cropped-preto-e-branco.jpgHá uma teimosia em mim que nunca fica aterrorizada diante da vontade dos outros. A minha coragem sempre aumenta, sempre que alguém tenta me intimidar.Quanto menos limitações eu definir em mim mais livre eu fico….Apesar de todos os medos, escolho a ousadia.Apesar dos ferros, construo a dura liberdade.Prefiro a loucura à realidade, e um par de asas tortas aos limites da comprovação e da segurança.Eu sou assim….Pelo menos assim quero fazer: a que explode o ponto e arqueia a linha, e traça o contorno que ela mesma há de romper….eu quero o delírio.Meu coração se transforma a cada experiência. Mas ainda palpita, sobressalta e se assusta…. Ainda é vulnerável,apesar de eu não deixar transparecer. A felicidade que  transmitimos sempre vai incomodar aqueles que não tem a ousadia e coragem de buscarem a deles.Não gosto da vida em banho-maria, gosto de fogo, pimenta, alho, ervas. Por um triz não sou uma bruxa.

O tempo não cura tudo. Aliás, o tempo não cura nada, o tempo apenas tira o incurável do centro das atenções.

A tragédia faz emergir forças inimagináveis em algumas pessoas.
Por mais devorador que seja, o mesmo sofrimento que derruba faz voltar a crescer.

Quando olho para o meu passado, encontro uma mulher bem parecida comigo – por acaso, eu mesma – porém essa mulher sabia menos, conhecia menos lugares, menos emoções…..Quem nos quiser amar agora terá de vir com calma, terá de vir com jeito. Somos um território mais difícil de invadir, porque levantamos muros, seguros de nossas forças, disfarçamos a pouca fragilidade com altas torres e ares imponentes. A maturidade me permite olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, querer com mais doçura.
Às vezes é preciso recolher-se.

Viver, como talvez morrer, é recriar-se: a vida não está aí apenas para ser suportada nem vivida, mas elaborada. Eventualmente reprogramada. Conscientemente executada. Muitas vezes, ousada.

Resultado de imagem para imagens de mulheres em preto e branco natalie woodMulheres são como maçãs em árvores. ….as melhores estão no topo.Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar.
Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo,mas são fáceis de se conseguir. Assim, as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade ELAS são maravilhosas…Elas têm que esperar um pouco mais para o homem certo chegar… aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore.

Somos donos dos nossos atos,mas não donos dos nossos sentimentos.Somos culpados pelo que fazemos,mas não pelo que sentimos.Podemos prometer atos, mas não podemos prometer sentimentos.Atos são pássaros engaiolados….Sentimentos são pássaros em vôo.

É no conhecimento que existe a chance de libertação. Uma pessoa que decide não conhecer, aceita sua condição de escravo, aceita sua condição de submissão; conhecer é a condição pra eu me libertar de mim mesma e das amarras sociais.

Resultado de imagem para imagens de clarice lispectorA palavra é meu domínio sobre o mundo.

Conhecer os outros é inteligência, conhecer-se a si próprio é verdadeira sabedoria. Controlar os outros é força, controlar-se a si próprio é verdadeiro poder.

A nova fonte de poder não é o dinheiro nas mãos de poucos, mas informação nas mãos de muitos.

O que eu penso, não muda nada além do meu pensamento, o que eu faço a partir disso, muda tudo.

Toda a história da Ciência tem sido a percepção gradual de que eventos não acontecem de uma maneira arbitrária, mas que refletem uma ordem básica, que pode ou não ser divinamente inspirada.

Não compartilho da crença num progresso infinito quanto às sociedades; acredito nos progressos do homem em relação a si mesmo.

A confiança na realidade da vida, depende quase exclusivamente da intensidade com que a vida é experimentada, do impacto com que ela se faz sentir.

Um fio invisível conecta os que estão destinados a conhecer-se, independentemente do tempo, lugar ou circunstância, o fio pode esticar ou emaranhar-se, mas nunca irá partir.

Em nossos raciocínios a respeito dos fatos, existem todos os graus imagináveis de certeza. Um homem sábio, portanto, ajusta sua crença à evidência.

A grande verdade é que você é a pessoa que escolhe ser. Todos os dias você decide se continua do jeito que é ou muda. A grande glória do ser humano é poder participar de sua autocriação.

Imagem relacionadaO dinheiro nunca significou muito para mim, mas a independência (conseguida com ele), muito……A natureza lhe dá o rosto que você tem aos 20. A vida talha o rosto que você tem aos 30. Mas depende de você merecer o rosto dos 50……Para ser insubstituível, você precisa ser diferente.Não é a aparência, é a essência. Não é o dinheiro, é a educação. Não é a roupa, é a classe.Ninguém é o que parece ou o que aparece. O essencial não há quem enxergue. Todo mundo é só a ponta do seu iceberg.

A razão e a paixão são o timão e a vela … de nossa alma navegante.Sem ambos, ficamos à deriva ou parado no meio do mar. Se a Razão governar sozinha, será uma força limitadora. E uma Paixão Ignorada é uma chama que arde até sua própria destruição.A verdade de outra pessoa não está no que ela te revela, mas naquilo que não pode revelar-te. Portanto, se quiseres compreendê-la, não escute o que ela diz, mas antes, o que ela não diz.

É errado pensar que o amor vem do companheirismo de longo tempo ou do cortejo perseverante. O amor é filho da afinidade espiritual e a menos que esta afinidade seja criada em um instante, ela não será criada em anos, ou mesmo em gerações.

Um homem que está livre da religião tem uma oportunidade melhor de viver uma vida mais normal e completa.A inteligência é o único meio que possuímos para dominar os nossos instintos.O homem é dono do que cala e escravo do que fala.

A maioria das pessoas não quer realmente a liberdade, pois liberdade envolve responsabilidade, e a maioria das pessoas tem medo de responsabilidade.Não somos apenas o que pensamos ser. Somos mais: somos também o que lembramos e aquilo de que nos esquecemos; somos as palavras que trocamos, os enganos que cometemos, os impulsos a que cedemos ‘sem querer’.

Resultado de imagem para imagens de mulheres antigas em preto e brancoNão permito que nenhuma reflexão filosófica me tire a alegria das coisas simples da vida.Qualquer situação tem muitos caminhos,mesmo que não aparente ter… Quando você apenas experimenta um, perde milhões de outras possibilidades que podem levar a um resultado ainda melhor. É preciso explorar a vida e o mundo, criar vivências. Só assim você crescerá e ficará mais rico por dentro.Existem silêncios que falam e se ouvem mais do que palavras, é aquele silêncio que eu admiro e que quer dizer que não necessitamos de declarar absolutamente nada à outra pessoa.

Triste de quem se acha dono de alguém…
As pessoas têm sentimentos, constroem relações, criam laços…mas ninguém pertence a ninguém, a não ser a si próprio.

Ter saudades nem sempre representa afastamento, separação, debilidade, amargura.
Muitas vezes são fantásticas lembranças de momentos mágicos, etapas extraordinárias, e pessoas para as quais não temos definição. São recordações que vagueiam pela nossa mente….. Aquelas que nos oferecem risadas, que nos fazem felizes pelo simples fato de revivermos, mesmo que apenas na nossa cabeça, momentos inesquecíveis e desiguais. Os tais momentos a que não lhes mudaríamos uma vírgula que fosse… mesmo com as reticências que se seguiram…e mesmo depois dos pontos finais.

Imagem relacionadaTransformo-me quando estou enfurecida e irritada. Quando quero algo, quero-o tão árduamente que fico obcecada até ter aquilo que desejo. Sou assim, tanto nas coisas materiais, como nas sentimentais.

Eu acho que a estupidez é quase sempre um impulso, de que muitas vezes nos arrependemos. Já a inteligência…ou se tem, ou não se tem. E não há impulso que ofereça inteligência a ninguém.

Por vezes é preciso saber não atacar, não responder , nem tão pouco provocar. E o melhor a fazer passa pelos verbos “eliminar e esquecer”. Depois é só continuar e manter-se igual a si mesmo. Quem não sabe , nem quer saber lidar…nunca valerá a pena.

Resultado de imagem para imagens de mulheres em preto e branco no marPreciso que um barco atravesse o mar,lá longe
para sair dessa cadeira,para esquecer esse computador
e ter olhos de sal,boca de peixe e o vento frio batendo nas escamas…..Em breve, me mudo.Estou de partida. Breve me mudarei para a curva do teu braço. Busco a terra sem vento, a mansa terra do teu peito. E a batida surda e quente do magma mais profundo para embalar o meu sono. Busco a tranquilidade da enseada. Já conheci as águas que eu preciso saber….Desbravei os mares, lancei-me por entre espumas. Naveguei seguindo as estrelas do céu, contando as estrelas do mar, até chegar a portos dos quais nem suspeitava a existência.Agora é tempo de lançar meus braços á água, deixando que enlacem nos rochedos ancorando- me ao meu destino…. Escolho o teu lado esquerdo , onde me beija o sol poente. E espero que tua mão direita sossegue minhas velas.Assim, acima do teu coração, encosto a cabeça. E pequena como um grão, deito raízes. Aprenderei a conhecer-te através da planta dos meus pés, como o cego sabe onde pisa, como o índio que conhece a trilha.Se for mansa a maré das colinas, terei certeza de que dormes, ou pensas em silêncio…..Se de repente meu solo se encrespar tangido por um vento só seu, será o frio que te toca. O medo, saberei no tremor subterrâneo. E quando o suor correr farto enchendo rios sem peixes, ameaçando me levar, será tempo de calor, será o verão cantando na tua pele…..Aprenderei a tatear-te com as mãos, procurar meus caminhos nos vales dos músculos. Fluirei devagar, dormirei nas axilas. Não preciso de casa. Não preciso de abrigo. A terra de tua carne é quente, e nada me ameaça….. Posso deitar-me nua, tranquila, ou ficar acordada olhando para o alto. O céu é calmo, as nuvens passam indo a outros lugares. Nenhuma traz a chuva ou a tempestade.Não preciso de pente, não preciso de panos. O orvalho da tua pele me banha de manhã, e a tua respiração arruma os meus cabelos. Só quero um cavalo. Galoparei com ele as dunas do teu corpo, descerei pelos braços, avançarei pelas mãos, arriscando-me a queda nos penhascos dos seus dedos.Explorarei teu ventre, matarei minha sede no poço do teu umbigo. E armada de desejo, penetrarei na selva de teus pêlos, emaranhada e perfumada noite, delta dos sumos, labirinto que imperioso me chama e suave me perde.Só depois, percorridas as pernas, visitado os pés, voltarei corpo acima ; ventre, peito, subindo em peregrinação até o pescoço, repousando no vale da omoplata. Talvez leve um cantil, para a dura escalada do teu queixo. Subirei com cuidado, procurando a caverna das orelhas para repouso e abrigo. Barulho não farei, prometo. Nada que te perturbe…..Talvez no dia seguinte, ou mais ainda, passando-se outro dia na difícil subida , eu procure chegar até os teus olhos. Se estiverem fechados , sentarei com paciência esperando o milagre da íris descoberta, o nascer dos olhos que se renova a cada despertar, o astro de luz surgindo sob o horizonte da pálpebra . Se estiverem abertos, sentarei a beira deste lago, fonte, olho d’água, encantada com a dança dos reflexos ilusórios, peixes deslizando suas sombras sobre um fundo sem algas. E haverá um momento em que, vencendo o medo, mergulharei na transparência para nadar em direção ao redemoinho negro da pupila….A aresta do nariz é perigosa. Eu bem conheço sua linha sinuosa , sua falsa maciez sobre o duro arcabouço. Não convém que a acompanhe. Seguirei pelo lado, encostando -me , esgueirando-me para não ser tragada. Não tentarei desvendar o mistério do sopro.A boca chegarei com respeito. Irei pelo canto, para descer ao lábio inferior, o mais carnudo. Avançarei deitada, rastejando de leve na pele úmida, até chegar a borda. E me debruçarei sobre suas palavras…Breve me mudo para a curva do teu braço. Não saberei mais de você do que já sei. Nem você saberá mais de mim. Mas talvez assim tão perto , encostada na raiz do teu ser, eu possa me esquecer de onde começo, e me esquecer em ti na minha entrega…( Erotismo com mestria nas palavras-da escritora Marina Colasanti)

Resultado de imagem para imagens de fotos de linda evangelista em preto e brancoJá não tenho paciência para algumas coisas, não porque me tenha tornado arrogante, mas simplesmente porque cheguei a um ponto da minha vida em que não me apetece perder mais tempo com aquilo que me desagrada ou fere. Já não tenho pachorra para cinismo, críticas em excesso e exigências de qualquer natureza. Perdi a vontade de agradar a quem não agrado, de amar quem não me ama, de sorrir para quem quer retirar-me o sorriso. Já não dedico um minuto que seja a quem mente ou quer manipular. Decidi não conviver mais com pretensiosismo, hipocrisia, desonestidade e elogios baratos. Já não consigo tolerar eruditismo seletivo e altivez acadêmica. Não compactuo mais com bairrismo. Não suporto conflitos desnecessários e comparações ridículas. Acredito num mundo de opostos e diferenças e por isso evito pessoas de caráter rígido e inflexível. Na Amizade desagrada-me a falta de lealdade e a traição. Não lido nada bem com quem não sabe elogiar ou incentivar. Os exageros aborrecem-me e tenho dificuldade em aceitar quem não gosta de animais. E acima de tudo já não tenho paciência nenhuma para quem não merece a minha paciência….(faço minhas, as palavras de Meryl Streep)

Imagem relacionada

Eu me lembro que um dia acordei de manhã e havia uma sensação de possibilidade. Sabe esse sentimento? E eu me lembro de ter pensado: este é o início da felicidade. É aqui que ela começa. E, é claro, haverá muito mais. Nunca me ocorreu que não era o começo. Era a felicidade. Era o momento….. aquele exato momento.Encarar a vida pela frente… Sempre… Encarar a vida pela frente, e vê-la como ela é… Por fim, entendê-la e amá-la pelo que ela é… E depois deixá-la seguir… Sempre os anos entre nós, sempre os anos… Sempre o amor… Sempre a razão… Sempre o tempo… Sempre… as horas.Esta alma, ou vida dentro de nós, sem opção concorda com a vida exterior. Se alguém tiver a coragem de perguntá-la o que pensa, ela está sempre dizendo exatamente o oposto do que as outras pessoas dizem….Pensei o quanto desconfortável é ser trancado do lado de fora; e pensei o quanto é pior, talvez, ser trancado no lado de dentro.Estas são as mudanças da alma. Eu não acredito em envelhecimento. Eu acredito em alterar para sempre o aspecto de alguém para a luz….. Eis meu otimismo.

Resultado de imagem para imagens de mulheres e homens em preto e brancoCanção das mulheres

Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.

Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta.

Que o outro aceite que me preocupo com ele e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor.

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso.

Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso poder fazer tolices tantas vezes.

Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais.

Que o outro sinta quanto me dóia idéia da perda, e ouse ficar comigo um pouco – em lugar de voltar logo à sua vida.

Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo ”Olha que estou tendo muita paciência com você!”

Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.

Que se eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire.

Que o outro não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso.

Que, finalmente, o outro entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa – uma mulher.

(Nada mais verdadeiro e real-da escritora Lya Luft)

cropped-cropped-cropped-cropped-cropped-preto-e-branco11.jpgMonicavox 

Por fim…

Trago no olhar visões extraordinárias, de coisas que abracei de olhos fechados…..