantes, mas facilitam a assimilação do cálcio, plenificam os leites de magnésio, vitaminas (incluso do complexo B) e vitalidade.

Limão ou Laranja – Raspas da casca e um pouco do líquido.

Uma cesta plena de exemplos de PANC

Especiarias – Canela, cardamomo, cravo, vanila (baunilha) em xarope ou varinhas.

Chocolate – Use cacau 100% sem açúcar ou algaroba , uma planta que tem a propriedade de tornar os alimentos com sabor parecido ao do cacau. No caso, ambos não são ecológicos, pois, em geral não são crus, integrais nem frescos. Porém, tanto a algaroba quanto o cacau podem ser encontrados “in natura” e crus, embora, caros e raros.

Nota do Monicavoxblog;-A alfaroba é uma árvore de porte pequeno, que tem um fruto parecido com uma vagem de feijão, porém grande, duro e, por dentro, tem uma goma de sabor doce. Quando processado, o grão é seco, torrado e transformado em pó, bastante parecido com o chocolate. Por sua  constituição extremamente dura, as indústrias de beneficiamento não  efetuam a moagem do grão cru, pois pode danificar as máquinas. Você pode encontrá-la também em forma de flocos. No caso dos leites, deve ser batida com as sementes e depois coada, pois tem muita fibra. Use 4 colheres (sopa rasa) para um litro de leite.

Adoçantes – Evite usar açúcar. As frutas poderão transformar o leite numa deliciosa vitamina. Mas, caso você não queira bater com frutas pode-se usar o mel, melado de cana ou de caju.

Frutas – Banana, maçã, mamão, manga, abacate, fruta de conde, uva vermelha, preta ou Thompson, frutas secas, etc.

Os segredos que fazem toda diferença

» Lave bem os grãos antes de começar o processo de “tirar o leite”.

» Todo resíduo poderá ser reaproveitado em sopas, mingaus, assados ou na confecção de pães e tortas.

» Para obter uma consistência homogênea, os leites vegetais necessitam ser coados de três a quatro vezes em peneira fina ou pano macio. Coe, separe o bagaço e volte a coar sucessivamente. No caso de optar pelo pano, faça um saquinho largo e reserve-o só para esse fim. A vantagem do saquinho é que com ele pode-se “ordenhar” os grãos – o que dá uma sensação especial e gratificante.

» Os leites vegetais não toleram temperaturas elevadas. Conserve-os sempre em geladeira e se precisar aquecer, não deixe ferver, pois podem talhar. O uso da canela é indicado quando o leite for aquecido.

Visão pessoal…

Beber leite de vaca é outro hábito humano enraizado desde que o homem passou a viver em comunidades e criar animais;. É um leite extremamente gorduroso e existe para que o bezerro, um ser pequenino, se transforme em uma vaca enorme em pouco tempo. Se pensarmos bem, não pode ser algo que traz benefícios à saúde. Além disso, a vaca, que viveria naturalmente cerca de 25 anos, vive 7 ou 8 anos, sendo inseminada artificialmente, parindo, sendo separada de seus bezerros e tendo infecções nas tetas. Essas infecções produzem pus, que vai direto para o leite que você ingere, pois, segundo o ativista Gary Yourofsky, apesar da pasteurização (que mata as bactérias), a substância ainda está lá. Para se ter uma idéia, é permitido que a indústria deixe cerca de um conta gotas de pus por copo de leite(!!)
Já os leites vegetais, ricos em cálcio, ferro, minerais e vitaminas, são fontes de energia e fazem bem ao organismo.Os leites vegetais podem ser uma ótima opção alimentar para quem anda querendo diminuir o consumo de leite animal ou mesmo retirá-lo do cardápio diário, muitas vezes seguido por simples hábito. E o melhor da história: ao adotar novos leites em sua vida, você não vai sofrer por falta de nutrientes. Pelo contrário, poderá ganhar em fibras, minerais e saúde.Sua principal função no organismo é proteger os vasos sanguíneos permitindo que toda a circulação do sangue flua melhor. Fornece proteínas e também diminui o colesterol.Mas atenção:Caso você sofra de alguma condição específica de saúde, não deixe de conversar com o seu médico antes de escolher qual tipo de leite vegetal é mais apropriado para você.

Inspiração……

Sementes germinadas: saiba os benefícios e como preparar …

Sociedade Vegetariana Brasileira

do ‘leite de alpiste’ – Unicamp

11 Benefícios do Leite de Gergelim – Como Fazer e Receita

As Plantas – Ciência Viva

Conceição Trucom ;- química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida;-http://www.docelimao.com.br

Monicavox

Recomendo….

Resultado de imagem para imagens de livros sobre leite vegetal

 

Resultado de imagem para imagens de livros sobre leite vegetal

Resultado de imagem para imagens de livros sobre leite vegetal

 

A Cozinha de Monicavox-A gordura verde que faz maravilhas…com receitas

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacateDe polpa com sabor suave e consistência cremosa, o abacate é uma fruta muito apreciada em todo o mundo. Fruta que proporciona diversos benefícios, podemos destacar que o abacate e sua importância à saúde são caracterizados, por exemplo, pela presença de gorduras saudáveis, enquanto a maioria das demais frutas contém maiores quantidades de hidrato de carbono.

É rico em vitamina E, que é um antioxidante capaz de prevenir contra doenças cardiovasculares e degenerativas. Segundo informações da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), essa vitamina pode ajudar a diminuir as chances de Alzheimer em idosos.Além das vitaminas, de acordo com um estudo apresentado no 53º Congresso Brasileiro de Química (CBQ) em 2014, a fruta contém minerais como magnésio, cálcio, ferro e fósforo.O abacate é uma fruta rica em gordura monoinsaturada. A informação é do Manual de Nutrição da Sociedade Brasileira de Diabates (SBD). Essa gordura, segundo o Conselho Federal dos Nutricionistas (CFN), é a mais saudável para o organismo.Consumir abacate com alguma frequência é importante para regular o colesterol. Isso foi comprovado por um estudo do Centro de Nutrição Humana da Califórnia (Ucla), Estados Unidos, no qual os pesquisadores constataram que a gordura monoinsaturada – presente no abacate – é essencial para o bom funcionamento do organismo.Incluir o abacate na sua dieta pode aumentar sua qualidade de vida ao trazer saúde para o seu dia a dia. De acordo com um estudo publicado em 2013 no Nutrition Journal, o consumo dessa fruta está relacionado a uma maior ingestão de fibras e vitaminas, consequentemente, um organismo mais saudável.

O abacate possui mais de 20 vitaminas e minerais, sendo, portanto, um alimento altamente nutritivo. Os nutrientes mais abundantes do abacate contidos em 100 gramas da polpa da fruta e sua porcentagens da recomendação diária são:

Vitamina K: 26% da recomendação diária

Folato: 20% da recomendação diária

Vitamina C: 17% da recomendação diária

Potássio: 14% da recomendação diária

Vitamina B5: 14% da recomendação diária

Vitamina B6: 13% da recomendação diária

Vitamina E: 10% da recomendação diária

O Consumo do Abacate Reduz os Níveis de Colesterol e Triglicerídeos

O abacate ainda é fonte de menores quantidades de vitamina A, vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, manganês, magnésio, ferro, cobre, zinco e fósforo.Uma porção de 100 gramas de abacate contém aproximadamente 160 calorias, 2 gramas de proteína e 15 gramas de gorduras saudáveis. Além de ser um alimento pouco calórico, o abacate ainda é fonte de fibras, livre de sódio e colesterol e pobre em gorduras saturadas.

As doenças cardíacas são tidas como a causa mais comum de morte em todo o mundo, e é sabido que determinados marcadores no sangue, como o colesterol e os triglicerídeos, têm ligação com o aumento do risco. Deste modo, o consumo de abacate reduz os níveis de colesterol total de maneira significativa, reduz o colesterol “ruim” (LDL) em até 22%, reduz os triglicerídeos no sangue em até 20% e aumenta o colesterol “bom” (HDL) em até 11%.

O Abacate Previne o Câncer

Evidências apontam que, dentre os benefícios do abacate à saúde, encontra-se o poder que o alimento proporciona na prevenção ao câncer. Segundo os resultados de um estudo, o consumo do abacate é capaz de reduzir os efeitos colaterais da quimioterapia nos linfócitos humanos.Além disso, parece que o extrato de abacate é capaz de inibir o crescimento das células do câncer de próstata.

Extrato de Abacate Ajuda a Aliviar Sintomas da Artrite

Comum entre os países ocidentais, a artrite atinge milhares de pessoas e se apresenta em muitos tipos, muitas vezes sendo problemas crônicos que os indivíduos têm pelo resto da vida.Diversos estudos têm apontado, ao longo dos anos, que o extrato do abacate, bem como o óleo de soja, são capazes de reduzir os sintomas da artrite nos ossos, a osteoartrite.

O Abacate Contribui Para a Perda de Peso

Evidências apontam que o abacate e sua importância à saúde incluem o fato do alimento ser um aliado para a perda de peso. Um estudo dividiu pessoas em dois grupos, sendo que um grupo consumiu uma refeição contendo abacate, enquanto o outro grupo consumiu uma refeição igual, porém sem abacate. Depois, as pessoas responderam perguntas sobre fome e saciedade. Aquelas que haviam consumido a refeição com abacate se sentiram 23% mais satisfeitas e com 28% menos desejo de comer pelas próximas 5 horas. Assim, o abacate ajuda a pessoa a comer menos e, consequentemente, a consumir menos calorias.

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacateE NA COZINHA DE MONICAVOX….

Como fazer uma vitamina de abacate

Ingredientes:

1 abacate

1 ½ copo de leite de amêndoas

Limão e açúcar de côco á gosto

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacateModo de preparo:

Se o abacate for grande, use só a metade da fruta. Se for pequeno, pode usar a fruta inteira na receita de vitamina de abacate.Depois de lavar o abacate, corte ao meio e retire a polpa. Coloque-a no liquidificador com o leite, algumas gotinhas de limão e, se quiser, açúcar de côco.Bata bem, por 30 segundos, até formar uma vitamina de abacate muito cremosa.Em uma variação da receita, você pode dispensar o limão e o açúcar e misturar uma colher de sopa de cacau 100%puro em pó. Assim, sua vitamina se transforma em um milk-shake muito saudável.

GUACA MOLE FITNESS

Ingredientes:

2 abacates -1 tomate cortado em cubos, sem sementes
1 limão siciliano (suco)
1/2 cebola pequena picada
Molho de pimenta dedo de moça fresca á gosto
Sal rosa a gosto

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacateModo de preparo:

Amasse suavemente a polpa dos abacates, misture a cebola, o suco de limão, a pimenta e o sal. Por último, acrescente o tomate. Sirva com palitos de cenoura ou talos de aipo.

Receita de mousse de abacate  com banana 

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de abacate;
  • 1 banana congelada;
  • 2 colheres de sopa de mel;
  • 1 colher de chá rasa de cacau em pó orgânico.

Modo de preparo:

  1. Colocar a banana no congelador e deixar lá durante uma hora;
  2. Depois que retirar a fruta de lá, descascá-la;
  3. Em seguida, adicioná-la ao liquidificador, junto com o abacate, o mel e o cacau. Bater;
  4. Passar para uma tigela e levar para gelar.

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacateNOTA DO MONICAVOXBLOG;-O consumo desta fruta no período da noite pode ser ainda mais benéfico para bons resultados físicos. Realizar a ingestão do abacate um pouco antes de dormir intensifica a ação do GH, hormônio do crescimento, que tem o pico de produção à noite, tornando assim o corpo mais propício a formar músculos e utilizando a gordura estocada como fonte de energia, efeitos estes deste ‘milagroso’ hormônio;É recomendada que sejam ingeridas duas colheres de sopa (no máximo três) do abacate puro (sem açúcar ou adoçante) antes de ir para a cama. Esta é a medida ideal.

Visão pessoal…

Eu gosto de abacate desde que era bem pequena, quando pegava abacate no pé,na fazenda do meu avô e comia,puro mesmo,e nunca tive receio de comê-lo por causa de colesterol ou porque engordava;Rica fonte de potássio, o abacate fornece 14% da recomendação diária do tal nutriente em apenas 100 gramas da polpa, enquanto as bananas, que também são ricas em potássio, fornecem 10%.São diversos os estudos que apontam que a alta ingestão de potássio reduz a pressão sanguínea, o que faz do abacate um grande aliado na prevenção de doenças como derrames, ataques cardíacos e insuficiência renal.O alto teor de gordura alimentar do abacate é uma das principais características desta fruta. Cerca de 77% das calorias contidas no alimento são gordura, o que faz do abacate uma fruta gorda. Entretanto, não estamos falando de qualquer gordura, e sim do saudável ácido oleico, um ácido monoinsaturado e gordo, amplamente presenta no azeite e responsável por alguns benefícios à nossa saúde.É creditado ao ácido oleico a sua capacidade em reduzir a inflamação, além de proporcionar benefícios sobre os genes que têm ligação ao câncer. Além disso, a gordura do abacate é bastante resistente à oxidação proveniente do calor, o que faz com que o óleo do abacate seja seguro e saudável para se cozinhar.Outra característica bastante positiva do abacate é a alta presença de fibras na fruta. Por ser uma matéria vegetal que nosso organismo não é capaz de digerir, a fibra contribui para o combate ao excesso de peso, já que ele reduz picos de glicose no sangue e contribui para a sensação de saciedade, além de reduzir o risco de diversas doenças.As fibras são divididas entre fibras solúveis e fibras insolúveis. As solúveis alimentam as bactérias que beneficiam o nosso intestino, um fator importantíssimo para a otimização do nosso organismo. Cerca de 7 gramas de fibras são contidas em 100 gramas de abacate, o que corresponde a 27% da quantidade diária recomendada ao ser humano.A fibra solúvel corresponde a aproximadamente 25% do total de fibras, enquanto a fibra insolúvel corresponde a 75%.Um estudo analisou a saúde de pessoas que incluem o consumo do abacate em seus hábitos alimentares. Na pesquisa, as pessoas que consumiram abacate demonstraram mais saúde do que pessoas que não têm o hábito de consumir a fruta. Os consumidores apresentaram uma ingestão de nutrientes mais elevada, além da probabilidade do desenvolvimento da síndrome metabólica ter caído pela metade. Tais sintomas são fatores de risco para o surgimento do diabetes e doenças cardíacas. Além disso, o estudo possibilitou que os cientistas observassem que aqueles que consumiram o abacate regularmente apresentaram menores peso e IMC, além de menor quantidade de gordura na barriga e maior quantidade do HDL, o bom colesterol.Além de ser saudável, o abacate é uma fruta gostosa não somente para ser consumida pura, como também em pratos diversos, tais como saladas, temperos e acompanhamentos. A textura cremosa de sua polpa, bem como os nutrientes e gorduras saudáveis que ela contém fazem do abacate um grande aliado da saúde. Se você não tem o hábito de consumir abacate, experimente mudar o seu pensamento. A adição do abacate aos hábitos alimentares contribui para uma dieta saudável e equilibrada;vamos dar valor ás coisas naturais e fugir dos remédios alopáticos……

Inspiração….

caracterização física e química de frutos de abacate

AEMS OS BENEFÍCIOS DO CONSUMO DO ABACATE

O Milagroso Óleo de Abacate – Laszlo Aromaterapia

A influência dos compostos bioativos do abacate

Monicavox

Recomendo….

Imagem relacionada

Resultado de imagem para imagens de livros sobre abacate

 

A Cozinha de Monicavox-Culinária Evolutiva;entre para este time….com receitas…

 

Resultado de imagem para imagens sobre cultivo naturalO fundamento do paradigma holístico é: Nutrição é o que absorvemos em nosso corpo-mente-espírito dos diferentes níveis de densidade, que se precipitam da força cósmica.

Quando a energia cósmica é suficientemente condensada, ela chega ao prato como alimento. Para desenvolver um novo paradigma do processo de assimilação de alimentos no corpo humano, é necessário compreender a assimilação tanto no nível energético como físico. Podemos ver que a relação do alimento com o sistema humano é mais do que apenas adicionar calorias, vitaminas e minerais para que sejam materialmente acumulados como blocos de construção no organismo. Em geral, cada substância vegetal ou animal irradia do seu campo energético uma vibração sutil especial, específica da espécie. Quando essas substâncias são sólidas, integrais, orgânicas e vivas (alimento vivo), elas mantêm os seus campos energéticos organizados.

Alimentos vivos são preenchidos com o grau mais elevado de água estruturada, que mantém melhor a vibração de nossas bênçãos. Conforme comemos o alimento abençoado, comemos as nossas bênçãos num nível sutil. Interagimos com o alimento nos níveis sutis de energia, assim como no nível material da assimilação. O doutor Gerhard Schmidt destaca no livro The Dynamics of Nutrition [A dinâmica da nutrição] que a nutrição se relaciona com a assimilação de diferentes níveis de energia, que aumentam em quantidade conforme estejam mais próximos da energia luminosa ou do Sol.

O primeiro passo da Teoria da Assimilação começa com o Sol ativando a clorofila das células dos vegetais. A clorofila energizada, que contém a vibração holográfica de toda a planta, transfere a sua energia ressonante e informações para o campo eletromagnético do ferro, nas células dos glóbulos vermelhos. A clorofila e a hemoglobina se diferenciam apenas por um átomo: a clorofila tem magnésio em sua estrutura, a hemoglobina tem ferro.

A luz é a forma menos densa de prana no nosso universo. Ela transporta o estímulo do espectro completo do arco-íris para o nosso sistema à medida que é filtrada pelos corpos sutis e absorvida pelos receptores do sistema nervoso nos olhos e na pele. Os receptores nervosos nos olhos traduzem essa informação, de espectro total, em impulsos do nervo óptico, que a conduz aos vários centros cerebrais: pineal, pituitária e o resto do sistema endócrino. Através desses sistemas, elas indiretamente energiza e ativa todo o nosso organismo, e regula os ritmos e os ciclos do corpo.

Na união do poder criativo com a alimentação consciente descobrimos uma sintonia especial que faz tudo virar arte e reverberar muito além do que imaginamos….

A crise é clara;Uma ilusão que prejudica a saúde

E é muito mais do que econômica. Enquanto a vida escorre pelos dedos da Terra, “criamos um modelo que forma seguidores do sistema. Que prepara pessoas para serem seres humanos ordinários e medianos”.Valores morais, culturais e ecológicos duvidáveis desequilibram a massa e não trazem respostas nem sequer para quem vive a ilusão do consumo. Em contrapartida, um movimento acontece em favor da tomada de consciência e da mudança. Desde revoluções internas a pequenos hábitos cotidianos, todas as decisões exigem responsabilidade, amor e atitude. Também podem representar, mais do que uma saída, uma solução.

“A produção de alimentos é a base da nossa sociedade. A indústria alimentícia é uma das principais do mundo. Se a consciência muda, se nossa alimentação muda, a forma de consumo muda, e as grandes corporações precisam acompanhar essas mudanças.” 

Nesse cenário de positividade e despertar coletivo, cada um faz o que pode e oferece o que tem, respeitando sempre o tempo e limitações pessoais.O importante é ir além e dar o melhor de si, agindo a favor da desconstrução dos próprios privilégios e de uma distribuição mais igualitária e equilibrada dos meios de produção e consumo, sempre com compaixão e humanidade.

SUSTENTABILIDADE

A excessiva criação de gado com destino para indústria alimentícia resulta em impactos graves e irreversíveis para o planeta. Sem ter que apelar pra cenas tristes, o documentário Cowspiracy se baseia em pesquisas, gráficos e números impressionantes, para comprovar a relação direta que há entre o consumo de carnes e o desmatamento, perdas de habitats naturais, extinção de espécies de plantas e animais, desperdício de água, poluição, zonas oceânicas mortas, erosão e agravamento do efeito estufa.

Na produção de 1 litro de leite são usados 1000 litros de água;

Na produção de 1 hambúrguer é utilizada a água correspondente a 2 meses de banho de uma pessoa (114 gramas = 2500 litros);

82% das crianças afetadas pela fome no mundo vivem em países nos quais os alimentos são dados aos animais na pecuária (que, por sua vez, são mortos e servidos de alimento a pessoas com dinheiro em outros países).

É a coisa mais poderosa que alguém pode fazer para o mundo. Nenhuma outra opção tem maior alcance e impacto mais profundamente positivo em toda a vida na Terra do que parar de consumir animais. Repõe-se valores como compaixão, integridade e bondade. Quando isso começa a progredir, ajuda as pessoas a refletirem que a vida não é apenas sobre sustentabilidade, é sobre a capacidade de prosperar.

Resultado de imagem para imagens sobre pão de queijo vegetarianoE na Cozinha de Monicavox…


Quem não inclui lacticínios na dieta certamente sente falta de um pãozinho de queijo; Mas essa receita resolve o problema… Sem lactose, sem nenhum derivado animal, sem nenhum aditivo químico.

Você vai precisar de:recipiente;fôrma;forno.

 Ingredientes:1 1/2 xícara de batata baroa cozida e amassada;3/4 xícara de polvilho azedo;3/4 xícara de polvilho doce;1/4 xícara de azeite;1/4 xícara de água;sal e temperos a gosto.
Modo de preparo:misture os ingredientes até formar uma massa com consistência elástica que não grude nos dedos;modele a massa em bolinhas do tamanho que preferir;distribua na fôrma untada e leve ao forno 180º;espere em média 45 minutos, conferindo o ponto;servir.

Resultado de imagem para imagens sobre leite da terraVoce conhece o Leite da Terra?

O leite da terra tem a aparência de um suco, mas nele adiciona-se outros ingredientes além de frutas, como tubérculos, sementes germinadas e/ou brotos. Não há adição de água mineral – o líquido extraído é 100% orgânico, vindo direta e exclusivamente dos alimentos, sendo altamente nutritivo.

Você vai precisar de:liquidificador,voal,recipiente.

 Ingredientes:
2 maçãs;1 pepino pequeno;1/2 copo de sementes germinadas (utilizamos a de girassol sem casca – 8 horas de molho na água e está pronta para consumo);1 inhame pequeno cru e descascado;3 folhas verdes (couve, rúcula, agrião, alface, repolho, acelga).
Modo de preparo:
Bata com cuidado primeiro os ingredientes com maior teor de água (maçãs, pepino, beterraba, folhas e sementes nessa ordem). Utilize uma cenoura ou o próprio pepino como biosocador para ajudar a prensar e liquidificar;despeje em um voal dentro de um recipiente;esprema bem até sair todo o líquido;beba assim que servir para preservar as propriedades e absorver o máximo dos benefícios para a saúde.
Imagem relacionadaA grande mudança na alimentação dos seres humanos-A Consciência Alimentar~ pelos Pleiadianos
 “Haverá uma grande mudança na consciência alimentar. O que está acontecendo agora é que os alimentos oferecidos são extremamente tóxicos. É por isso que muitos de vocês voltarão a viver da terra, ou pelo menos, plantarão o que necessitam para crescer em conjunto com a Terra. Vocês passarão longe de fungicidas, pesticidas, fertilizantes e todas essas coisas porque vão perceber que isso tem sido simplesmente uma farsa.”

“Foi dito a vós que esta era a melhor forma de produção. Você não precisa dessas coisas. Você fala com a terra, e você diz à Terra o que você quer. Fale com os insetos e as criaturas, e plante um pouco para os animais para que eles tenham seu próprio jardim e deixem a Terra fornecer para vocês. Quando você está em sintonia com a Terra, a Terra lhe dá exatamente o que você precisa.”

“Vocês, como espécie, deixaram de comer a comida que alimenta vocês. Estão comendo alimentos mortos. Você não só está comendo alimentos mortos, mas você está comendo alimentos que, como dissemos, estão cheio de toxinas. Você pode transmutar com seu pensamento qualquer coisa dentro de seu corpo. Seu corpo é perfeitamente capaz de transmutar o mais áspero dos venenos, porém é preciso uma grande quantidade de energia para fazê-lo, e se você for gastar toda a sua energia para transmutar uma dieta desleixada você vai deixar de usar sua energia para muitas outras coisas.”

“Chegarão novos alimentos a seu planeta. Haverá também substâncias que sairão do Himalaia e da Ucrânia que têm sido utilizadas pelas pessoas para manter a longevidade e a saúde há milhares e milhares de anos. “

“Você acredita que deve ingerir certa quantidade de comida para se sentir alimentado e cheio, quando na realidade, você vai notar que seus hábitos alimentares irão mudar drasticamente. A dieta do ‘alto espectro ‘ é o que você vai comer, a fim de elevar-se a um espectro maior de luz. Muitos de vocês não podem ingerir mais produtos de carne. Além disso, há mais venenos no peixe que talvez haja nos frangos que estão nos armazéns. Tem sido escondido isso de você.”

“Então, se você for comer essas coisas, coma em pequenas quantidades, abençoe os alimentos, abençoe o caminho que a criatura fez para chegar ao seu paladar, e tenha a clara intenção que seu corpo é capaz de assimilar. Pode chegar um tempo, e isso ocorrerá a cada um de vocês em um momento diferente, que certos alimentos o farão ficar muito doentes. Sentirão como se tivessem ingerido veneno. Se isso ocorrer, abençoe e olhe para isso como um sinal de que você está pronto, nesse momento, para alterar suas práticas alimentares.”

“É muito ruim, mas toda a sua cadeia alimentar está bastante poluída. Mesmo os produtos da horta são irradiados e preenchidos com todos os tipos de coisas, por isso é difícil encontrar algo que seja nutritivo. Então, parte da dieta de que vocês serão levados a adotar voltará para a terra, onde vocês plantarão seu próprio alimento e comerão de forma muito simples.”

“Você vai descobrir que quando você começa a preparar seus próprios alimentos e quando você prepara-os com amor e compartilha com amor o alimento que você plantou, você vai perceber uma vibração diferente que preenche o seu ser. Você não terá que passar fome, porque você não vai precisar de muito alimento. Quanto mais perto estiver da Luz, menos a comida será necessária. Não que você irá parar de comer, apesar disso poder vir a ser eventualmente, mas não morrerá de fome. Você descobrirá que pode se sustentar com pouco, porque ao obter o tipo adequado de alimentos o Corpo de Luz pode sustentar-se por longos períodos de tempo. Chegará um momento em que a comida não será mais necessária.”

Resultado de imagem para imagens sobre vegetarianismoVisão pessoal…


Sabemos como é difícil o acesso a uma alimentação de qualidade vivendo na cidade grande. Não só por conta de impostos caríssimos, poluição, agrotóxicos e rotulagem manipulada, mas também por falta de informações de como minimizar todos esses aspectos.Mudanças de hábito na prática demandam tempo e energia. A idéia é viabilizar e fortalecer esse processo através da arte, do conhecimento e da ação. Dar voz ao sentimento de insatisfação de maneira produtiva, desintoxicando corpos e mentes do parasitismo mecânico e impensado que só consome o planeta e fortalece o sistema.Um plano eficiente de reeducação alimentar começa ao desligar o piloto automático e instalar a atenção plena. Devemos prestar atenção à potência da nossa fome, à quais alimentos nos caem melhor, qual é a quantidade de alimento que nos satisfaz e qual o sabor que mais nos agrada. Também convém sermos ser gratos por cada refeição que se apresenta, mesmo que ela não seja “tecnicamente ideal”.O estilo de vida atual “exige” que a nossa atenção seja dividida simultâneamente entre diversos assuntos, o telefone, o computador, etc. Comemos automáticamente os alimentos mais práticos (alimentos requentados, encaixados, enlatados, reprocessados, e por aí vai…) e freqüentemente pulamos refeições ou as trocamos por um shake ou uma barra de cereais. A nossa mente está em qualquer lugar, menos à mesa. Estamos assistindo TV, ou numa reunião de negócios ou acessando os e-mails. Ou seja, a conexão entre a língua – esse poderoso órgão dos sentidos – e o cérebro está “fora do ar”.Ao dedicar alguns segundos para praticar a atenção plena e manifestar gratidão pelo alimento, estaremos nos conectando com as sensações riquíssimas captadas pelo paladar, olfato, visão, tato e audição e também enviando vibrações positivas para toda a cadeia alimentar (o solo, o sol, a chuva, quem planta, quem colhe, transporta, vende, prepara…). Essa energia positiva influenciará a qualidade dessa refeição e nos permitirá fazer escolhas tecnicamente adequadas em relação à quantidade e combinação de grupos alimentares.Estou com fome? Por que estou comendo? O que estou comendo? Estou feliz? Triste e ansioso?A consciência alimentar é o caminho para quem quer perder ou ganhar uns poucos quilos, e também é o caminho para quem precisa perder 35 quilos. A caminhada começa com o primeiro passo e não importa quanto tempo será necessário para alcançar o objetivo final – o fundamental é que a direção esteja correta e que o caminho seja prazeroso e rico em experiências;Quando perdemos a concentração ou comemos demais, apenas começamos novamente. Cada garfada, cada refeição, é uma chance para recomeçar……


Inspiração…

Manual de Alimentação Saudável

PRÁTICAS E REFLEXÕES SOBRE EDUCAÇÃO ALIMENTAR

Mudanças dos hábitos alimentares provocados pela industrialização …

Alimentos orgânicos – Iapar

Monicavox


Recomendo…

Resultado de imagem para imagens de livros de]/receitas com consciencia alimentar

Resultado de imagem para imagens de livros de]/receitas com consciencia alimentar

Resultado de imagem para receitas com consciencia alimentar

Resultado de imagem para receitas com consciencia alimentar

 

Extinção estaria ocorrendo mil vezes mais rápidamente…..e a causa somos nós,os humanos….

Resultado de imagem para imagens sobre extinçãoAs espécies de seres vivos do planeta estão se extinguindo pelo menos 1.000 vezes mais rápido do que o fariam sem a influência humana, segundo uma nova pesquisa publicada na revista Science. A boa notícia é que ainda há tempo para salvar o mundo de um desastre – e a tecnologia pode ser de grande ajuda nessa batalha.

De acordo com esta nova análise, entre 100 e 1.000 espécies – a cada milhão delas – são extintas por ano. Antes dos seres humanos entrarem em cena, a taxa de extinção típica era provavelmente uma extinção a cada 10 milhões de espécies a cada ano, afirma o pesquisador Stuart Pimm, biólogo da Universidade de Duke, nos Estados Unidos.

“Estes números representam um grande aumento em relação às estimativas anteriores, que consideravam que as espécies estavam sendo extintas a uma taxa 100 vezes mais rápida do que o habitual, e não mil vezes mais rápida ou mais”, alerta Pimm.

Apesar desse cenário apocalíptico, Pimm diz que sua pesquisa é “otimista”. Novas tecnologias e o conceito conhecido como “citizen scientists” (cidadãos cientistas, em tradução livre), no qual pessoas comuns, sem formação científica, são incentivadas a ajudar a conservar e catalogar espécies de animais, por exemplo, estão permitindo que os preservacionistas direcionem seus esforços melhor do que nunca.“Embora as coisas estejam ruins, e este trabalho mostra que elas são realmente piores do que pensávamos, nós estamos em uma posição muito melhor para fazer algo a respeito”, vislumbra o pesquisador.

Compreendendo a extinção

Pimm e seus colegas têm trabalhado para entender o efeito da humanidade sobre o resto das espécies que compartilham o planeta conosco. Na história da Terra, cinco extinções em massa dizimaram mais da metade da vida no planeta. Hoje, os cientistas debatem se a humanidade está causando o sexto ciclo de extinção.Esta questão é mais complicada do que pode parecer. Certamente , os seres humanos têm impulsionado espécies como o pássaro dodô, o tigre da Tasmânia e o pombo-passageiro à extinção. Não há dúvida de que o contínuo desmatamento e as mudanças climáticas vão destruir ainda mais espécies, incluindo algumas que a humanidade nunca vai ter a chance de descobrir – os pesquisadores não sabem ao certo quantas espécies existem no planeta. Cerca de 1,9 milhão já foram descritas pela ciência, mas as estimativas de quantas vivem lá fora variam de 5 a 11 milhões.

Saber como muitas espécies são extintas sem a influência humana é outro desafio. O registro fóssil, afinal, é frustrantemente incompleto. Para obter uma estimativa baseada na ciência, Pimm e seus colegas usaram dados de filogenia molecular, que utiliza a informação do DNA para construir uma teia de relações entre as espécies. Árvores filogenéticas podem mostrar a rapidez com que as espécies se diversificam. Como as espécies normalmente não se extinguem mais rapidamente do que se diversificam para formar novas espécies, essas árvores mostram o limite máximo das taxas de extinção normais. Por esse método, os pesquisadores chegaram à estimativa de uma extinção por 10 milhões de espécies a cada ano.

Em seguida, os pesquisadores analisaram as taxas de extinção contemporâneas. Eles observaram animais conhecidos pela ciência, calculando quanto tempo eles tendem a sobreviver após a sua descoberta (ou se eles ainda continuam existindo). Estas taxas levaram à estimativa de 100 extinções ou mais por milhão de espécies a cada ano – o que não se revelou uma grande surpresa.

“Não é uma coisa boa, mas para a comunidade que estuda essas coisas, nós meio que sabíamos para onde as coisas estavam indo”, afirma o pesquisador Clinton Jenkins, pesquisador do Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ), em Nazaré Paulista, em São Paulo.

Resultado de imagem para imagens sobre extinçãoO que dá para fazer?

Apesar das más notícias, Jenkins e Pimm concordam que há esperança. Mesmo que muitas espécies ameaçadas estejam em países sem muitos recursos para protegê-las, a capacidade dos cientistas para acompanhar e entender as ameaças nunca foi melhor, de acordo com os especialistas. As imagens de satélite e rastreamento global de desmatamento podem revelar a perda de habitat em tempo quase real. E sites como o biodiversitymapping.org (criado por Jenkins) revelam pontos de biodiversidade para aves, mamíferos, anfíbios e muito mais.

“Provávelmente, menos de 10% do território terrestre concentra a maioria das espécies que estamos realmente em risco de perder”, afirma Clinton Jenkins. “Então, se incidirmos sobre estas áreas, podemos resolver a maior parte do problema”, afirma.

“Cientistas cidadãos” podem ajudar, também, de acordo com os pesquisadores. Câmeras de smartphones permitem que as pessoas tirem fotos de seres vivos e reportem suas descobertas aos grupos de preservação. Pimm e Jenkins recomendam o site iNaturalist, que começou como projeto de mestrado de alunos de pós-graduação na Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos.O site permite aos usuários fazer upload de fotos de plantas e animais, marcando-os com a localização do avistamento e a espécie que provavelmente pertence, o que outros usuários, em seguida, podem confirmar. O site está ligado à lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), que monitora as espécies ameaçadas.

Tais observações de pessoas comuns podem ajudar a definir os números e a variedade das espécies, que por muitas vezes estão desatualizados na literatura científica. Esses dados, por sua vez, podem revelar se os projetos de preservação estão funcionando e quais áreas estão em risco.Além disso, há outras formas de ajudar. Cientistas do mundo todo têm implorado e, sejamos honestos, parece ser uma boa idéia que as pessoas votem e incentivem políticas públicas que diminuam o impacto da mudança climática, que está atingindo principalmente os oceanos, elevando o pH da água e dissolvendo as conchas de muitos animais marinhos. As pessoas também podem incentivar os governos a ligarem uma reserva natural em outra, atitude que ajudaria a diminuir a taxa absurda de extinções encontradas no estudo.

Pimm diz que áreas protegidas, a “linha de frente da preservação”, têm mantido as taxas de extinção de mamíferos, aves e anfíbios 20% mais baixas do que o normal sem esses refúgios. Quase 13% das terras do planeta são preservadas, mas apenas 2% do oceano é parte de um refúgio.

“As pessoas costumam dizer que estamos no meio da sexta extinção em massa. Nós não estamos no meio – estamos à beira dela e agora temos ferramentas para prevenir isso”, anima-se o cientista.

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre oceanos em extinçãoVisão pessoal…

Segundo especialistas, os oceanos estão em pior estado do que se suspeitava. Em um novo relatório de biólogos renomados que me chegou ás mãos, eles alertam que a vida nos oceanos está em alto risco de entrar numa fase de extinção de espécies marinhas sem precedentes.Questões como a sobrepesca, a poluição e a mudança climática são as culpadas pela situação. Os impactos já estão afetando a humanidade.As mudanças “aceleradas” pelo homem incluem derretimento de gelo na Groelândia e na Antártida, aumento do nível do mar e liberação de metano no leito do mar. A taxa de “destruição” é muito superior a que os especialistas previam mesmo dois anos atrás.Desde pesca em zonas temperadas, recifes de coral ou gelo do mar Ártico, tudo está passando por mudanças a um ritmo muito mais rápido do que o esperado. Mas mais preocupante do que isso são as maneiras pelas quais as diferentes questões agem sinérgicamente para aumentar as ameaças à vida marinha.Alguns poluentes, por exemplo, grudam nas superfícies de pequenas partículas de plástico que flutuam pelos oceanos. Isso aumenta a quantidade desses poluentes serem consumidos por peixes que são a base da alimentação de algumas populações(!!!);Partículas de plástico também auxiliam o transporte de algas, aumentando a ocorrência de proliferação de algas tóxicas (também causada pelo fluxo de poluição proveniente de terras agrícolas).Em um sentido mais amplo, a acidificação dos oceanos, o aquecimento da poluição e a pesca predatória estão agindo em conjunto para aumentar a ameaça aos recifes de coral, tanto que três quartos dos recifes do mundo já estão em grave risco de declínio.A vida na Terra já passou por cinco “eventos de extinção em massa” causados por situações como impactos de asteróides. O impacto combinado da humanidade, segundo os especialistas, pode causar um sexto evento desse tipo.Embora seja cedo para dizer definitivamente, as tendências são de tal ordem que é provável que aconteça e muito mais rápido do que qualquer um dos cinco anteriores.O relatório também observa que os eventos de extinção em massa anteriores foram associados com tendências que são observadas agora: distúrbios do ciclo do carbono, acidificação e hipoxia (diminuição de oxigênio) na água do mar.Por exemplo, os níveis de CO2 absorvidos pelos oceanos já são muito maiores do que durante a grande extinção de espécies marinhas 55 milhões de anos atrás (durante o Paleoceno-Eoceno Máximo Termal).As recomendações imediatas dos especialistas incluem o impedimento da pesca de exploração, com ênfase especial em alto-mar, onde atualmente há pouca regulação; o mapeamento e, em seguida, a redução de entrada de poluentes, incluindo plásticos, fertilizantes agrícolas e dejetos humanos e reduções drásticas nas emissões de gases de efeito estufa.Os níveis de dióxido de carbono estão tão altos que formas de tirar o gás da atmosfera precisam ser pesquisadas urgentemente. Os especialistas estimam que as emissões de CO2 precisam alcançar zero dentro de cerca de 20 anos(!).E Trump  diz que tudo isso é invenção dos cientistas…..We must save the planet…

Inspiração…

A Sexta Extinção-Elizabeth Kolbert

Relatórios sobre efeitos climáticos e dinâmica dos Oceanos-Instituto de Oceanografia da USP

Monicavox

Recomendo…

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre oceanos

Resultado de imagem para imagens sobre livros sobre extinção

 

Alimentação para a vida….coma para viver e ascender….

Resultado de imagem para imagens sobre alimentação holisticaQuando se fala de Alimentação estamos entrando num tema muito extenso e que não está limitado exclusivamente àquilo que geralmente chamamos de comida. A cada momento do nosso dia a dia estamos fazendo escolhas de coisas que necessitarão de digestão, assimilação; podemos nutrir-nos ou envenenar-nos, poluir-nos. Tomamos a maior parte de tais decisões de forma automática – quase inconsciente. Muitas vezes, não temos nunca tomado o tempo suficiente para refletir e saber em base a que estamos escolhendo nem quais as conseqüências.

Há alimentos para o corpo físico, e outros para nossa mente, nossos sentidos e nosso espírito, ou seja: respiração, pensamentos, palavras, emoções, relacionamentos, leituras, músicas, cores, etc. Algo que sabemos é que precisamos alimentar-nos para nos mantermos vivos. Trata-se de um bom ponto de partida, porque nos indica uma responsabilidade individual precisa nesse sentido. Se observarmos que somos seres vivos, não é difícil entender que precisamos de alimentos vivos para manter a saúde, o bem estar e a alegria.

O Dr. Edmond Bordeaux-Szekely estabeleceu a seguinte classificação que pode ser de grande ajuda para nos orientar em nossas escolhas:

• Biogênico – que produz a vida.

• Bioativo – que mantêm a vida.

• Biostático – que diminui a vida.

• Biocídico – que mata a vida.

Outro aspecto que é importante lembrar quando pensamos em Alimentação é que temos um campo energético eletromagnético de consciência que sustenta o nosso ser físico que precisa ser recarregado e nutrido. Todo o manifestado existe como energia sutil antes de assumir uma forma específica. Primeiramente a energia condensa-se no que poderíamos chamar de molde etéreo do que será seu aspecto tridimensional, posteriormente adquire também a forma física. As qualidades vibratórias dos alimentos que escolhemos têm uma influência neste campo sutil ao mesmo tempo em que atuam no corpo mais denso. Por isso, a importância de privilegiar os produtos que mantêm intactas suas características energéticas vitais.

Uma Alimentação para a Vida dá preferência a alimentos que fazem parte das duas primeiras categorias, entendendo que o uso de alimentos que constituem as duas últimas categorias prejudica, com o passar do tempo, a saúde e a vitalidade, utiliza elementos frescos, sem cozimento, de preferência de origem orgânica (livres de pesticidas e fertilizantes químicos) e aproveita a contribuição especial dos brotos, reconhecendo neles uma maneira simples, prática e econômica de receber a mais concentrada forma de energia de vida comestível.

Resultado de imagem para imagens sobre alimentação holisticaO Alimento Cru Contém as Enzimas Necessárias para Ser Digerido

O Dr. Edward Howell – que dedicou a vida toda ao estudo das enzimas – chegou a concluir que estas são as transportadoras da energia vital. Todos os organismos possuem uma variedade quase infinita de enzimas que atuam como catalisadores das mais diferentes funções. No corpo humano foram encontradas milhares delas; aquelas implicadas na digestão são somente doze. Utilizando o mesmo exemplo dado pelo Dr. Howell em seu livro Enzyme Nutrition, é como se, ao nascer, o ser humano recebesse uma doação muito grande, embora limitada, de enzimas – ou energia vital – como se fosse uma soma de dinheiro depositada no banco. Se, durante a vida, se retira energia vital desta conta, sem nunca ter o cuidado de fazer depósitos nela, chegará o momento em que esta se esgotará. Se tomarmos, por exemplo, uma maçã e a comemos crua, aproveitaremos as enzimas ativas que promovem a sua fácil digestão.

Trata-se das mesmas enzimas que provocam a putrefação do fruto quando ele não é utilizado. Quando isto acontece com um fruto caído da árvore sobre o solo, resulta numa devolução de nutrientes orgânicos à nossa Mãe Terra, completando assim o ciclo vital do fruto.

Se as condições são favoráveis, é até possível às sementes brotarem, dando lugar ao nascimento de uma nova planta. Retornando ao nosso exemplo, a situação será diferente se comermos o alimento cozido. Neste caso, as enzimas estão inativas (as enzimas são compostas por dois elementos que, ao serem expostos a uma temperatura superior a 50º centígrados, ou a certo tipo de radiação, distanciam-se tanto entre elas a ponto de resultarem inertes) e nosso corpo deverá proporcionar as enzimas digestivas necessárias, valendo-se da reserva de energia vital. Quando a alimentação é constituída na maioria por produtos cozidos e processados industrialmente, o que fazemos é retirar continuamente de nossa conta bancária.

É desta forma que, na produção das doze enzimas digestivas, investimos a maior parte de nossa reserva de energia. O prejuízo, ao cozinhar os alimentos, não se limita à perda total das enzimas, perdem-se em forma considerável também as vitaminas – às vezes totalmente como no caso da vitamina B12 – e acontecem alterações das graxas, minerais e proteínas que deixam de ser metabolizadas do mesmo jeito de antes, convertendo-se, muitas vezes, em toxinas. No caso do forno microondas o quadro é ainda mais grave pelo fato que suas intensas radiações destroem completamente o campo energético dos alimentos, desvitalizando-os e modificam mais ainda sua estrutura molecular que não é reconhecida geneticamente pelo nosso metabolismo que entra em estado de alerta como quando na presença de agentes patogênicos.

Este fenômeno, chamado de leucocitose digestiva, acontece cada vez que for ingerido algum alimento cozido ou processado (também balas, bolachas, salgadinhos, refrigerantes). O número de leucócitos (glóbulos brancos) no sangue aumenta e se normaliza somente depois de hora e meia depois de cada refeição. Isto não acontece com os alimentos crus. As gorduras, por exemplo, em estado natural – cru -, contêm também elementos ativos que permitem a sua metabolização. Ao cozinhar, se perde este elemento, saturando as graxas numa forma que o organismo não pode metabolizar. Por esta razão é que o abacate e as sementes oleaginosas sem torrar – sempre que ingeridos com moderação – não produzem acúmulo de graxas saturadas prejudicial para a saúde, diferente das carnes, óleos, manteiga, margarina e azeite cozidos.

 É fundamental reduzir ao mínimo o consumo de graxas cozidas e saber que sómente os azeites e óleos prensados a frio mantêm intactos seus valores nutritivos. Em todos os demais casos, as semente s e as azeitonas foram tratadas com altas temperaturas para obter uma maior quantidade de azeite.

Imagem relacionada

O Excesso de Proteínas Prejudica a Nossa Saúde

Um dos grandes preconceitos de nossa época é a obsessão pelas proteínas. É importante esclarecer que praticamente todos os alimentos naturais contêm proteínas, sendo quase impossível uma deficiência protéica; é preciso chegar a casos extremos de desnutrição para que isto aconteça. Por outro lado, a necessidade de proteínas para o organismo é muito inferior àquela propagandeada com claras finalidades comerciais. Na composição do leite materno as proteínas representam somente entre o 2 e o 6%. Pode-se dizer que, tão importantes como as proteínas, e até talvez mais, são as vitaminas, os minerais, as enzimas e os oligo-elementos que, para ser energéticamente ativos precisam ser de proveniência natural.

É interessante observar que os minerais e as vitaminas de mais fácil absorção são aqueles de origem vegetal. Vitaminas e minerais sintetizados em laboratórios, em cápsula ou adicionados aos alimentos, não são completamente metabolizados pelo nosso organismo e resultam numa carga maior de trabalho de eliminação. O ferro adicionado, por exemplo, aos achocolatados traz muitas vezes como efeito colateral intestino preso e raramente consegue melhorar quadros de anemia. Voltando ao tema das proteínas, outro aspecto chave é que nosso corpo é perfeitamente capaz de produzi-las na medida necessária, sempre que lhe sejam fornecidos os materiais básicos, os aminoácidos, os quais são encontrados em forma facilmente metabolizável em vegetais e grãos, especialmente na etapa de germinação.

Os aminoácidos são 22, 12 são sintetizados diretamente no nosso organismo, 8, chamados essenciais, precisamos obtê-los a través dos alimentos. Todos os oito aminoácidos essenciais se encontram nos alimentos de origem vegetal não processados. Mais ainda, quando o corpo recebe os aminoácidos essenciais diretamente, como no caso de vegetais e brotos, está dispensado do trabalho de decompor as proteínas complexas em aminoácidos. A eliminação das proteínas em excesso (especialmente se de origem animal) sobrecarrega fígado e rins estressando-o.

Este processo de eliminação precisa de grandes quantidades de cálcio provocando perda óssea e cálculos renais devido à grande concentração de cálcio na urina. Outro produto que facilita a perda do cálcio ósseo é o açúcar refinado que o corpo aciona para neutralizar a hiperglicemia repentina que este provoca. Observa-se também, durante o processo da germinação, uma potencialização dos valores nutritivos e da energia vital da semente. Isto é fácil de entender se pensarmos que a semente, antes de brotar, contém – em estado latente – toda a informação necessária para o crescimento da planta completa. Quando germina, este potencial todo entra em movimento numa explosão energética comparável à do Big Bang de que falam os astrofísicos contemporâneos. Esta é a contribuição inestimável que nos dão as sementes germinadas, sempre que forem ingeridas no seu estado natural – cru – que resulta em importantes depósitos de energia vital a favor de nossa ―reserva bancária.

Visão pessoal…

As atitudes, emoções e pensamentos de quem trabalha na cozinha são absorvidas pelos alimentos e recebidas por aqueles que os consomem. O hábito de abençoar a comida com gratidão ajuda enormemente a purificá-los, sintonizando as freqüências dos alimentos com as freqüências dos nossos corpos. O acúmulo das substâncias tóxicas debilita o sistema imunológico, conseqüentemente, o organismo não será capaz de resistir à presença de elementos patogênicos. Compreender que a toxemia é a causa fundamental de todas as doenças, permite definir claramente o caminho até a saúde: favorecer a eliminação dos venenos e fortalecer o sistema natural de imunidade, introduzindo no corpo os alimentos capazes de fornecer as substâncias nutrientes necessárias para seu bom funcionamento. A causa comum de toda enfermidade é a má nutrição, da qual deriva a toxemia (alto nível de toxinas em nossas células). A má nutrição deve-se à desordem na alimentação e à ingestão de alimentos que satisfazem apenas ao paladar, enchem a barriga, mas são deficientes em nutrientes e qualidades vitais. Quando nossos veículos físicos não recebem os nutrientes necessários para a reprodução de novas células, são obrigados a construir com aquilo que encontram; pedindo, a distintas partes do corpo, doações de materiais básicos indispensáveis. O resultado é uma lenta e progressiva deterioração dos órgãos e tecidos e de suas funções, que termina produzindo a doença. O envelhecimento precoce do ser humano tem sua origem principal na má nutrição e no sedentarismo.  O ser humano parece começar a envelhecer já a partir dos quarenta anos, durando assim sua velhice, às vezes a metade da vida. Das 8.400.000 espécies que existem na Natureza, 8.399.999 comem alimentos que estão no próprio estado natural – não cozidos. O ser humano parece ser o único que está sujeito a maior quantidade de problemas relacionados com a saúde. A toxemia depende de uma série de fatores que vão se somando; O ar contaminado das concentrações urbanas, a água com seus minerais nem sempre metabolizáveis, o stress, o abuso de álcool, tabaco, carnes, remédios, drogas, excitantes, o estar em contato com elementos tóxicos no lugar de trabalho ou em casa, são todos fatores que contribuem para o excesso de concentração de toxinas no organismo. Mas a causa principal encontra-se nos alimentos do mundo contemporâneo:os resíduos de agrotóxicos nos vegetais, de hormônios e antibióticos em carnes e ovos, de químicos utilizados para processar alimentos como, por exemplo, para branquear o açúcar, a farinha, o sal, de conservantes nas carnes frias e nos produtos em lata e em garrafa, os corantes e sabores artificiais, as vitaminas sintéticas adicionadas que o organismo não metaboliza, etc. Outro fator que contribui para a intoxicação do nosso corpo é comer de novo quando não se tem ainda completada a digestão e comer quando irritado ou ressentido. Isto transforma tudo aquilo que está no estômago em substância tóxica, uma sobrecarga de trabalho para o sistema de eliminação. É de extrema importância o bom astral de quem prepara os alimentos, por isso a comida, se feita com amor, nos faz bem……

Ou citando  Hipócrates: ―Doenças atacam as pessoas não como um raio em céu azul mas são conseqüências de contínuos erros contra a Natureza.

Inspiração….

Documentário sobre alimentação viva-Imperdível-Dr Alberto Gonzales-

Microorganismos causadores de doenças de origem alimentar-PDF

Experiência pessoal

Monicavox

Recomendo….

Resultado de imagem para imagens sobre livros de dietas

Resultado de imagem para imagens sobre livros de dietas

Resultado de imagem para imagens sobre livros de dietas